We Are the World 25 for Haiti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"We Are the World 25 for Haiti"
Single de Artists for Haiti
Lançamento 12 de fevereiro de 2010 (2010-02-12)
Formato(s) CD single, download digital
Gravação 1 de Fevereiro de 2010
Gênero(s) Pop, R&B, hip hop
Duração 6:56
Composição Michael Jackson
Lionel Richie
Produção Michael Jackson (exec.)
Quincy Jones (exec.)
Lionel Richie (exec.)
Wyclef Jean
Rickey Minor
RedOne

"We Are the World 25 for Haiti" é um single de caridade gravado pelo supergrupo Artists for Haiti em 2010. O projeto é uma nova versão da canção "We Are the World", gravada em 1985 pelo USA for Africa liderado pelos cantores Michael Jackson e Lionel Richie. Originalmente, Richie e Quincy Jones - produtor da gravação original - pensaram em lançar uma versão editada da canção sob o título "Live 25", em comemoração aos 25 anos de lançamento do sucesso. No entanto, após o Terremoto no Haiti de 2010, que devastou o país e deixou milhares de mortos, ambos concordaram em regravar a canção com novos artistas com o objetivo de ajudar a população do país.

A canção foi gravada em uma sessão de mais de 14 horas por mais de 80 artistas em 1 de fevereiro de 2010. A produção ficou a cargo de Quincy Jones e a produção executiva com Lionel Richie e Wyclef Jean. O vídeoclipe, dirigido por Paul Haggis, foi lançado pouco após para promover o single. Uma versão em espanhol também foi gravada por um grupo de cantores latinos e lançada como "Somos El Mundo 25 Por Haiti".

Musicalmente, "We Are the World 25 for Haiti" é semelhante à "We are the World" de 1985, com exceção de um verso de rap performado pelos artistas do gênero na nova gravação. Michael Jackson morreu meses antes da produção, porém, sua voz foi reaproveitada da gravação original, assim como sua aparição no vídeo musical, atendendo pedido de sua mãe - Katherine. Além disso, sua irmã, Janet realiza um dueto virtual com ele na canção e seus sobrinhos - coletivamente conhecidos como 3T - colaboram no refrão principal.

O lançamento da música aconteceu no dia 12 de Fevereiro de 2010, na abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010, em Vancouver no Canadá. A canção recebeu críticas negativas por especialistas contemporâneos, especialmente por conta das inovações musicais, assim como pela seleção das voes. Contudo, "We Are the World 25 for Haiti" foi um sucesso comercial em vários países, atingindo posições entre as vinte melhores em diversas tabelas musicais.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: We Are the World e Sismo do Haiti de 2010
O Palácio Nacional do Haiti após o terremoto de 2010.

Em 1985, foi lançada "We Are the World", uma canção e single de caridade gravada pelo grupo USA for Africa, composto por diversos cantores em evidência à época. A canção foi composta por Michael Jackson e Lionel Richie e produzida por Quincy Jones e Michael Omartian para o álbum homônimo. A canção foi bem recebida pela crítica especializada e indicada a diversos prêmios musicais, além disso foi também um sucesso comercial mundial, liderando paradas musicais ao redor de todo o globo. "We Are the World" foi o mais bem-sucedido single de música pop de todos os tempos, sendo ultrapassado somente por "Candle in the Wind", de Elton John, em 1997.[1]

Em 12 de janeiro de 2010, o Haiti foi atingido por um sismo de magnitude 7.0, sendo a maior catástrofe natural do país caribenho em mais de 200 anos.[2] O epicentro do sismo foi justamente nos arredores da capital, Porto Príncipe.[3] Segundo as estimativas oficiais, cerca de 200 mil pessoas morreram por consequência direta do sismo.[4] Antes do ocorrido, Jones e Richie já planejavam regravar o sucesso "We Are the World" em comemoração a seu 25º aniversário de lançamento.[5] Rady Phillips, uma das figuras centrais na divulgação da segunda versão, afirmou que uma ideia de editar a versão original e lançá-la partiu do produtor Ken Kragen. Entretanto, Lionel Richie e Jones não aceitaram bem a ideia.[6]

Contudo, por conta da devastação do país, os planos foram modificados.[5] Segundo Phillips, Jones teria afirmado: "é para isto que esta canção foi feita, como um veículo de causas de caridade para tragédias, catástrofes como estas. Por que não assumimos o processo, chamamos nossos amigos e fazemos de verdade?"[6] Lionel entendeu a urgência de uma ação público com relação ao Haiti e, em janeiro de 2010, concordou em regravar inteiramente a canção angariando fundos para as vítimas do terremoto.[5] O cantor comentou: "Infelizmente, algumas vezes custa uma gravação de sucesso que leva uma pessoa a salvar uma vida. Eu quero que esta canção seja o cântico de guerra novamente. De tempos em tempos, você precisa despertar o mundo. Nós dormimos muito durante o Katrina. Se não fôssemos uma cultura prevenida, iríamos cair".

Gravação[editar | editar código-fonte]

Artistas para Haiti[editar | editar código-fonte]

Condutores
Michael Jackson
Solistas (por ordem de aparição)[7]


Refrão

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Posição[editar | editar código-fonte]

Tabelas musicais (2010) Melhor
posição
 Austrália - Australian Singles Chart[8] 18
 Bélgica - Belgian Singles Chart (Wallonia)[9] 1
 Canadá - Canadian Hot 100[10] 7
 Dinamarca - Danish Singles Chart[9] 10
 França - French Digital Singles Chart[11] 7
 Irlanda - Irish Singles Chart[12] 9
 Itália - Italian Singles Chart[9] 10
 Nova Zelândia - New Zealand Singles Chart[9] 8
 Noruega - Norwegian Singles Chart[13] 1
Flag of Spain.svg Espanha - Spanish Singles Chart[14] 15
 Suécia - Swedish Singles Chart[9] 5
 Reino Unido - UK Singles Chart 50
 Estados Unidos - Billboard Hot 100[15] 2

Precessão e sucessão[editar | editar código-fonte]

Precedido por
"Yes Man" de Bjørn Johan Muri
Primeira posição na Norwegian Singles Chart
2010 (semana 8)
Sucedido por
"Yes Man" de Bjørn Johan Muri
Precedido por
"TiK ToK" de Kesha
Primeira posição na Belgian Singles Chart
27 de Fevereiro de 2010
Sucedido por
"Memories" de David Guetta com Kid Cudi

Referências

  1. Beatts, Anne (12 de outubro de 1997). «If It's a Hit, Why Stop There?». Los Angeles Times. 
  2. «Magnitude 7.0 – Haiti Region». 
  3. «Major earthquake off Haiti causes hospital to collapse». The Telegraph. 12 de janeiro de 2010. 
  4. «Haiti says 200,000 may be dead, violence breaks out». Reuters. 14 de janeiro de 2010. 
  5. a b c Johnson, Billy (21 de janeiro de 2010). «'We Are The World' Re-recording Reportedly In The Works». Yahoo! Music. 
  6. a b Waddell, Ray (12 de fevereiro de 2010). «Producer Details 'We Are The World 25' On Eve Of Debut». Billboard. 
  7. «Complete list of 'We Are the World' artists». USAToday.com. Gannett Co. Inc. 2010-02-02. Consultado em 2010-02-17.  Parâmetro desconhecido |lauthor= ignorado (Ajuda)
  8. «Top 50 Singles Chart - Australian Recording Industry Association». ARIA. Consultado em 2010-02-21. 
  9. a b c d e «Artists for Haiti - We Are the World (song)». Charts.org.nz. Hung Medien. Consultado em 2010-02-16. 
  10. «February 27, 2010». Billboard.com. Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 2010-02-19. 
  11. «French Digital Singles Chart - 13/02/2010». Lescharts.com (em french). Hung Medien. Consultado em 2010-02-20. 
  12. http://www.irma.ie/aucharts.asp#singles
  13. «Topp 20 Single uke 7, 2010». Lista.vg.no. Verdens Gang AS. Consultado em 2010-02-17. 
  14. «Top 50 Cancionies» (PDF). PROMUSICA.es. Productores de Música de España. Consultado em 2010-02-17. 
  15. Silvio Pietroluongo (2010-02-17). «'We Are The World' Returns to the Upper Reaches of the Hot 100». Billboard.com. Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 2010-02-17. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]