Warcraft

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Universo Warcraft é uma dimensão ficcional, descrita por uma série de jogos e livros publicados pela Blizzard Entertainment e foi apresentado inicialmente pelo jogo Warcraft:Orcs & Humans no ano de 1994.

Conceitos e criação[editar | editar código-fonte]

Muitos dos conceitos do Universo Warcraft são semelhantes aos existentes nos jogos de tabuleiro como Warhammer e Dungeons & Dragons e servindo-se de inspirações na mitologia européia, história e do mundo de fantasia de J.R.R.Tolkien em que Humanos e Elfos lutam contra Orcs e Trolls, contudo nos dias de hoje já existem inúmeras referências retiradas do dia-a-dia moderno.

O texto inicial do jogo que iniciou o conceito é [carece de fontes?]:

“Na era do caos, duas facções lutam pelo domínio. O próspero reino de Azeroth, onde os humanos que lá vivem tornaram a terra num paraíso, onde os cavaleiros de Stormwind e os clérigos de Northshire Abbey rumavam longe, servindo ao povo do reino com honra e justiça e na qual os bem treinados exércitos do rei mantiveram uma paz duradoura por gerações. Então vieram as hordas de Orcs. Ninguém sabia de onde vinham tais criaturas e ninguém estava preparado para o terror que espalharam. Os seus guerreiros empunhavam machados e lança com uma maestria mortal, enquanto outros montavam lobos negros tão escuros como uma noite sem lua. Inimagináveis eram os poderes destrutivos das suas malignas magias oriundas do fogo do submundo. Com um engenhoso arsenal de armas e magias poderosas, estas forças colidiram numa disputa de astúcia, inteligência e força bruta, em que o vitorioso reclamará o domínio de todo(a) Azeroth. Bem vindo ao mundo do Warcraft.”

Muito mudou neste universo desde o jogo inicial. Cada lançamento expande em muito o enredo e, em certos casos, corrigindo ou alterando as histórias passadas.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A maioria da ação no mundo Warcraft acontece no planeta de nome Azeroth. Neste mundo, iniciamente existia um enorme continente, mas a 10.000 anos, devido a um cataclismo, chamado "O Rompimento" provocado pela destruição da Fonte da Eternidade, criou-se quatro novos continentes: Nortundria, Pandaria, Reinos do Leste e Kalimdor, separados por um gigantesco oceano em cujo centro existe um enorme vortex de nome Voragem. É no sul do Reino do Leste, conhecido no Warcraft:Orcs & Humans como Azeroth, que se passa a maioria das crônicas iniciais deste universo. No Jogo Warcraft III, a parte norte do continente é subjugada por uma peste que ceifava a vida dos que eram tocados pela praga e os transformava em soldados mortos-vivos num exército conhecido por Flagelo. Nesse mesmo jogo foi introduzido o continente de Kalimdor, terra natal dos enormes Tauren. Enquanto Azeroth (continente) pode ser descrito como Europa medieval, com reinos e impérios, Kalimdor compara-se às Américas no tempo dos descobrimentos europeus. Nortúndria é o continente mais a norte de Azeroth (planeta) e baluarte do Lich King e o seu exército, o Flagelo.

O segundo mundo em importância para este universo é Draenor, agora conhecido por Terralém devido a uma catástrofe que arruinou o planeta, terra de origem dos Orcs e Ogros. Um dos momentos marcantes neste local foi a chegada dos Draenei (raça proveniente dos Eredar), perseguidos pela Legião Ardente. Estes últimos corromperam os Orcs, que posteriormente atacaram Azeroth (planeta). O planeta Draenor foi destroçado quando o bruxo Orc Ner´zhul abriu demasiados portais para outros mundos a fim de fugir das forças da Aliança e conquistar outros mundos que entretanto perseguiam a derrotada Horda de Draenor. Este planeta é apresentado no jogo Warcraft: Beyond Dark Portal e mais tarde no Warcraft III: The Frozen Throne e é o centro do enredo na primeira expansão do World of Warcraft: The Burning Crusade.

Raças do jogo[editar | editar código-fonte]

Entrelaçado na história do jogo, há muitas raças que são de legitima importância para a própria história antes da primeira guerra. São elas:

Humanos - São os fundadores da aliança e governantes de Ventobravo , Lordaeron, Kul'tiras, Stromgarde, Gilneas, Alterac e Dalaran. São originários do norte do continente de Reinos do Leste, eles antigamente eram tribos. A tribo Arathi começou a agir, derrotando e dominando os rivais e formando um rápido reino humano. Os elfos que estavam em guerra com os trolls de Zul´Aman pediram ajuda ao rei dos humanos, e o rei percebendo que os trolls poderiam ser uma ameaça ao reino humano concordou se os elfos superiores ensinassem magia aos humanos. A aliança entre os elfos e os humanos foi selada e eles derrotaram o império trólico de Zul´Aman. Os humanos então com a ajuda da magia conseguiram explorar novas terras, criando novas cidades, pois só possuíam Stromgarde de grande importância.

Elfos Superiores - São os Altaneiros (Highborne) que sobraram após a grande cataclismo, foram banidos de Kalimdor para sempre, por seu vício em magia, viajaram por dias até chegar em nas Clareiras de Tirisfal, mas o lugar deixou alguns elfos loucos, então eles partiram ao norte e fundaram Quel'thalas. Mas a paz durou pouco quando os Trolls começaram a atacar. Mesmo com magia eles estavam em desvantagem e quase foram derrotados se não fossem humanos de Arathi, que se aliaram a nova raça ao norte. As numerosas tropas dos humanos e com conhecimentos mágicos élficos arcanos derrotaram os trolls. Ali criaram uma poderosa pátria e uma amizade com os humanos.

Anões - Originários de Khaz Modan, um continente ao sul de Lordaeron, eles eram "filhos dos titãs", feitos de pedras e rochas, mas ao hibernar 8 mil anos, eles perderam essas afeições. Logo eles começaram cultivar uma cultura na cidade de Altaforja. Eles eram especialistas em tecnologia e máquinas, mas depois da morte de seu rei Modimus Anvilmar, os três clãs principais, os Barbabronze, os Martelo Feroz e os Ferro Negro, guerrearam pelo controle da Altaforja. Os Barbabronze venceram a guerra, mas eles nunca mais confiaram um nos outros tornando-se rivais. O clã Barbabronze ficou em Altaforja, os Martelo Feroz construíram para si a cidade de Grim Batol e o Ferro Negro entraram na Montanha da Rocha Negra jurando vingança para os outros clãs.

Elfos noturnos - Considerados os primeiros seres sapientes a produzir um império, eles foram outrora seres poderosos, controlando energias da mais poderosa fonte de magia arcana de todos os tempos, a Fonte da Eternidade. Eles cultivaram templos inteiros e haviam grupos exclusivos que controlavam bem a magia arcana eram chamados de os Altaneiros. Num dado momento a Legião Ardente sentiu as energias da fonte e chegou a Azeroth (planeta), logo a rainha Azhara e seus Altaneiros se uniram aos demônios e estavam preparando a invasão da Legião Ardente, mas os elfos noturnos então se uniram para acabar com a loucura da rainha, e foram destruir a fonte de tudo isso, entretanto os Altaneiros estavam tentando evocando Sargeras ao mundo impedidos pelos rápidos movimentos dos elfos noturnos. Mas ao destruir a Fonte da Eternidade, eles destruíram Kalindor, dividindo os continentes. Os Altaneiros sobreviventes fugiram para o leste e os elfos remanescentes ao massacre foram ao norte, no que restou da vegetação de seu mundo e lá criaram A Árvore do Mundo, a sua fonte de vida eterna, os druidas voltaram ao sonho esmeralda e os que ficaram acordados protegiam o que restou da floresta de Kalindor renomeando-a de Vale Gris, e se renomearam As Sentinelas, os que protegiam o que restou de Kalindor de outra volta da Legião Ardente. Outros referências vão para Argus, planeta de origem dos Eredar (antepassados dos Draenei), Káresh, planeta dos Ethereal e Xoroth o planeta de proveniência de Nathrezim e dos Dreadsteeds.

Universo Warcraft[editar | editar código-fonte]

Jogos de computador[editar | editar código-fonte]

Jogos de cartas coleccionáveis[editar | editar código-fonte]

  • World of Warcraft Trading Card Game

O jogo contém Várias coléções Heroes of Azeroth Through the Dark Portal Fires of Outland March of the Legion Servants of the Betrayer The Hunt for Illidan Drums of War Blood of Gladiators Field of Honor

Possui uma forma única de jogo onde 4 ou mais jogadores jogam contra 1 único chefe, chamado de Raid Deck, como as famosas Raids do World of Warcraft, assim parecendo cada vez mais o próprio jogo do World of Warcraft Online. O jogo conta com a aparição de personagem que entraram para a história do jogo como a Rainha Sylvanas Windrunner, A'dal, Lady Vashj, Lady Katrana Prestor, Príncipe Kael'thas Sunstrider (vulgo Kael), Akama, Azaloth, Maiev Shadowsong e Leeroy Jenkins.

Jogos de tabuleiro[editar | editar código-fonte]

  • Warcraft: The Board Game - Jogo de estratégia em tabuleiro da Fantasy Flight Games
  • Warcraft: The Roleplaying Game - RPG da Sword & Sorcery
  • World of Warcraft: The Board Game - Jogo de tabuleiro basedo no World of Warcraft pela Fantasy Flight Games

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Warcraft: Tides of War
  • Warcraft: Day of the Dragon
  • Warcraft: Lord of the Clans
  • Warcraft: Of Blood and Honor
  • Warcraft: The Last Guardian
  • Warcraft: War of the Ancients Trilogy
  • Warcraft: The Sunwell Trilogy
  • World of Warcraft: Cycle of Hatred
  • World of Warcraft: Rise of the Horde
  • World of Warcraft: Tides of Darkness
  • World of Warcraft: Beyond the Dark Portal
  • Warcraft: Anthology Vol. 1
  • Arthas: Rise of the Lich King
  • Warcraft: Legend
  • World of Warcraft: Death Knight

Filme[editar | editar código-fonte]

Em Novembro de 2013, na BlizzCon, foi revelado que um filme basedo no Universo Warcraft está projetado para estrear em 2015, com gravações iniciadas em 13 de janeiro de 2014, e será produzido pela companhia Legendary [1]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]


Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Warcraft