Ministério da Cultura (Brasil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coat of arms of Brazil.svg
Ministério da Cultura
Esplanada dos Ministérios, Bloco B
www.cultura.gov.br
Criação 15 de março de 1985
Atual ministra Ana Cristina Wanzeler (interina)[1]
Orçamento R$ 3,26 bilhões (2014)[2]
Em 25 de maio de 2007, bombeiros entram no Ministério da Cultura após receber denúncia anônima de bomba. Foto:Marcello Casal Jr/ABr.

O Ministério da Cultura (MinC) do Brasil foi criado em 15 de março de 1985 pelo decreto nº 91.144, no governo de José Sarney.[3] Antes as atribuições desta pasta eram de autoridade do Ministério da Educação, que de 1953 a 1985 chamava-se Ministério da Educação e Cultura (MEC). O MinC é responsável pelas letras, artes, folclore e outras formas de expressão da cultura nacional e pelo patrimônio histórico, arqueológico, artístico e cultural do Brasil.[4]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 12 de abril de 1990, no governo do presidente Fernando Collor de Mello, o Ministério da Cultura foi transformado em Secretaria da Cultura, diretamente vinculada à Presidência da República. Essa situação foi revertida pouco mais de dois anos depois em 19 de novembro de 1992, pela lei nº 8.490, já no governo do presidente Itamar Franco.[4]

Em 1999, no governo Fernando Henrique Cardoso, foram ampliados os recursos e a estrutura foi reorganizada segundo a lei nº 9.649 aprovada em 27 de maio de 1998. Desde então o ministério tem sido um importante incentivador e patrocinador de diversos projetos culturais pelo país, notadamente na área de cinema e teatro.[4]

Em 2003, o Ministério foi reestruturado por meio do Decreto 4805, passando a ter a estrutura atual: ao Ministro é subordinada uma Secretaria Executiva com três diretorias (Gestão Estratégica, Gestão Interna e Relações Internacionais), seis Representações Regionais (nos estados de Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo) e seis Secretarias: Fomento e Incentivo à Cultura, Políticas Culturais, Cidadania Cultural, Audiovisual, Identidade e Diversidade Cultural e Articulação Institucional.

Instituições vinculadas[editar | editar código-fonte]

Fundações[editar | editar código-fonte]

Autarquias[editar | editar código-fonte]

Órgãos colegiados[editar | editar código-fonte]

Assinatura do músico Gilberto Gil como Ministro de Estado da Cultura

Órgãos vinculados à Secretaria do Audiovisual[editar | editar código-fonte]

Complexo Cultural[editar | editar código-fonte]

O Complexo Cultural do Ministério da Cultura apresenta, gratuitamente, uma série de atrações culturais, como exposições temporárias e exibições de filmes. Está aberto diariamente de segunda a sexta-feira e, excepcionalmente, em alguns finais de semana. O uso do espaço com fins particulares e de caráter lucrativo não são permitidos, sendo um local de cultura gratuita.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete MinC.

Referências

  1. Matoso, Filipe; Salomão, Lucas (11 de novembro de 2014). Em carta de demissão, Marta Suplicy faz crítica indireta à política econômica (em português) G1. Visitado em 11 de novembro de 2014.
  2. O Globo=18 de dezembro de 2013. Cultura fica com orçamento em R$3,26 bilhões.(2014) (em português). Visitado em 18 de dezembro de 2013.
  3. Decreto nº 91.144 de 15 de março de 1985 (PDF) (em português). Visitado em 24 de maio de 2008.
  4. a b c Ministério da Cultura. Histórico do Ministério (em português). Visitado em 24 de maio de 2008.
  5. Ministério da Cultura. Complexo Cultural (em português). Visitado em 24 de maio de 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o Brasil é um esboço relacionado ao Projeto Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.