Aldo Rossi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Aldo Rossi
Nascimento 3 de maio de 1931
Milão
Morte 4 de setembro de 1997 (66 anos)
Milão
Prêmios Prêmio Pritzker (1990)

Aldo Rossi (Milão, 3 de maio de 1931Milão, 4 de setembro de 1997) foi um arquiteto e teórico da arquitetura italiano.[1] Aldo Rossi ficou conhecido pelo uso de formas puras: cubos, esferas, cones etc. Seus principais livros foram: A Arquitetura da Cidade e Autobiografia científica. Esse último foi escrito praticamente dentro de um hospital, onde passou vários meses, após sofrer um acidente.

Para referir-se a uma espécie de construção, Rossi usou a expressão genius loci, citada em A Arquitetura da Cidade, a propósito das construções romanas. Os antigos romanos entendiam que um edifício só deveria ser construído se o local a ele destinado estivesse sob a protecção do genius loci - a divindade ou o espírito do lugar.[1]

Em 1990 tornou-se o primeiro italiano a quem foi atribuído o Prêmio Pritzker pelo conjunto de sua obra.[1]

Arquétipos[editar | editar código-fonte]

Aldo Rossi desenvolveu uma concepção totalmente nova da cidade em relação à ideia de Le Corbusier, uma ideia que dominou todo o início de 1900: Rossi a via como a soma de todas as épocas, de todos os estilos arquitetônicos presentes para então. Não conseguindo “romper” totalmente com o passado como fizeram os arquitetos do Estilo Internacional, viu-se, portanto, obrigado a fazer sua construção “orgânica” dentro da cidade.

Sua solução foi o uso de Arquétipos. São formas recorrentes na história da arquitetura, formas que constituem uma verdadeira referência à cidade existente, tornando o resultado ao mesmo tempo inovador e tradicional. Rossi usou muitos arquétipos ao longo de sua carreira e sua beleza está no fácil reconhecimento por todos, tanto pelo especialista quanto pelo garotinho.[2][3][4]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • L'architettura della città, Padova: Marsilio 1966; n. ed. Macerata: Quodlibet 2011.
  • Scritti scelti sull'architettura e la città: 1956-1972, a cura di R. Bonicalzi, Milano: CLUP, 1975; n. ed. Macerata: Quodlibet 2012.
  • Autobiografia scientifica, Parma: Pratiche, 1990; n. ed. Milano: Il Saggiatore 2009.


Precedido por
Frank Gehry
Prêmio Pritzker
1990
Sucedido por
Robert Venturi

Referências

  1. a b c John Zukowsky (29 de abril de 2021). «Aldo Rossi». Enciclopédia Britannica. Consultado em 6 de maio de 2021 
  2. Vittorio Savi, L'Architettura di Aldo Rossi, FrancoAngeli Edizioni, Milano, 1975.
  3. Francesco Moschini, Aldo Rossi Progetti e disegni 1962-1979, Edizioni Centro Di, Firenze settembre 1979. Coedizioni internazionali Rizzoli New York, Academy Edition London, L'equerre Paris, Xarait Madrid.
  4. (EN) Panayotis Pangalos, The significance of time in architecture of Aldo Rossi, ed. Gutenberg, Athens, 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) arquiteto(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.