Valéria Valenssa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valéria Valenssa
Nome completo Valéria Conceição Santos
Data de nascimento 5 de outubro de 1971 (42 anos)
Local de nascimento Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasil brasileira
Altura 1,68 m
Cor do cabelo preto
Cor dos olhos Castanhos
Medidas 82-60-90
Peso 50 kg
Principais trabalhos Globeleza
Cônjuge Hans Donner (1993 - atual)

Valéria da Conceição dos Santos (Rio de Janeiro, 5 de outubro de 1971), mais conhecida como Valéria Valenssa (ex-Globeleza),[1] é uma dançarina e modelo brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Valéria teve uma infância pobre na Pavuna, subúrbio carioca, gostava de dançar sonhando em ser Chacrete, aos 12 anos fez um curso gratuito de modelo, aos 15 anos participou de desfiles e figurações em comerciais, foi eleita a Batgirl de um concurso realizado no Sesc-Madureira para promover o lançamento do filme Batman, venceu a Garota Tropical, num desfile realizado em uma discoteca,[2] ganhou a Garota Charlie Chaplin num evento promovido por um salão de beleza. Em 1989 disputou o título de Garota de Ipanema, única negra entre as candidatas, ficou apenas em quarto lugar, mas com a sua simpatia e alegria no samba encantou o público e os jurados do concurso, entre eles estava Hans Donner, que convidou a mulata a estrelar a vinheta de carnaval da Rede Globo em 1990,[1] , onde o jargão ainda era “A Globo faz escola, no Carnaval deita e rola”, juntamente com a modelo Mônica Santos.[3]

Dispensada no ano seguinte, trabalhou como operadora de telemarketing e na loja C&A. Apenas em 1993 retornou, aliando efeitos especiais de última geração e performance de dança, as vinhetas, de pouco mais de 30 segundos, repetidas diversas vezes durante a programação, com ela sambando com o corpo desnudo, com suas medidas perfeitas, realçadas apenas com pinturas feitas à mão,[4] ao som do jingle criado para as chamadas pré-carnavalescas da emissora composto por Jorge Aragão e Jorge Lattari. A identificação com a mulata foi tanta, que o apelido Globeleza pegou.[5] A cada gravação, podia passar mais de 12 horas tendo o seu corpo purpurinado. Foram mais de dez anos como o símbolo máximo da cobertura de carnaval da Globo.[3] Em 2003 ela fez a vinheta mesmo estando grávida de seu primeiro filho,[6] no ano seguinte Valéria foi digitalizada, por conta da segunda gravidez. Após longo reinado, em 2005 passou seu título para Giane Carvalho,[7] escolhida num concurso do programa Domingão do Faustão.[1] Em 2006 a vinheta ficou por conta de Aline Aniceto,[8] conhecida atualmente como Aline Prado, que ocupa até hoje o posto da Globeleza.

Valéria é considerada uma das negras mais bonitas do Brasil[9] e uma das maiores musas do carnaval,[10] desfilou por diversas escolas de samba, iniciou em 1990 na Caprichosos de Pilares,[11] sua escola de coração, depois passou por Grande Rio, Mocidade Independente de Padre Miguel, Leandro de Itaquera, Acadêmicos do Tucuruvi,[12] Mocidade Alegre,[13] Portela[14] e na União da Ilha.

Sempre desejou ser cantora, fez aula de canto e estudou piano, em 1993 formou um grupo musical de sucesso efêmero denominado Lilith, que tinha ainda como integrantes Carla Alexandra e Cristina Ribeiro,[15] o único destaque foi a música Todo Amor é Bom, tema da abertura da minissérie Sex Appeal,[16] o grupo durou apenas 8 meses, posteriormente, em 2002 lançou um CD solo com apenas 3 músicas, sem muita repercussão.

Foi capa das revistas Plena Beleza, Raça Brasil, entre outras. Realizou ensaios sensuais para Playboy em abril de 1993 e junho de 1995,[17] além de ser capa da sexta edição da revista SexWay em julho de 2000.[18] Em 2001 lançou um calendário sexy.[19] [20] Valéria foi a vedete principal do musical Ela Brasil ao lado do dançarino Carlinhos de Jesus,[21] no espetáculo, através da dança, falavam sobre a cultura de vários lugares do país. Em 2006 participou do programa Bailando por um Sonho, do SBT,[22] que misturou espetáculo com competição de dança e onde os participantes resgatavam a beleza da dança de salão.[23]

A aparição na telinha abriu espaço para uma série de convites para comerciais, como os da Mesbla, Coca-Cola e Casa das Calcinhas.[24] Teve ainda diversas aparições no Programa da Hebe,[25] [26] Viva a Noite,[27] Domingo Legal, entre outros, também atuou em programas humorísticos, em 1996 no Chico Total foi Teima, a sensual empregada de Nazareno (Chico Anysio),[28] em 2005 na A Praça É Nossa contracenando com Zé Bonitinho (Jorge Loredo),[29] já em 2008 no Zorra Total foi uma das convidadas de Edu (Renato Rabello), porém é conquistada por Juninho (Samantha Schmütz).[30]

Realizou shows de dança no exterior, com apresentações em países como Portugal, Áustria, entre outros.[28] Tentou ser apresentadora, gravou piloto de um programa sobre dança no GNT[31] e negociou um programa de beleza em emissora aberta.[32] [33] Lançou uma coleção de lingerie (linha Morisco), através de sua empresa D&M,[34] montou uma confecção de roupas infantis,[35] já administrou juntamente com Marlene Mattos, a agência Tribo, voltada para atores e modelos negros,[36] lançou um linha de produtos de beleza exclusivamente para mulheres negras.[37] Atualmente Valéria gerencia as empresas de Hans Donner e para manter a forma física faz exercícios diariamente, além de uma alimentação bastante saudável.[38]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Neta de uma negra e de um português e filha de uma mulata com um branco, Valéria representa a miscigenação do povo brasileiro, sua mãe é a dona-de-casa Vera Lúcia Conceição dos Santos e seu pai o contador Carlos Alberto Santos, tem um irmão chamado Carlos Henrique (Caíque), que foi seu empresário e guarda-costas, além de duas irmãs, Cláudia Santos e Elaine.[39] , que já desfilaram com ela no carnaval. Sempre adorou esportes e aos 9 anos já jogava handebol,[40] quando explodiu como modelo era estudante técnica de contabilidade, curso que terminou junto com o ensino médio, seu sobrenome fantasia foi emprestado de um ex-namorado.[41]

No final de 1992, começou namorar Hans Donner, designer responsável pelas vinhetas as quais ela fazia, no ano seguinte foram morar juntos, teve uma desavença com a ex dele, Isadora Ribeiro no desfile de 1993.[42] Em 1997, o casal sofreu um grave acidente aéreo, em que saíram ilesos.[43] Apenas em 8 de novembro de 2002 oficializaram o casamento no civil[44] e em 17 de maio de 2003 no religioso,[45] o casal tem dois filhos,[46] João Henrique[47] nascido em 23 de janeiro de 2003 e João Gabriel em 26 de março de 2004.[48]

Substituída como Globeleza em 2005, fez lipoaspiração, colocou próteses, mesmo assim teve depressão, Valéria se tornou evangélica, mesmo sua mãe sendo espírita e seu pai, budista.[49] Afastada da folia, dedica-se ao marido e aos filhos.[50]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

  • 1997 - Aprenda a Sambar com Valeria Valenssa (VHS)

Espetáculos[editar | editar código-fonte]

  • 2001 - Ela Brasil (com Carlinhos de Jesus)

Televisão[editar | editar código-fonte]

Minisséries
Programas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c XAVIER, Ricardo (Rixa); BRAUNE, Bia. Almanaque da TV. Rio de Janeiro: Ediouro, 2007. pág.190 ISBN 850002070-4
  2. LENCASTRE, Carla. Belas Curvas, Jornal O Globo (3 de março de 1990)
  3. a b MAIOR, Marcel Souto. Almanaque da TV Globo. Rio de Janeiro: Editora Globo, 2006. pág.311 ISBN 85-250-4280-3
  4. Musas do Carnaval - Pintura – Ego (19 de janeiro de 2008).
  5. Valéria Valenssa – Revista Isto é Gente 28 (14 de fevereiro de 2000).
  6. Valéria Valenssa à Espera de João Henrique – Revista Quem (16 de outubro de 2002).
  7. O embate das Globelezas – Revista Veja 1890 (2 de fevereiro de 2005).
  8. Carnaval 2006 - A nova Globeleza – Revista Isto é Gente 340 (27 de Fevereiro de 2006).
  9. As Dez Negras Mais Bonitas – Estrelando.
  10. As 10 grandes musas da festa do Carnaval brasileiro – Revista Veja (11 de fevereiro de 2002).
  11. Valéria Valenssa, 10 Anos de Sucesso da Globeleza – Galeria de Fotos Isto é Gente.
  12. O Destino de 10 Musas do Carnaval - Valéria Valença – Portal Terra.
  13. Valéria Valenssa – Revista Isto é Gente 341 (6 de março de 2006).
  14. Guia do Bebê – mamãe Famosas.
  15. CURRY, André. O Novo Rebolado da Mulata Globeleza, Jornal do Brasil (11 de junho de 1993)
  16. Sex Appeal – Jornal da Cidade - Sergipe (13 de setembro de 2008).
  17. DURAN, J.R; MARTINELLI, Pedro; WOLFENSON, Bob; TRIPOLI, Luis; WEISSER, Otto. Playboy - 30 Anos de Fotografia 1975 - 2005. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005. pág.128 ISBN 85-364-0113-3
  18. Agito – Revista Isto é Gente 50 (13 de julho de 2000).
  19. Valéria Valenssa lança calendário e se prepara para virar cantora – Jornal Folha de São Paulo (9 de janeiro de 2001).
  20. Revista Veja 1685 (31 de janeiro de 2001).
  21. Corpo em Evidência- AN Tevê (10 de fevereiro de 2002).
  22. Silvio Santos lança "Bailando por um Sonho" neste sábado – Jornal Folha de São Paulo (20 de outubro de 2006).
  23. A garota Globeleza é de Jesus – Revista Enfoque 66 (Janeiro de 2007 ).
  24. REVISTA RAÇA BRASIL, Edição 6, pág.40-47. 1996-, mensal. Fevereiro de 1997
  25. Sem vínculos – Jornal Folha de São Paulo (31 de março de 2005).
  26. Globeleza – Jornal Folha de São Paulo (29 de junho de 2006).
  27. Valéria Valensa visita o Viva a Noite – O Fuxico (1 de dezembro de 2007).
  28. a b Globeleza Agora Todos os Sábados, Jornal O Globo (16 de junho de 1996)
  29. Ex-Globeleza – Jornal Folha de São Paulo (5 de julho de 2005).
  30. Valéria Valenssa e Luiza Brunet participam do programa 'Zorra total' – Jornal O Globo (24 de janeiro de 2008).
  31. Novo rumo – Jornal Folha de São Paulo (29 de novembro de 2004).
  32. Tentativa (20 de Julho de 2006).
  33. Globeleza na TV (7 de novembro de 2007).
  34. Musa, O Apogeu da Deusa - Revista Época 145 (26 de fevereiro de 2001).
  35. Saiba quem vai participar de "Bailando por um Sonho" – Jornal Folha de São Paulo (18 de outubro de 2006).
  36. DEODORO, Paola. Globeleza Perde a Fantasia, Jornal Zero Hora (24 de outubro de 2004)
  37. Beleza negra – Revista Isto é Gente 79 (5 de Fevereiro de 2001).
  38. Nova Versão - Valéria Valenssa gerencia as empresas de Hans Donner – O Fuxico (14 de Outubro de 2009).
  39. A apoteose de Valéria – Revista Isto é Gente 31 (6 de março de 2000).
  40. Quero Continuar no Carnaval até os 90 Anos - Revista Isto é Gente 286 (3 de fevereiro de 2005).
  41. REVISTA VEJA, Edição 1432, pág.76-77. Editora Abril, 1968-, semanal. 21 de fevereiro de 1996
  42. Pé de Guerra, Jornal do Brasil (24 de fevereiro de 1993)
  43. Jatinho Naufragado – Revista Veja 1503 (9 de julho de 1997).
  44. Casaram - Revista Isto é Gente 172 (18 de novembro de 2002).
  45. Valéria Valenssa e Hans Donner se casam e batizam filho - Revista Isto é Gente 199 (26 de maio de 2003).
  46. Férias de Hans Donner e Valéria Valenssa – Revista Caras (16 de janeiro de 2010).
  47. EQG540871-1983-1,00.html Celebração dupla: batismo e casamento - Revista Quem 141 (21 de maio de 2003).
  48. Nasceu - Revista Isto é Gente 243 (5 de abril de 2004).
  49. Auto-Retrato - Valéria Valenssa – Revista Veja 2085 (5 de novembro de 2008).
  50. Valéria Valenssa se compara a Xuxa e Jô Soares – O Fuxico (24 de novembro de 2007).