Valeriy Lobanovskiy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valeriy Lobanovs'kyi
Валерій Лобановський
Banner Valery Lobanovsky.jpg
Homenageado em faixa da torcida do Dínamo Kiev
Informações pessoais
Nome completo Valeriy Vasylyovych Lobanovs'kyi
Data de nasc. 6 de janeiro de 1939
Local de nasc. Kiev, Flag of the Soviet Union (1923-1955).svg União Soviética
Falecido em 13 de maio de 2002 (63 anos)
Local da morte Zaporizhzhya, Flag of Ukraine.svg Ucrânia
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1957-1964
1965-1966
1967-1968
Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg Dínamo Kiev
Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg Chornomorets Odessa
Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg Shakhtar Donets'k
144 (42)
59 (15)
50 (14)
Seleção nacional
1960-1961 Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg União Soviética 2 (0)
Times que treinou
1969-1973
1974
1975-1976
1976-1982
1982-1983
1983-1986
1986-1990
1990-1993
1994-1996
1997-2000
2000-2001
2001-2002
Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg Dnipro Dnipropetrovs'k
Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg Dínamo Kiev
Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg Dínamo Kiev, União Soviética
Flag of the Soviet Union.svg Dínamo Kiev
Flag of the Soviet Union.svg Dínamo Kiev, União Soviética
Flag of the Soviet Union.svg Dínamo Kiev
Flag of the Soviet Union.svg Dínamo Kiev, União Soviética
Flag of the United Arab Emirates.svg Emirados Árabes
Flag of Kuwait.svg Kuwait
Flag of Ukraine.svg Dínamo Kiev
Flag of Ukraine.svg Ucrânia
Flag of Ukraine.svg Dínamo Kiev
{{{treinadorjogos}}}

Valeriy Vasilyevich Lobanovskiy ou Valeriy Vasylyovych Lobanovs'kyi - respectivamente, em russo, Валерий Васильевич Лобановский, e, em ucraniano, Валерій Васильович Лобановський (Kiev, 6 de janeiro de 1939 - Zaporizhzhya, 13 de maio de 2002) - foi futebolista e mais famoso técnico de futebol ucraniano.

Foi o idealizador do chamado Futebol científico.[1]

Como Jogador[editar | editar código-fonte]

Jogou profissionalmente por 11 anos, de 1957 à 1968, passando por Dínamo Kiev (participou da conquista do campeonato soviético de 1961, o primeiro do Dínamo e de um clube ucraniano), Chornomorets Odessa e Shakhtar Donets'k, jogando suas duas únicas partidas pela Seleção Soviética nas Olimpíadas de 1960.

Como Técnico[editar | editar código-fonte]

Dínamo Kiev[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira de técnico em 1969, no Dnipro Dnipropetrovs'k. Após temporadas sem sucesso no Dnipro, passou a treinar, em 1974, seu ex-clube, o Dínamo, comandando o clube em sua época mais vitoriosa, de 1975 à 1990, quando a equipe conquistou 8 campeonatos soviéticos e, em 1975 e 1986, duas Recopas Européias, fazendo do clube o primeiro da União Soviética a conquistar um torneio de clubes.

Seleção Soviética[editar | editar código-fonte]

Paralelamente ao comando do Dínamo, Lobanovs'kyi chegou a treinar a URSS nas Olimpíadas de 1976, conquistando o bronze, e nas Copas do Mundo de 1986 (assumindo o cargo às vésperas do torneio, substituindo Eduard Malafeyew) e 1990 e na Eurocopa de 1988, onde foi vice-campeão. Na Copa de 86, os soviéticos alcançaram a segunda fase; na de 90 a equipe, decadente, não passou da primeira.

No Oriente Médio e volta à Ucrânia[editar | editar código-fonte]

Após a Copa de 90, Lobanovs'kyi foi passar seis anos no futebol árabe, onde treinou as seleções dos Emirados Árabes e do Kuwait.

Voltou ao seu Dínamo de Kiev em 1997, permanecendo como treinador do clube até sua morte, em 2002, conquistando cinco campeonatos ucranianos. Chegou a treinar paralelamente, em 2000 e 2001, a Seleção Ucraniana, mas a equipe foi eliminada na repescagem para a Copa do Mundo de 2002 pela Alemanha.


Morte e Homenagens[editar | editar código-fonte]

Morreu em 13 de maio de 2002 durante uma cirugia cerebral, uma semana após sofrer um derrame pouco depois de jogo do Dínamo. Recebeu postumamente o título de Herói da Ucrânia, a mais alta honraria nacional. Dois dias após sua morte ocorreu a disputa da final da Liga dos Campeões da UEFA da temporada 2001/02, tendo a entidade homenageado-o também, com um minuto de silêncio antes da decisão.

Um ano depois, após ser campeão do torneio com o Milan, Andriy Shevchenko, a quem lançara no Dínamo (que renomeou seu estádio para Dínamo Lobanovs'kyi), visitou seu túmulo na Ucrânia, deixando sobre a sepultura sua medalha de campeão.


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas falta adicionar a predefinição {{referências}} no final da página