Histoplasma capsulatum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaHistoplasma capsulatum ou Ajellomyces capsulatus
Histoplasmosis capsulatum.jpg

Classificação científica
Reino: Fungi
Filo: Ascomycota
Classe: Eurotiomycetes
Ordem: Onygenales
Família: Ajellomycetaceae
Género: Histoplasma / Ajellomyces
Espécie: H. capsulatum / A. capsulatus
Nome binomial
Histoplasma capsulatum / Ajellomyces capsulatus
Darling (1906) / (Kwon-Chung) McGinnis & Katz (1979)

Histoplasma capsulatum, nome dado a fase anamorfa, ou Ajellomyces capsulatus, nome dado a fase teleomorfa, é uma espécie de fungo dimórfico da família Ajellomycetaceae. É o agente etiológico da histoplasmose que acomete animais e seres humanos.[1]

Nomenclatura e taxonomia[editar | editar código-fonte]

O micro-organismo foi inicialmente descrito como um protozoário pelo patologista americano Samuel Taylor Darling, em 1906, e recebeu o nome de Histoplasma capsulatum.[2] Em 1912, o parasitologista brasileiro Henrique da Rocha Lima ao comparar o parasita de amostras de tecido dos pacientes de Darling com o da leishmaniose e o Cryptoccocus farciminosus, que causava uma linfangite epizoótica em cavalos, concluiu que o H. capsulatum era um fungo e não um protozoário.[3][4] Em 1934, o patologista americano William de Monbreun cultivou o fungo pela primeira vez, identificando-o como dimórfico e reconhecendo-o como o agente etiológico da histoplasmose.[5] Em 1972 após estudar a reprodução sexuada e determinar que o fungo era heterotálico, Kwon-Chung criou um novo nome para o estágio perfeito do micro-organismo, Emmonsiella capsulata.[6] Em 1979, McGinnis e Katz reexaminaram a validade taxonômica do gênero Emmonsiella e determinaram que a correta designação da espécie era no gênero Ajellomyces, recombinando-a para Ajellomyces capsulatus, e transformando Emmonsiella num sinônimo de Ajellomyces.[7]

Em 1873, Sebastiano Rivolta descreveu uma espécie de micro-organismo parasita de cavalos como Cryptococcus farciminosus,[8] que em 1934 foi recombinada para Histoplasma farciminosum por Piero Redaelli e Raffaele Ciferri.[9] Em 1985, a espécie foi reduzida a uma variedade do H. capsulatum, Histoplasma capsulatum var. farciminosum.[10] Em 1952, Vanbreuseghem descreveu uma nova espécie de fungo encontrada apenas na África como Histoplasma duboisii;[11] e em 1960, Raffaele Ciferri reduziu a espécie a uma variedade, Histoplasma capsulatum var. duboisii.[12] Estudos das formas reprodutivas[13] e de sequências parciais de rRNA corroboram o status de variedade para o duboisii,[14][15] entretanto, o estudo de sequências de DNA suporta o reconhecimento de duboisii como uma espécie distinta.[16]

Referências

  1. Mycology Online. «Histoplasma capsulatum». Adelaide University. Consultado em 27 de agosto de 2011 
  2. Darling, S.T (1906). «A protozoan general infection producing pseudotubercules in the lungs and focal necrosis in the liver, spleens and lymph nodes». Journal of American Medical Association. 46: 1283-1285 
  3. da Rocha-Lima, H (1912). «Histoplasmosis und epizootic lymphanigitis». Arch. Schiffs. Tropenhyg. 16: 79-85 
  4. da Rocha-Lima, H (1912-1913). «Beitrag zur Kentnis der Blastoimykosen - Lymphanigitis epizootica und Histoplasmosis». Zentralbl. baketriol. 67: 223-249 
  5. de Monbreun, W.A (1934). «The cultivation and cultural characteristics of Darling's Histoplasma capsulatum». American Journal of Tropical Medicine and Hygiene. 14: 93-125 
  6. Kwon-Chung, K.J. (1972). «Emmonsiella capsulata: Perfect State of Histoplasma capsulatum». Science. 177: 368-369. doi:10.1126/science.177.4046.368 
  7. McGinnis, M.R.; Katz, B. (1979). «Ajellomyces and its synonym Emmonsiella». Mycotaxon. 8 (1): 157-164 
  8. Rivolta, S. (1873). Dei Parassiti Vegetali come Introduzione allo Studio delle Malattie Parassitarie e delle Alterazioni dell’Alimento degli Animali Domestici. Torino: Giulio Speirani & Figli. pp. 1–592  line feed character character in |editora= at position 16 (ajuda)
  9. Redaelli, P.; Ciferri, R. (1934). «Affinité entre les agents de l'histoplasmose humaine, du farcin équin et d'une mycose spontanée des muridés». Boll. Sez. Ital. Soc. Int. Microbiol. 6: 376-379 
  10. Weeks, R.J.; Padhye, A.A.; Ajello, L. (1985). «Histoplasma capsulatum variety farciminosum: a new combination for Histoplasma farciminosum». Mycologia. 77: 964-970 
  11. Vanbreuseghem, R. (1952). «Note mycologique sur Histoplasma duboisii n. sp. Un cas d'Histoplasmose africaine par A. Dubois. P. G. Ianssens, et P. Brutsaert». Annales de la Société Belge de Médecine Tropicale. 32: 569—584 
  12. Ciferri, R. (1960). Manuale de Micologica Medica 2 ed. [S.l.]: Reno Cortina, Pavia 
  13. Kwon-Chun, K.J. (1975). «Perfect stage (Emmonsiella capsulata) of the fungus causing large form African histoplasmosis». Mycologia. 67: 980-990 
  14. Leclerc, M.C.; Philippe, H.; Guého, E. (1994). «Phylogeny of dermatophytes and dimorphic fungi based on large subunit ribossomes RNA sequences». J. Med. Vet. Mycol. 32: 331-341 
  15. Guého, E.; Leclerc, M.C.; de Hoog, G.S.; Dupont, B. (1997). «Molecular taxonomy and epidemiology of Blastomyces and Histoplasma species». Mycoses. 40: 68-81 
  16. Kasuga, T.; Taylor, J.W.; White, T.J. (1999). «Phylogenetic relationships of varieties and geographical groups of the human pathogenic fungus Histoplasma capsulatum Darling». J. Clin. Microbiol. 37 (3): 653–663 
Ícone de esboço Este artigo sobre fungos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.