Capão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Capão (desambiguação).

O capão é uma formação vegetal[1] típica do Brasil meridional (região Sul e centro-sul do estado de São Paulo). Consiste em um grupamento de vegetação arbórea cercada por campinas. Pode se referir também a um trecho pequeno de mata arbórea em meio a um campo.[2]

"Capão" é uma palavra de origem tupi e possui duas etimologias possíveis:

  • "mata redonda", através da junção dos termos ka'a ("mata") e pu'ã ("redondo")[3].
  • "intervalo de mata", através da junção dos termos ka'a ("mata") e pa'um ("intervalo")[4].

Lista[editar | editar código-fonte]

Topônimos que iniciam por Capão:

Referências

  1. Rizzini, C.T. 1997. Tratado de Fitogeografia do Brasil. Rio de Janeiro: Âmbito Cultural.
  2. Dicionário Aulete. <http://www.aulete.com.br/capão>.
  3. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.340
  4. NAVARRO, E. A. Método Moderno de Tupi Antigo. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p.168

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • ARAÚJO, Glein Monteiro; GUIMARÃES, Antônio José Maia; NAKAJIMA, Jimi Naoki. Fitossociologia de um remanescente de mata mesófila semidecídua urbana, bosque John Kennedy, Araguari, MG, Brasil. Rev. bras. Bot., São Paulo, v. 20, n. 1, p. 67-77, 1997. [1].
  • COELHO, M.S., et al. 2017. Forest archipelagos: A natural model of metacommunity under the threat of fire. Flora, April 2017, in press, http://dx.doi.org/10.1016/j.flora.2017.03.013.
  • COELHO, M.S., Fernandes, G.W., Pacheco, P., Diniz, V., Meireles, A., Santos, R.M., Carvalho, F.C., Negreiros, D., 2016. Archipelago of montane forests surrounded by rupestrian grasslands: new insights and perspectives. In: Fernandes, G.W. (Ed.), Ecology and Conservation of Mountain-Top Grasslands in Brazil. Springer, New York, pp. 129–153.
  • LONGHI, S. J., Selle, G. L., Ragagnin, L. I. M., & Damiani, J. E. (1992). Composição florística e estrutura fitossociológica de um "capão" de Podocarpus lambertii Klotz., no Rio Grande do Sul. Revista Ciência Florestal 2(1): 9-26, [2].
  • MEGURO, M., PIRANI, J.R., MELLO-SILVA, R. & GIULIETTI, A.M. 1996a. Estabelecimento de matas ripárias e capões nos ecossistemas campestres da Cadeia do Espinhaço, Minas Gerais. Boletim de Botânica da Universidade de São Paulo 15: 1-11.
  • MEGURO, M., PIRANI, J.R., MELLO-SILVA, R. & GIULIETTI, A.M. 1996b. Caracterização florística e estrutural de matas ripárias e capões de altitude na Serra do Cipó, Minas Gerais. Boletim de Botânica da Universidade de São Paulo 15: 13-29.