Airbus A400M

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Airbus A400M
Picto infobox aircraft.png
O segundo protótipo do A400M, Grizzly 2, no Farnborough Airshow em 2010
Descrição
Tipo / Missão Transporte aéreo de longa distância
País de origem União Europeia
Fabricante Airbus Defence and Space [1]
Primeiro voo em 11 de dezembro de 2009 (6 anos)
Especificações
Dimensões
Comprimento 45,1 m (148 ft)
Envergadura 42,4 m (139 ft)
Altura 14,7 m (48,2 ft)
Peso(s)
Peso vazio 37 000 kg (81 600 lb)
Peso carregado 76 500 kg (169 000 lb)
Peso máx. de decolagem 136 500 kg (301 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 4 × Europrop TP400-D6 turboélice
Potência (por motor) 11 000 hp (8 200 kW)
Performance
Velocidade máxima 780 km/h (421 kn)
Velocidade máx. em Mach 0,72 Ma
Alcance (MTOW) 3,300 km (2,05 mi)
Teto máximo 11 300 m (37 100 ft)

O Airbus A400M Atlas é um avião equipado com 4 motores TP400-D6, desenvolvido pela Airbus Military (Airbus Defence and Space, após a reestruturação das divisões da Airbus em janeiro de 2014), para atender a demanda de aviões de transporte militar tático.

Programa[editar | editar código-fonte]

O programa A400M foi lançado em maio de 2003 com uma encomenda de 180 aviões para 7 países da OTAN. A África do Sul se juntou ao programa em abril de 2005 com uma encomenda de 8 aviões. Em dezembro de 2005, a Malásia encomendou 4 aeronaves, levando as encomendas totais na ocasião para 192 unidades. A previsão era que o A400M fizesse seu voo inaugural no início de 2008, com as entregas se iniciando em 2009.

Atrasos[editar | editar código-fonte]

O seu primeiro voo só ocorreu em dezembro de 2009, com quase dois anos de atraso, em Sevilha, na Espanha.[2] Com isso, as primeiras entregas passaram a ser previstas para 2012 e 2013. No final de 2009, a África do Sul cancelou seu pedido de 8 unidades, enquanto isso, outros países refaziam seus planos de logística e financeiros, já que os atrasos se sucediam e o preço do avião subiu consideravelmente.

Primeira entrega[editar | editar código-fonte]

Em 30 de setembro de 2013, a Airbus entregou a primeira unidade. Foi para a França, que confirmou os 50 pedidos previstos, sendo 15 de imediato.[3]

Números relativos ao avião[editar | editar código-fonte]

  • Custo por unidade: 100 milhões de euros.[4]
  • Aviões encomendados : 174, com 6 entregues, até novembro de 2014.[5] Mais três unidades foram entregues em dezembro de 2014, totalizando 9 entregas.

Operadores[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Airbus Defence and Space_A400M em inglês
  2. «Airbus celebrates as A400M gets airborne» (em inglês). Flightglobal. 11/12/2009. 
  3. «Airbus entrega primeiro A400M, um avião militar de última geração». Uol_Notícias. 30/9/2013. 
  4. «First Test Flight for A400M A Success». Defense News, 11 December 2009. 
  5. «A400M» (em inglês). Airbus Defence & Space. novembro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.