Big Girls Don't Cry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Big Girls Don't Cry"
Single de Fergie
do álbum The Dutchess e The Dutchess Deluxe Edition
Lado B "Pedestal", "London Bridge"
Lançamento Brasil 7 de abril de 2007
Outubro de 2007 (remix)
Estados UnidosCanadá 15 de maio de 2007
Estados Unidos 9 de outubro de 2007 (remix)
Formato(s) CD single, download digital
Gravação 2006
Gênero(s) Pop, Pop rock
Duração 4:28 (versão do álbum)
3:53 (remix)
Gravadora(s) A&M
Composição Stacy Ferguson, Toby Gad, Kisean Anderson (remix)
Produção will.i.am, JR Rotem (remix)
Certificação(ões) Triple Platinum.png 3× Platina - RIAA Estados Unidos
Double Platinum.png 2× Platina - ARIA Austrália
Platinum.png Platina - RIANZ Nova Zelândia
Platinum.png Platina - ABPD Brasil[1]
Cronologia de singles de Fergie
Último
Último
"Glamorous"
(2007)
"Impacto"
(2007)
Próximo
Próximo
Cronologia de singles de Sean Kingston
Último
Último
"Love Like This"
(2007)
"Take You There"
(2007)
Próximo
Próximo
Capa da versão com Sean Kingston
Amostra de áudio
informação do ficheiro · ajuda
Lista de faixas de The Dutchess
Último
Último
"Velvet"
(9)
"Mary Jane Shoes"
(11)
Próximo
Próximo
Vídeo oficial
"Big Girls Don't Cry"

"Big Girls Don't Cry" (comercializada nos Estados Unidos como "Big Girls Don't Cry (Personal)") é uma canção gravada da cantora americana Fergie de seu primeiro álbum de estúdio solo, The Dutchess (2006). Foi escrita pela própria em parceira com Toby Gad, enquanto a produção ficou a cargo de will.i.am. A canção foi lançada como o quarto single do álbum em 22 de maio de 2007. Enquantos os outros singles, como "Fergalicious", que derivavam de um estilo mais hip-hop e urbano, "Big Girls Don't Cry" opta por um som pop mais simplista que incorpora elementos de música acústica e clássica. Possui créditos de cerca de trinta instrumentistas, muitos dos quais desempenham os violões, violinos e violoncelos na faixa. É uma das poucas músicas no álbum que não é hip-hop ou urbana. "Big Girls Don't Cry" recebeu críticas geralmente positivas, com muitos elogiando a exibição maturidade e simplicidade na canção, bem como a mensagem.

"Big Girls Don't Cry" foi um sucesso comercial a nível internacional, alcançando a primeira posição na principal parada musical dos Estados Unidos, a Billboard Hot 100. Tornou-se seu terceiro single a atingir a posição, e lhe rendeu o prêmio de ser a primeira artista com três singles número um de um álbum desde 2000, quebrando o recorde anterior que era de Christina Aguilera. "Big Girls Don't Cry" também se tornou o single mais vendido de Fergie nos Estados Unidos, com 3.833.000 unidades vendidas até agosto de 2012,[2] e sua canção a permanecer mais tempo no gráfico, com cerca de quase 50 semanas registradas na Billboard Hot 100, entre maio de 2007 e março de 2008. A canção chegou ao número um no Canadá e no Brasil e esteve presente em 53 semanas na parada. A canção também alcançou o número um em vários territórios internacionais, incluindo Dinamarca, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega e Austrália, onde passou nove semanas na primeira posição. Além da França e da Hungria, "Big Girls Don't Cry" alcançou o top dez em todos os outros mercados internacionais, como a Holanda, Suécia, Suíça e Reino Unido. A canção foi usada em um episódio de Pretty Little Liars, "Father Knows Best". A canção também foi realizada em um dos episódios da temporada de 2012 da série musical Glee, "Prom-asaurus", que apresentava Rachel Berry (Lea Michele), Kurt Hummel (Chris Colfer) e Blaine Anderson (Darren Criss).

O videoclipe de acompanhamento para a canção foi dirigido por Anthony Mandler e lançado em maio de 2007. Trata-se de Fergie e seu interesse amoroso, interpretado pelo ator Milo Ventimiglia, em cenas que apresentam sua relação turbulenta que finalmente termina com Fergie arrumando seus pertences e indo embora em seu carro. O vídeo caracterizou Fergie em vestuário desenhado por Candie e foi usado pela marca para promover sua linha de roupas. A canção também recebeu um remix com a participação do rapper Sean Kingston.[3]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

Após a composição de "Big Girls Don't Cry", Fergie e seu pessoal perceberam que a canção não combinava com o estilo do álbum e resolveram não gravá-la. Porém, seu gerente decidiu que a canção era boa demais para ser deixada de lado, então ele decidiu vender a letra dela para outros selos de gravação. Eventualmente, a canção foi vendida à Bad Boy Records, cujo dono é Jordan McCoy. O time de McCoy percebeu que tinham um grande hit em suas mãos e então rapidamente gravaram a canção, assegurando à Fergie e seu pessoal de que eles a lançariam como single. Apesar disso, de acordo com McCoy, após Fergie escutar a versão final deles, ela mudou de idéia e resolveu gravar a canção também. Sem o conhecimento da Bad Boy Records, Fergie voltou atrás e colocou "Big Girls Don't Cry" em seu álbum no último instante. Jordan e seu time ficaram surpresos com a decisão de Fergie, e cancelaram todo o projeto e resolveram processar Fergie. Porém, como Fergie foi uma das compositoras da canção, ela ainda possuía parte dos direitos da canção e por isso eles não poderiam fazer nada quanto a isso.[4]

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O videoclipe de "Big Girls Don't Cry" começou a ser produzido em 30 de Março de 2007. O clipe teve um First Look no programa da MTV, TRL, em 16 de Maio de 2007 e logo alcançou a posição #5 em 24 de Maio de 2007. Milo Ventimiglia, que faz o personagem Peter Petrelli na série de TV de sucesso da NBC, Heroes, faz o papel do homem por quem Fergie se interessa.

Apesar de ter sido considerado por muitos um videoclipe que não ficou à altura da canção, ele fez tanto sucesso quanto ela.

Faixas e formatos[editar | editar código-fonte]

CD Single
  1. "Big Girls Don't Cry" (Versão do Álbum) - 4:29
  2. "Pedestal" - 3:22
  3. "Big Girls Don't Cry (Hommer Remix)" - 5:37
CD Single inglês/australiano
  1. "Big Girls Don't Cry" - 4:29
  2. "Pedestal" - 3:22
CD Maxi-single
  1. "Big Girls Don't Cry" (Versão do Álbum) - 4:29
  2. "Pedestal" - 3:24
  3. "Finally" (Ao Vivo) - 3:50
  4. "Big Girls Don't Cry (Hommer Remix)" - 5:37
  5. "Big Girls Don't Cry" (Videoclipe)
CD Maxi-single austríaco/alemão
  1. "Big Girls Don't Cry" (Versão do Álbum) - 4:29
  2. "Pedestal" 3:22
  3. "Finally" (Ao Vivo) - 3:50
  4. "Big Girls Don't Cry" (Videoclipe)
Remixes
  • "Big Girls Don't Cry (Hommer Remix)" - 5:37
  • "Big Girls Don't Cry (Personal) (Remix)" (participação de Sean Kingston) (produzida por JR Rotem)

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

A canção foi tema de um casal do Big Brother Brasil 7, a versão brasileira do famoso programa de reality show holandês/neerlandês, e passou a ser muito pedida em todas as rádios.[5]

Ela entrou direto na posição #41 na parada norte-americana Billboard Hot 100 devido à performance de Fergie da canção no American Idol em 18 de Abril de 2007. Isso fez também com que o álbum The Dutchess subisse da posição #23 para a posição #12 no Billboard 200, a parada de álbuns dos EUA. Ela conseguiu chegar à posição #1 e, com isso, a canção se tornou o terceiro single de um mesmo álbum de um artista a chegar ao topo da parada norte-americana. Com isso, Fergie empatou com cantoras como Madonna, Rihanna, Monica, Toni Braxton e Whitney Houston, que também conseguiram o mesmo feito. Vendeu 3.833.000 cópias nos Estados Unidos até agosto de 2012. Se tornou a 3ª canção de maior sucesso no mundo em 2007, com mais de 7.000.000 de cópias comercializadas mundialmente.[6]

Posições[editar | editar código-fonte]

Top (2007) Melhor
posição [7]
América Latina - Top 40 [8] 1
 Argentina - Top 100 Singles 1
 Austrália - Parada de Singles ARIA [7] 1
 Brasil - Brasil Hot 100 Airplay 1
 Canadá - Hot 100 [9] 1
 Dinamarca 1
 Estados Unidos - Billboard Pop 100 [7] 1
 Estados Unidos - Billboard Hot 100 [7] 1
Ibero-América - Top 100 Singles [10] 1
 Nova Zelândia - Top 40 Singles [7] 1
 Polónia [11] 1
 Reino Unido - UK Singles Chart 2

Precessão e sucessão[editar | editar código-fonte]

Gráficos de sucessão
Precedido por:
"Umbrella" por Rihanna e Jay-Z
Single número um na Billboard Pop 100 (primeira vez)
12 – 26 de julho de 2007
Seguido por:
"Hey There Delilah" por Plain White T's
Single número um no Canadian Hot 100
14 – 26 de julho de 2007
Single número um na Australian Singles Chart
16 de julho – 17 de setembro de 2007
Seguido por:
"Beautiful Girls" por Sean Kingston
Precedido por:
"Bartender" por T-Pain com Akon
Single número um na New Zealand Singles Chart
23 – 30 de julho de 2007
Precedido por:
"Beautiful Girls" por Sean Kingston
Single número um na Billboard Hot 100
1 – 8 de setembro de 2007
Sucedido por:
"Crank That (Soulja Boy)" por Soulja Boy
Single número um na Billboard Pop 100 (segunda vez)
1 – 8 de setembro de 2007
Sucedido por:
"The Way I Are" por Timbaland com Keri Hilson e D.O.E.

Referências

  1. Fergie - ABPD. ABPD. Página visitada em 7 de janeiro de 2010.
  2. Paul Grein. "Week Ending Aug. 5, 2012. Songs: Phillip Phillips Is "Home"", Chart Watch, Yahoo Music, 8 de Agosto de 2012. Página visitada em 9 de Agosto de 2012.
  3. Remix oficial de Big Girls Don't Cry com Sean Kingston e letra da canção. FergieBR.com (13 de Agosto de 2007). Página visitada em 15 de Agosto de 2007.
  4. Controvérsias de Big Girls Don't Cry BadBoyBlog.com.
  5. Big Girls Don't Cry no programa Big Brother Brasil e seu sucesso no país. FergieBR.com.
  6. Paul Grein (8 de agosto de 2012). Week Ending Aug. 5, 2012. Songs: Phillip Phillips Is “Home”. Yahoo!. Página visitada em 9 de agosto de 2012.
  7. a b c d e Histórico de posições de "Big Girls Don't Cry". MusicSquare.Net. Página visitada em 21 de Junho de 2007.
  8. Top 40 Latino. Top40Latino.Net. Página visitada em 24 de Maio de 2007.
  9. Hot 100 Singles do Canadá.
  10. Ibero-América Top 100. Página visitada em 24 de Maio de 2007.
  11. Parada de Singles Polonesa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]