Guadalajara (México)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo' (desde outubro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Guadalajara
Bandeira Brasão
Skyline Guadalajara.jpg
Vista parcial da cidade de Guadalajara.
Estado Jalisco
Município Guadalajara
Fundação 14 de fevereiro de 1542 (472 anos)
Website www.guadalajara.gob.mx
Demografia
População
 - Pop. municipio
 - Pop. metropolitana

1 495 182 hab.
4 434 878 hab.
Densidade 10,361 hab/km²
Gentílico Guadalajarense
Tapatío(a)
IDH 0.880
Geografia
Área 151 km²
Altitude 1 567 metros
Temperatura média 20ºC
Fuso horário UTC-6
UTC-5 (DST)
Economia
PIB $8 824 USD
Localização
Localização de Guadalajara no México
20° 40' 35" N 103° 20' 49" O
Cidade do México México

Guadalajara ou Guadalaxara é uma cidade do México, capital do estado de Jalisco. Localiza-se num planalto, se situando a mais de 1 500 metros de altitude. É, muitas vezes, designada como Perla del Occidente (traduzido do castelhano, "Pérola do Ocidente") devido ao seu clima e atmosfera agradáveis. É um importante centro comercial, industrial e cultural. Foi fundada (na sua atual localização, pois já havia sido fundada em outros dois locais próximos que tiveram de ser abandonados em razão de ataques de povos locais) em 1542, com o mesmo nome da cidade espanhola onde havia nascido Nuño de Guzmán, um dos mais importantes líderes espanhóis da conquista do México. Em 1560, tornou-se sede do bispado e da audiência do Reino da Nova Galiza (uma das subdivisões do Vice-reino da Nova Espanha). Foi capturada em 1810 pelo exército mexicano durante a guerra da independência. A população de Guadalajara é de 1 646 183 habitantes, mas a Região Metropolitana de Guadalajara tem 4 100 000, fazendo, dela, a segunda maior do México e uma das maiores do mundo.

Guadalajara foi sede dos Jogos Pan-Americanos de 2011.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade se estabeleceu em outros três locais antes de onde está agora. O primeiro estabelecimento em 1532 estava em Mesa del Cerro, hoje conhecida como San Juan. Esta região foi conquistada por Juan de Onãte a mando de Nuño de Guzmán. A finalidade da cidade era garantir as conquistas espanholas na região, protegendo-as contra os povos nativos hostis. Essa cidade não durou muito tempo devido à falta de água, assim, em 1533, foi transferida para um local perto de Tonalá. Dois anos depois, Guzmán ordenou que a aldeia deveria ser movida para Tlacotán. Nessa sua segunda localização, o rei espanhol Carlos V concedeu à cidade o brasão de armas que ela possui até hoje.

Guadalajara foi sede dos Jogos Pan-Americanos de 2011.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O clima em Guadalajara é quente e úmido, com chuvas abundantes de Maio a Outubro. A primavera é a estação mais quente e seca, registrando-se temperaturas de até 35 °C (extremos de 39 °C). No verão, há fortes tempestades acompanhadas de intensa atividade elétrica e até granizo, causando inundações e danos na infraestrutura da cidade. Com o outono, as precipitações diminuem, dando lugar a dias mais ensolarados, com densas neblinas nas áreas mais periféricas, e a temperatura diminui devido às frentes frias que sopram do norte. No inverno, não é incomum que o termômetro registre temperaturas abaixo de zero, causando ligeiras geadas (temperatura mínima absoluta de -5,5 °C). Já foram registradas nevascas, como a que ocorreu em Jalisco em 1997, quando se acumulou cerca de vinte centímetros de neve.

Centro Histórico[editar | editar código-fonte]

O Centro Histórico de Guadalajara é a parte mais antiga da cidade, onde foi fundada e onde os edifícios mais antigos estão localizados.

A Catedral Metropolitana começou a ser construída em 1558 e foi consagrada em 1616. Suas duas torres foram construídas no século XIX depois de um terremoto que destruiu os originais. Eles são considerados símbolos da cidade. A arquitetura é uma mistura de gótico, barroco, mourisco e neoclássico. O interior tem três naves e onze altares laterais, coberta por um telhado apoiado por trinta colunas dóricas.

A Rotunda dos Homens Ilustres é um monumento circular de pedra. Foi construído para honrar a memória de pessoas ilustres de Jalisco. Foi construído em 1952 e contém colunas que marcam um espaço circular contendo 98 urnas com os restos mortais dos honrados. Do outro lado da rua, está o Palácio Municipal, que foi construído em 1952. Possui quatro fachadas de pedra e design neoclássico com elementos como pátios, entradas e colunas que imitam as estruturas mais antigas da cidade. O Palácio do Governo do Estado está em estilo neoclássico e churrigueresco, tendo sido iniciado no século XVII e concluído em 1774. O interior foi completamente remodelado, após uma explosão em 1859. Este edifício contém uma série de pinturas murais feitas por José Clemente Orozco, um nativo de Jalisco e inclui Lucha Social, Circo Político e Las Fuerzas Ocultas. A última retrata Miguel Hidalgo y Costilla com o braço levantado acima de sua cabeça, com raiva contra o governo e a Igreja.

Educação[editar | editar código-fonte]

Guadalajara é um núcleo importante de universidades e centros de ensino de prestígio nacional. O mais importante é a Universidade de Guadalajara, que foi criada em 12 de outubro de 1791 por decreto real. A entidade passou por uma série de reestruturações desde então, mas a universidade moderna como está hoje foi criada em 1925, quando o governador de Jalisco convocou professores, estudantes e outros, para restabelecer a universidade.

Guadalajara é também o lar da ITESO, uma universidade jesuíta, e tem campus de várias escolas particulares, como um campus da Universidad del Valle de México, Tec de Monterrey, Universidad Panamericana Sede México, Universidad Marista de Guadalajara, Universidad de Guadalajara LAMAR e Universidad del Valle de Atemajac, bem como a Universidad Autônoma de Guadalajara (UAG), que foi fundada em 1935 e é a mais antiga universidade privada do México. Além disso, a cidade abriga a Fundação Escola Americana de Guadalajara (ASFG). A ASFG tem 1420 aluno no ensino pré-escolar após segunda série.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Guadalajara é o centro cultural do oeste mexicano e o segundo mais importante do país. Ela é apelidada de "Pérola do Oeste." Embora seja uma cidade moderna, manteve muitas das tradições rurais de Jalisco, como o mariachi. O turismo cultural é uma das mais importantes atividades econômicas, especialmente no Centro Histórico. Guadalajara é um centro de aprendizagem, com seis universidades, dois institutos de culinária e um centro de arte. Guadalajara tem 22 museus, incluindo o Museu Regional de Jalisco, o Museu de Cera, Museu das Crianças Trompo Mágico e o Museu da Antropologia. O Hospício Cabañas, no Centro Histórico, é Patrimônio Mundial da Humanidade. Por estes e outros atributos, a cidade foi nomeada Capital Americana da Cultura em 2005.

Artistas memoráveis[editar | editar código-fonte]

Guadalajara tem sido o berço e morada de ilustres poetas, escritores, pintores, atores, diretores e representantes das artes, tais como: Gael García Bernal, José Clemente Orozco, Dr. Atl, Roberto Montenegro, Alejandro Zohn, Luis Barragán, Carlos Orozco Romero, Federico Fabregat, Raul Anguiano, Juan Soriano, Javier Cabello Campos, Marta Pacheco, Alejandro Colunga, José Fors, Juan Kraeppellin, Davis Birks, Carlos Vargas Pons, JIS, Trino, Erandini, Enrique Oroz, Rubén Méndez, Maurício Toussaint, Scott Neri, Paula Santiago, Edgar Cobian, L. Felipe Manzano, o guitarrista e compositor de música para os filmes El Mariachi e A Lenda do Zorro, Paco Renteria, Juan Rulfo, Francisco Rojas, Agustín Yáñez, Elías Nandino, Idella Purnell, Jorge Souza, Gonzalo Curiel, José Pablo Moncayo, Antonio Navarro, Zohn Ricardo, Carlos Sánchez-Gutiérrez, Gabriel Pareyon, Felipe Cazals, Jaime Humberto Hermosillo, Erik Stahl, Guillermo del Toro, Katy Jurado e Enrique Alvarez Felix.

Culinária[editar | editar código-fonte]

A culinária é uma mistura de influências pré-hispânicas e espanhola, como o resto do México, mas os pratos aqui têm os seus próprios sabores e são feitos com suas próprias técnicas. Um dos principais pratos é a birria: carne de bode ou de carneiro assada com molho picante e temperada com pimenta, gengibre, cominho, pimenta-do-reino, orégano e cravo-da-índia. A forma tradicional de preparar birria é assar a carne e especiarias embrulhadas em folhas de agave. É servida com cebola picada, limão e tortilhas. Um dos mais conhecidos restaurantes de birria é chamado Las Nueve Esquinas e possui três pontos, todos localizados no Centro Histórico.

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sister Cities, Relações Públicas, Guadalajara governo municipal. Acesso em linha de 18 de marco de 2008.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Guadalajara (México)


Flag of Mexico.svg México | Jalisco Coat of arms of Jalisco.svg
Regiões:

Região Norte | Região Altos Norte | Região Altos Sur | Região Ciénega | Região Sureste | Região Sur | Região Sierra de Amula | Região Costa Sur | Região Costa Norte | Região Sierra Occidental | Região Valles | Região Centro |

Municipios

Acatic | Acatlán | Ahualulco | Amacueca | Amatitán | Ameca | Antonio Escobedo | Arandas | Atemajac | Atengo | Atenguillo | Atotonilco | Atoyac | Autlán | Ayotlán | Ayutla | Bolaños | Cabo Corrientes | Cañadas | Capilla de Guadalupe | Casimiro Castillo | Cihuatlán | Cocula | Colotlán | Concepción | Cuautitlán | Cuautla | Cuquío | Chapala | Chimaltitán | Chiquilistlán | Degollado | Ejutla | El Arenal | El Grullo | El Limón | El Salto | Encarnación | Etzatlán | Gómez Farías | Guachinango | Guadalajara | Hostotipaquillo | Huejúcar | Huejuquilla | Ixtlahuacán de los Membrillos | Ixtlahuacán del Río | Jalostotitlán | Jamay | Jesús María | Jilotlán | Jocotepec | Juanacatlán | Juchitlán | La Barca | La Huerta | La Manzanilla | Lagos | Magdalena | Mascota | Mazamitla | Mexticacán | Mezquitic | Mixtlán | Ocotlán | Ojuelos | Pihuamo | Poncitlán | Puerto Vallarta | Quitupan | San Cristóbal | San Diego | San Gabriel | San Juan | San Julián | San Ignacio | San Marcos | San Martín | San Martín Hidalgo | San Miguel | San Sebastián | Santa María de los Ángeles | Santa María | Sayula | Tala | Talpa | Tamazula | Tapalpa | Tecalitlán | Tecolotlán | Techaluta | Tenamaxtlán | Teocaltiche | Teocuitatlán | Tepatitlán | Tequila | Teuchitlán | Tizapán | Tlajomulco | Tlaquepaque | Tolimán | Tomatlán | Tonalá | Tonaya | Tonila | Totatiche | Tototlán | Tuxcacuesco | Tuxcueca | Tuxpan | Unión | Unión de Tula | Valle de Guadalupe | Valle de Juárez | Villa Corona | Villa Guerrero | Villa Hidalgo | Villa Purificación | Yahualica | Zacoalco | Zapopan | Zapotiltic | Zapotitlán | Zapotlán del Rey | Zapotlán | Zapotlanejo

Imagem: Hospício Cabañas A cidade de Guadalajara (México) inclui o sítio Hospício Cabañas, Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg