Antony Armstrong-Jones

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Antony
Conde de Snowdon
Barão Armstrong-Jones
Conde de Snowdon, na década de 1980
(Foto:Chris Gulker)
Cônjuge Margarida do Reino Unido (1960–1978)
Lucy Lindsay-Hogg (1978-1999)
Descendência Polly Fry
David Armstrong-Jones, 2.º Conde de Snowdon
Lady Sarah Chatto
Lady Frances von Hofmannsthal
Jasper William Oliver Cable-Alexander
Nome completo
Antony Charles Robert Armstrong-Jones
Nascimento 7 de março de 1930
  Londres, Inglaterra, Reino Unido
Morte 13 de janeiro de 2017 (86 anos)[1]
  Kensington, Londres, Inglaterra, Reino Unido
Enterro Igreja de Santo Baglan, Llanfaglan, Gwynedd, País de Gales, Reino Unido
20 de janeiro de 2017
Pai Ronald Armstrong-Jones
Mãe Anne Messel

Antony Charles Robert Armstrong-Jones, 1.° Conde de Snowdon (Londres, 7 de março de 1930Londres, 13 de janeiro de 2017) foi um fotógrafo britânico, melhor conhecido por ter sido o ex-marido da falecida Princesa Margaret, irmã da Rainha Elizabeth II.

Membro da Câmara dos Lordes desde 1999, Armstrong-Jones foi o ganhador de um Prêmio Emmy por seu filme documentário.

Família[editar | editar código-fonte]

Antony era o único filho do barrister Ronald Armstrong-Jones (1899-1966) e de sua primeira esposa, a socialite Anne Messel (1902-1992, depois titulada Condessa de Rosse). Ele tem ascendência galesa e alemã judáica. Oriundo de uma família notavelmente artística, Armstrong-Jones é bisneto do caricaturista Linley Sambourne (1844-1910). O tio de seu avô foi Alfred Messel, um arquiteto bem conhecido de Berlim. E o irmão de sua mãe foi Oliver Messel, um dos mais notáveis designers do século XX e arquiteto.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois de ser educado em Eton College, em Windsor, e na Universidade de Cambridge, onde estudou arquitetura, Armstrong-Jones recomeçou sua carreira como fotógrafo, nos campos de moda, design e teatro. Enquanto sua carreira florescia, ele se tornou conhecido por suas fotografias da realeza, dentre elas o retrato oficial da Rainha Elizabeth II e de seu marido, o Príncipe Philip (que viriam a ser seus cunhados), durante uma viagem ao Canadá em 1957.

No começo dos anos 60, Antony se tornou o editor de imagens da revista do Sunday Times e, pelos anos 70, já tinha a reputação de um dos mais respeitados e prominentes fotógrafos do Reino Unido. Seus trabalhos, que variam muito, foram publicados em revistas como Vogue, Vanity Fair e Daily Telegraph. Fotografou Barbara Cartland, Laurence Olivier, Anthony Blunt, J.R.R. Tolkien, a Princesa Diana e muitos outros.

Em 2001, o National Portrait Gallery de Londres exibiu uma retrospectiva das fotografias de Lorde Snowdon.

Primeiro casamento[editar | editar código-fonte]

Brasão de armas do Conde de Snowdon

Em 26 de fevereiro de 1960, foi anunciado o seu noivado com a Princesa Margaret, e eles se casaram em 6 de maio do mesmo ano, na Abadia de Westminster. A Princesa disse, mais tarde, que no dia em que concordou em se casar com Armstrong-Jones ela recebeu uma carta do amor de sua vida, Peter Townsend, dizendo que ele estava comprometido com uma mulher belga.

Tradicionalmente, foram concedidos títulos nobiliárquicos a Antony, os quais ele supostamente aceitou de má vontade. Assim, ele se tornou o Conde de Snowdon e o Visconde Linley (este último título é de cortesia, sendo usado por seu filho, David Armstrong-Jones). O condado de Snowdon pertenceu aos príncipes galeses da Casa de Gwynedd até 1282. O título de cortesia de Visconde Linley foi criado para homenagear Linley Sambourne, seu antepassado.

Em novembro de 1999, Lord Snowdon recebeu um pariato vitalício como "Barão Armstrong-Jones" sob um esquema planejado para permitir que os hereditários da primeira geração retivessem seus lugares na câmara dos Lordes depois da passagem do ato da Câmara dos Lordes (de 1999)[2][3].

Os Armstrong-Jones tiveram dois filhos: David (nascido em 3 de novembro de 1961) e Sarah (nascida em 1º de maio de 1964).

O casamento começou a entrar em crise muito cedo, devido às festas noturnas da Princesa Margaret e à fascinação e dedicação que Antony tinha por sua profissão. De acordo com a biógrafa Sarah Bradford, Lorde Snowdon certa vez deixou uma carta para sua esposa dizendo "Você parece uma manicura judia, e eu odeio você".[4] O Private Eye publicou certa vez que, no jantar de Natal em 1969, em Sandringham House, Snowdon subiu em cima da mesa e começou a fazer striptease na frente de toda a família real. Consequentemente, a Rainha Mãe não falou com ele por dezoito meses.

O polêmico casamento finalmente terminou em divórcio, em 1978.[4]

Segundo casamento[editar | editar código-fonte]

Antony se casou com Lucy Lindsay-Hogg, filha de Donald Brook Davies e ex-esposa do diretor Michael Lindsay-Hogg, em 15 de dezembro de 1978. A única filha deles, Lady Frances Armstrong-Jones, nasceu sete meses depois do casamento, em 17 de julho de 1979.

Eles se divorciaram em 1999, quando foi revelado que Antony era pai de Jasper William Oliver Cable-Alexander (nascido em 30 de abril de 1998). A mãe era a editora de revista Melanie Cable-Alexander.

Morte[editar | editar código-fonte]

Lord Snowdon morreu pacificamente em sua casa em Kensington em 13 janeiro 2017, aos 86 anos de idade.

Seu funeral ocorreu no dia 20 de janeiro na Igreja de Santo Baglan, em Llanfaglan, perto de Caernarfon. Ele foi enterrado no terreno da família no cemitério.

Título e estilos[editar | editar código-fonte]

  • 7 de março de 1930 - 6 de outubro de 1961: Sr. Antony Armstrong-Jones
  • 6 de outubro de 1961 - 13 de janeiro de 2017: O Muito Honorável o Conde de Snowdon, Visconde Linley
    • 16 de novembro de 1999 - 13 de janeiro de 2017: O Muito Honorável o Conde de Snowdon, Visconde Linley, Barão Armstrong-Jones

Referências

  1. «Lord Snowdon, royal photographer, dies aged 86» (em inglês). The Guardian. 13 de janeiro de 2017. Consultado em 13 de janeiro de 2017 
  2. «London Gazette Friday». 19 de novembro de 1999 
  3. «London Gazette Tuesday». 23 de novembro de 1999 
  4. a b «"Snowdon: the Biography" by Anne de Courcy], reviewed by Duncan Fallowell» (em inglês). The Daily Telegraph. 20 de junho de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Antony Armstrong-Jones
Precedido por
Novo título
Conde de Snowdon
1961–2017
Sucedido por
David Armstrong-Jones
Precedido por
Novo título
Barão Armstrong-Jones
1999–2017
Sucedido por
Nenhum sucessor
(Título vitalício)