Eleição municipal de Ribeirão Pires em 2012

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
2008 Brasil 2016
Eleição municipal de Ribeirão Pires em 2012 Bandeira de Ribeirão Pires
7 de outubro de 2012
Primeiro turno
Black - replace this image male Red - replace this image male.svg Green - replace this image male.svg
Candidato Saulo Benevides Maria Inês Alberto Ticianelli
Partido PMDB PT PSOL
Natural de Santos Jaú São Paulo
Vice Leo da APRAESPI Gerson Constantino Eduardo Tavares Quirino
Votos 24 601 15 545 2 042
Porcentagem 58,31% 36,85% 4,84%
Blue - replace this image male.svg
Candidato Dedé da Folha


Partido PPS


Votos 0
Porcentagem 0,00%



Prefeito de Ribeirão Pires

Titular
Clovis Volpi
PV

A eleição municipal de Ribeirão Pires em 2012 aconteceu em 7 de outubro de 2012 para eleger um prefeito, um vice-prefeito e 17 vereadores no município de Ribeirão Pires, no Estado de São Paulo, no Brasil.[2]

O prefeito eleito foi Saulo Benevides, do PMDB, com 58,31% dos votos válidos, sendo vitorioso logo no primeiro turno em disputa com três adversários, Maria Inês (PT), Alberto Ticianelli (PSOL) e Dedé da Folha (PPS), que teve a candidatura indeferida com recurso.[3]

A vice-prefeita eleita, na chapa de Saulo Benevides, foi Leonice Moura (PSC).

O pleito em Ribeirão Pires foi parte das eleições municipais nas unidades federativas do Brasil. Ribeirão Pires foi um dos 1.022 municípios vencidos pelo PMDB; no Brasil, há 5.570 cidades.[4] A disputa para as 17 vagas na Câmara Municipal de Ribeirão Pires envolveu a participação de 261 candidatos. O candidato mais bem votado foi Mercedez D'Orto, que obteve 1.226 votos (1,88% dos votos válidos).[5]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Na eleição municipal de 2008, Clovis Volpi, na epóca do PV, derrotou o candidato do PT Mario Nunes, se reelegendo assim com 73% dos votos (44.034 votos válidos).[6]

Antes de vencer a eleição para prefeito duas vezes consecutivas, Volpi foi candidato a Deputado Federal em 1998 e 2002.

Eleitorado[editar | editar código-fonte]

Vista do Morro de Santo Antônio, em 2012

Na eleição de 2012, estiveram aptos a votar 87.318 ribeirãopirenses. Apenas 57,40% compareceram (73493 votos) com 42,60% de abstenções (13825 votos).[7]

Candidatos[editar | editar código-fonte]

Foram quatro candidatos à prefeitura em 2012: Saulo Benevides do PMDB, Alberto Ticianelli do PSOL, Maria Inês do PT e Dedé da Folha do PSD.

Candidato(a) Vice Partido Coligação
Saulo Benevides Leo da APRAESPI PMDB "Mudar para melhor"
(PRB / PMDB / PSL / PTN / PSC / PMN / PT do B)
Maria Inês Gerson Constantino PT "Ribeirão, cidade de todos nós"
(PP / PDT / PT / PSDC / PRTB / PTC / PRP / PPL / PSD)
Alberto Ticianelli Eduardo Tavares Quirino PSOL
(PSOL)
Dedé da Folha PPS "Unidos para seguir avançando"
(PTB / PR / PPS / DEM / PHS / PSB / PV / PSDB / PC do B)

Campanha[editar | editar código-fonte]

Os principais pontos que o prefeito Saulo Benevides propôs em seu plano de governo foram mudanças nas áreas de Saúde, Educação e Segurança Pública.[8] Além disso, logo no início de seu mandato, Saulo aplicou a política da economia, focando na administração de problemas e dívidas de R$ 41 milhões com fornecedores e precatórios, deixadas pelo prefeito anterior, Clóvis Volpi. O prefeito Saulo Benevides também se responsabilizou no cumprimento e realização de projetos de lazer para a Estância Turística de Ribeirão Pires, como a criação de um teleférico, um mini zoológico para atrair turistas e visitantes de outras cidades do ABC Paulista e a idealização da construção de um shopping. O projeto do teleférico apresentado pelo prefeito, custará em torno de R$15 milhões, mas ele garante que será uma obra 100% federal a fundo perdido e, por isso, não será necessário empréstimos e não custará nada para a cidade. Quanto a isso, Saulo conta também com um aporte do Governo Federal, já que o vice-presidente da república Michel Temer também é presidente do seu partido (PMDB).[9] Antes de ser eleito como prefeito, Saulo teve 16 anos de experiência no Legislativo como Vereador de Ribeirão Pires.

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

A pesquisa do Ibope, divulgada em 22 de junho de 2012, apresentava uma disputa acirrada entre os candidatos a prefeito de Ribeirão Pires. Saulo Benevides, Maria Inês e Dedé da Folha apareceram respectivamente com 26%, 24% e 21% das intenções de voto.[10] O Ibope divulgou a pesquisa com dois cenários de intenção de voto pois, na época, não havia definição oficial dos candidatos.

Em um cenário, Saulo Benevides, Maria Inês e Dedé da Folha foram apresentados. Já no outro cenário, Rosi de Marco (PV) substitui Dedé da Folha.

CENÁRIO I

Data de
realização
Data de
divulgação
Instituto Número de registro
no TRE
Contratante Entrevistados Margem de erro Candidato Não sabe/
Não respondeu
Brancos e nulos
Saulo Benevides (PMDB) Maria Inês (PT) Dedé da Folha (PPS)
de 31 de maio a 2 de junho 6 de junho de 2012 Ibope[10] SP-00070/2012[11] ENIGMA CONSULTORIA E MARKETING ESTRATÉGICO LTDA 406 ± 5% 26%
24%
21%
10%
19%

CENÁRIO II

Data de
realização
Data de
divulgação
Instituto Número de registro
no TRE
Contratante Entrevistados Margem de erro Candidato Não sabe/
Não respondeu
Brancos e nulos
Saulo Benevides (PMDB) Maria Inês (PT) Rosi de Marco (PPS)
de 31 de maio a 2 de junho 6 de junho de 2012 Ibope[10] SP-00070/2012[11] ENIGMA CONSULTORIA E MARKETING ESTRATÉGICO LTDA 406 ± 5% 32%
28%
6%
11%
23%

Resultados[editar | editar código-fonte]

Prefeito[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de outubro, Saulo Benevides foi eleito com 58,31% dos votos válidos.[12]

Candidato(a) Vice
7 de outubro de 2012
Votação
Total Porcentagem
Saulo Benevides (PMDB) Leo da APRAESPI (PSC) 24.601 58,31%
Maria Inês (PT) Gerson Constantino (PSD) 15.545 36,85%
Alberto Ticianelli (PSOL) Eduardo Tavares Quirino (PSOL) 2.042 4,84%
Dedé da Folha (PPS) - 0 0,00%
Total de votos válidos 42.188 57,40%
Votos em branco 5.896 8,02%
Votos nulos 25.409 34,57%
Total 73.493 100%
Abstenções 13.825 15,83%
Votos apurados 73.493 100%
Total de eleitores 87.318 100%
  Eleito(a)

Vereador[editar | editar código-fonte]

Dos trezentos e dezenove (319) candidatos a vereadores, dezessete (17) foram eleitos, quatro (4) eram em 2012 da coligação de Saulo Benevides, com nove (9) estreantes na Câmara.

O PR é o partido com o maior número de vereadores eleitos (3), seguido por PMDB, PPS e PV com dois cada, e PDT, PMN, PRB, PSB, PSD, PT e PTN com um eleito cada.[5]

A vereadora mais votada foi Mercedes D'Orto (PV), falecida em 16 de julho de 2013, que teve 1.226 votos. Mercedes era líder do governo de Saulo e presidente da Comissão do Meio Ambiente. Suas bandeiras pelas quais defendia, frisavam a melhoria da saúde da mulher, meio ambiente e direito dos animais. Com o falecimento de D'Orto, Eduardo Nogueira do PV assumiu a cadeira do Legislativo.[13]

Resultado da eleição para a Câmara Municipal de Ribeirão Pires em 2012 por candidato
Candidato Número Partido Votos Porcentagem
Mercedes D'Orto 43123 PV 1.226 1,88%
Gabriel Eid Roncon 22123 PR 1.163 1,78%
Dr. Hercules 22222 PR 1.152 1,77%
Gê do Aliança 43111 PV 1.141 1,75%
Rubão 15775 PMDB 1.101 1,69%
Jorge da Auto Escola 25699 DEM 1.077 1,65%
Banha 12000 PDT 985 1,51%
Arnaldo Sapateiro 40444 PSB 942 1,44%
Diva do Posto 22622 PR 895 1,37%
João Lessa 45650 PSDB 891 1,37%
Adriano 15641 PMDB 841 1,29%
José Nelson de Barros 55625 PSD 838 1,29%
Eduardo Nogueira 43777 PV 814 1,25%
Anderson Benevides 33100 PMN 780 1,20%
Toninho Muraki 14000 PTB 768 1,18%
Cléo Meira 19123 PTN 718 1,10%
Berê do Posto 33777 PMN 696 0,97%
Renato Foresto 13090 PT 631 0,97%
Basilio Holanda 22555 PR 629 0,96%
Prof. Amaury 22010 PR 607 0,93%
Silvino Castro 10123 PRB 591 0,91%
Mozo da Forney 22333 PR 581 0,89%
Wilson 65123 PC do B 581 0,89%
Joabe Ferreira 14133 PTB 576 0,88%
Cezar de Carvalho 45645 PSDB 571 0,88%
Mara 22345 PR 559 0,86%
Professor Paulo Cesar 31222 PHS 540 0,83%
Zé Maria 22444 PR 544 0,83%
Claudio do Luzo 43670 PV 528 0,81%
Prof. Flavio Gomes 23400 PPS 526 0,81%
Carlão da Água Viva 15777 PMDB 523 0,80%
Iuquio 22000 PR 515 0,79%
Banana 17000 PSL 493 0,76%
Donata Cabeleireiro 22022 PR 494 0,76%
Paixão 23500 PPS 466 0,71%
  Eleito(a)
Votos válidos 65200 88,71%
Votos nulos 4164 5,66%
Votos em branco 4129 5,61%
Total 73493 100%

Análises[editar | editar código-fonte]

Quando a apuração das urnas estava em 25%, Saulo e seu grupo político já comemoravam sua vitória. Em entrevista ao site Folha Ribeirão Pires, Saulo declarou: “E podem ter certeza que irei honrar esse apoio. Vou cumprir meu programa de governo e dar atenção ao tema que mais falei nessa campanha, eu vou investir na Saúde”.[14]

Além disso, em matéria ao site ABCD Maior, Saulo comentou sobre sua campanha: “Enfrentamos uma campanha difícil, com acusações, brigas jurídicas, uma disputa contra a máquina, mas o trabalho da militância e a conversa com os moradores nos trouxe resultado e mostra que Ribeirão quer mudança. Vamos honrar fazendo um governo justo e honesto para a cidade”.[15]

Apesar de Saulo Benevides ter atingido a vitória nos votos válidos com 24.601 votos, o número de votos nulos foi maior (25.409 votos). Isso porque os votos do candidato Dedé da Folha (PSD) não foram computados por estarem sob judice. Na época, Dedé respondia por um processo de impugnação referente a campanha de 2004, quando disputou uma vaga na Câmara e foi condenado por abuso de poder econômico.

Referências

  1. ABCD Maior (6 de junho de 2016). «Saulo é eleito prefeito de Ribeirão Pires com 58,31%». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. Diário do Grande ABC (6 de outubro de 2008). «Confira lista dos vereadores eleitos em Ribeirão Pires». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Jornal Mais Noticias (23 de julho de 2015). «Ficha Suja até 2021, Dedé da Folha tenta recurso para concorrer em 2016». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. G1 (16 de outubro de 2012). «Eleições 2012 em números». Consultado em 23 de maio de 2016 
  5. a b Terra (7 de outubro de 2012). «Eleições 2012». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. UOL (6 de outubro de 208). «Apuração». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  7. Terra (7 de outubro de 2012). «Eleições 2012». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. Diário de Ribeirão Pires (19 de abril de 2016). «Saulo Benevides não cumpriu nem metade do seu plano de Governo». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  9. Mais Notícias (14 de março de 2013). «Saulo Benevides: "faremos o melhor governo que esta cidade já teve"». Consultado em 07 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  10. a b c Ibope (20 de junho de 2012). «Disputa de Ribeirão Pires está acirrada neste momento». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  11. a b PesqEle (10 de junho de 2012). «Pesquisa Eleitoral». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. UOL (6 de outubro de 2012). «Apuração UOL». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  13. Cynthia Tavares (17 de julho de 2012). «Vereadora Mercedes D'Orto, de Ribeirão, morre aos 35 anos». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. «Saulo Benevides é eleito, chora e promete investir na Saúde de Ribeirão». 09 de outubro de 2012. Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  15. Fabíola Andrade (7 de outubro de 2010). «Saulo é eleito prefeito de Ribeirão Pires com 58,31%». Consultado em 06 de junho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]