Amaral de Sousa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amaral de Sousa
Amaral de Sousa
Governador do Rio Grande do Sul
Período de 15 de março de 1979
a 14 de março de 1983
Antecessor Sinval Guazzelli
Sucessor Jair Soares
Deputado estadual do  Rio Grande do Sul
Período 3 de março de 1963
até 31 de janeiro de 1967
Dados pessoais
Nascimento 1929
Palmeira das Missões
Morte 13 de junho de 2012 (83 anos)
Porto Alegre
Partido PSD, ARENA, PDS
Profissão Político

José Augusto Amaral de Sousa (Palmeira das Missões, 21 de Agosto 1929[1] - Porto Alegre, 13 de junho de 2012) foi um político brasileiro. Exerceu o mandato de governador do estado do Rio Grande do Sul entre 1979 e 1983 durante o final do regime militar no Brasil.

Elegeu vereador da sua cidade natal em 1960, pelo Partido Social Democrático, sendo este o primeiro cargo público que exerceu. Em seguida, elegeu-se deputado estadual, eleito, em 3 de outubro de 1962, deputado estadual, pelo PSD, para a 42ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, de 1963 a 1967.[2] Apoiou o Golpe Militar de 1964 e ingressou na ARENA quando da implantação do bipartidarismo. Em 1966, elege-se deputado federal pela primeira vez. Em 1975 torna-se vice-governador do Rio Grande do Sul, quando do primeiro governo de Sinval Guazzelli.

Quando do fim do governo Guazzelli, foi indicado governador do Rio Grande do Sul pela ditadura e nomeado pela Assembléia Legislativa. Sua administração começou em 15 de março de 1979 e terminou em 15 de março de 1983. Seu governo foi o último do estado não eleito democraticamente. Entretanto, na eleição de 1982 para governador, elegeu-se Jair Soares, do PDS, sucessor da ARENA.

Faleceu na manhã no dia 13 de junho de 2012.

Referências

Precedido por
Sinval Guazzelli
Governador do Rio Grande do Sul
19791983
Sucedido por
Jair Soares
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.