Alberi José Ferreira de Matos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde Dezembro de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Alberi
Informações pessoais
Nome completo Alberi José Ferreira de Matos
Data de nasc. 28 de janeiro de 1945 (72 anos)
Local de nasc. Recife (PE), Brasil
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1968
19681975
1974
1975
19761978
1978
1979
19791981
1981
19811984
Santa Cruz
ABC
Rio Negro (emp.)
Sergipe
América-RN
Baraúnas
Campinense
Alecrim
Icasa
ABC
00000 0000(0)
00026 0000(5)
00016 0000(5)
00008 0000(2)
00028 0000(6)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)

Alberi José Ferreira de Matos ou simplesmente Alberi, (Recife, 28 de janeiro de 1945), é um ex-futebolista brasileiro que atuou como Atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Santa Cruz[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira, em Recife no juvenil do Santa Cruz, onde foi campeão juvenil de 1963 e 1965.[1] Na sua juventude Alberi não era apaixonado por futebol e não pensava em ser jogador de futebol. Revelou que só trocou o emprego fixo pelos gramados depois de muita insistência dos cartolas do Santa Cruz, onde iniciou sua carreira de jogador profissional aos 23 anos.[2]

ABC[editar | editar código-fonte]

Já profissional, transferiu-se para o ABC, clube que consagrou-se, estreando no time do povo no dia 10 de Abril de 1968 partida realizada no estádio Juvenal Lamartine contra o Ferroviário-RN válida pelo Campeonato Potiguar, na oportunidade o ABC venceu por 3 a 2 e Alberi marcou 2 gols. Foi jogando pelo Alvinegro Potiguar que viveu seu auge na carreira, onde conquistou o tetracampeonato potiguar 1970, 1971, 1972 e 1973. Em 1972 recebeu a Bola de Prata da Revista Placar e várias propostas para mudança de clube inclusive do Fluminense do Rio de Janeiro, mas recusou todas. Só em 1974 saiu do ABC e voltou ao Rio Grande do Norte em 1976 jogando pelo América/RN sendo campeão Potiguar no ano seguinte.[3] Partcipou da Seleção do Ano de 1972. Ao lado de grandes jogadores da época, tais como Leão (PAL), Aranha (REM), Figueroa (INT), Beto Bacamarte (GRE), Marinho Chagas (BOT), Piazza (CRU), Ademir da Guia (PAL), Zé Roberto (CFC), Osni (VIT), Alberi (ABC) e Paulo César Caju (FLA).

Entre 1979 e 1981 jogou pelo Alecrim. Jogou ainda nas equipes do Rio Negro, Sergipe, Campinense, Icasa e Baraúnas, de Mossoró. Voltou para o ABC em 1984 ano que encerrou sua carreira depois de ter marcados pelo time do povo 79 gols e conquistados 4 estaduais.

No total, Alberí comemorou seis títulos estaduais, sendo quatro pelo ABC, um pelo América-RN e outro pelo Campinense. Parou aos 38 anos dizendo a seguinte frase:

Em sua carreira como jogador profissional Alberi marcou 283 gols.[5] Em 2001, em eleição realizada pelo Jornal Tribuna do Norte para escolher a seleção de todos os tempos do ABC e em pesquisa semelhante realizada pelo ABC em virtude das comemorações dos noventa anos do clube, Alberi apareceu como titular nas duas seleções. Hoje mora em Natal, é casado pai de nove filhos e onze netos e é filiado ao PTB desde 1995.

A Bola de Prata[editar | editar código-fonte]

Alberi foi o único jogador a receber a Bola de Prata da Revista Placar atuando por um time do Rio Grande do Norte, isso ocorreu em 1972. Nesse ano grandes jogadores como Leão (goleiro do Palmeiras), Figueroa (zagueiro do Internacional-RS), Marinho Chagas (lateral do Botafogo-RJ), Piazza (volante do Cruzeiro), Ademir da Guia (meia do Palmeiras) e Paulo Cézar Caju (atacante do Flamengo) receberam a premiação.

Títulos[editar | editar código-fonte]

ABC
Alecrim
América de Natal
Campinense

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Rio Grande do Norte ABC

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Alberi recebeu uma proposta milionária, para os padrões da época, para defender o poderoso Fluminense. Alegando que o atleta deveria ficar onde se sentisse bem, disse não ao Tricolor das Laranjeiras.
  • Houve uma partida na Grécia, contra o Panathinaikos, que é um dos grandes clubes do país. O bicho era de 10 dólares para os outros jogadores do time, e Alberi recebeu 20 dólares por esse jogo, porque ele simplesmente acabou o jogo.
  • Em 2015, a ALRN fez uma homenagem em comemoração aos 100 anos de fundação do ABC que teve autoria do Deputado José Adécio, homenageou nove personalidades que fizeram e ainda fazem parte da história do ABC. Alberi estava entre os homenageados.[7]
  • Alberi é o quarto jogador que mais atuou com a camisa abecedista. Jogou 408 jogos no ABC e marcou 210 gols, sendo o segundo maior artilheiro da história alvinegra.
  • É chamado de o eterno camisa 10 abecedista.
  • Em 2012, a vida de Alberi foi parar nas telas dos cinemas. O documentário "Alberi, o craque alvinegro" é o título de um vídeo produzido pelos estudantes de Cinema da Universidade Potiguar.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Alberi José Ferreira de Matos». Placar Magazine. 5 de janeiro 1973. Consultado em 1 de novembro de 2017 
  2. «ALBERI - Ex-atacante do ABC e América-RN». Terceiro Tempo. Consultado em 1 de novembro de 2017 
  3. «ALBERI - Ex-atacante do ABC e América-RN». Terceiro Tempo. Consultado em 1 de novembro de 2017 
  4. «ALBERI - Ex-atacante do ABC e América-RN». Terceiro Tempo. Consultado em 1 de novembro de 2017 
  5. «"Alberi, o craque que encantou o RN"». Tribuna do Norte. Consultado em 1 de dezembro de 2008 
  6. «Com status de "Deus dos alvinegros", Alberi agradece: "Eternamente ABC"». Globoesporte.com. 30 de junho de 2015. Consultado em 1 de novembro de 2017 
  7. «SESSÃO SOLENE MARCA O CENTENÁRIO DO ABC NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA». ALRN. 29 de junho de 2015. Consultado em 1 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alberi José Ferreira de Matos


Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.