Igor Belanov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ihor Byelanov
Ігор Бєланов
Ihor Belanov.jpeg
Informações pessoais
Nome completo Ihor Ivanovych Byelanov
Data de nasc. 25 de setembro de 1960 (53 anos)
Local de nasc. Odessa, Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg União Soviética
Altura 1,74 m
Informações profissionais
Posição Atacante (aposentado)
Clubes de juventude
1973–1978 Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg Chornomorets Odessa
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1979–1980
1981–1984
1985–1989
1989–1990
1991–1995
1995–1996
1996–1997
Flag of the Soviet Union (1955-1980).svg SKA Odessa
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Chornomorets Odessa
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Dínamo Kiev
Alemanha Borussia Mönchengladbach
Alemanha Eintracht Braunschweig
Ucrânia Chornomorets Odessa
Ucrânia Metalurh Mariupol
068 (16)
116 (26)
158 (54)
024 0(4)
089 (28)
003 0(1)
005 0(4)
Seleção nacional
1985-1990 Flag of the Soviet Union.svg União Soviética 033 0(8)

Igor Ivanovich Belanov ou Ihor Ivanovych Byelanov - respectivamente, em russo, Игорь Иванович Беланов, e, em ucraniano, Ігор Іванович Бєланов (Odessa, 25 de setembro de 1960) - é um ex-futebolista ucraniano.

Início[editar | editar código-fonte]

Começou a carreira em 1979 e jogou, já como atacante, por dois clubes de sua cidade, primeiramente o SKA Odessa, e depois o Chornomorets Odessa, até transferir-se em 1985 para o Dínamo Kiev. No mesmo ano, conquistaria o campeonato soviético em sua primeira temporada no Dínamo. 1985 marcou também sua estreia pela União Soviética.

Auge[editar | editar código-fonte]

No ano seguinte, participou da conquista da segunda Recopa Europeia do clube, e também iria para a sua primeira Copa do Mundo. No mundial de 1986, A Seleção Soviética avançaria à segunda fase, onde enfrentaria a Bélgica. Byelanov marcou os três gols de sua equipe no jogo, mas o feito foi em vão, pois os belgas conseguiram vencer e eliminar os soviéticos por 4 a 3.

Ao final daquele ano, Byelanov conquistaria novamente a Liga Soviética, e seria eleito o melhor jogador europeu pela France Football - o terceiro soviético a conseguir o prêmio, depois de Lev Yashin e Oleh Blokhin (e segundo vencedor ucraniano, após este último).

Jogou pela URSS 33 vezes, marcando 8 gols até 1990, quando deixou de ser chamado - não chegou a ir para a Copa do Mundo daquele ano. Por ela, ainda fora vice-campeão da Eurocopa 1988.

Rápida decadência[editar | editar código-fonte]

Em 1989, transferiu-se para a então Alemanha Ocidental, onde passou duas temporadas sem sucesso no Borussia Mönchengladbach e três no Eintracht Braunschweig, da segunda divisão da Bundesliga.

No meio de 1995, voltou à Ucrânia (pela qual não chegou a jogar), agora um país independente, jogando uma temporada no Chornomorets e outra no Metalurh Mariupol, sua última como jogador profissional.