Jogos Pan-Americanos de 2011

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
XVI Jogos Pan-Americanos
Guadalajara 2011
Logo guadalajara2011.png
Dados
Países participantes 42
Slogan "Fiesta de las Americas"
(Festa das Americas)
Entidade responsável COPAG
Sede Guadalajara, Jalisco
País anfitrião  México
Atletas 6.003[1]
Eventos 361 de 36 esportes
Cerimônia de abertura 14 de outubro
Cerimônia de encerramento 30 de outubro
Abertura oficial Presidente Felipe Calderón
Juramento do atleta Alberto Rodríguez
Juramento do árbitro Rosa María Tovar
Tocha Pan-americana Paola Espinosa
Estádio principal Estádio Omnilife
◄◄ Brasil 2007 {{{evento}}} 2015 Canadá ►►

Jogos Pan-Americanos de 2011, oficialmente denominados XVI Jogos Pan-Americanos, foram um evento multiesportivo realizado em Guadalajara, no México, entre os dias 14 e 30 de outubro. Apesar dos Jogos serem sediados em Guadalajara, alguns eventos foram realizados em cidades próximas, como Ciudad Guzmán, Puerto Vallarta, Lagos de Moreno e Tapalpa. Guadalajara foi escolhida para sediar o evento por unanimidade numa eleição realizada em 2006, quando era a única cidade candidata na disputa. Seguindo a tradição da Organização Desportiva Pan-Americana (ODEPA), o governador de Jalisco, Emilio González Márquez, e o então prefeito de Guadalajara, Alfonso Petersen Farah, receberam a bandeira pan-americana durante a cerimônia de encerramento dos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro.

Os Jogos Pan-Americanos foram o segundo maior evento multiesportivo do ano,[2] [nota 1] contando com a participação de mais de 6 000 atletas de 42 países participantes em 36 esportes.[4] Tanto os Jogos Pan-Americanos quanto os Jogos Parapan-Americanos de 2011 serão organizados pelo Comitê Organizador dos Pan-Americanos de Guadalajara (COPAG). Os Jogos Parapan-Americanos terão início 20 dias após o final dos Jogos Pan-Americanos. Esta foi a terceira ocasião em que o México sediou uma edição dos Jogos. As edições de 1955 e 1975 ocorreram na Cidade do México.

Organização[editar | editar código-fonte]

Escolha da cidade-sede[editar | editar código-fonte]

A map of Mexico with Guadalajara marked in the mid-west of the country.
Guadalajara
Localização de Guadalajara no México.

A Organização Desportiva Pan-Americana (ODEPA) selecionou Guadalajara para sediar os Jogos Pan-Americanos de 2011 por unanimidade no dia 2 de junho de 2006, durante a 44ª Assembleia Geral da organização, realizada em Buenos Aires, Argentina.[5] Guadalajara foi a única cidade a se candidatar oficialmente para sediar os Jogos Pan-Americanos de 2011. Isto pode ter ocorrido, em parte, devido à falta de anúncio do período de candidatura para o evento.[5] Guadalajara inicialmente se candidatou para os Jogos Pan-Americanos de 2003, que foram realizados em Santo Domingo, República Dominicana.[5] San Antonio, no estado norte-americano do Texas, que se candidatou para os Jogos de 2007 não quis se candidatar para os Jogos de 2011.[6]

Infraestrutura e orçamento[editar | editar código-fonte]

Inspirando-se nos Jogos Pan-Americanos de 2003 de Santo Domingo, a cidade de Guadalajara aproveitou os Jogos como uma forma eficaz de construir infra-estrutura desportiva, segundo Ivar Sisniega, diretor de relações internacionais e de esportes do COPAG.[7] Os Jogos impulsionaram a construção de novos hotéis, a renovação da área central da cidade e a construção de um segundo terminal no aeroporto da cidade. Horácio de la Vega, diretor de marketing do COPAG, cita os Jogos Olímpicos de Verão de 1992 como inspiração. Segundo ele, "Barcelona não era Barcelona antes dos Jogos Olímpicos. Num sentido mais modesto, estamos fazendo o mesmo em Guadalajara". O orçamento do evento esteve estimado em cerca de US$ 200 milhões para a infra-estrutura esportiva. O orçamento total esteve estimado em aproximadamente US$ 250 milhões. Parte do financiamento beneficiou a população em geral, através da melhoria de ruas e do transporte público.[8] No entanto, conforme os Jogos se aproximavam, foi revelado que os custos de construção dos centros desportivos e dos alojamentos dos atletas mais do que triplicaram, atingindo a ordem de US$ 750 milhões.[9]

Os Jogos de 2011 arrecadaram mais de US$ 50 milhões através da venda dos direitos de transmissão do evento em televisão, quantia maior daquela arrecadada pelos Jogos anteriores no Rio de Janeiro. O COPAG espera arrecadar cerca de US$ 70 milhões ao final dos Jogos. O comitê organizador também espera vender cerca de um milhão de ingressos, disponibilizados ao público desde 13 de maio de 2011.[2]

Marketing e patrocínio[editar | editar código-fonte]

Apresentação de Guadalajara durante a cerimônia de encerramento dos Jogos Pan-Americanos de 2007.

As ações de marketing de Guadalajara começaram ainda em 2007, durante a cerimônia de encerramento dos Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro. Em seguida, os governos de Jalisco e de Guadalajara deram início a uma campanha de larga escala, através da instalação de outdoors fazendo referências aos Jogos. As duas maiores redes de televisão do México, Televisa e TV Azteca, assinaram contrato para transmitir os Jogos e começaram a fazer referências aos mesmos em sua programação diária.[2] Como forma de ajudar a promover o evento, atletas mexicanos famosos, tais como o mergulhador Fernando Platas e a golfista Lorena Ochoa foram nomeados embaixadores dos Jogos.[10] Além disso, após assinar um contrato com a Sky México, o COPAG anunciou um acordo de marketing entre as duas partes. A operadora de televisão por assinatura começou a divulgar os Jogos em todos os países em que opera, criando também um canal especialmente para divulgar o evento.[11] Durante os Jogos, as aulas foram suspensas, dando aos alunos a oportunidade de participar do evento.[12]

Quatro empresas patrocinaram oficialmente os Jogos Pan-Americanos de 2011: Scotiabank, Telcel, Nissan e Telmex. Alguns dos centros esportivos receberam o nome dos patrocinadores, como o Centro Aquático Scotiabank, o Complexo Nissan de Ginástica, o Complexo Telcel de Tênis e o Estádio Telmex de Atletismo. A Children International, uma organização humanitária dedicada à assistência de mais de 14 000 crianças pobres no México e mais de 212 000 em toda a América Latina foi a principal benfeitora oficial dos Jogos Pan-Americanos. Além disso, houve outros patrocinadores dos Jogos, intitulados de "segundo nível" e de "terceiro nível" pelo COPAG,[2] tais quais a Technogym e outras empresas, responsáveis por alimentação, equipamentos desportivos, segurança e logística do evento.

Mascotes[editar | editar código-fonte]

Os mascotes dos Jogos Pan-Americanos de 2011: Gavo, Leo e Huichi, da esquerda para a direita.

As mascotes para os Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos de 2011 são Huichi (uma corsa), Gavo (um agave) e Leo (um leão). O Comitê Organizador dos Pan-Americanos de Guadalajara (COPAG) revelou os mascotes no anfiteatro da Plaza Andares, em Guadalajara no dia 28 de novembro de 2009, sendo que os nomes deles foram revelados em 10 de fevereiro de 2010.[13] Os criadores dos mascotes receberam US$ 2.584 cada. José Luis Andrade criou o leão, Ángel Barba Barrera criou o cervo e Fernando Sánchez criou o agave.[14]

As mascotes representam o estado de Jalisco e a cidade de Guadalajara:

  • Gavo — O agave azul, representa a produção de tequila no estado de Jalisco.
  • Huichi — A corsa lilás, representa o sul de Jalisco e faz alusão aos Huichóis e à feminilidade.
  • Leo — O leão amarelo, representa a força do povo de Guadalajara e faz alusão ao brasão da cidade.

Ao final das cerimônias de premiação, além das medalhas de ouro, prata e bronze, os atletas receberam um dos três mascotes no formato de pelúcia.[15]

Instalações[editar | editar código-fonte]

A cerimônia de abertura dos Jogos realizada no Estádio Omnilife.

A maioria das instalações construídas para os Jogos são modestas e possuem assentos temporários; a intenção é que elas sejam utilizadas no futuro como locais de treinamento para atletas de elite ou como locais de ensino para a comunidade. O centro aquático possui 4 000 assentos, duas piscinas olímpicas e uma piscina para saltos ornamentais. O centro de atletismo, que conta com 15 000 assentos, voltará a ser uma arena de 5 000 lugares após os Jogos. Os Jogos de 2011 foram realizados em todo o estado de Jalisco, em locais tão distantes quanto Puerto Vallarta, cidade a cerca de 200 quilômetros de Guadalajara, sede das competições de vela, maratona aquática, triatlo e voleibol de praia.[16] Outras cidades co-sedes do evento foram Tapalpa (mountain bike), Ciudad Guzmán (remo e canoagem) e Lagos de Moreno (beisebol).[17]

As cerimônias de abertura e de encerramento foram realizadas no Estádio Omnilife, de 49 500 assentos, construído em 2010 para o Club Deportivo Guadalajara.[18] A maioria das instalacões dos Jogos foram construídas ou ampliadas temporariamente. Entre os locais já existentes em Guadalajara estão o Fórum de Halterofilismo e o Domo do CODE.[16] No total, cerca de 35 centros desportivos estão sendo utilizados; a maioria deles foi construída especificamente para o evento.[16]

Dez novos complexos foram planejados, incluindo uma arena de voleibol, um velódromo coberto, um campo de tiro e uma arena de basquetebol. O ginásio de ginástica, que custou US$ 5,5 milhões, foi inaugurado em março de 2008. Originalmente, o Estádio Jalisco, com capacidade para 56 713 espectadores, seria o local das cerimônias de abertura e encerramento, mas o comitê organizador decidiu transferi-las para o mais novo e mais tecnologicamente avançado Estádio Omnilife.[16] Ao transferir as cerimônias para o Omnilife, os organizadores deixaram de lado a oportunidade de realizar um desfile pelas ruas de Guadalajara e de usar projetores e fogos de artifício.[19]

Revezamento da tocha[editar | editar código-fonte]

Percurso da tocha pan-americana.

A Tocha Pan-Americana foi acesa em Teotihuacan no dia 26 de agosto de 2011. Ela viajou das pirâmides desse sítio arqueológico (Sierra de la Estrella e Pirâmide do Sol) — local escolhido pela ODEPA para acender a chama[20] desde 1991 — até o Estádio Omnilife. A chama chegou ao estádio em 14 de outubro, durante a cerimônia de abertura dos Jogos.[17] O design da tocha retrata folhas de agave protegendo a chama Pan-Americana. Esta planta é um tema recorrente dos Jogos, podendo ser vista no logotipo e em um dos mascotes. A tocha foi projetada pela empresa chinesa Vatti, que também projetou a tocha para os Jogos Olímpicos de 2008. O revezamento da tocha inteiro está sendo organizado pelo Comitê Olímpico do México.[20]

A tocha realizou uma viagem de 50 dias por todos os 32 estados mexicanos. Cerca de 3 500 pessoas tiveram a oportunidade de carregar a tocha durante sua jornada de 15 000 quilômetros pelo México. Indivíduos maiores de dezesseis anos de idade, assim como, pela primeira vez, pessoas com necessidades especiais foram autorizados a carregar a tocha.[17] Ela chegou nas cidades co-anfitriãs de Puerto Vallarta em 9 de outubro, de Ciudad Guzmán em 11 de outubro, de Tapalpa em 12 de outubro e de Lagos de Moreno em 13 de outubro. Em 14 de outubro chegou em Guadalajara, onde foi tradicionalmente carregada até a cerimônia de abertura no Estádio Omnilife. O revezamento da tocha foi patrocinado por uma empresa de nutrição local chamada Grupo Omnilife.[17]

Os Jogos[editar | editar código-fonte]

Mapa das 41 nações participantes.

Cerimônia de abertura[editar | editar código-fonte]

A cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos ocorreu no dia 14 de outubro de 2011, a partir das 18:00 horas CST (00:30 UTC, 15 de outubro) no Estádio Omnilife em Guadalajara.[21] A cerimônia foi produzida pela Five Currents, cujo trabalho inclui, entre outros, a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2002.[22]

Países participantes[editar | editar código-fonte]

Todos os 42 membros da ODEPA participaram do evento. O Comitê Olímpico das Antilhas Neerlandesas, que planejava continuar funcionando mesmo após a dissolução das Antilhas Neerlandesas, teve sua filiação ao Comitê Olímpico Internacional retirada durante uma sessão do comitê executivo da entidade em junho de 2011.[23] No entanto, o território competiu pela última vez nos Jogos Pan-Americanos sob a bandeira da ODEPA.[24]

Em parênteses, o número de competidores de cada país.

Lista de países participantes

Modalidades[editar | editar código-fonte]

Além dos 26 esportes disputados nos Jogos Olímpicos, foram incluídos no programa de 2011 o rugby sevens, o raquetebol, a pelota basca,[25] [26] o beisebol, o boliche, o esqui aquático, o caratê, a patinação sobre rodas, o softbol e o squash, o que leva a um total de 36 esportes. Se esportes como saltos ornamentais, que são considerados uma sub-divisão dos esportes aquáticos, forem considerados individualmente, o número total de esportes sobe para 40.[27] O futsal, que havia estreado nos Jogos Pan-Americanos de 2007 a pedido do Comitê Olímpico Brasileiro, foi excluído pelo COPAG.[25] O rugby sevens substituiu o futsal nos Jogos de 2011, aparecendo no programa dos Jogos pela primeira vez. O raquetebol e a pelota basca retornaram após não terem sido incluídos no programa dos Jogos passados. No total, haverão 361 eventos desportivos.[28] Assim como os Jogos Olímpicos, os Pan-Americanos tiveram etapas eliminatórias para cada esporte.[29] Quinze dos atuais 26 esportes olímpicos usarão os Jogos Pan-Americanos como etapa eliminatória para os Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres, no Reino Unido, tais como o handebol, a canoagem e o pentatlo moderno.[30]

Na lista abaixo, o número de eventos de cada esporte está entre parêntesis:

a Modalidades não-olímpicas.

Calendário[editar | editar código-fonte]

As caixas em azul representam uma competição, ou um evento qualificatório de determinada data. As caixas em amarelo representam um dia de competição valendo medalha. Os números dentro das caixas representam a quantidade de medalhas de ouro distribuída por aquele esporte naquele dia. A coluna T representa o total de finais do esporte.[25]

 ●  Cerimônia de abertura  ●  Competições  ●  Finais de competições  ●  Cerimônia de encerramento
Outubro 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 T
Cerimônias
Atletismo 3 5 6 9 10 12 1 1 47
Badminton 2 3 5
Basquetebol 1 1 2
Beisebol 1 1
Boliche 2 2 4
Boxe 6 7 13
Canoagem 1 1 6 4 12
Caratê 2 4 4 10
Ciclismo 2 2 3 2 2 3 2 2 18
Esgrima 2 2 2 2 2 2 12
Esqui aquático 3 6 9
Futebol 1 1 2
Ginástica 1 1 3 5 1 1 2 5 5 G 24
Handebol 1 1 2
Hipismo 1 1 2 1 1 6
Hóquei sobre a grama 1 1 2
Judô 3 4 4 3 14
Levantamento de peso 3 3 3 3 3 15
Lutas 4 3 4 4 3 18
Nado sincronizado 1 1 2
Natação 5 5 4 5 5 4 4 2 34
Patinação sobre rodas 2 2 4 8
Pelota basca 4 6 10
Pentatlo moderno 1 1 2
Polo aquático 1 1 2
Raquetebol 4 2 6
Remo 4 5 5 14
Rugby sevens 1 1
Saltos ornamentais 2 2 2 2 8
Softbol 1 1
Squash 4 1 1 6
Taekwondo 2 2 2 2 8
Tênis 3 2 5
Tênis de mesa 2 2 4
Tiro 2 2 2 3 1 2 3 15
Tiro com arco 2 2 4
Triatlo 2 2
Vela 9 9
Voleibol 1 1 2
Voleibol de praia 1 1 2
Total 11 14 24 21 19 20 18 23 31 17 18 28 43 44 27 3 361

Quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

O quadro de medalhas está classificado de acordo com o número de medalhas de ouro, estando as medalhas de prata e bronze como critérios de desempate em caso de países com o mesmo número de ouros.[31]

     País sede destacado.

 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze America medals icons.svg
1 Estados UnidosUSA Estados Unidos 92 79 65 236
2 CubaCUB Cuba 58 35 43 136
3 BrasilBRA Brasil 48 35 58 141
4 MéxicoMEX México 42 41 50 133
5 CanadáCAN Canadá 30 40 49 119
6 ColômbiaCOL Colômbia 24 25 35 84
7 ArgentinaARG Argentina 21 19 35 75
8 VenezuelaVEN Venezuela 12 27 33 72
9 República DominicanaDOM República Dominicana 7 9 17 33
10 EquadorECU Equador 7 8 9 24

Cerimônia de encerramento[editar | editar código-fonte]

A cerimônia de encerramento dos Jogos Pan-Americanos de 2011 ocorreu no dia 30 de outubro, a partir das 18:00 horas CST (00:30 UTC, 31 de outubro) no Estádio Omnilife em Guadalajara.[32] Como parte da tradição, a bandeira da ODEPA foi entregue ao prefeito da próxima cidade-sede: Rob Ford de Toronto.[33]

Fatos e destaques[editar | editar código-fonte]

Kim Collins conquistou as primeiras medalhas de São Cristóvão e Névis em Jogos Pan-Americanos.
  • O mesa-tenista Hugo Hoyama se tornou o maior medalhista de ouro do Brasil nesta edição dos Jogos, após conquistar sua décima medalha. Na mesma edição, entretanto, seu recorde foi superado pelo nadador Thiago Pereira, que recebeu sua décima primeira medalha de ouro.[35]
  • Leonardo de Deus, estreante dos Jogos Pan-Americanos, recebeu sua medalha de ouro na natação e logo após foi desclassificado devido à sua touca ter mensagens de patrocinadores. Porém, os organizadores do evento foram convocados e sua medalha foi devolvida. O assunto chegou a um dos mais comentados no Twitter. Leonardo tornou-se também, um dos primeiros estreantes dos jogos a conquistar uma medalha de ouro.[36]
  • São Cristóvão e Névis conquistou suas primeiras medalhas na história dos Jogos. Foram duas medalhas de prata no atletismo, sendo que nas classificatórias para os 100 metros rasos, Kim Collins bateu o recorde pan-americano, baixando a marca para 10 segundos cravados.[37]
  • O nadador Brett Fraser, das Ilhas Cayman, conquistou a primeira medalha de ouro da história do país caribenho. Na prova dos 200 metros livres o irmão de Brett, Shaune Fraser, ainda conquistou a medalha de bronze.[37]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

As imagens do evento foram geridas pela International Sports Broadcasting (ISB).[38] No Brasil, a Central Record de Comunicação adquiriu os direitos de transmissão dos Jogos, tendo negociado a venda dos direitos para a internet com o portal Terra Networks.[39] Em relação aos demais canais de televisão do Brasil, só houve negociações com as emissoras de televisão a cabo SporTV, com a ESPN Brasil e com o BandSports, sendo que no entanto, não se chegou a nenhum acordo final entre as partes. A Sky México adquiriu os direitos de transmissão do evento para o México, América Central e Caribe.[38] A operadora transmitiu 700 horas do evento, sem custos adicionais para seus assinantes.[38]

Os Jogos foram transmitidos para o resto do continente americano através das seguintes emissoras:

Uso ilegal das imagens[editar | editar código-fonte]

A Record, que adquiriu os Jogos com exclusividade para o mercado brasileiro, acusou a Rede Globo de usar de maneira ilegal as imagens do evento. A cerimônia de abertura foi exibida no Jornal Nacional, enquanto o Fantástico exibiu a vitória de César Cielo na natação. A Globo atribuiu as imagens à Organização das Telecomunicações Ibero-Americana (OTI). Um mês antes do início do evento, a Record enviou um comunicado às demais emissoras informando que era livre o uso das imagens, desde que contassem com a logomarca da emissora e com o texto "imagens cedidas pela Rede Record", o que não se verificou nas imagens veiculadas pela Globo.[41] [42] O COPAG afirmou estar investigando o caso e disse estar trabalhando para que tal fato não se repita. A Globo, em sua defesa, disse que obteve as imagens através da agência Associated Press e informou estar "verificando com a agência se houve algum erro por parte deles",[41] [42] porém, mais tarde, assumiu o erro.[45] A Record exibiu uma reportagem contendo uma notícia publicada no UOL, porém não exibiu o logotipo do portal, fazendo com que Mauricio Stycer, crítico do site, fizesse uma acusação semelhante à emissora que acusou a Globo, dizendo "A Globo usou imagens dos Jogos Pan-Americanos de forma irregular, mas dois dias depois, questionada pelo UOL, reconheceu o erro. Já a Record, 20 dias depois de exibir a reportagem do UOL Esporte sobre o assunto sem citar o nome e excluindo a logomarca do portal, insiste que não incorreu no mesmo erro de sua concorrente. O uso irregular pela Globo de imagens dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, noticiado em primeira mão pelo UOL Esporte, foi tema de uma reportagem de três minutos no “Jornal da Record” em 17 de outubro. Apresentada por Ana Paula Padrão, a matéria do repórter Luiz Gustavo acusou a Globo de “desrespeito à lei”, mas incorreu em pecado semelhante ao reproduzir o texto do UOL (“Record acusa Globo de piratear imagens do Pan”) sem citar o nome ou mostrar o logotipo do portal".[45]

Notas

  1. Apenas a Universíada de Verão de 2011, realizada em Shenzhen, na China, contou com mais atletas.[3]

Referências

  1. Terminan los trabajos del Comité Ejecutivo de ODEPA (em espanhol) COPAG. Visitado em 9 de outubro de 2011.
  2. a b c d Grayson, Matthew (12 de abril 2011). Tuesday Talk -- Guadalajara 2011 Chiefs on Pan Am Construction Progress, Safety Concerns (em inglês) Around the Rings. Visitado em 5 de maio 2011.
  3. Universiade 2011 Shenzhen (em inglês) Site oficial. Visitado em 15 de novembro de 2011.
  4. Vienen Campeones del Mundo y Olímpicos (em espanhol) Sítio dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011 (6 de outubro de 2011). Visitado em 9 de outubro de 2011.
  5. a b c "Guadalajara will host the XVI Pan American Games in 2011", International Sports Press Association. Página visitada em 1° de junho de 2011. (em inglês)
  6. Guadalajara Mexico to Host 2011 Pan American Games (2 de junho de 2006). Visitado em 1° de junho de 2011. (em inglês)
  7. Bill Lankhof. "Guadalajara Has What Toronto Lacks", 8 de maio de 2008. Página visitada em 5 de maio de 2011. (em inglês)
  8. Structure of the Organizing Committee (22 de junho de 2009). Visitado em 1 de junho de 2011. (em inglês)
  9. Esperan que Juegos Panamericanos 2011 sean los mejores (10 de fevereiro de 2011). Visitado em 13 de junho de 2011. (espanhol)
  10. Travel by Mexico. "Belanova, Lorena Ochoa, Fernando Platas, Embajadores Panamericanos 2011", 12 de junho de 2011. Página visitada em 12 de junho de 2011. (espanhol)
  11. COPAG (28 de fevereiro de 2011). Games Up in the Sky. Visitado em 12 de junho de 2011. (em inglês)
  12. COPAG (9 de junho de 2011). Pan American Games to Get Students Involved. Visitado em 15 de junho de 2011. (em inglês)
  13. COPAG (27 de novembro de 2009). Come and Meet the Official Mascot! Guadalajara 2011 Organizing Committee. Visitado em 2 de junho de 2011.
  14. Sam Steinberg (27 de novembro de 2009). Olympic Newsdesk -- WHO to Vancouver; 2011 Mascots; GlaxoSmithKline for 2012 Around the Rings. Visitado em 2 de junho de 2011.
  15. Mascotes de pelúcia e medalha de ouro: desejos de ponteira no 1º Pan GloboEsporte.com. Visitado em 31 de outubro de 2011.
  16. a b c d Venues Guadalajara 2011 - Comitê Organizador. Visitado em 12 de junho 2011. (inglês)
  17. a b c d Pan Am Games Update June 2011 Focus on Mexico (30 de maio de 2011). Visitado em 16 de junho de 2011.
  18. Marshall, Tom. "Manchester United to play Guadalajara at new stadium", guadalajarareporter.com, Guadalajara Reporter, 8 de abril de 2010. Página visitada em 3 de agosto de 2011. (inglês)
  19. Mendoza, Mardi. "Alistan inauguración 'insólita' de Juegos Panamericanos 2011", Informador.com.mx, 3 de setembro de 2010. Página visitada em 3 de agosto 2011. (espanhol)
  20. a b COPAG (15 de abril 2011). Pan American Spirit to Light up Mexico. Visitado em 16 de junho de 2011. (em inglês)
  21. Opening Ceremony Ticketmaster (27 de maio de 2011). (em inglês)
  22. FiveCurrents to Produce 2011 Pan American Games Ceremonies Five currents (9 de novembro de 2010). (em inglês)
  23. Executive Board concludes first meeting of the new year Comitê Olímpico Internacional (January 13, 2011). Visitado em 3 de maio de 2011. (em inglês)
  24. Em discurso, Antilhas dizem adeus às participações no Pan Terra (11 de outubro de 2011). Visitado em 31 de outubro de 2011.
  25. a b c UOL (11 de julho de 2007). Odepa inclui rúgbi e raquetebol e exclui futsal do próximo Pan (em português). Visitado em 29 de novembro de 2007.
  26. El Mundo (6 de novembro de 2009). La pelota vasca será deporte oficial en los Juegos Panamericanos 2011 (em espanhol). Visitado em 29 de novembro de 2009.
  27. COPAG. Sports Program Guadalajara 2011 - Comitê Organizador. Visitado em 13 de junho de 2011. (em inglês)
  28. What are the Pan American Games?. Trinidad and Tobago Olympic Association. Página visitada em 12 de junho 2011. (em inglês)
  29. Athletes Qualification Manual - XVI Pan American Games Guadalajara 2011 Virgin Islands Olympic Committee (3 de maio de 2010). Visitado em 16 de junho 2011. (em inglês)
  30. YOG Anniversary; Sochi Review; More Pan American Delay AroundTheRings.com (15 de agosto de 2011). Visitado em 15 de agosto de 2011. (em inglês)
  31. Medallero (em espanhol). Visitado em 15 de outubro de 2011.
  32. Closing Ceremony Ticketmaster (27 de maio de 2011). (em inglês)
  33. Pan American Regulation Organização Desportiva Pan-americana (27 de maio de 2011). (em inglês)
  34. [1]
  35. [2]
  36. Leonardo de Deus quase perde o ouro por causa da touca (em inglês) Jornal do Brasil (18 de outubro de 2011). Visitado em 18 de outubro de 2011.
  37. a b Velocista e irmãos nadadores fazem história no Pan de Guadalajara iG (26 de outubro de 2011). Visitado em 2 de novembro de 2011.
  38. a b c d [3] [ligação inativa]
  39. Terra Networks (25 de Setembro de 2011). Terra transmitirá 200 horas de Pan-Americano em até 13 eventos (em português). Visitado em 05/10/2011.
  40. Folha Online (10 de agosto de 2008). Record fecha exclusividade para transmissão dos Jogos Pan-Americanos de 2011 (em português). Visitado em 29 de novembro de 2009.
  41. a b c Record acusa Globo de piratear imagens do Pan (em português) UOL (17 de outubro de 2011). Visitado em 18 de outubro de 2011.
  42. a b c Rede Globo usa imagens dos Jogos Pan-Americanos sem autorização (em inglês) R7 (17 de outubro de 2011). Visitado em 17 de outubro de 2011.
  43. CBC offering extensive coverage of 2011 Pan Am Games (em inglês) CBC (29 de setembro de 2011). Visitado em 15 de novembro de 2011.
  44. Clancy, Michelle (18 de maio de 2011). ESPN Deportes launches new Spanish-language programming, more HD (em inglês) RapidTVNews. Visitado em 15 de novembro de 2011.
  45. a b Stycer, Mauricio (7 de novembro de 2011). Record acusa Globo de pirataria, mas não reconhece exclusão da marca do UOL de reportagem (em português) UOL. Visitado em 15 de novembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]