Glueball

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na física de partículas, glueball é uma partícula composta e hipotética. Ele consiste unicamente de partículas glúon sem valência de quarks. Tal estado é possível devido às cargas de cor carregadas pelos glúons e descritas pela teoria da força forte. Os glueballs existem em níveis de energias acessíveis aos colisores atuais, segundo a física teórica; entretanto, cálculos feitos em 2015 sugerem que uma partícula vista no Large Hadron Collider é um glueball[1].

Glueballs são extremamente difíceis de identificar em aceleradores de partículas por causa da sobreposição quântica com os demais estados de méson ordinários.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências