Gilliard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde junho de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Gilliard
Informação geral
Nome completo Gilliard Cordeiro Marinho
Nascimento 17 de dezembro de 1956 (58 anos)
Origem Natal, Rio Grande do Norte
País  Brasil
Gênero(s) Romântico popular/Contemporâneo
Período em atividade 1978 - hoje
Página oficial http://www.gilliard.com.br

Gilliard Cordeiro Marinho[1] (Natal, 17 de dezembro de 1956) é um cantor reconhecido em todo Brasil, bem como nos países da África e Europa. Ingressou para a vida artística nos anos 70, sempre abordando temas românticos e que falem de sentimento.[2] Cresceu em família essencialmente musical, que esteve sempre disposta a apoiá-lo em suas investidas para conquistar o seu maior sonho: cantar.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De uma família humilde, sua mãe e todas as tias professoras se esforçaram muito para que Gilliard e seus três irmãos, sendo dois homens e uma mulher, tivessem uma boa educação. Tendo que trabalhar muito cedo, Gilliard começou em uma relojoaria, trabalhando pela manhã, estudando à tarde e cantando à noite. Nesse tempo, já cantava em festivais e tudo começou quando, aos 8 anos de idade, ganhou seu primeiro concurso como "a mais bela voz do Nordeste". Com isso, o tempo foi passando e continuou cantando, trabalhando e estudando. Suas primeiras aparições em público foram atuando em programas de rádio em sua cidade, onde aproveitava os intervalos comerciais para mostrar aos locutores e programadores algumas de suas composições.

Gilliard é casado com Silvia Marinho, a Silvinha ex-Harmony Cats. Tem dois filhos, Sylvio Marinho, que também é cantor e compositor e Bruna, que é médica. Foi dono de farmácias e lojas de telefones celulares.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em suas primeiras canções, eram evidentes as influências recebidas de nomes como Luiz Gonzaga, Vicente Celestino, Luiz Vieira, Dolores Duran e Lupicínio Rodrigues, além de astros da Jovem Guarda, que, na época, reinavam na preferência popular. Como a situação de sua família era muito difícil e sofrida, como toda família humilde de classe baixa, Gilliard partiu para o Rio de Janeiro com apenas 13 anos e foi em busca de seu sonho, para assim poder também ajudar sua família. Lá cantava em bares e restaurantes, depois de um tempo voltou à sua terra natal para participar da campanha política do estado, estando desanimado com sua carreira.

Após o término da campanha, Gilliard se reanimou e decidiu retomar sua carreira e buscar seu sonho. Tinha preparado um repertório com suas próprias músicas e partiu para outro estado: São Paulo. Assim, batendo de porta em porta, "cantando nos bares da vida", ele conseguiu mostrar seu trabalho para a gravadora RGE, que acreditou em seu talento e lançou seu primeiro LP em nível nacional, no final de 1979, com o grande sucesso "Aquela Nuvem". O primeiro LP vendeu mais de 300 mil cópias, além de ser gravado em outros países; sua carreira então continuou crescendo e daí para frente estava em todas as paradas de sucesso, mantendo todos os anos uma vendagem que lhe assegurava discos de ouro, platina e diamante ao mesmo tempo.

No total, somando todas as premiações em cada trabalho lançado, foram 12 discos de ouro, 10 de platina, 8 discos de platina duplo e 3 de diamante o equivalente a 1 milhão de cópias, possuindo em toda sua carreira a venda de 10 milhões de discos aproximadamente. Aumentando sua galeria de conquistas, ganhou troféus da Globo de cantor-revelação do ano e de cantor romântico do ano, recebeu também o troféu cantor e ídolo dos anos 80 da rádio e TV Manchete. Do programa do Chacrinha, Gilliard recebeu o troféu de ídolo da juventude romântica do Brasil. São esses alguns de diversos prêmios de rádios e TVs do Brasil, sem contar participações em todos os programas de destaque, como Globo de Ouro, Fantástico, Flávio Cavalcanti, Discoteca do Chacrinha e Programa Silvio Santos, tendo sido um dos campeões do quadro Qual é a música, permanecendo por 21 semanas seguidas invicto no programa. Ao longo de sua carreira, Gilliard imortalizou grandes sucessos. Com seu jeito único de cantar, melodias elaboradas, marcadas pelo romantismo clássico e popular, embalando novelas, filmes, bailes e principalmente seus shows, sempre vividos com intensa emoção.

Gilliard completa 35 anos de carreira em 2015, está lançando um single, chamado ´´Folha ao Vento´´ composição de César Augusto e Cláudio Noam, e está com o projeto de realizar seu primeiro DVD ao vivo.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Por onde anda Gilliard Terra Networks.
  2. Gilliard - Dados Artísticos Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira Dicionariompb.com.br.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.