Tinha negra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tinea nigra
Tinha negra plantar
Classificação e recursos externos
CID-10 B36.1
DiseasesDB 32450
eMedicine derm/890
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Tinha negra ou tinea nigre é uma micose superficial benigna caracterizada por manchas marrons ou negras (máculas hiperpigmentadas) superficiais, indolores e sem inflamação causadas pelo fungo Hortaea werneckii. Podem ser encontradas em todo o mundo, não é comum seu diagnóstico, mas são mais comuns em países tropicais e subtropicais. Aparecem em indivíduos saudáveis, geralmente na palma da mão ou no pé.[1]

Causa[editar | editar código-fonte]

O Hortaea werneckii pertence a classe dos Euascomycetes, orden Dothideales, família Dothioraceae. Pode ser transmitido por contato, não é invasivo, é mais visível na pele branca, podem causar manchas únicas ou pequeno número, não causa coceira (prurito), não costuma ter recorrência e é um problema basicamente estético. [2]

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

Pode ser identificado por raspado com bisturi, limpeza com hidróxido de potássio e cultivo a temperatura ambiente em ágar Sabouraud com glucose e cloranfenicol ou ágar Mycosel durante 30 dias. É importante o cultivo e diagnóstico para diferenciar de outras manchas malignas como melanoma, nevus funcional, sífilis, doença de Addison ou Eritema tóxico.[2]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Existem muitas opções de pomadas antifúngicas possíveis como tintura de iodo a 1%, ácido salicílico a 3%, unguento de Whitfield, miconazol, cetoconazol, itraconazol, fluconazol e terbinafina.[3]

Referências

  1. Cabrera R, Sabatini N, Urrutia M, Sepúlveda R. Tiña negra (tinea nigra): comunicación de un caso alóctono en Chile. Rev Chilena Infectol 2013; 30: 90-93.
  2. a b MALDONADO, I.; FERNANDEZ CANIGIA, L.; LEITNER, R. y VITALE, R. G.. Tinea nigra palmaris: presentación de un caso clínico en la República Argentina. Rev. argent. microbiol. [online]. 2007, vol.39, n.4 [citado 2015-08-30], pp. 218-220 . Disponible en: <http://www.scielo.org.ar/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0325-75412007000400006&lng=es&nrm=iso>. ISSN 1851-7617.
  3. http://www.facmed.unam.mx/deptos/microbiologia/micologia/tina-negra.html


Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.