10.000 a.C.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de 10.000 A.C)
Ir para: navegação, pesquisa
10,000 BC
10.000 a.C.
Pôster original do filme.
 Estados Unidos
cor •  109 min 
Direção Roland Emmerich
Produção Roland Emmerich, Mark Gordon e Michael Wimer
Roteiro Harald Kloser e Roland Emmerich
Gênero aventura, drama
Música Harald Kloser e Thomas Wanker
Direção de arte Robin Auld, Michael Berg, Jules Cook, Hayley Easton, Fleur Whitlock e Marc Homes
Figurino Renée April e Odile Dicks-Mireaux
Edição Alexander Berner
Companhia(s) produtora(s) Centropolis Entertainment
Legendary Pictures
Distribuição Warner Bros. Pictures
Orçamento US$ 105 milhões[1]
Receita US$ 269.784.201[1]
Página no IMDb (em inglês)

10,000 BC (em português: 10.000 a.C.) é um filme estadunidense lançado em 2008, estrelado por Steven Strait e Camilla Belle, e dirigido por Roland Emmerich.

Com um orçamento de 105 milhões de dólares, o filme arrecadou US$269.784.201 mundialmente em bilheterias.[1] Foi recebido de forma negativa pela crítica especializada, obtendo uma média de 8% de aprovação no Rotten Tomatoes, que se baseou em 142 resenhas.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A história se baseia em um rapaz solitário que vive rodeado por fantasmas de que seu pai teria abandonado sua tribo, quando ele era ainda criança, para fugir da fome. Acusado de covarde, ele vive isolado até conhecer seu grande amor, uma bela moça com olhos azuis, que chega para realizar uma antiga e misteriosa profecia.

Os guerreiros da tribo se reúnem para cumprir o ritual da sagrada caça ao mamute. Aquele que se conseguir abater o líder da manada vira herói, conquista o posto de líder entre os caçadores e ainda ganha o direito de se casar com a bela moça de olhos azuis.

Mas o destino desse rapaz lhe reserva surpresas e desafios. Sua tribo é atacada por homens que buscam escravos e, além de matar famílias inteiras, eles levam prisioneiros consigo incluindo a disputada da moça de olhos azuis. A partir de então o rapaz embarcará em uma jornada para reconquistar não apenas seu grande amor, mas também a auto-estima diante de seus companheiros de tribo.

A saga do guerreiro envolve seres pré-históricos, lendas de deuses, profecias e pirâmides. Se por um lado pode ser revelador ser apresentado a um povo que não conhece cavalos, barcos ou qualquer outro meio de transporte,por outro lado o filme acaba virando uma grande mistura, daquelas que admiradores da evolução humana e dos costumes adquiridos desde a pré-história ficam admirados com a forma que os elementos são trazidos pelos criadores do filme..

Elenco[editar | editar código-fonte]

Equívocos históricos[editar | editar código-fonte]

O site Yahoo! colocou 10,000 B.C. no topo da lista de "Os 10 Filmes Mais Historicamente Imprecisos".[3] Eis uma lista de falhas históricas e arquelógicas que podem ser vistas no filme:

Referências

  1. a b c «10,000 B.C.». Box Office Mojo. Consultado em 14 de julho de 2012. 
  2. «10,000 B.C.». Rotten Tomatoes. Consultado em 14 de julho de 2012. 
  3. «Yahoo! Movies Presents: The 10 Most Historically Inaccurate Movies Yahoo! Movies». Movies.yahoo.com. Consultado em 26 de abril de 2009. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.