Zona Desmilitarizada da Coreia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Maquete da Zona Desmilitarizada da Coreia.
Mapa da Zona Desmilitarizada da Coreia.
Militares em Panmunjon.
Detalhe da Zona Desmilitarizada da Coreia.

Zona Desmilitarizada da Coreia (ZDC) é uma faixa de segurança que protege o limite territorial de tréguas entre as repúblicas coreanas, estabelecido em 1953 e que constitui a fronteira de facto entre os dois países. Tem 4 km de largura e 238 km de comprimento.

Esta zona, feita especificamente para a contenção militar, é de carácter hostil e está quase despovoada de civis. Em 1970 foram descobertos três túneis que se usavam para espionagem e vinte anos depois encontrou-se um outro, todos construídos por militares da Coreia do Norte. Toda a zona está permanentemente iluminada, excepto na área da ferrovia de Kaesong e Kosong (ambas na parte norte-coreana), Munson e Sokcho (no lado sul-coreano). No meio da Zona Desmilitarizada fica a localidade de Panmunjon, onde se estabeleceu o armistício da Guerra da Coreia.

A parte sul-coreana da ZDC está administrada pela República da Coreia e pelos Estados Unidos. A ZDC é, devido à escassa actividade humana, uma faixa de grande riqueza e diversidade ecológica de flora e fauna.[1]

Referências

  1. Agência EFE (23 de março de 2010 às 10h 18min). Seul quer criar corredor ecológico na divisa com a Coreia do Norte (em português). Página visitada em 25 de março de 2010.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Zona Desmilitarizada da Coreia