10.000 a.C.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de 10.000 A.C)
Ir para: navegação, pesquisa
10,000 BC
10.000 a.C.
Pôster original do filme.
 Estados Unidos
cor •  109 min 
Direção Roland Emmerich
Produção Roland Emmerich, Mark Gordon e Michael Wimer
Roteiro Harald Kloser e Roland Emmerich
Gênero aventura, drama
Música Harald Kloser e Thomas Wanker
Direção de arte Robin Auld, Michael Berg, Jules Cook, Hayley Easton, Fleur Whitlock e Marc Homes
Figurino Renée April e Odile Dicks-Mireaux
Edição Alexander Berner
Companhia(s) produtora(s) Centropolis Entertainment
Legendary Pictures
Distribuição Warner Bros. Pictures
Orçamento US$ 105 milhões[1]
Receita US$ 269.784.201[1]
Página no IMDb (em inglês)

10,000 BC (em português: 10.000 a.C.) é um filme estadunidense lançado em 2008, estrelado por Steven Strait e Camilla Belle, e dirigido por Roland Emmerich.

Com um orçamento de 105 milhões de dólares, o filme arrecadou US$269.784.201 mundialmente em bilheterias.[1] Foi recebido de forma negativa pela crítica especializada, obtendo uma média de 8% de aprovação no Rotten Tomatoes, que se baseou em 142 resenhas.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de D’Leh, um jovem que vivia com sua tribo no alto de uma cordilheira, com cumes nevados. Quando este era ainda uma criança, o pai de D'Leh saiu em busca de comida, pois percebeu que a tribo não suportaria até a profecia da mãe velha se cumprir. Pediu, então, a seu amigo que não contasse o motivo de sua partida e, por ser o líder da sua tribo, todos pensaram que os tinha abandonado. Pouco tempo antes de sua partida, o pai de D’Leh, e seu amigo Tick-tick, encontram uma menina órfã, Evolet, que morava numa tribo distante e que fora atacados por homens montados em cavalos ("demônios de quatro patas").

Alguns anos mais tarde, D’Leh e Evolet se apaixonam um pelo outro. A Mãe velha disse que quem matasse um Manac (mamute) teria Evolet e a lança branca que o pai de D'Leh tinha deixado. Os Manacs chegam e a tribo faz uma armadilha com rede. D’Leh consegue, sem querer, matar um, assim ele ganha Evolet e a lança. No outro dia os monstros de quatro patas chegam à tribo e levam muitos homens e também a mulher de D’Leh. Este, Tick-tick, o amigo de seu pai, e Karen, Baku, e saem em busca dos tais demónios de quatro patas. Eles chegam a uma selva onde é mais quente, lá eles chegam a libertar Evolet, e mas depois ela é presa com Karen, e Baku. D’Leh e Tick-tick, continuam seguindo, mas Tick-tick estava ferido na coxa por ter lutado com aves carnívoras assim eles param em um lugar. D’Leh sai para caçar e acaba caindo em uma armadilha onde está preso um tigre, começa a chover e ele liberta o tigre. Eles vão até uma tribo onde as pessoas já estão mais avançadas, lá eles produzem alimentos através da agricultura. De início eles tentam matar D’Leh e Tick-tick, mas depois o tigre aparece e o reconhece, assim eles veem que ele é o homem da profecia o tal (Homem que fala com Dente de Lança). O líder da tribo Nakudu, era amigo do pai de D’Leh.

E muitos guerreiros de diversas tribos se unem a eles e vão atrás dos homens montados em cavalos. Eles são avisados por uma tribo que as grandes aves chegaram (Barcos) O homem do rio explica a D’Leh, como chegar na cabeça da cobra (Egito). Boa parte do grupo desiste quando eles vão andar na grande areia (Deserto), mas eles conseguem chegar a tal cabeça da cobra (Egito), onde escravizaram as pessoas e mamutes para construir as pirâmides( Montanhas Dos Deuses). D’Leh incentiva os escravos a se rebelarem, mas eles têm medo de um suposto deus. Esse deus vê na mão de Evolet o sinal da marca do caçador, o qual o mataria. Quando se inicia o ataque e o plano de D’Leh começa dar certo os escravos se unem contra o deus, quando eles chegam perto de onde ele está o deus faz uma proposta ao caçador, D’Leh, mas ele não aceita e mata o deus. Assim todo o povo que ali estava continua com a rebelião. Warlord, o homem que sequestrou Evolet da tribo tenta fugir com ela, mas ela dá uma flechada nele e consegue escapar, no entanto quando ela corria para os braços de D’Leh ela leva uma flechada do Warlord. D’Leh mata Warlord e Evolet acaba morrendo. A Mãe velha dá a sua vida para Evolet, e ela revive. E todos eles voltam para suas tribos. Nakudu dar para D’Leh, as sementes de seu pai que havia deixado com ele. D’Leh, e Evolet e seus amigos retornam para sua tribo eles começam a cultivar e logo começa a nasce as primeiras plantinhas e assim a promessa da vida foi cumprida.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Equívocos históricos[editar | editar código-fonte]

O site Yahoo! colocou 10,000 B.C. no topo da lista de "Os 10 Filmes Mais Historicamente Imprecisos".[3] Eis uma lista de falhas históricas e arquelógicas que podem ser vistas no filme:

Referências

  1. a b c "10,000 B.C.". Box Office Mojo. Consultado em 14 de julho de 2012. 
  2. "10,000 B.C.". Rotten Tomatoes. Consultado em 14 de julho de 2012. 
  3. "Yahoo! Movies Presents: The 10 Most Historically Inaccurate Movies Yahoo! Movies". Movies.yahoo.com. Consultado em 26 de abril de 2009. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.