Santo Augusto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santo Augusto
Bandeira desconhecida
Brasão de Santo Augusto
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 17 de fevereiro de 1959 (55 anos)
Gentílico santo-augustense
CEP 98590-000
Prefeito(a) José Luiz Andrighetto (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Santo Augusto
Localização de Santo Augusto no Rio Grande do Sul
Santo Augusto está localizado em: Brasil
Santo Augusto
Localização de Santo Augusto no Brasil
27° 51' 03" S 53° 46' 37" O27° 51' 03" S 53° 46' 37" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Noroeste Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Ijuí IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Campo Novo, Coronel Bicaco, Palmeira das Missões, Nova Ramada, Chiapetta e São Valério do Sul
Distância até a capital 451 km
Características geográficas
Área 468,019 km² [2]
População 13 970 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 29,85 hab./km²
Altitude 528 m
Clima subtropical úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,766 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 224 836,629 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 16 163,67 IBGE/2008[5]
Página oficial

Santo Augusto é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

Localiza-se a 528 metros de altitude, nas coordenadas 27º51'03" de latitude sul e 53º46'38" de longitude oeste. Sua população em 2008 era de 13.910 habitantes.[6] O ano de Instalação foi 1959.

História[editar | editar código-fonte]

A história de Santo Augusto teve início a partir das Missões religiosas jesuíticas dedicados à catequese dos indígenas. No entanto, tais missões não deixaram marcas, já que se dedicaram especialmente à extração da erva-mate.

A colonização e o povoamento tiveram origem no ano de 1918, com a instalação de uma casa comercial à margem da estrada que ligava a Colônia Militar do Alto Uruguai a Ijuí e Catuípe (este conhecido por Rio Branco). A casa comercial foi instalada pelo Sr. Pompílio Silva, contando com o apoio do fazendeiro João Batista Chagas, o qual possuía grande parte das terras daquela região. Com a morte deste último, seus sucessores iniciaram a colonização de parte de suas terras, mais precisamente a zona da mata. Dividiram-na em 360 colônias que foram vendidas pelo próprio Pompílio Silva. A partir daí, houve significativo movimento migratório, com famílias vindas de diversos municípios, formadas principalmente por descendentes italianos, germânicos, poloneses e também luso-brasileiros, que passaram a residir na localidade.

Filho mais novo do Barão de Candiota[7] , João Batista Chagas havia dado às suas terras o nome de Fazenda Augusto, como homenagem a seu filho Augusto Chagas. Este, quando ainda era jovem, viera de Porto Alegre, onde estudava, para passar férias com sua família e quando retornava de um de seus passeios a cavalo pelo campo, ao abraçar sua irmã, o revólver que portava caiu de seu coldre e ao chocar-se ao solo a arma detonou acidentalmente, ferindo-o de morte.

Com a idéia de homenagear a família Chagas e perpetuar o nome da Fazenda, a Sra. Josefina Lucas Silva – dona Fifina -, esposa de Pompílio Silva, sugeriu então o nome de Santo Augusto, tornando-se definitivo tal nomenclatura ao local que até então já fora conhecido como Rincão de São Jacob e posteriormente Boca da Picada.

Em 28 de outubro de 1928, Santo Augusto passou a ser Distrito de Palmeira das Missões e em 1945, com a emancipação de Três Passos, passou a integrar este, na condição de Distrito.

Em 1959, pela Lei Estadual n° 3.721 de 17 de fevereiro, foi criado o Município de Santo Augusto. Em maio do mesmo ano foram realizadas as primeiras eleições para eleger os mandatários do Município, sendo eleitos os senhores Oswaldo Pio Andrighetto - para Prefeito -, e Arnaldo Macagnam – para Vice-Prefeito. Em 30 de maio do mesmo ano foram empossados, sendo esta a data escolhida para comemorar o dia do Município.

Educação[editar | editar código-fonte]

Santo Augusto possui um núcleo da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ), cuja reitoria se localiza em Ijuí, e possui um Campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha(IF-FARROUPILHA), cuja reitoria se localiza em Santa Maria/RS. Possui a FAISA Faculdades, cuja sede se localiza no próprio município.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IBGE_Pop_2008
  7. CARVALHO, Mario Teixeira de. "Nobiliário Sul-Riograndense". Porto Alegre, Livraria do Globo, 1937.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.