Lépton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde fevereiro de 2014)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Em Física Nuclear e Física de Partículas, um lépton (português brasileiro) ou leptão (português europeu) (grego para "leve", em oposição aos hádrons, ou hadrões, que são "pesados") é uma partícula subatômica que não interage fortemente. Léptons comportam-se como férmions e não são feitos de quarks.

Um lépton pode ser um elétron, um múon, um tau lépton ou um dos seus respectivos neutrinos.

Cargas elétricas[editar | editar código-fonte]

Os léptons podem ou não ter carga elétrica. Os neutrinos não tem carga, e os elétrons, os múons e os taus têm carga equivalente a uma unidade. As respectivas antipartículas têm carga oposta. Os léptons não sentem a força nuclear forte, mas interagem com os hádrons pela força nuclear fraca.

Tabela de léptons[editar | editar código-fonte]

Nome Carga Massa(GeV/c²)
Elétron -1 0.000511
Múon -1 0.1056
Tau -1 1.777
Neutrino do elétron 0 ~0
Neutrino do múon 0 ~0
Neutrino do tau 0 ~0


(Experimentos recentes com neutrinos solares mostram que pelo menos dois dos três tipos de neutrinos possuem massa acima de zero. Contudo isto ainda não está confirmado.)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

[1] Site com imagens e posters sobre partículas subatômica - Lépton.

  • Informação completa sobre as propriedades das partículas é compilada pelo Particle Data Group