Rammstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rammstein
Rammstein ao vivo no Madison Square Garden em 11 de dezembro de 2010.
Informação geral
Origem Berlim
País  Alemanha
Gênero(s) Neue Deutsche Härte
Metal industrial
Metal alternativo
Heavy Metal
Período em atividade 1994 - atualmente
Gravadora(s) Motor Music
Republic Records
Universal Music
Página oficial www.rammstein.de
Integrantes Till Lindemann
Richard Z. Kruspe
Paul Landers
Oliver "Ollie" Riedel
Christoph "Doom" Schneider
Christian "Flake" Lorenz

Rammstein é uma banda alemã formada em Berlim, em Janeiro de 1994. As músicas são em sua maioria em alemão, mas também algumas em outros idiomas como inglês, espanhol, francês e russo[1] e podem ser classificadas sob os estilos rock, Industrial metal, NDH e Heavy Metal. O grupo é formado por Till Lindemann (Vocal), Richard Z. Kruspe (Guitarra e Backing vocals), Paul H. Landers (Guitarra e Backing vocals), Oliver "Ollie" Riedel (Baixo), Christoph "Doom" Schneider (Bateria e Percussão eletrônica) e Christian "Flake" Lorenz (Teclados). Em 2009, eles já haviam vendido cerca de 20 milhões de álbuns no mundo todo.[2]

As performances ao vivo do Rammstein são conhecidas por serem teatrais e pirotécnicas, ganhando premiações na categoria em diversos países.[3] . Atualmente todo catálogo do Rammstein é publicado pela Universal Music Group. Desde sua formação o grupo não passou por nenhuma alteração dos seus integrantes originais.

Banda[editar | editar código-fonte]

Marca do Rammstein no início de seus shows, a bandeira da Alemanha

O nome da banda vem de um grande acidente aéreo acontecido na pequena cidade alemã Ramstein em 1988[4] , durante uma exibição em que três aviões italianos colidiram e caíram em cima da platéia, provocando a morte de centenas de pessoas. A banda decidiu então pôr um "M" a mais no nome da banda. "Rammstein" literalmente pode ser traduzido como aríete. Das bandas que cantam em alemão é a que atingiu maior sucesso fora da Alemanha, principalmente com o segundo álbum Sehnsucht (1997), depois com Mutter (2001) e Reise, Reise (2004), alcançando então o ápice do sucesso. O seu penúltimo trabalho, inicialmente anunciado como Reise, Reise (vol.2), acabou por ser denominado Rosenrot (2005).O último álbum lançado pela banda chama-se "Liebe ist für alle da", com destaque para a polêmica música "Pussy" causando mais uma vez polêmica e sucesso ao mesmo tempo e da mesma forma que a banda costuma apresentar-se.[5]

Till Lindemann, vocalista.

A maioria de seus membros são oriundos da Alemanha Oriental, especificamente Berlim Oriental e Schwerin.

A banda freqüentemente usa efeitos pirotécnicos, fortes efeitos de iluminação além de um aspecto teatral nos seus concertos, produzindo um visual impressionante mas sobretudo cativante, mesmo para quem não gosta da sua música.

Símbolo da Banda
  • Turnê e novo álbum anunciados oficialmente; O site oficial da banda divulgou as primeiras datas da turnê “Made in Germany 1995 – 2011″. De acordo com a notícia, o Rammstein reuniu as músicas mais significativas de seus 16 anos de carreira e está pronto para cruzar a Europa com a nova turnê começando no dia 06 de novembro. “Um show completamente novo, Rammstein no seu melhor”. A venda internacional de ingressos começa no dia 24 de junho.

Em uma entrevista em Julho de 2013, o guitarrista Paul Landers revelou a possibilidade de haver um documentário sobre o Rammstein e um novo DVD ao vivo. Ele disse que a banda está "começando a pensar" em um novo álbum em 2014.

Made in Germany 1995 – 2013[editar | editar código-fonte]

Sobre o álbum, foi revelado, que terá as 20 melhores músicas da banda, incluindo uma faixa inédita, e um catálogo de todos os vídeos da carreira do Rammstein em formato CD/DVD

  • Liebe Ist Für Alle Da (em português: "O amor está aí para todos") é o sexto álbum de estúdio da banda, editado em Estocolmo, lançado a 16 de Outubro na Europa (20 de Outubro no resto do mundo).

É o primeiro álbum de originais após quase quatro anos, contendo onze faixas. Um single denominado "Pussy" foi lançado no dia 18 de setembro.

Formação[editar | editar código-fonte]

A formação da Rammstein não se alterou desde o início, exceto pelo guitarrista Paul Landers e o tecladista Christian (Doctor Flake) Lorenz, que ingressaram na banda em um segundo momento.

Em 2007, O Rammstein estava inativo; com isso, Richard Kruspe saiu da banda (temporariamente) para execução do projeto Emigrate. Mas em 2008 Richard voltou a trabalhar junto ao grupo em um novo trabalho.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Cronologia[editar | editar código-fonte]




Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
Dvd's

Letras e Estilo[editar | editar código-fonte]

Apresentação ao vivo com efeitos pirotécnicos.

Os Rammstein não se enquadram num gênero musical específico. O seu estilo é considerado industrial metal, porém os próprios membros da banda chamam seu estilo de "Tanz Metall". Como óbvio na sua música industrial ela está sempre associada a música eletrônica, no caso do Rammstein é mais notável a influência do Techno. Acima de tudo, procuram em cada álbum fazer algo diferente do anterior, não mantendo um estilo. Apesar da banda demonstrar brutalidade na sua imagem, há senso de humor e protesto político nas letras. Till Lindemann tem o seu próprio estilo teatral (principalmente nos clipes), interpretando o personagem da vez perfeitamente. Algumas letras estão escritas de maneira dúbia, passíveis de terem dupla interpretação, podendo dizer-se que o sentido da letra varia segundo o ouvinte.

Rammstein showe em Paris no ano de 2009 com efeitos pirotécnicos.

No final, são considerados mais como Neue Deutsche Härte (trad.: Nova Dureza Alemã, dureza relacionada com os vínculos ao estilo musical Heavy Metal)

Apresentações em países lusófonos[editar | editar código-fonte]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

15 de abril de 1999 - Porto Alegre, Jockey Club

17 de abril de 1999 - São Paulo, Autódromo de Interlagos

15 de outubro de 2005 - São Paulo, Credicard Hall (Cancelado)

30 de novembro de 2010 - São Paulo, Via Funchal

1 de dezembro de 2010 - São Paulo, Via Funchal

Vieram duas vezes ao Brasil: a primeira em convite pela banda Kiss para fazer a abertura de seu show em São Paulo e em Porto Alegre e a segunda no Via Funchal em São Paulo, onde apresentaram-se em dois dias consecutivos.

Marcaram em Agosto de 2005 uma turnê para a América Latina que incluía uma apresentação no Brasil, em São Paulo no Credicard Hall para Outubro, mas a turné foi cancelada. Previamente, a banda pediu desculpas, divulgadas no site. Houve diversas especulações de que a causa do cancelamento das apresentações seria o acidente entre Till, o vocalista, e Flake num espectáculo na Europa durante a música Amerika. Depois de alguns dias, os meios de comunicação especializados divulgaram notícias de que o tecladista da banda Christian Lorenz Flake havia contraído uma doença que ameaçava seu aparelho auditivo. Mais tarde, soube-se que Flake contraíra caxumba e também uma intoxicação alimentar.

Em Julho de 2010, a banda confirma em seu site oficial a turnê programada para América do Sul, incluindo o Brasil. O show ocorreu dia 30 de novembro, em São Paulo na Via Funchal (Vila Olímpia).

Em Outubro de 2010, confirmaram o segundo show, dia 1 de dezembro, logo após o primeiro, na Via Funchal.

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

13 de Maio de 1998 - Lisboa, Paradise Garage

14 de Maio de 1998 - Porto, Hard Club

5 de Junho de 2001 - Lisboa, Coliseu dos Recreios

10 de Dezembro de 2001 - Lisboa, Pavilhão do Restelo

11 de Dezembro de 2001 - Lisboa, Pavilhão do Restelo

13 de Julho de 2002 - Caminha, Festival Vilar de Mouros

9 de Novembro de 2004 - Lisboa, Pavilhão Atlântico

8 de Novembro de 2009 - Lisboa, Pavilhão Atlântico

30 de Maio de 2010 - Lisboa, Rock in Rio (Parque da Bela Vista)

16 de Abril de 2013 - Lisboa, Pavilhão Atlântico

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Em 2003 houve uma apresentação da música Mein Herz Brennt pela orquestra sinfônica de Dresden.[6]
  • Ficaram nus em uma apresentação nos Estados Unidos.[5]
  • O capa do álbum Sehnsucht foi considerada uma das mais controversas de todos os tempos, na classificação do site a capa aparece em nono lugar.[7]
  • A música Mein Teil do álbum Reise, Reise, foi inspirada na história do canibal alemão Armin Meiwes.[8]
  • Existe um vídeo da música "Pussy" proibido para menores de 18 anos por conter sexo explícito.
  • Seus álbuns correram risco de censura e até mesmo proibição em 2007 por um órgão de apoio a juventude chamado Kreisjugendpfleger, por serem considerados impróprio para menores.[9]
  • Em 22 de março de 2012 cantaram "The Beautiful People" junto com Marilyn Manson no festival Echoverleihung 2012 [10] .
  • "Du Hast" também tocado por uma banda turca chamada maNga, uma banda Paquistanesa de industrial metal chamada Black Warrant, a banda de metal chilena Kanatran, e a banda ucraniana Los Colorados.
  • Em 2011 durante a performance da canção "Du Hast" no programa "Jimmy Kimmel Live!" do canal americano American Broadcasting Company (ABC) um "fã" invade o palco e o vocalista Till Lindemann estava com um lança-chamas na mão e disparou contra o "fã", fazendo assim com que sua roupa pegasse fogo, os seguranças apagaram o fogo, isto é claramente uma ação encenada, que costuma acontecer quando a música "Benzin" está sendo cantada, no entanto tal atuação foi feita durante a música "Du Hast", o vídeo pode ser visto facilmente pela internet.
  • A música "Führe Mich" aparece na abertura e nos créditos do filme "Ninfomaníaca: vol. I" do controverso diretor Lars Von Trier. O filme, altamente erótico e com cenas de sexo explícito, conta com as participações ilustres de Charlotte Gainsbourg, Uma Thurman, Willem Dafoe e Connie Nielsen.

Premiações e menções honrosas[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Nomeações[editar | editar código-fonte]

  • 1997 - Otto BRAVO:: Melhor banda de rock
  • 1998 - MTV Europe Music Awards : Melhor Canção de Rock
  • 1999 - Grammy : melhor performance de música metal (" Du hast ")
  • 2005 - Kerrang! : Melhor performance ao vivo
  • 2005 - Cometa: Melhor performance ao vivo
  • 2005 - MTV Europe Music Awards : Melhor Vídeo (" Keine Lust ")
  • 2005 - BRAVO Otto: Melhor "supergrupo" de Rock
  • 2006 - Grammy : melhor performance de música metal (" Mein Teil ")
  • 2006 - Echo : Melhor performance ao vivo nacional
  • 2009 - Coroa: Melhor Live Act
  • 2010 - Prêmio Agendainfo: Melhor artista internacional
  • 2010 - Echo : Álbum do ano. Nacional / Internacional
  • 2010 - VIVA Comet: Melhor Live Act
  • 2010 - Metal Hammer Golden Gods: Melhor Performance ao Vivo e eventos do ano (lançamento do vídeo de Pussy )
  • 2011 - Echo Melhor Vídeo ( Ich tu dir weh )
  • 2012 - Echo Melhor Banda de Rock/Alternativo
  • 2012 - Echo Mais bem sucedida atuação nacional no exterior

Referências

  1. Rammstein. Chaoscontrol.com.
  2. Rammstein band – Timeline – T2005. Rammstein. Página visitada em 2009-10-04.[ligação inativa]
  3. "Rammstein winning Best Live Band award"
  4. Ronald Galenza, Heinz Havemeister: Feeling B. Mix mir einen Drink. – p. 262. Schwarzkopf & Schwarzkopf, Berlin 2002, ISBN 3-89602-418-3
  5. a b http://www.suaturma.com/metalbrasil/caixapreta/rammstein.htm
  6. [1].
  7. [2].
  8. [3].
  9. [4].
  10. Título não preenchido, favor adicionar.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Rammstein

Ligações externas[editar | editar código-fonte]