Lawrence Wahba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lawrence Wahba
Lawrence Wahba em 2018
Nascimento 31 de dezembro de 1968 (51 anos)
São Paulo, SP
Brasil
Nacionalidade Brasileiro
Alma mater FAAP
Ocupação Cineasta
Documentarista
Apresentador
Diretor de Fotografia
Cinegrafista de vida selvagem
Cinegrafista submarino
Mergulhador
Escritor
Início da atividade 1991–presente
Prêmios Emmy de Notícias e Documentários de Cinematografia
2013 - América Indomável
Palma de Bronze no Festival de Antibes
2003 - A Ilha dos Golfinhos
Página oficial
http://www.lawrencewahba.com.br

Lawrence Wahba (São Paulo, 31 de Dezembro de 1968) é um cineasta, documentarista, apresentador, cinegrafista subaquático, escritor e mergulhador brasileiro. É bacharel em cinema pela FAAP e também um pioneiro na captura de imanges subaquáticas, tendo sido o primeiro brasileiro a filmar um Grande Tubarão Branco.[1] além de ter registrado mais de sessenta outras espécies de tubarão em cinco continentes.[2] Sua experiência com imagens subaquáticas pelo mundo levou Wahba a expandir sua atuação para fora da água e assim o cineasta passou a registrar imagens da vida selvagem em todo e qualquer bioma, se tornando um dos cinegrafistas de natureza e vida selvagem mais reconhecidos do país.

Com vinte e oito anos de carreira, Lawrence Wahba já produziu mais de 17 documentários, 80 episódios para séries documentais e mais de 600 matérias de TV[3]. Todo esse material já foi exibido em mais de 160 países [4] transmitidos por emissoras como Rede Globo, Record, Nat Geo, Discovery Channel, BBC, Smithsonian, entre outras. Em 2017 seu primeiro longa metragem Todas as Manhãs do Mundo estreou nos cinemas.

O reconhecimento internacional de seu trabalho trouxe prêmios importantes como o Emmy de Notícias e Documentários de Cinematografia pela Direção de Fotografia em América Indomável (2013) [5], a Palma de Bronze no Festival de Antibes (França) pelo trabalho em A Ilha dos Golfinhos (2003)[6] [7] e o Grande Prêmio Documentário Vida Animal no Amazonas Film Festival pelo documentário Shark Rebellion (2006) [8]. O cineasta também recebeu indicações aos prêmios APCA e ABC.

Lawrene Wahba é o brasileiro que produziu mais documentários para a National Geographic[9][10] e nesse canal é apresentador de dois programas; Reino Animal: Diários de Lawrence Wahba[11] e Todas as Manhãs do Mundo.


Biografia[editar | editar código-fonte]

Lawrence Wahba nasceu em São Paulo, filho de pais que gostavam da natureza, os quais tinham o costume de alugar uma casa sem luz elétrica em Búzios para passar as férias. Foi lá onde ele fez seus primeiros mergulhos e passou a apreciar a natureza. Desde muito pequeno decidiu seguir os passos de seu ídolo Jacques Cousteau. Com a chegada da decisão de escolher sua carreira, Wahba já era mergulhador e decidiu cursar a graduação de cinema na FAAP.

Lawrence trancou um ano de sua graduação para fazer sua primeira viagem documental indo de carro de Los Angeles até São Paulo registrando imagens que seriam vendidas posteriormente para emissoras de TV. Como instrutor de mergulho Wahba teve acesso a câmeras subaquáticas para capturar imagens de seus alunos embaixo d'água, o que o levou a ser um dos primeiros brasileiros a importar uma câmera estanque Hi8 para o Brasil[4]. Não demorou para logo estar vendendo imagens para grandes emissoras de TV como Rede Globo e Record. Em 1995 veio outra grande virada quando ele vendeu seu carro, pegou dinheiro emprestado e fez uma volta ao mundo que originou o livro 10 Anos em Busca dos Grandes Tubarões e a série de TV Em Busca dos Grandes Tubarões veiculada pelo canal GNT.

Desde então Wahba dedicou sua carreira como cinegrafista da natureza, atuando em diversos trabalhos como cineasta, documentarista, apresentador, diretor de fotografia, cinegrafista de vida selvagem e cinegrafista submarino. Mas foi em sua série mensal de cinquenta e oito reportagens para o Domingão do Faustão chamada Domingão Aventura (2005-2011)[12] quando o nome de Lawrence Wahba se tornou nacionalmente reconhecido, não só como grande documentarista, mas também como ambientalista engajado, o qual ensina o público a cuidar e preservar a natureza.[4][13][3]

Esse envolvimento com as causas de preservação da natureza e ativismo ambiental aproximou Lawrence de ONGs. Em 2008 Wahba fez os vídeos da campanha de preservação dos oceanos da Greenpeace e também já foi embaixador da Sea Seapherd no Brasil. [14]


Filmografia[editar | editar código-fonte]

Início de Carreira[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros anos produzindo conteúdo para TV, seja como freelancer ou como de personagem para matérias jornalísticas, Lawrence Wahba gravou de 1991 a 2004 mais de 300 pautas em parceria com programas de TV como Fantástico; Globo Reporter; Caldeirão do Huck e Eliana & Alegria. Essa atuação também se dava diretamente com as redes de TV como GNT; SporTV; ESPN Brasil; AXN; Globo News; MTV Brasil; TV Cultura; Rede Bandeirantes; SBT; TV Manchete; Canal Futura; Paramount TV (EUA); Discovery Channel; TBS (Japão); Canal 13 (Argentina). Também foi consultor de vida selvagem em mais de 330 programas infantis. [3]

Ano Programa /

Rede

Quadro Notas
2004 - 2005 Domingo Espetacular

Record

Reportagens semanais apresentando imagens da vida selvagem ao todo foram 52 reportagens consecutivas[3]
2005 - 2011 Domingão do Faustão Domingão Aventura [12][3]


Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Produtora /

Distribuidora

Função Notas
1993 Segredos Submersos do Atlântico RecPlay / Rede Bandeirantes Diretor [3]
1999 Pantanal Mar de Ilhas Canal Azul / NHNZ

Explore Intnl

Diretor [3]
1999 Pantanal Terra d'Água Canal Azul / NHNZ

Explore Intnl

Diretor [3]
2001 Oásis di Atlântico Canal Azul / NHNZ

20th Century Fox

Diretor [3]
2001 Atol Esquecido Canal Azul / NHNZ

20th Century Fox

Diretor [3]
2003 Ilha dos Golfinhos Canal Azul / NHNZ

20th Century Fox / NatGeo

Diretor Vencedor da Palma de Bronze

no Festival de Antibes[6][3]

2004 Projeto Tamar Canal Azul

NatGeo

Diretor [3]
2006 Shark Rebellion Canal Azul

Discovery Channel

Diretor Amazonas Film Festival

Grande Prêmio Documentário Vida Animal[8][3]

2008 De Volta a Bikini Canal Azul / NHNZ

NatGeo

Diretor [3]
2012 Pantanal Uncut Bossa Nova

NatGeo Wild

Diretor [3]
2012 Wet Pantanal Bossa Nova

NatGeo Wild

Diretor [3]
2012 Wild Pantanal Bossa Nova

NatGeo Wild

Diretor [3]
2015 Todas as Manhãs do Mundo

- Columbia Britânica

Canal Azul

NatGeo

Diretor Indicado prêmios APCA[15] e ABC[16][3]
2015 Todas as Manhãs do Mundo

- Baja Califórnia

Canal Azul

NatGeo

Diretor Indicado prêmios APCA[15] e ABC[16][3]
2015 Todas as Manhãs do Mundo

- Ártico

Canal Azul

NatGeo

Diretor Indicado prêmios APCA[15] e ABC[16][3]
2015 Todas as Manhãs do Mundo

- Zâmbia

Canal Azul

NatGeo

Diretor Indicado prêmios APCA[15] e ABC[16][3]
2015 Todas as Manhãs do Mundo

- Amazônia

Canal Azul

NatGeo

Diretor Indicado prêmios APCA[15] e ABC[16][3]

Séries de TV[editar | editar código-fonte]

Ano Título Produtora /

Distribuidora

Episódios /

duração

Função Notas
1995 Em Busca dos Grandes Tubarões Made to Create

GNT

4 / 26' Diretor [3]
1996 - 1997 Dive Adventures Canal Azul

GNT

13 / 50' Diretor [3]
1998 Planeta Oceano Canal Azul

GNT

8 / 26' Diretor [3]
2002 Biota Canal Azul

TV Cultura

4 / 26' Diretor [3]
2004 Continente Gelado Amyr Klink Canal Azul

NatGeo

4 / 26' Diretor [3]
2005 H2O Canal Azul

TV Cultura

13 / 26' Diretor [3]
2007 Chasing Che Canal Azul

NatGeo

10 / 25 Produtor Executivo [3]
2010 Across the Amazon Canal Azul / Bossa Nova

NatGeo

6 / 25' Produtor Executivo [3]
2012 Tabu Brasil Bossa Nova

NatGeo

3 / 45' Produtor Executivo [3]
2012 Reino Animal Bossa Nova

NatGeo / Globo Intnl

10 / 22'30" Apresentador / Cinematografista [3]
2017 Pelos Mares do Mundo Canal Azul

NatGeo Wild

5 / 22'30" Apresentador / Cinematografista [3]

Programas Infantis[editar | editar código-fonte]

Ano Título / Quadro Produtora /

Distribuidora

Episódios /

duração

Função Notas
1999 Eliana e Alegria: Histórias da Natureza Canal Azul

Rede Record

200 / 2'30" Cinematografista [3]
1999 Capitão Sardinha (Zeca e Juca) Canal Azul

Rede Globo

Imagens [3]
2006 TV Xuxa / Bicho Animal Canal Azul

Rede Globo

100 / 1 Direção [3]
2009 Glub Glub Canal Azul

TV Rá-Tim-Bum

100 / 2'30" Direção reprisado como Histórias da Natureza[3]
2010 Gui e Estopa na Natureza Mariana Caltabiano

Cartoon Network

13 / 4' Imagens [3]
2011 Caco e Dado Bossa Nova

TV Cultura

20 / 4 Imagens [3]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Produtora /

Distribuidora

Função Notas
2017 Todas as Manhãs do Mundo 20th Century Fox

Canal Azul

Bonne Pioche

Diretor / Cinematografista [3]


Literatura e outras mídias[editar | editar código-fonte]

Wahba também é escritor e colunista. Autor do livro 10 Anos em Busca dos Grandes Tubarões (2006) da editora Nobel [1] aonde desmitifica a aura de assassinos criada em torno dos tubarões, mostrando como são animais fantásticos através do detalhamento de quarenta espécies, seus hábitos e características. O livro também chama atenção de como os tubarões são importantes no ecossistema marinho e como a ação humana tem ameaçado a espécie. Em 2018 Lawrence Wahba também colaborou no livro Sobre Homens e Tubarões de Gabriel Ganme [17] redigindo seu prefácio.

Além dos livros, Lawrence também já atuou como colunista em diversos periódicos impressos como Náutica_(revista), Scuba, Mergulho, Jornal_da_Tarde_(São_Paulo) e também em sites especializados em mergulho como a Divemag[18].

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Nomeado Resultado Ref
2003 Festival de Antibes (França) Palma de Bronze A Ilha dos Golfinhos Venceu [6]
2006 Amazonas Film Festival Grande Prêmio Documentário Vida Animal Shark Rebellion Venceu [8]
2013 Emmy de Notícias e Documentários Direção de Fotografia América Indomável Venceu [5]
2015 Troféu APCA Melhor Programa (TV) Todas as Manhãs do Mundo (série) Indicado [15]
2015 Prêmio ABC de Cinematografia Melhor Direção de Fotografia para séries de TV Todas as Manhãs do Mundo (série) Indicado [16]


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Wahba, Lawrence. 10 Anos em Busca dos Grandes Tubarões. São Paulo: Nobel. p. 67. ISBN 8521313314 
  2. «Reflexões de um Shark Diver». Conexãoplaneta.com.br. Consultado em 26 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 9 de dezembro de 2017 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an «Filmografia». Lawrence Wahba. Consultado em 27 de Outubro de 2019. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2017 
  4. a b c «Lawrence Wahba só tem medo de abelha». Omint.com.br. Consultado em 26 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2019 
  5. a b «América Indomável - Awards». IMDB. IMDB.com. Consultado em 27 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 27 de Outubro de 2019 
  6. a b c «World Festival of Underwater Pictures». 2003. Consultado em 27 de Outubro de 2019. Cópia arquivada em 13 de Dezembro de 2006 
  7. «Documentário Ilha dos Golfinhos tem pré-estreia nesta quarta-feira dia 10». Saopaulo.sp.gov. Consultado em 26 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 26 de Outubro de 2019 
  8. a b c «Catálogo Amazonas Film Festival 2007». Catálogo Amazonas Film Festival 2007. 96 páginas. Consultado em 27 de outubro de 2019 
  9. «Lawrence Wahba». RevistaTrip.com.br. Consultado em 25 de Novembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de Abril de 2017 
  10. «Lawrence Wahba». Gppalestras.com.br. Consultado em 27 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 27 de Outubro de 2019 
  11. «Mundo Selvagem de Richard Rasmussen». NatGeo. Consultado em 13 de agosto de 2013. Arquivado do original em 17 de agosto de 2013 
  12. a b «Domingão Aventura». Domingão do Faustão. Memoriaglobo.com. Consultado em 26 de outubro de 2019 
  13. «O Jaccques Cousteau Brasileiro». Revista IstoÉ. Istoe.com.br. Consultado em 26 de outubro de 2019. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2019 
  14. «Carreira». Lawrence Wahba. Consultado em 28 de Outubro de 2019 
  15. a b c d e f Nilson Xavier, Blog do Nilson Xavier. «Conheça os finalistas da APCA aos melhores de 2015 na Televisão». UOL. Consultado em 27 de outubro de 2019 
  16. a b c d e f «PRÊMIO ABC 2016». ABCine.org.br. Consultado em 27 de outubro de 2019 
  17. Ganme, Gabriel (2018). Sobre Homens e Tubaroes. São Paulo: Labrador. ISBN 8593058760 
  18. «Lawrence Wahba». Maisac.org.br. Consultado em 27 de outubro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]