2 Fast 2 Furious

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
2 Fast 2 Furious
Cartaz do filme destaca Walker e Gibson
No Brasil + Velozes + Furiosos
Em Portugal Velocidade + Furiosa
 Estados Unidos
 Alemanha
2003 •  cor •  107 min 
Direção John Singleton
Produção Neal H. Moritz
Coprodução Heather Lieberman
Produção executiva Lee R. Mayes
Michael Fottrell
Roteiro Michael Brandt
Derek Haas
Gary Scott Thompson
Baseado em Personagens de Gary Scott Thompson
Elenco Paul Walker
Tyrese Gibson
Eva Mendes
Cole Hauser
Chris "Ludacris" Bridges
James Remar
Thom Barry
Michael Ealy
Gênero ação
drama
aventura
suspense
Música David Arnold
Cinematografia Matthew F. Leonetti
Direção de arte Keith Brian Burns
Figurino Sanja Milkovic Hays
Edição Bruce Cannon
Dallas Puett
Companhia(s) produtora(s) Original Film
Mikona Productions
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 6 de junho de 2003
Brasil 13 de junho de 2003
Portugal 27 de junho de 2003
Idioma inglês
Orçamento US$ 76 milhões[1]
Receita US$ 236.350.661[1]
Cronologia
The Fast and the Furious (2001)
Ordem de Lançamento:
The Fast and the Furious: Tokyo Drift (2006)
Ordem Cronológica:
Fast & Furious (2009)
Site oficial

2 Fast 2 Furious (bra: + Velozes + Furiosos[2]; prt: Velocidade + Furiosa[3]) é um filme teuto-estadunidense de 2003, dos gêneros drama, ação e suspense, dirigido por John Singleton e estrelado por Paul Walker, Tyrese e Eva Mendes.[2]

Distribuído pela Universal Pictures, é o segundo filme da franquia The Fast and the Furious, que começou com o filme homônimo de 2001.[carece de fontes?]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após deixar Dominic Toretto escapar das autoridades[4], Brian O'Conner foge do Departamento de Polícia de Los Angeles para escapar da acusação. Posteriormente, ele se muda para Miami e ganha a vida participando de corridas de rua ilegais usando seu Nissan Skyline GT-R R34 1999, auxiliado por seu amigo e mecânico local, Tej Parker. Após uma corrida contra os pilotos Suki, Slap Jack e Orange Julius, a polícia aparece e Brian é preso. Ele é preso, mas recebe um acordo de seu ex-chefe, o agente do FBI, Bilkins e o agente aduaneiro dos EUA, Markham, para se disfarçar e derrubar o traficante argentino, Carter Verone, em troca do apagamento de seu registro criminal. A agente Monica Fuentes, que está disfarçada com Verone há um ano, concorda em ajudar a trazer Brian para a organização. Brian concorda, mas apenas se tiver permissão para escolher seu próprio parceiro.

Isso leva Brian a viajar para Barstow, onde conta com a ajuda de Roman Pearce, seu amigo de infância que cumpriu pena de prisão por abrigar carros roubados em uma garagem. Roman, atualmente em liberdade condicional, culpa Brian por sua prisão, mas relutantemente concorda em ajudar em troca do mesmo acordo que foi oferecido a Brian. Para sua missão, eles recebem dois carros modificados: um Mitsubishi Lancer Evolution VII amarelo e um Mitsubishi Eclipse Spyder GTS roxo. Roman e Brian são contratados mais tarde por Verone, que encarrega a dupla de competir com pilotos rivais para obter um pacote de um carro confiscado localizado em um lote. Markham, que pensa erroneamente que a dupla está tentando fugir, segue-os até o fim. No entanto, Roman cede e atira em Markham para ajudar a manter seus disfarces. Mais tarde, ele o confronta por interferência na missão. Brian é capaz de obter conhecimento do plano e diz a Bilkins que Verone está pretendendo lavar seu dinheiro em Miami, antes de escapar em seu jato particular.

Mais tarde, a equipe desafia um par de pilotos de "muscle cars" (Korpi e Darden), que eles disputaram pela contratação de Verone. Apesar das desvantagens do motor e da potência, Brian e Roman conseguem vencer a corrida contra os dois carros (um Yenko Camaro SYC 1969 e um Dodge Challenger R / T 1970). Enquanto isso, Roman confronta Brian sobre sua atração por Monica e a constante ameaça dos homens de Verone. No entanto, os dois resolvem suas diferenças e se concentram em completar a missão.

Depois de assistirem a tortura do detetive Whitworth, do Departamento de Polícia de Miami, que acaba dando-lhes uma janela de oportunidade para fugir, Brian e Roman são avisados por Monica de que serão mortos depois do serviço. No entanto, Markham se recusa a cancelar a operação, alegando que é sua única chance de pegar Verone e, antes de sair, Brian e Monica se beijam.

No dia da missão, Brian e Roman começam a transportar sacolas do dinheiro de Verone, com seus capangas, Enrique e Roberto, andando ao lado para acompanhar a dupla. Antes que a janela seja aberta, Whitworth decide chamar a polícia para prender os motoristas dos carros usados por Brian e Roman. Isso resulta em uma perseguição em alta velocidade pela cidade. A dupla leva a polícia a um armazém, onde uma "disputa" por dezenas de corredores de rua organizados por Tej desorienta a polícia. Após a disputa, a polícia consegue pegar o Evolution e o Eclipse, descobrindo depois que eles foram conduzidos por Tej e Suki. Acontece que a dupla trocou de carro e escapou nos dois muscle cars que haviam vencido anteriormente.

Quando Brian se aproxima do ponto de destino em seu Camaro, Enrique diz para ele pegar a saída para "Tarpon Point Marina", em vez de ir para o aeroporto. Enquanto isso, Roman se livra de Roberto usando um assento ejetor improvisado em seu Challenger, alimentado por óxido nitroso. No aeroporto, os agentes da Alfândega cercam o avião e o comboio de Verone, descobrindo que foram enganados por uma manobra de isca enquanto Verone está em um estaleiro a vários quilômetros de distância. Verone revela que sabia que Monica era uma agente secreta e, propositalmente, deu a ela informações erradas sobre o ponto de destino. Quando Brian chega à Marina, Verone força Monica a entrar em seu iate particular e ordena que Enrique mate Brian. Enquanto Enrique se prepara para matá-lo, o assento ejetor de Brian falha, mas Roman aparece de repente e ajuda Brian a derrubar Enrique. Verone foge, mas Brian e Roman usam o Camaro para pular de uma rampa, batendo em cima do iate. Brian atira e fere Verone, que é preso por Monica.

Markham concede perdão a Brian e Roman e, em troca, Roman entrega a segunda metade do dinheiro de Verone. Os dois concordam em ficar em Miami, e Brian sugere abrir uma garagem - financiada por uma parte do dinheiro de Verone que Roman guardava para si.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator / Atriz Personagem
Paul Walker Brian O'Conner
Tyrese Gibson Roman Pearce
Eva Mendes Monica Fuentes
Cole Hauser Carter Verone
Chris "Ludacris" Bridges Tej Parker
Thom Barry Agente Bilkins
James Remar Agente Markham
Devon Aoki Suki
Amaury Nolasco Orange Julius
Michael Ealy Slap Jack
Jin Auyeung Jimmy
Edward Finlay Agente Dunn
Mark Boone Junior Detetive Whitworth
Matt Gallini Enrique
Roberto Sanchez Roberto
Eric Etebari Darden
John Cenatiempo Korpi

O produtor Neal H. Moritz faz uma aparição como policial durante uma cena de perseguição.

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Os planos para fazer uma sequência surgiram após o sucesso de bilheteria de Velozes e Furiosos.[5], que arrecadou mais de US $ 200 milhões em todo o mundo[6] John Singleton assistiu ao primeiro filme e ficou impressionado, dizendo: "Quando vi Velozes e Furiosos, fiquei tipo, 'Droga, por que não pensei nisso?' Crescendo em South Central LA, tivemos corridas de rua o tempo todo. " A reação de Singleton ao filme, bem como a cultura das corridas de rua em geral, influenciaram sua decisão de dirigir a sequência. O diretor também afirmou que o conceito de corrida de rua poderia ser algo com o qual o público jovem poderia se relacionar.[5]

O roteiro foi escrito por Michael Brandt e Derek Haas, juntamente com Gary Scott Thompson (roteirista do primeiro filme)[7]. Houve duas versões no início, uma delas não envolvia o personagem de Vin Diesel, caso ele não retornasse para a sequência.[8] Singleton creditou Top Gun como uma grande influência para o filme, particularmente no que diz respeito às seqüências de ação.[9]

Pré-produção[editar | editar código-fonte]

Vin Diesel recebeu US $ 25 milhões para retornar na sequência como Dominic Toretto.[10] No entanto, ele recusou depois de ler o roteiro, pois sentiu que seu potencial era inferior comparado ao de seu antecessor; ao contrário, ele escolheu aparecer em A Batalha de Riddick.[11] De acordo com a revista Variety em 2015, ele ficou menos impressionado com o que os roteiristas tinham em mente para o filme: "Eles não adotaram uma abordagem de Francis Ford Coppola. Eles abordaram-no como se fossem sequências nos anos 80 e 90, quando eles lançavam uma nova história independente em sua maior parte e colocavam o mesmo nome."[10] No entanto, Diesel refletiu sobre sua decisão em um relatório de julho de 2014 da Uproxx, dizendo:" Eu diria, 'Não se afaste disso apenas porque o roteiro de + Velozes e + Furiosos é ruim, porque há uma obrigação do público em lutar, não importa como, para tornar o filme o melhor possível.' ... Eu poderia ter tido um pouco mais de paciência ou ter acreditado a longo prazo."[11]

Paul Walker, que havia acabado de filmar Linha do Tempo na época, reprisou seu papel na sequencia como Brian O'Conner. Tyrese Gibson, até então conhecido apenas como Tyrese, também se tornou parte do elenco, tendo atuado anteriormente no filme de Singleton, Baby Boy - O Dono da Rua, que foi a estréia do ator no cinema; ele interpretou Roman Pearce.[12] Ja Rule, outro artista de rap de destaque que apareceu em Velozes e Furiosos, foi originalmente escolhido para o papel de Tej Parker. Ja Rule recebeu US $ 500.000 pelo papel, que foi mais do que o que ele havia recebido para aparecer no primeiro filme (US $ 15.000). Segundo Singleton, "Ja, ficou grande demais para si mesmo. Ele recusou. Ele recusou meio milhão de dólares. ... Ele estava agindo como se fosse grande demais para participar da sequência. Ele não retornaria as ligações. " O diretor então contratou Chris "Ludacris" Bridges, um artista de rap relativamente pouco conhecido na época como substituto. Bridges mais tarde se destacaria por aparecer no filme e estrelar em outros trabalhos como Crash - No Limite e Ritmo de um Sonho.[13] O elenco também incluiu Cole Hauser como o vilão principal Carter Verone, que apareceu no filme Higher Learning de Singleton; Eva Mendes como agente Monica Fuentes; e Devon Aoki como Suki, a única motorista do sexo feminino no filme.[5]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

A fotografia principal começou no outono de 2002,[14] e Matthew F. Leonetti atuou como diretor de fotografia.[15] As filmagens foram feitas principalmente em várias partes do sul da Flórida, como Miami Beach, Seven Mile Bridge e a Base da Reserva Aérea de Homestead.[5][16] A mansão do personagem de Hauser foi filmada em Coral Gables, propriedade de Sylvester Stallone.[5]

Entusiasta de carros,[5] Paul Walker dirigiu um Nissan Skyline GT-R modelo R-34 emprestado pelo consultor técnico do filme, Craig Lieberman, nas cenas de abertura do longa. Aoki não tinha carteira de motorista ou experiência de condução antes da produção do filme, e teve aulas de direção durante as filmagens; ela dirigiu um Honda S2000 AP1 2001 rosa.[17] Gibson dirigia um Mitsubishi Eclipse Spyder conversível, enquanto Michael Ealy dirigia um Toyota Supra Turbo MkIV modelo JZA80 que havia sido reutilizado por Walker em Velozes e Furiosos.[18]

Música[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora de 2 Fast 2 Furious foi feita por David Arnold. Orientada para o hip hop, a trilha foi lançada em 20 de maio de 2003 pelas gravadoras Disturbing the Peace e Def Jam Recordings. Em 23 de junho de 2003, uma versão alternativa do álbum foi lançada com duas faixas bônus adicionais, "Remember" e "Get Dirty". Em 21 de outubro de 2003, mais uma versão foi lançada com uma única música bônus, "Comin 'Up" por Saukrates.[19]

Faixas


Faixas
2 Fast 2 Furious (trilha sonora)[20]
  1. "Start (Intro)" (Ludacris)
  2. "Act a Fool" (Lucadris)
  3. "Represent" (Trick Daddy)
  4. "Slum" (I-20 featuring Shawnna and 2 Chainz) (*)
  5. "Pick Up the Phone" (Tyrese and Ludacris featuring R. Kelly)
  6. "Hands in the Air" (8Ball)
  7. "Gettin' It" (Chingy) (*)
  8. "Block Reincarnated" (Shawnna featuring Kardinal Offishall)
  9. "Pump It Up" (Joe Budden)
  10. "Hell Yeah'" (Dead Prez) (*)
  11. "Peel Off" (MC Jin)
  12. "We Ridin" (Fat Joe) (*)
  13. "Rollin on 20's" (Lil' Flip)
  14. "Fuck What a Nigga Say..." (Dirtbag) (*)
  15. "Oye" (Pitbull)
  16. "Miami" (K'Jon)
  17. "Finish (Outro)" (Ludacris)
German Bonus Tracks

18. "Remember" (Cronite)

19. "Get Dirt" (DJ Desue featuring and Party Arty)

Japanese Bonus Track

18. "Cruisin" (Sphere of Influence)

(*) indica faixas que não apareceram no filme.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

+ Velozes + Furiosos ganhou US $ 50.472.480 em sua estréia nos EUA em 3.408 cinemas, ficando em primeiro lugar no fim de semana. Nos seus 133 dias de lançamento, o filme alcançou um pico de lançamento de 3.418 cinemas nos EUA e ganhou US $ 127.154.901 no mercado interno. O filme teve o 15º maior bruto doméstico de 2003 e o 16º maior bruto mundial de 2003; combinado com a receita bruta estrangeira de US $ 109.195.760, o filme faturou US $ 236.350.661 em todo o mundo.[21]

Crítica[editar | editar código-fonte]

No Rotten Tomatoes, o filme possui uma classificação de aprovação de 36% com base em 160 avaliações, com uma classificação média de 4.7 / 10. O consenso crítico do site diz: "Pessoas bonitas e carros bonitos em um filme que não taxam as células cerebrais".[22] O Metacritic avaliou, com base em 35 críticos, uma pontuação média ponderada de 38 em 100, indicando "revisões geralmente desfavoráveis" entre os críticos incluídos na amostra.[23]

Roger Ebert, do Chicago Sun-Times, deu ao filme 3/4 e disse: "Ele não tem cérebro na cabeça, mas é feito com habilidade e estilo e, rapaz, é rápido e furioso".[24]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «'2 Fast 2 Furious' Box Office» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 20 de outubro de 2017 
  2. a b «+ Velozes + Furiosos». Brasil: CinePlayers. Consultado em 24 de novembro de 2018 
  3. «Velocidade + Furiosa». Portugal: SapoMag. Consultado em 24 de novembro de 2018 
  4. «The Fast and the Furious». Wikipédia, a enciclopédia livre. 1 de fevereiro de 2020 
  5. a b c d e f «2 Fast 2 Furious - Production Notes Page 2». Contactmusic.com. 10 de junho de 2003. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  6. Jagernauth, Kevin; Jagernauth, Kevin (8 de outubro de 2012). «Rob Cohen Hated The First Two 'Fast & Furious' Sequels Because They Were Just Done For The Money». IndieWire (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  7. «2 Fast 2 Furious». EW.com (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  8. Travis, Ben (27 de março de 2017). «Catching up with the Fast & Furious: a complete guide to the movies so far». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235 
  9. «John Singleton on 2 Fast 2 Furious». ComingSoon.net (em inglês). 6 de junho de 2003. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  10. a b «feature.variety.com/vin-diesel-a-furious-mind/». feature.variety.com. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  11. a b Stice, Joel (18 de julho de 2014). «Why Vin Diesel Turned Down '2 Fast 2 Furious' And Six Other Popular Roles». UPROXX (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  12. «2 Fast 2 Furious - Production Notes». Contactmusic.com. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  13. PrunerTwitter, Aaron (5 de abril de 2015). «How Ja Rule Turning Down '2 Fast 2 Furious' Helped Launch Ludacris As A Star». UPROXX (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  14. Golianopoulos, Thomas (3 de abril de 2015). «John Singleton Reveals How Ja Rule Blew His Chance to Be in '2 Fast 2 Furious'». Grantland (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  15. «2 FAST 2 FURIOUS - Movie Production Notes...CinemaReview.com». web.archive.org. 29 de julho de 2017. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  16. Miller, Michael E. (16 de novembro de 2012). «Best and Worst Movies Shot in Miami Beach, From Scarface to Sly Stallone's The Specialist». Miami New Times. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  17. «TeenHollywood.com - Devon Aoki: Racer Chick». web.archive.org. 3 de junho de 2008. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  18. admin (6 de novembro de 2016). «All Cars in "2 Fast 2 Furious" (2003)». Best Movie Cars (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  19. «Original Soundtrack 2 Fast 2 Furious» (em inglês). Allmusic 
  20. «2 Fast 2 Furious - Original Soundtrack | Songs, Reviews, Credits». AllMusic (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  21. «2 Fast 2 Furious». Box Office Mojo. Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  22. 2 Fast 2 Furious (2003) (em inglês), consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  23. 2 Fast 2 Furious, consultado em 1 de fevereiro de 2020 
  24. Ebert, Roger. «2 Fast 2 Furious movie review (2003) | Roger Ebert». www.rogerebert.com (em inglês). Consultado em 1 de fevereiro de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.