Robson da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robson Caetano da Silva
Robson Caetano no Palácio do Planalto em 2005
Informações pessoais
Nome completo Robson Caetano da Silva
Modalidade Atletismo
Nascimento 4 de setembro de 1964 (49 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade  Brasil
Compleição Peso: 89 kg Altura: 1m89
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Seul 1988 200 metros rasos
Bronze Atlanta 1996 4x100 metros rasos
Campeonatos Mundiais – Indoor
Bronze Indianapolis 1987 200 metros rasos
Jogos Pan-Americanos
Ouro Havana 1991 100 metros rasos
Ouro Havana 1991 200 metros rasos
Universíada
Ouro Duisburg 1989 200 metros rasos

Robson Caetano da Silva (Rio de Janeiro, 4 de setembro de 1964) é um ex-atleta brasileiro do atletismo. Especializado em corridas de curta distância, participou de quatro Jogos Olímpicos, conquistando um bronze nos 200 metros rasos em Seul 1988 e outro bronze no revezamento 4x100 m, em Atlanta 1996, em 5 finais olimpicas

Tri-campeão do mundo de forma consecutiva, com vitórias na Copa do Mundo de (1985 Australia, 1989 Espanha e 1992 Cuba) nos 200 metros. Em sua carreira, bateu dois recordes sul-americanos nos 100 metros duas vezes manual com 9.9 segundos no Rio de Janeiro na Pista do Estádio Célio Negreiro de Barros e eletrônico com 10.00 no México; cinco nos 200 m. Em 1989, foi campeão do Grand Prix de atletismo, o que hoje é a Liga de Diamante se tornando número um do mundo, com um tempo de 19s96 nos 200 m o que seria recorde sulamericano essa prova foi realizada em Bruxelas e a final foi decidida em Monte Carlo, contra os melhores do mundo.

Até hoje é o detentor do recorde sul-americano da prova dos 100m rasos, com o tempo de 10s cravados, obtido em 31 de maio de 1988.

Profissional de educação física, especialista em treinamento de alto rendimento, no Jornalismo é Comentarista esportivo de alto rendimento olímpico.

Participou do quadro Dança dos Famosos no Domingão do Faustão, e consagrou-se campeão.

Iniciou carreira de comentarista de atletismo na Rede Globo em 1995, em 1999 apresentou o programa Na Geral na Rede Bandeirantes, estudou Jornalismo na extinta Universidade até o sexto período, integrando no ano 2000 a equipe do jornalista Armando Nogueira na Bancada do programa Tribuna Olímpica em Sidney 2000 nos canais SporTV onde, além de comentários, realizava reportagens de campo. As causa de sua saída do canal se deve a defasagem salarial, já que recebeu uma proposta da Rede Record, para compor o quadro de comentaristas da emissora da Barra Funda, proposta esta que não foi coberta pela rede globo, onde prestou serviços por mais de uma década.

Robson foi comentarista de atletismo da Rede Record.[1]

Depois da Record criou o Instituto Robson Caetano Atletismo, do qual é presidente.

São 8 olimpiadas in Loco como atleta e acompanhando como comentarista no ponto de vivo o que dá a esse profissional uma tremenda bagagem em transmissões ao vivo do maior evento esportivo do planeta.

Referências

  1. Robson Caetano é da Record. Record Entretenimento. Página visitada em 5 de dezembro de 2010.

Official Fan Page - https://www.facebook.com/robsoncaetanodasilvafanpage

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Athletics pictogram.svg Este artigo sobre um(a) atleta, integrado ao Projeto Desporto, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.