Bárbara Paz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Bárbara Paz
Bárbara Paz.jpg
Bárbara Paz em 2011.
Nome completo Bárbara Raquel Paz
Nascimento 17 de outubro de 1974 (39 anos)
Campo Bom, Rio Grande do Sul
 Brasil
Ocupação atriz
Cônjuge Hector Babenco (2010-2014)[1]
Página oficial
IMDb: (inglês) (português)

Bárbara Raquel Paz (Campo Bom, 17 de outubro de 1974) é uma atriz e modelo brasileira.

Em 2001 participou da primeira edição do reality show Casa dos Artistas, do SBT, tendo sido a vencedora e recebido um prêmio de 300 mil reais. Em 2003 recebeu o prêmio de melhor atriz de curta-metragem no 31º Festival de Gramado, pela atuação em Produto descartável.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Bárbara Paz em 2006.

Bárbara perdeu o pai aos seis anos de idade, e a mãe aos 17, sofrendo seis meses depois um acidente de carro que deixou várias cicatrizes, duas das quais no rosto,[2] em ambos os lados. Levou 400 pontos, o que a fez perder muitos trabalhos como atriz e modelo. A maquiagem passou a fazer parte de sua vida diária.[3]

Em 2010 casou-se com o cineasta Hector Babenco.[4]

Vida profissional[editar | editar código-fonte]

Aos 27 anos participou do reality show Casa dos Artistas, onde namorou com o cantor Supla. Em setembro de 2007, Bárbara foi capa da revista Playboy, onde protagonizou um ensaio nu.

Obteve grande sucesso ao ser a protagonista da novela Marisol, em 2002. Anos depois, após interpretar três protagonistas em telenovelas, alguns filmes e peças de teatro, Bárbara conseguiu um papel na novela das 8 da Rede Globo, como a jovem problemática alcoólatra Renata de Viver a Vida, onde conseguiu destaque da mídia e muito aplaudida no quesito drama.

Em 2011 esteve no ar como Virgínia Lolato de Morde & Assopra, assistente de Julia (Adriana Esteves), Virginia é uma mulher fria e ambiciosa que se faz de amiga, mas na verdade fará de tudo para tomar os negócios de sua melhor amiga. Esta foi a primeira vilã em sua carreira, onde ganhou elogios da crítica.[5]

Em 2013, retorna as novelas com Amor à Vida de Walcyr Carrasco, na trama ela interpreta a estilista Edith. Uma mulher bonita, sofisticada e elegante. Casada com Félix, estranha sua vida conjugal, geralmente sem fogo e paixão.[6]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Novelas
Ano Título Papel
2000 Ô Coitado Marta
2001 Acampamento Legal Guardiã do Portal
Sandy & Júnior Tereza
As Filhas da Mãe Caroline Alves
Casa dos Artistas Ela mesma (participante)
2002 Marisol Marisol Lima do Vale/Verônica
2005 A Diarista Nini Potranca
2006 Cristal Inocência Perez
2007 Maria Esperança Maria Furtado de Trajano Queiróz
2008 Alice Guiga
2009 Unidos do Livramento Leontina
Força-Tarefa Laura Barreto
Viver a Vida Renata Ferreira
2010 Episódio Especial Ela mesma
Companhia das Manhãs Ela mesma
As Cariocas Denise
2011 Morde & Assopra Virgínia Lolatto
2012 Dança dos Famosos 9 Ela mesma (participante)
2013 Amor à Vida Edith Sobral Khoury

Cinema[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
  • Romeu e Julieta e Suas Facetas
  • O Gato de Botas
  • Grogue
  • Um Chopes, Dois Pastel e Uma Porção de Bobagem
  • Água Fora da Bacia
  • Mistérios Gulosos
  • Poemas Fesceninos
  • Os Mané
  • Projeto Pantagruel
  • Farsa Quixotesca
  • A Quarta Irmã (leitura dramática)
  • A Gata Borralheira
  • Suburbia
  • As Viúvas
  • Arsênico e Alfazema
  • Vestir o Pai - de Mário Viana - direção Paulo Autran
  • Felizes para Sempre - direção Mário Bortoloto
  • A Babá - de Juca de Oliveira - direção Bibi Ferreira
  • Contos de Sedução - de Guy de Maupassant - direção Eduardo Tolentino
  • Os Sete Gatinhos - de Nelson Rodrigues - direção Alexandre Reinecke
  • Madame de Sade - de Mishima - direção Roberto Lage
  • A Importância de Ser Fiel - de Oscar Wilde - direção Eduardo Tolentino
  • HELL - direção Hector Babenco
  • Vênus em Visom - direção Hector Babenco

Discografia[editar | editar código-fonte]

Single[editar | editar código-fonte]

  • Maria Esperança

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.