Capoeira (vegetação)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Comunidade seral em antigo pasto na floresta amazônica.

Capoeira é uma vegetação secundária composta por gramíneas e arbustos esparsos. O termo, oriundo do tupi, designa o mato que nasceu no lugar de vegetação cortada. Significa, literalmente, "mato do passado", de ka'a ("mato") e uera ("do passado").[1][2]

Ícone de esboço Este artigo sobre Ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. FERREIRA, A.B.H. Novo dicionário Aurélio. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.334
  2. IBGE (2012). Manual Técnico da Vegetação Brasileira. 2a ed. Rio de Janeiro: IBGE. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/recursosnaturais/vegetacao/manual_vegetacao.shtm>.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • RIZZI, C. A. Investigações sobre a construção do fitônimo Capoeira: aspectos do campo léxico-semântico e geolinguistica indígenas. TradTerm, v. 19, p. 214-247, 2012, [1].
  • SALOMÃO, R. P.; VIEIRA, I. C.; BRIENZA JÚNIOR, S.; AMARAL, D. D.; SANTANA, A. C. Sistema Capoeira Classe: uma proposta de sistema de classificação de estágios sucessionais de florestas secundárias para o Estado do Pará. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Naturais, Belém, v. 7, n. 3, p.297-317, 2012. [2].