Política da Arábia Saudita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde Março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Arábia Saudita
Coat of arms of Saudi Arabia.svg

Este artigo é parte da série:
Política e governo da
Arábia Saudita



Outros países · Atlas
Rei Abdullah, da Arábia Saudita.

A Arábia Saudita é uma monarquia absoluta, de forma que o rei não é apenas o chefe do estado mas também do governo. A lei básica adotada em 1992 declarou que Arábia Saudita é uma monarquia governada pelos filhos e pelos netos do rei Abd Al Aziz Al Saud.

O país tem mostrado um profundo desprezo pelos direitos humanos. Porém, devido à pressões internacionais vem diminuindo o rigor do seu regime absolutista. Em 2005 foram convocadas as primeiras eleições municipais daquele país, eleições transtornadas, é verdade, mas foi um grande passo para um país de tradição tão rígida.

Apesar de seu regime absolutista a Arábia Saudita é o principal aliado muçulmano dos EUA na região.

  • Legislativo: não há.
  • Partidos políticos: não há.
  • Constituição em vigor: não há — o rei governa de acordo com a Sharia, a "lei sagrada" do islamismo.
  • Organizações: Banco Mundial, FMI, ONU, Opep.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política, partidos políticos ou um político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.