Rat Race

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde agosto de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Rat Race
Está Tudo Louco! (PT)
Tá todo mundo louco! Uma corrida por milhõe$ (BR)
Pôster de divulgação.
 Estados Unidos
 Canadá

2001 • cor • 112 min 
Direção Jerry Zucker
Produção Jerry Zucker
Janet Zucker
Sean Daniel
Roteiro Andy Breckman
Elenco John Cleese
Rowan Atkinson
Whoopi Goldberg
Cuba Gooding Jr.
Seth Green
Jon Lovitz
Breckin Meyer
Amy Smart
Kathy Najimy
Vince Vieluf
Wayne Knight
Kathy Bates
Dean Cain
Idioma Inglês
Música John Powell
Smash Mouth
Cinematografia Thomas E. Ackerman
Edição Tom Lewis
Estúdio Fireworks Pictures
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 17 de Agosto de 2001
Brasil 11 de Janeiro de 2002
Portugal 19 de Abril de 2002
Orçamento US$ 48 milhões [1]
Receita US$ 85.498.534[1]
Página no IMDb (em inglês)

Rat Race (no Brasil, Tá Todo Mundo Louco! Uma Corrida por Milhõe$; em Portugal, Está Tudo Louco![2] ) é um filme norte-americano de 2001, uma comédia dirigida por Jerry Zucker e distribuída pela Paramount Pictures.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O foco do filme é uma corrida criada pelo bilionário Donald Sinclair (John Cleese, dono do cassino The Venetian em Las Vegas, e um grupo de fanáticos por apostas. Eles colocam 6 moedas especiais nas máquinas do cassino, e seus ganhadores são convocados a participar de um corrida, com início no dito cassino em Las Vegas, até uma estação de trem em Silver City, com um prêmio em dinheiro. A partir daí, a trama se desenrola.

Entre os concorrentes estão:

  • A ex-hippie Vera Baker (Whoopi Goldberg) e sua filha conservadora Merrill Jennings (Lanai Chapman), anteriormente separadas, mas agora reunidas após a morte do pai de Merill, que após o carro quebrar, acabam por roubar um carro supersônico.
  • O advogado Nick Schaffer (Breckin Meyer), que pega carona com a bela jovem Tracy (Amy Smart), uma loira e bonita piloto de helicóptero, há uma interessante inversão de estereótipos na personagem Tracy, pelo fato de ela ser uma eximia conhecedora de aeronautica e matérias tipicamente masculinas como marinha e ela ainda da um banho de conhecimento no "velhinho" malandro da estrada que tenta cobrar muito mais pelo concerto de seu carro. A partir de então se junta a ele na competição, antes passando na casa do namorado que a está traindo.
  • Os atrapalhados irmãos Duane (Seth Green) e Blaine (Vince Vieluf) Cody. Duane é o mais esperto e ambicioso enquanto Blaine é o mais abobalhado e tem dificuldades de falar corretamente por conta dos piercings que contém em sua boca. Eles são responsáveis por inutilizar o aeroporto, fazendo com que todos tenham que ir de carro até o destino.
  • Uma típica família em férias, o casal Randy (Jon Lovitz) e Bev (Kathy Najimy) Pear e seus filhos Jason e Kimberly, que acabam roubando um modelo nazista utilizado por Hitler após uma visita a um museu dedicado a Klaus Barbie no meio do caminho.
  • Enrico Pollini (Rowan Atkinson) é um cômico italiano que apesar de empolgado, é narcoléptico e vive tendo crises de sonolência, muitas vezes dormindo em pé no meio do caminho, em certo ponto da história ele pega carona com Zack, um transportador de órgãos.
  • Owen Templeton (Cuba Gooding Jr.), um ex-juiz de futebol considerado como o mais odiado do país, este é despejado de um taxi no meio do deserto e se vê forçado a invadir um ônibus lotado de drag-queens fantasiadas de Lucille Ball indo para uma convenção de I Love Lucy.[3]

[4]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Rat Race teve recepção mista por parte da crítica especializada. Em base de 26 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 52% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 8.2, usada para avaliar a recepção do público.[5]

Referências

  1. a b Rat Race (2001). Box Office Mojo. Página visitada em 12 Dezembro 2010.
  2. Dossiê cinematográfico - Biblioteca Municipal de Ilhavo
  3. Rat Race (em português). Filmow. Página visitada em 27 de julho de 2014.
  4. Rat Race (em português). Interfilmes. Página visitada em 27 de julho de 2014.
  5. Rat Race (em inglês). Metacritic. Página visitada em 27 de julho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]