Younger Now

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Younger Now
Álbum de estúdio de Miley Cyrus
Lançamento 29 de setembro de 2017 (2017-09-29)
Gravação 2015-2017
Gênero(s)
Duração 41:11
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) RCA Records
Produção
Cronologia de Miley Cyrus
Miley Cyrus & Her Dead Petz
(2015)
Singles de Younger Now
  1. "Malibu"
    Lançamento: 11 de maio de 2017 (2017-05-11)
  2. "Younger Now"
    Lançamento: 18 de agosto de 2017 (2017-08-18)

Younger Now é o sexto álbum de estúdio da cantora americana Miley Cyrus. O álbum foi lançado em 29 de setembro de 2017 pela RCA Records. O planejamento do álbum se deu após o lançamento de Bangerz e do álbum experimental Miley Cyrus & Her Dead Petz,[2]embora tenha sido influenciado pela reconciliação com seu noivo Liam Hemsworth no ano de 2016. Younger Now foi escrito e produzido por Miley Cyrus e Oren Yoel, que colaborou nos dois últimos álbuns. Sem haver preocupação com o airplay das rádios, os esforços buscavam honestidade no produto final com o objetivo de trazer Miley às suas raízes.[3] A ideia contou com a participação de sua madrinha, a cantora country Dolly Parton, que participou da faixa "Rainbowland".

"Malibu" e a faixa-título "Younger Now" foram lançadas como singles em 11 de maio e 18 de agosto de 2017, alcançando o décimo lugar na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos. Com a intenção de remover a imagem sexualmente provocativa associada aos dois últimos álbuns, Cyrus ligou o álbum com a sua efervescente imagem conservadora.[4]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Depois de três anos de pausa musical, Cyrus lançou seu quatro álbum, Bangerz, em 2013. Trabalhou com produtores de hip hop para atrair mais ouvintes, desenvolvendo uma imagem provocativa que caracterizou seu retorno ao mundo pop.[5][6] Em seguida, lançou seu álbum experimental psicodélico Miley Cyrus & Her Dead Petz na plataforma SoundCloud, em 2015, sendo acusada de apropriação cultural.[7] Em 2015, abriu-se em relação a sua pansexualidade, cerca de um ano depois de dar início ao apoio à juventude LGBT e moradores de rua por meio da Happy Hippie Foundation.[8][9] Em 2016, tornou-se jurada do programa de calouros The Voice. No mesmo ano, cedeu esforços à eleição presidencial de Hillary Clinton e Bernie Sanders.[10] Devido à derrota de Clinton, a cantora admitiu estar profundamente entristecida pela grande polaridade política do país, que a fez decidir voltar à música country para reagir contra os conservadores.[11]

Lançamento e promoção[editar | editar código-fonte]

Em 8 de agosto de 2017 anunciou, por meio de uma jaqueta preta de couro falso, o título do álbum e a data de lançamento. A faixa-título foi lançada em 18 de agosto de 2017, juntamente com a pré-venda do álbum.[12][13][14] Performou, pela primeira vez, em 13 de maio,[15] o single "Malibu" no festival Wango Tango. Cantou a mesma canção na premiação Billboard Music Awards e no programa The Voice em 21 e 22 de maio.[16][17] Em 26 de maio, fazendo parte da série Citi Concert,[18] performou "Malibu" no The Today Show. No mesmo dia, fez uma aparição surpresa no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, para promover seu convidado musical no Late Night with Seth Meyers.[19] Performou no concerto beneficente One Love Manchester, em homenagem às vítimas do atentado terrorista de Manchester de 4 de junho.[20] Em 14 de junho,[21] performou "Malibu" e "Inspired" no programa de Jimmy Fallon. Em 22 de agosto, lançou um website para que os fãs pudessem enviar suas fotos relacionadas à arte principal da capa do single "Younger Now".[22] Em 27 de agosto, performou "Younger Now" pela primeira vezn o MTV Video Music Awards.[23] Em 7 de setembro, performou a mesma canção no The Ellen DeGeneres Show. De 2 de outubro a 6 de outubro, fez sua segunda aparição no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, apresentando a canção "Week Without You".[24]

Singles[editar | editar código-fonte]

A faixa "Malibu" foi lançada como single principal do álbum em 11 de maio, alcançando a décima posição na Billboard Hot 100 dos Estados Unidos.[12] A faixa-título do álbum, "Younger Now", foi oficialmente lançada em 18 de agosto.[25] "Inspired" e "Week Without You" foram lançadas como singles promocionais respectivamente em 9 de junho e 21 de setembro.[26]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

No Metacritic, o álbum recebeu nota 60 de 100 baseado em 15 avaliações de críticos musicais. O editor-chefe do site AllMusic, Stephen Thomas Erlewine, deu ao álbum uma nota de 3.5 de 5, afirmando que "o álbum apresenta-se disperso à medida em que as canções fluem, no entanto, acrescenta o retrato de uma estrela pop confiante com seu estilo, sem preocupações com estilos antigos." Dave Simpson, do The Guardian, opinou que "no álbum, ela tomou controle da composição e produção, emergindo-se como conservadora, confiante e uma cantora de country pop que retrata sobre liberdade." Claire Lobenfeld, do Pitchfork, deu uma nota de 4.7 de 10, citando "produção sem graça e composição fraca apenas com a intenção de mostrar quem Miley Cyrus pode ser." Jordan Sargent, da revista Spin, afirmou que "o álbum é o mais honesto possível, trazendo harmonia e "higiene" musical."[1]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

O álbum debutou na oitava posição da UK Albums Chart, com 10.024 cópias vendidas em sua primeira semana de lançamento, tornando-se o quarto álbum no top 10 no Reino Unido.[27] Na Austrália, tornou-se seu quaro top 10 após Breakout, Can't Be Tamed e Bangerz, entrando na segunda posição na ARIA.[28] Na Billboard 200 dos Estados Unidos, vendeu 45.000 cópias equivalentes, consistindo em 33.000 vendas puras. Tornou-se, ainda, sua décima primeira entrada no top 10, incluindo materiais da época de Hannah Montana e o álbum Bangerz.[29]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas foram escritas e produzidas por Miley Cyrus e Oren Yoel, com vocais adicionais de Dolly Parton em "Rainbowland".[30]

N.º Título Duração
1. "Younger Now"   4:08
2. "Malibu"   3:51
3. "Rainbowland" (com Dolly Parton) 4:25
4. "Week Without You"   3:44
5. "Miss You So Much"   4:53
6. "I Would Die for You"   2:53
7. "Thinkin'"   4:05
8. "Bad Mood"   2:59
9. "Love Someone"   3:19
10. "She's Not Him"   3:33
11. "Inspired"   3:21
Duração total:
41:11

Créditos[editar | editar código-fonte]

  • Miley Cyrus – vocais, produção, produção executiva, direção de arte, design
  • Oren Yoel – produção, instrumentação, arranjos e arranjos de cordas
  • Dolly Parton – vocais (track 3)
  • Jamie Arentzen – violão
  • Jaco Caraco – violão
  • Nicole Raw – baixo
  • Paul Dateh – violino
  • Jerry Johnson – violoncelo
  • Matt Walker – violoncelo
  • Taylor Andrew Covey – trombone
  • Antoine Séverman – violino
  • Adam Wolf – chifre francês
  • Harris Majors Ostrander – trombeta
  • Paul Franklin – pedal
  • Stacy Jones – bateria, direção musical
  • Doran Dina – engenharia
  • Tom Rutledge – engenharia vocal
  • Paul David Hager – mixagem, engenharia
  • Manny Marroquin – mixagem
  • Chris Galland – engenharia de mixagem
  • Jeff Fitzpatrick – engenheiro assistente
  • Scott Moore – engenheiro assistente
  • Mark Ralston – engenheiro assistente
  • Scott Desmarais – engenheiro de mixagem
  • Robin Florent – assistente de mixagem
  • Dave Kutch – masterização
  • Pres Rodriguez – direção de arte, design
  • Olivia Malone – arte da capa, fotografia
  • Brian Bowen-Smith – fotografia
  • Liam Hemsworth – fotografia
  • Ryan Kenny – fotografia

Desempenho nos charts[editar | editar código-fonte]

Chart (2017) Posição
 Argentina (CAPIF)[31] 2
 Austrália (ARIA Charts)[32] 2
 Áustria (Ö3 Austria Top 40)[33] 8
 Bélgica (Ultratop 50 Flandres)[34] 17
 Bélgica (Ultratop 40 Valônia)[35] 21
 Canadá (Billboard Canadian Albums)[36] 3
 República Checa (ČNS IFPI)[37] 9
 Dinamarca (Hitlisten)[38] 25
 Países Baixos (MegaCharts)[39] 11
 França (SNEP)[40] 51
 Alemanha (Offizielle Top 100)[41] 16
 Grécia (IFPI)[42] 44
 Hungria (MAHASZ)[43] 35
 Irlanda (IRMA)[44] 5
 Itália (FIMI)[45] 9
 Nova Zelândia (Recorded Music NZ)[46] 4
 Noruega (VG-lista)[47] 9
 Polónia (ZPAV)[48] 19
Escócia (Scottish Albums Chart)[49] 7
Slovak Albums (ČNS IFPI)[50] 8
Spanish Albums (PROMUSICAE)[51] 1
 Suécia (Sverigetopplistan)[52] 11
Suíça (Schweizer Hitparade)[53] 11
 Reino Unido (UK Albums Chart)[54] 8
US Billboard 200[29] 5

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

Região Data Edição Formato Gravadora Ref.
Várias 29 de setembro de 2017 Standard RCA [55]
17 de novembro de 2017 LP [56][57]

Referências

  1. a b Sargent, Jordan (4 de outubro de 2017). «Review: Miley Cyrus' Younger Now Is Her Least Honest Album Ever». Spin. Consultado em 5 de outubro de 2017 
  2. Aswad, Jem (24 de agosto de 2015). «Miley Cyrus' Next Album is 'Not a Miley Record: Source». Billboard. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  3. Norris, John (3 de maio de 2017). «Miley Cyrus Breaks Silence on Rootsy New Music, Fiance Liam Hemsworth & America: 'Unity Is What We Need'». Billboard. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  4. McDermott, Maeve (18 de agosto de 2017). «Miley Cyrus' 'Younger Now' continues her sanitized reinvention». USA Today. Consultado em 18 de agosto de 2017 
  5. «Miley Cyrus On Her Wild Past, Reinvention and Being a "F*cking Role Model"». Harpersbazaar.com. 13 de julho de 2017. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  6. «What is Miley Cyrus' real name?». Capital.fm. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  7. «A Timeline of Miley Cyrus Appropriating Hip-Hop Culture». Complex. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  8. «Miley Cyrus Identifies As Pansexual. What Does That Mean, Exactly?». Yahoo.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  9. Setoodeh, Ramin (11 de outubro de 2016). «Miley Cyrus on 'The Voice,' Donald Trump and Coming Out». Variety.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  10. Brucculieri, Julia (24 de outubro de 2016). «Miley Cyrus Had The Best Time Campaigning For Hillary Clinton This Weekend». Huffingtonpost.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  11. «Miley Cyrus Says She 'Accepts' Donald Trump In Emotional Video After Hillary Clinton's Presidential Loss». Billboard.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  12. a b Kaufman, Gil (8 de agosto de 2017). «Miley Cyrus' 'Younger Now' Album Due in September». Billboard. Consultado em 13 de agosto de 2017 
  13. Reilly, Nick (8 de agosto de 2017). «Miley Cyrus announces new album 'Younger Now'». NME. Consultado em 9 de agosto de 2017 
  14. Cyrus, Miley Ray. «#YoungerNow video is OUT!!! Pre - order the album». Twitter.com. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  15. Brucculieri, Julia (14 de maio de 2017). «Miley Cyrus Performs Her Beachy Single 'Malibu' Live For First Time Ever». huffingtonpost.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  16. «The Chainsmokers, Halsey and Sam Hunt Performing at the 2017 Billboard Music Awards». Billboard.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  17. Sheehan, Paul (24 de maio de 2017). «'The Voice' finale: Miley Cyrus melts hearts with 'Malibu' [WATCH]». Golderby.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  18. Hines, Ree. «Miley Cyrus brings 'Malibu' to New York! See her concert on the TODAY plaza». Today.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  19. Hines, Ree. «Miley Cyrus brings 'Malibu' to New York! See her concert on the TODAY plaza». Today.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  20. «One Love Manchester: Ariana Grande Calls Benefit Concert 'The Medicine the World Needs,' Justin Bieber Pays Emotional Tribute to Victims». Billboard.com. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  21. «Miley Cyrus on The Tonight Show Starring Jimmy Fallon». NBC. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  22. Cyrus, Miley Ray. «YoungerNow.com is LIVE! #youngernowchallenge Upload a photo and make your ownnnnnn! Single out now! Album out 9/29!pic.twitter.com/VI1nUitmpH». Twitter.com. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  23. «VMAs 2017: Watch Miley Cyrus Go Retro in 'Younger Now' Performance». Rolling Stone. Consultado em 30 de agosto de 2017 
  24. «THE TONIGHT SHOW WITH JIMMY FALLON Announces October 2-6 as 'Miley Week'». Broadway World. Consultado em 27 de setembro de 2017 
  25. Drysdale, Jennifer (13 de agosto de 2017). «Miley Cyrus Apologizes for Skipping Teen Choice Awards, Announces New Single 'Younger Now'». Entertainment Tonight. ET Online. Consultado em 14 de agosto de 2017 
  26. «Inspired – Single». iTunes. Consultado em 9 de junho de 2017 
  27. Jones, Alan (6 de outubro de 2017). «Official Charts Analysis: Shania Twain takes No. 1 in close battle with Wolf Alice». Music Week. Consultado em 11 de outubro de 2017 
  28. «Shania Twain returns with third #1». Australian Recording Industry Association. 7 de outubro de 2017. Consultado em 7 de outubro de 2017 
  29. a b Caulfield, Keith (8 de outubro de 2017). «Shania Twain's 'Now' Debuts at No. 1 on Billboard 200 Albums Chart». Billboard. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  30. Younger Now (CD liner notes). RCA Records. 2017 
  31. «{Predefinição:Title}» 🔗. CAPIF. Consultado em 9 de outubro de 2017 
  32. Miley Cyrus – Younger Now (em inglês). Australiancharts.com. Hung Medien. Consultado em 7 de outubro de 2017.
  33. Miley Cyrus - Younger Now (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien. Consultado em 11 de outubro de 2017.
  34. Miley Cyrus – Younger Now (em holandês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em 6 de outubro de 2017.
  35. Miley Cyrus – Younger Now (em francês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em 6 de outubro de 2017.
  36. Miley Cyrus Album & Song Chart History (em inglês). Billboard Canadian Albums Chart para Miley Cyrus. Prometheus Global Media. Consultado em 10 de outubro de 2017.
  37. Top 50 Prodejní (em tcheco). Czech Albums. ČNS IFPI. Nota: Na página da tabela, selecione 201740 no campo além da palavra "Zobrazit", e, em seguida, clique sobre a palavra para recuperar os dados da tabela. Consultado em 10 de outubro de 2017.
  38. «{Predefinição:Title}» 🔗. Hitlisten. Consultado em 11 de outubro de 2017 
  39. Miley Cyrus – Younger Now (em holandês). Dutchcharts.nl. Hung Medien. Consultado em 6 de outubro de 2017.
  40. «{Predefinição:Title}» 🔗. Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 10 de outubro de 2017 
  41. Offiziellecharts.de – Miley Cyrus – Younger Now (em alemão). GfK Entertainment. Consultado em 6 de outubro de 2017.
  42. Miley Cyrus – Younger Now (em inglês). Greekcharts.com. Hung Medien. Consultado em 12 de outubro de 2017.
  43. Archívum – Slágerlisták – MAHASZ – Magyar Hangfelvétel-kiadók Szövetsége (em húngaro). Mahasz.hu. LightMedia. Consultado em 12 de outubro de 2017.
  44. «{Predefinição:Title}» 🔗. Irish Recorded Music Association. Consultado em 7 de outubro de 2017 
  45. Miley Cyrus – Younger Now (em inglês). Italiancharts.com. Hung Medien. Consultado em 7 de outubro de 2017.
  46. Miley Cyrus – Younger Now (em inglês). Charts.org.nz. Hung Medien. Consultado em 6 de outubro de 2017.
  47. Miley Cyrus – Younger Now (em norueguês) Norwegiancharts.com. Hung Medien. Consultado em 7 de outubro de 2017.
  48. Oficjalna lista sprzedaży :: OLIS - Official Retail Sales Chart (em polonês). OLiS. Polish Society of the Phonographic Industry. Consultado em 12 de outubro de 2017.
  49. 20171006 Top 40 Scottish Albums Archive | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company. Consultado em 7 de outubro de 2017.
  50. «ČNS IFPI» (em Czech). IFPI. Consultado em 12 de outubro de 2017 
  51. «Top 100 Albumes — Semana 40: del 29.09.2017 al 05.10.2017» (em Spanish). Productores de Música de España. Consultado em 12 de outubro de 2017 
  52. Miley Cyrus – Younger Now (em inglês). Swedishcharts.com. Hung Medien. Consultado em 6 de outubro de 2017.
  53. Miley Cyrus – Younger Now (em inglês). Swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em 11 de outubro de 2017.
  54. 20171006 Top 40 Official UK Albums Archive | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company. Consultado em 7 de outubro de 2017.
  55. «Miley Cyrus – Younger Now». Amazon.com Music. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  56. «Younger Now – Miley Cyrus – Vinyl album» (em French). Fnac. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  57. «Miley Cyrus – YOUNGER NOW Vinyl/LP». Media Markt. Consultado em 28 de setembro de 2017