Coyote Ugly

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coyote Ugly
Coyote Bar[1] (PRT)
Show Bar[2] (BRA)
 Estados Unidos
2000 •  cor •  101[3] min 
Direção David McNally
Produção Jerry Bruckheimer
Chad Oman
Roteiro Todd Graff
Gina Wendkos
sem crédito: Kevin Smith[4]
Elenco Piper Perabo
Adam Garcia
Maria Bello
Melanie Lynskey
John Goodman
Tyra Banks
Gênero comédia romântica
drama
musical
Música Trevor Horn
Cinematografia Amir M. Mokri
Edição William Goldenberg
Companhia(s) produtora(s) Touchstone Pictures
Jerry Bruckheimer Films
Distribuição Buena Vista Pictures
Lançamento Estados Unidos 4 de agosto de 2000
Idioma inglês
Orçamento US$ 45 milhões[5]
Receita US$ 113.9 milhões[5]

Coyote Ugly (Brasil: Show Bar /Portugal: Coyote Bar) é um filme de comédia dramática de musical e romance estadunidense de 2000 baseado no real Coyote Ugly Saloon. Foi dirigido por David McNally, produzido por Jerry Bruckheimer e Chad Oman, e escrito por Gina Wendkos. Situado na cidade de Nova York, o filme é estrelado por Piper Perabo, Adam Garcia, John Goodman, Maria Bello, Izabella Miko, Bridget Moynahan e Tyra Banks.[6]

Apesar da resposta mista dos críticos, o filme foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de 113 milhões de dólares. O filme tornou-se um clássico cult adquirido ao longo dos anos.[7][8]

Country Music Television realizou três temporadas do The Ultimate Coyote Ugly Search, produzido pela Touchstone Television. As duas primeiras temporadas de 2006 e 2007 viram um grupo disputando a esperança de conseguir um emprego no bar original e uma quantia em dinheiro para elas e seus parceiros. A temporada de encerramento em 2008 mudou o programa com as garçonetes cantoras competindo para conseguir um lugar na trupe de Coyotes que poderiam ser contratadas para organizar e participar de eventos corporativos, esportivos e musicais.[9]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Abençoada com uma linda voz, a jovem de 21 anos Violet Sanford (Piper Perabo) vai para Nova York em busca do sonho de se tornar compositora e acaba se tornando uma garçonete do bar Coyote Ugly. Uma casa noturna nova e diferente, o Coyote Ugly é o local mais badalado da cidade, com um time de mulheres sensuais, jovens e empreendedoras. Lil (Maria Bello) é a inteligente e rígida proprietária, que reina absoluta entre as garotas; a sempre paqueradora Cammie (Izabella Miko), a cabeça-feita e brigona Rachel (Bridget Moynahan) e a campeã de gorjetas Zoe (Tyra Banks). As "Coyotes", como são carinhosamente chamadas, atormentam os clientes e a mídia com seus modos ultrajantes, fazendo do Coyote Ugly o local ideal para rapazes sem compromisso. Quando Violet está prestes a desistir de seu objetivo, conhece Kevin e, com sua ajuda, consegue realizar seu grande sonho e ultrapassar barreiras que ela considerava intransponíveis.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Escrita[editar | editar código-fonte]

Kevin Smith, que fez uma reescrita sem créditos do roteiro, afirmou que um total de oito escritores trabalharam no roteiro, enquanto o Writers Guild of America só deu crédito a Gina Wendkos, que escreveu o primeiro rascunho do roteiro, que segundo Smith, dificilmente se assemelha ao filme final.[4] (Veja o sistema de créditos de roteiro WGA.)

Elenco[editar | editar código-fonte]

No começo, antes que os produtores decidissem contratar atores desconhecidos, o papel principal de Violet Sanford foi oferecido à cantora pop Jessica Simpson, que recusou.[10]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

A filmagem principal ocorreu em Manhattan e pequenas cidades em Nova Jersey, incluindo South Amboy e Sea Bright por um mês. A produção mudou-se para a Califórnia e as filmagens ocorreram em Los Angeles, West Hollywood, Pasadena e San Pedro.[11]

Título[editar | editar código-fonte]

O filme foi baseado em um artigo, "The Muse of the Coyote Ugly Saloon", na revista GQ por Elizabeth Gilbert,[12] que trabalhou como garçonete no East Village.[13] O bar, inaugurado em 1993, tornou-se rapidamente um dos favoritos dos hipsters do Lower East Side.

Como mencionado no filme por Maria Bello, a gíria "coyote ugly", ou coiote feio em português, refere-se à sensação de acordar depois de uma noite, e descobrir que seu braço está debaixo de alguém que é tão fisicamente repulsivo que você poderia roer a pessoa sem acordá-la só para que você possa fugir sem ser descoberto. Sabe-se que os coiotes roem os membros se estiverem presos em uma armadilha, para facilitar a fuga.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Com um orçamento de US$45 milhões, o filme arrecadou US$60,786,269 no mercado estadunidense e US$53,130,205 internacionalmente para um total de US$113.916.474, tornando-se um sucesso de bilheteria.[5]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Coyote Ugly teve recepção geralmente desfavorável por parte da crítica especializada. Em base de 29 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 27% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, alcança uma nota de 5.6, usada para avaliar a recepção do público, indicando "geralmente avaliações desfavoráveis".[14] Críticas e elogios centraram-se em torno da crença de que era pouco mais do que uma desculpa para retratar "mulheres sexy e gostosas dançando em um bar em um concurso de camiseta molhada".[15] Atualmente, detém uma classificação de 22% no Rotten Tomatoes com base em 96 avaliações, com uma classificação média de 3.9/10. O consenso do site afirma: "Bem, as mulheres neste filme são incrivelmente atraentes e ostentam bastante esse fato. Infelizmente, isso é tudo o que há para o filme. O roteiro é uma piada quase tão grande quanto os personagens, e tudo o mais segue o mesmo caminho. Se você está procurando por uma provocação, então veja este filme, caso contrário, fique o mais longe possível".[16] O público pesquisado pela CinemaScore atribuiu ao filme uma nota A na escala de A a F.[17]

VH1 fez uma declaração sobre a aparição de LeAnn Rimes no filme afirmando: "A própria Rimes, que tem apenas 17 anos, usava calças de couro e uma blusa curta e com toda a probabilidade, mesmo com uma identidade falsa, nunca teria sido autorizada dentro de qualquer bar de Nova York".[18]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora do filme apresenta as quatro músicas de Violet, interpretadas por LeAnn Rimes e escritas por Diane Warren, além de várias outras músicas não exclusivas do filme. Ele alcançou o disco de ouro dentro de um mês[19] de seu lançamento em 1º de agosto de 2000[20] e o disco de platina em 7 de novembro de 2000.[19] Em 18 de abril de 2001, a trilha sonora foi certificada como 2× Platinum e em 9 de janeiro de 2002, foi certificado 3× Platinum. A trilha sonora foi certificada como 4× Platinum em 22 de julho de 2008,[19] foi certificada como 5× Platinum (500,000 unidades) no Canadá[21] e ouro (100,000 unidades) no Japão em 2002.[22]

Três singles foram lançados da trilha sonora, todos os três por LeAnn Rimes, "Can't Fight the Moonlight", que alcançou o disco de ouro, se tornou um hit quase instantâneo nas paradas de rádio e alcançou o 11º lugar na The Billboard Hot 100,[23] "But I Do Love You" e "The Right Kind of Wrong".[24]

Uma segunda trilha sonora, More Music from Coyote Ugly, com mais músicas que apareceram no filme e remixes de duas músicas de Rimes, foi lançada em 28 de janeiro de 2003.[25]

Embora Perabo tenha sido capaz de cantar para sua personagem, foi decidido que Rimes, devido à sua voz tipo soprano, proporcionaria a voz de Violet muito melhor para o papel. Isso significa que durante a participação de Rimes, ela está efetivamente fazendo duetos consigo mesma.


Coyote Ugly
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 1 de agosto de 2000
Gênero(s) Pop
Duração 44:27
Gravadora(s) Curb
Produção Jerry Bruckheimer, Kathy Nelson, Mike Curb, Trevor Horn, Don Henley, Danny Kortchmar, Greg Ladayi, Ralph Jezzard, Snap!, John Boylan, Michael Lloyd, Don Cook, Chris Waters, Brad Gilderman, Harvey Mason, Jr.
TítuloArtista(s) da gravação Duração
1. "Can't Fight the Moonlight" (feat. Arranjos de cordas de David Campbell)LeAnn Rimes 3:35
2. "Please Remember"  LeAnn Rimes 4:34
3. "The Right Kind of Wrong" (feat. Arranjos de cordas de David Campbell)LeAnn Rimes 3:47
4. "But I Do Love You" (feat. Arranjos de cordas de David Campbell)LeAnn Rimes 3:21
5. "All She Wants to Do Is Dance"  Don Henley 4:30
6. "Unbelievable"  EMF 3:30
7. "The Power"  Snap! 3:40
8. "Need You Tonight"  INXS 3:10
9. "The Devil Went Down to Georgia"  The Charlie Daniels Band 3:36
10. "Boom Boom Boom"  Rare Blend 3:22
11. "Didn't We Love"  Tamara Walker 3:24
12. "We Can Get There" (TP2K Hot Radio Mix)Mary Griffin 3:59
Duração total:
44:27

More Music from Coyote Ugly[editar | editar código-fonte]

More Music from Coyote Ugly
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 28 de janeiro de 2003
Gênero(s) Pop
Duração 40:20
Gravadora(s) Curb
Produção Jerry Bruckheimer, Kathy Nelson, Mike Curb, Trevor Horn, Don Henley, Danny Kortchmar, Greg Ladayi, Ralph Jezzard, Snap!, John Boylan, Michael Lloyd, Don Cook, Chris Waters, Brad Gilderman, Harvey Mason, Jr.
TítuloArtista(s) da gravação Duração
1. "One Way or Another"  Blondie 3:31
2. "Rebel Yell"  Billy Idol 4:47
3. "Rock This Town"  Stray Cats 2:39
4. "Keep Your Hands to Yourself"  The Georgia Satellites 3:22
5. "Out of My Head"  Fastball 2:33
6. "Battle Flag" (Lo-Fidelity Allstars Remix)Pigeonhed 3:58
7. "It Takes Two"  Rob Base and DJ E-Z Rock 5:00
8. "Love Machine"  The Miracles 2:59
9. "We Can Get There" (Almighty Radio Edit)Mary Griffin 3:59
Faixas bônus
TítuloArtista(s) da gravação Duração
10. "Can't Fight the Moonlight" (Graham Stack Radio Edit)LeAnn Rimes 3:30
11. "But I Do Love You" (Almighty Radio Edit)LeAnn Rimes 4:02
Duração total:
40:20

Outras músicas do filme[editar | editar código-fonte]

As seguintes músicas aparecem no filme, mas não estão em nenhuma das duas trilhas sonoras lançadas.

Referências

  1. Como está atualmente o elenco de 'Coyote Bar' em Sapo.pt
  2. Corujão exibe o filme ‘Show Bar’ na Área Vip
  3. «COYOTE UGLY (12)». British Board of Film Classification. 14 de agosto de 2000. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  4. a b «Kevin on his involvement in 'Coyote Ugly'». The View Askewniverse. Consultado em 7 de outubro de 2005 
  5. a b c «Coyote Ugly (2000)». Box Office Mojo. Internet Movie Database. Consultado em 13 de janeiro de 2016 
  6. Reynolds, Simon; Fletcher, Rosie (26 de agosto de 2018). «Where are the cast of Coyote Ugly now?». Digital Spy. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  7. «Where are they now? The cast of cult noughties film Coyote Ugly, 19 years later.». Mamamia. 14 de abril de 2019. Consultado em 20 de outubro de 2019 
  8. «Adam Garcia: 'I was terrible in Coyote Ugly'». 11 de dezembro de 2018 
  9. CMT press release: "The Ultimate Coyote Ugly Search" Is Back for a Third Season Premiering March 7 on CMT" (28 de fevereiro de 2008), via FutonCritic.com
  10. «Simpson Was Scared Of Failure». contactmusic.com. Consultado em 7 de outubro de 2005 
  11. «Coyote Ugly - Movie Production Notes - The Locations». CinemaReview.com. Consultado em 30 de agosto de 2014 
  12. «The Muse of the Coyote Ugly Saloon». GQ. Março de 1997. Consultado em 4 de fevereiro de 2013 
  13. «Lucky me». The Guardian. 10 de janeiro de 2009. Consultado em 4 de fevereiro de 2013 
  14. «Coyote Ugly» (em inglês). Metacritic. Consultado em 26 de maio de 2014 
  15. «7M Pictures Review». 7mpictures.com. Consultado em 5 de junho de 2012 
  16. «Coyote Ugly (2000)». Rotten Tomatoes. Flixster. Consultado em 5 de junho de 2012 
  17. «COYOTE UGLY (2000) A-». CinemaScore. Cópia arquivada em 20 de dezembro de 2018 
  18. «LeAnn Rimes : LEANN RIMES: UNDERAGE AND DANCING ON THE COYOTE UGLY BAR - Rhapsody Music Downloads». VH1.com. Consultado em 5 de junho de 2012 
  19. a b c «Recording Industry Association of America». RIAA. Consultado em 4 de outubro de 2011 
  20. «Coyote Ugly (2000 Film): Various Artists – Soundtrack: Music». Amazon.com. Consultado em 27 de setembro de 2011 
  21. «Gold & Platinum Certification – October 2002». Canadian Recording Industry Association. Consultado em 20 de agosto de 2010 
  22. «GOLD ALBUM 他認定作品 2003年3月度» [Gold Albums, and other certified works. March 2003 Edition] (PDF). Chūō, Tokyo: Recording Industry Association of Japan. The Record (Bulletin) (em Japanese). 522: 13. 10 de maio de 2003. Consultado em 29 de janeiro de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 29 de janeiro de 2014 
  23. LeAnn Rimes: Artist Chart History Billboard
  24. «iTunes Music – Right Kind of Wrong – Remixes – Single by LeAnn Rimes». iTunes Store. 28 de agosto de 1982. Consultado em 9 de outubro de 2011 
  25. «More Music From Coyote Ugly: Various Artists: Music». Amazon.com. Consultado em 27 de setembro de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]