Yamaha TDR 180

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
TDR 180
Fabricante Yamaha
Produção 1989-1993
Tipo Fun Bike
Motor 176cc3, monocilíndrico, 2 tempos refrigerado à ar
Potência 16,6cv a 8.000 rpm
Torque 1,74 kgfm a 8.500 rpm
Transmissão 6 marchas
Suspensão D: Garfo Telescópico
T: Braço Oscilante (Monocross).
Freios D: Disco com acionamento hidráulo e pistão simples;
T: Sistema de tambor de acionamento mecânico.
Pneus D: 90/90 X 16-51H;
T: 110/80 X 18-58H
Tanque 12L com reserva de 2,5L

A TDR 180 foi uma motocicleta fabricada pela Yamaha. Produzida durante o ano de 1989 até o ano de 1993 (porém, poucas remanescentes deste ano) é uma moto derivada diretamente de um modelo trail, Yamaha DT 180.

"O conceito TDR nasceu em princípio no Japão, baseado em uma moto todo terreno mas com 250cc3 e refrigeração líquida, o qual em 1988 foi apresentado ao mundo a Yamaha TDR 250... ...ainda existe um modelo TDR, porém de entrada em diversos países (fortemente na Europa) que é considerado como porta de entrada para os motociclistas mais jovens, a Yamaha TDR 125, que lembra em muito o modelo maior TDM 850 e 900"

Foi uma tentativa da Yamaha de introduzir um novo conceito de motos com suspensões e porte de uma moto trail, mas com rodas com aro 17" traseiro e 18" dianteiro (ambos eram 18" até o ano de 1990) e pneus de uso urbano, relação secundária mais longa (propiciando maior velocidade final em comparação à moto o qual ela é derivada) conseguindo assim um conjunto muito bom para o deslocamento diário nos grandes centros urbanos.

Denominada "Fun Bike" para uns (as versões 92 e 93 vinham com a inscrição "Action Bike" em sua Carenagem) e precursora do conceito "Supermoto" ou "Supermotard" no Brasil (à época que nem ao menos pronunciavam tal palavra ou conheciam tal conceito) para muitos é considerada ainda hoje uma ótima motocicleta para o uso diário em nossas ruas, cada vez mais parecidas com o off-road(apesar do consumo sensivelmente elevado para sua faixa de cilindrada), devido o conjunto acertado de suspensões, baixo peso e agilidade no trânsito intenso.

É uma moto muito difícil de se encontrar nos dias de hoje em bom estado de conservação (devido o pouco tempo em que foi produzida) mas existem muitos exemplares que foram recuperadas pelos seus novos donos que circulam pelo país inteiras e despertam a curiosidade de muitos jovens, que só conhecem a moto pelas poucas fotos disponíveis na web (muitos jovens sequer já viram uma ao vivo).

Devido ao motor 2 Tempos, tem razoável potência e pode surpreender os mais incautos (principalmente quem não está acostumado à pilotar motos com motores a 2 tempos).

Características técnicas[editar | editar código-fonte]

Motor[editar | editar código-fonte]

Motor: Monicilíndrico, 2 Tempos, refrigerado à ar, possui torque induction com Y.E.I.S.
Cilindro: em alumínio com camisa de aço inclinado para frente.
Cilindrada: total de 176cc3, pistão de 64,5mm de diâmetro com 54mm de curso.
Taxa de compressão: 6,5 : 1.
Carburador: Mikuni VM24SS 23K de 24mm de venturi.
Ignição: Sistema de ignição eletrônica, utiliza C.D.I. Fonte de carga da bateria provém do magneto. Sistema de partida primária do motor à pedal.
Lubrificação: Injessão direta de óleo 2 Tempos no carburador por meio de bomba autolube. Capacidade de óleo do cárter de 0,6 litros. Capacidade do reservatório do óleo 2 tempos de 0,75 litros com indicador de baixo nível no painel.
Filtro de ar: Espuma de poliuretano úmido com óleo 2 tempos.

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Sistema de redução primária: Por engrenagem.
Relação de redução primária: 71/22 (3,227).
Sistema de redução secundária: Por corrente.
Relação de redução secundária: 49/16 (3,062).
Embreagem: Banhada a óleo.
Tipo de caixa de marchas: Engrenamento constante, 6 marchas à frente.
Sistema de operação: Operação com pedal do lado esquerdo.

Relação de transmissão:
1ª (Primeira): 35/11 (3,181)
2ª (Segunda): 29/15 (1,933)
3ª (Terceira): 26/19 (1,368)
4ª (Quarta): 24/22 (1,090)
5ª (Quinta): 22/23 (0,956)
6ª (Sexta): 21/25 (0,840)

Dimensões e pesos[editar | editar código-fonte]

Comprimento total: 2.000mm
Largura total: 900mm
Altura total: 1.280mm
Distância entre eixos: 1.345mm
Vão livre mínimo: 265mm
Ângulo de inclinação: 29º
Avanço: 143mm
Peso: Líquido (seco) de 105 kg
Raio de giro mínimo: 2.140mm

Pneus
Dianteiro: 90/90 X 16-51H
110/80 X 18-58H Traseiro: 110/80 X 18-58H

Suspensão
Dianteira: Garfo telescópico
Traseiro: Braço oscilante triangular (Monocross)

Amortecedores
Dianteiro: Garfo telescópico com mola helicoidal e hidráulico (200mm de curso)
Traseiro: Monoshok (amortecedor central único com 150mm de curso

Instalação e equipamentos elétricos[editar | editar código-fonte]

Capacidade da bateria: 12V / 3 AH
Tipo de bateria: YB 3L-A
Fonte de carga: Magneto
Vela de ignição: B8ES (NGK)
Farol: 12V - 35/35W
Lanterna traseira / luz de freio: 12V - 5/21W
Sinaleira: 12V - 10W
Velocímetro/Tacômetro: 12V - 3W
Ponto morto: 12V - 3W
Indicador do farol alto: 12V - 3W
Indicador da sinaleira: 12V - 3W
Indicador do nível de óleo: 12V - 3W

Ver também[editar | editar código-fonte]