Darijo Srna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Darijo Srna
Darijo Srna
Darijo Srna em 2009
Informações pessoais
Nome completo Darijo Srna
Data de nasc. 1 de maio de 1982 (36 anos)
Local de nasc. Metković, Iugoslávia
Nacionalidade Croácia croata
Bósnia e Herzegovina bósnia
Altura 1, 82 m
Destro
Informações profissionais
Período em atividade 1999presente (19 anos)
Clube atual Ucrânia Shakhtar Donetsk
Número 33
Posição Lateral-direito e Meio-campo
Clubes de juventude

00001999
19992000
Croácia GOŠK Gabela
Croácia Neretva Metković
Croácia Hajduk Split
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19992003
2003
Croácia Hajduk Split
Ucrânia Shakhtar Donetsk
0083 0000(8)
0536 000(49)
Seleção nacional3
1998
19992000
20002001
20002001
20012004
20022016
Bandeira da Croácia Croácia sub-15
Bandeira da Croácia Croácia sub-17
Bandeira da Croácia Croácia sub-19
Bandeira da Croácia Croácia sub-20
Bandeira da Croácia Croácia sub-21
Bandeira da Croácia Croácia
0001 0000(0)
0005 0000(4)
0007 0000(3)
0002 0000(0)
0010 0000(4)
0134 000(22)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 13 de setembro de 2017.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 25 de junho de 2016.

Darijo Srna, mais conhecido como Srna (Metković, 1 de maio de 1982), é um futebolista croata que atua como lateral-direito ou meio-campista. Desde 2003 atua pelo Shakhtar Donetsk.[1]

De origem bosniáca, joga como meio-campista direito pela Croácia, mas joga como lateral-direito pelo Shakhtar Donetsk.

Srna é conhecido pelos seus muitos gols de faltas e cruzamentos precisos. É o cobrador oficial de infrações da Seleção da Croácia.[2]

Seu sobrenome em croata significa veado, tendo inclusive uma tatuagem do personagem Bambi na panturrilha esquerda.[3]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Srna começou sua carreira no Hajduk Split, onde ele foi considerado um dos melhores jogadores. Em 2003 ele foi vendido para o Shakhtar Donetsk.

No clube ucraniano, Srna contabiliza mais de 520 partidas oficias, sendo o recordista de jogos pelo clube, além do jogador mais campeão da história do Shakhtar, conquistando 19 títulos entre eles uma Copa da UEFA em 2009 e o pentacampeonato seguido do campeonato ucraniano.[4]

Caso de doping[editar | editar código-fonte]

Em 22 de setembro de 2017, 9 dias após sua última partida oficial, contra o Napoli, pela fase de grupos da Liga dos Campeões[5], Srna resolveu suspender sua carreira, após ser pego no exame anti-doping realizado pelo Centro Anti-Doping da Ucrânia com uma amostra do dia 22 de março de 2017. Inicialmente, a substância indicada no exame não foi revelada[6], mas posteriormente foi descoberto que se tratava do hormônio desidroepiandrosterona. A punição dada pela pelo Centro Anti-doping Ucraniano foi de 17 meses, mas nem o atleta nem o Shakhtar se mostraram interessados em recorrer, e o próprio jogador demonstrou interesse em continuar com sua carreira.[7]

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Srna na seleção croata, em 2012.

A primeira competição oficial de Srna pela Seleção croata foi a Euro 2004. Como reserva, recebeu a camisa 8 e participou de dois jogos, afundando junto com o time na campanha que acumulou dois empates e uma derrota, contra a Inglaterra.[8]

Tornou-se titular com a chegada de Zlatko Kranjčar, marcando, contra a Seleção Sueca de Futebol o gol da vitória por 1 a 0. O detalhe é que isso ocorreu nas duas partidas contra os suecos, em Zagreb e Gotemburgo. Ambos os gols foram de falta. Assim, a Croácia classificou-se para a Copa do Mundo de 2006[9]

No torneio, Srna teve atuação apagada no primeiro jogo contra o Brasil, e perdeu um pênalti contra o Japão, defendido pelo goleiro Yoshikatsu Kawaguchi. Srna anotou um gol no empate de 2-2 contra a Austrália na última partida da fase de grupos, mas era tarde demais: a Croácia despediu-se do mundial.

Srna foi dispensado da Seleção em Setembro de 2006 pelo técnico Slaven Bilić por conta de ter ficado em uma boate até tarde da noite com os colegas Boško Balaban e Ivica Olić, também afastados. O fato ocorreu antes de uma partida pelas Eliminatórias da Euro 2008.[10] Eventualmente, foi reconvocado, tendo brilhado no jogo contra a Macedônia, na qual entrou no decorrer do jogo, quando o time perdia por 1 a 0, fez um gol de falta e emendou um cruzamento para Eduardo da Silva marcar a dois minutos do fim.[11] Srna foi eleito o responsável pela virada, e recuperou assim sua vaga de titular.[12] Ele ainda participou das Euros de 2008, 2012 e 2016, além da Copa de 2014.

Em 06 de fevereiro de 2013, em amistoso contra a Romênia, Srna completou sua centésima partida com a camisa da seleção croata.[13]

Na Eurocopa de 2016, Srna recebeu a notícia da morte de seu pai, após o jogo contra a Turquia, indo ao velório em sua cidade natal, Metković[14]. No entanto, o jogador retornou antes do jogo seguinte, contra a Chéquia, porque era o desejo de seu pai vê-lo jogando a competição, pois ele se aposentaria da seleção ao fim do torneio. Após a execução do hino croata no pré-jogo, o jogador chorou de emoção devido à perda recente do pai.[15] Despediu-se da seleção após a eliminação croata nas oitavas de final, contra a Seleção Portuguesa, tendo jogado 134 partidas e feito 22 gols.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Hajduk Split
Shakhtar Donetsk

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Srna recusou proposta do Barça e seguiu fiel a sua história no Shakhtar: "Escutei meu coração" - Trivela». Trivela. 16 de janeiro de 2017 
  2. Sena, Darino. «A Copa Tática: Meio-Campo de Respeito». CORREIO | O QUE A BAHIA QUER SABER 
  3. «Dez jogadores, dez histórias: Darijo Srna, o 'Bambi' da Croácia». ESPN 
  4. «A trajetória que Srna construiu no Shakhtar inspira a máxima admiração - Trivela». Trivela. 14 de abril de 2016 
  5. UEFA.com. «Napoli head east for Shakhtar opener». UEFA.com (em inglês). Consultado em 23 de abril de 2018. 
  6. «Ídolo do Shakhtar, Srna é flagrado em exame antidoping e suspende carreira». Globoesporte 
  7. «The Darijo Srna Doping Case Explained - Futbolgrad». Futbolgrad (em inglês). 24 de fevereiro de 2018 
  8. «Darijo Srna» (em inglês). 26 de maio de 2004 
  9. «UOL Esporte - Copa do Mundo 2006». esporte.uol.com.br. Consultado em 22 de abril de 2018. 
  10. «Srna, Balaban i Olić zbog odlaska na narodnjake suspendirani za Moskvu!». jutarnji.hr (em inglês) 
  11. uefa.com. «UEFA EURO 2008 - History - Croatia-FYR Macedonia – UEFA.com». Uefa.com (em inglês). Consultado em 23 de abril de 2018. 
  12. «Elenco Eurocopa de 2016». Consultado em 20 de junho de 2015. 
  13. uefa.com (6 de fevereiro de 2013). «Federações-membro - Notícias – UEFA.com». UEFA.com 
  14. Group, Global Media (13 de junho de 2016). «Dario Srna regressa à Croácia para assistir ao funeral do pai». DN 
  15. «Euro-2016: jogador da Croácia que perdeu o pai chora durante o hino». VEJA.com 
  16. «The 100 best footballers in the world - interactive» (em inglês). The Guardian 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]