Lista de treinadores do Futebol Clube do Porto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta é uma lista dos treinadores do Futebol Clube do Porto.[1]

# Épocas Treinador Títulos Jogos Notas
1.º 1906-1907 Itália Cattulo Gadda Jogador-treinador. Foi treinador informal da equipa por ser o jogador mais experiente e mais conhecedor das leis do jogo. Foi campeão italiano pelo AC Milan em 1901. Cattulo Gadda foi engenheiro químico e trabalhou na Fábrica Mariani situada nas Devesas, em VN Gaia.
2.º 1907-1922 França Adolphe Cassaigne 1 Campeonato de Portugal (1922)
7 Campeonatos do Porto (títulos da 1.ª categoria apenas)
5 Taças José Monteiro da Costa
51J 29V 4E 18D 146GM-116GS Contabilizados apenas os jogos disputados desde 1914, ano em que foi disputado o primeiro Campeonato Regional do Porto, organizado pela Associação de Futebol do Porto. Radicado no Porto, Adolphe Cassaigne foi professor no Colégio da Boavista e treinou os amadores de futebol da Escola de Alunos-Marinheiros da Corveta Dona Estefânia. Convidado pelo presidente José Monteiro da Costa, foi treinador amador do FC Porto durante 17 anos. Conquistou os primeiros títulos regionais e nacionais da história do clube.
3.º 1922-1927 Hungria Akös Teszler 1 Campeonato de Portugal (1925)
5 Campeonatos do Porto
53J 30V 8E 15D 169GM-101GS Primeiro treinador remunerado em Portugal. No final da época de 1926-27 demitiu-se após ter-lhe sido recusada a sua exigência de aumento salarial e partiu para os Estados Unidos da América, abandonando o futebol definitivamente.
4.º 1927-1928 Portugal Alexandre Cal 1 Campeonato do Porto 12J 10V 1E 1D 55GM-16GS Jogador-treinador e capitão de equipa. Treinador interino que acabou por treinar a equipa durante toda a época de 1927-28.
5.º 1928-1936 Hungria Portugal Joseph Szabo 1 Campeonato de Portugal (1932)
1 Campeonato da Liga (1935)
8 Campeonatos do Porto
139J 104V 20E 15D 650GM-165GS Treinador carismático, foi jogador-treinador até 1933. Foi contratado em Novembro de 1928 ao Marítimo. Terá sido o responsável pela vinda para o Porto do madeirense Artur de Sousa, mais conhecido por Pinga, que também jogava no Marítimo e tornou-se numa das maiores glórias do futebol português. Em 1932 ganhou as duas competições oficiais em disputa (Campeonato Regional do Porto e Campeonato de Portugal) sem qualquer derrota. Conquistou a primeira edição do campeonato da liga, em 1935. Após deixar o clube em Fevereiro de 1936, demitido na sequência de desentendimentos com a direcção do clube, continuou a treinar clubes portugueses, incluindo um regresso ao Porto em 1945. Naturalizou-se português e faleceu em 1973 após uma longa e notável carreira de treinador.
6.º 1936 Hungria Portugal Mihaly Siska 2J 1V 0E 1D 5GM-2GS Antigo guarda-redes do clube. Treinador interino durante cerca de um mês entre Fevereiro e Março de 1936. Orientou a equipa em três jornadas (da 5.ª até à 7.ª) do Campeonato da Liga, mas o jogo da 6ª jornada seria repetido devido a uma trovoada que alagou o campo (Boavista - Porto, disputado a 23 de Fevereiro de 1936 no Campo do Bessa, interrompido ao intervalo com o resultado em 2-2).
7.º 1936 Hungria Magyar Ferenc 15J 10V 3E 2D 54GM-13GS Jogador-treinador. Apesar de não ter conquistados títulos, deixou saudade entre os adeptos devido a vitórias históricas sobre clubes rivais lisboetas (10-1 ao Sporting e 9-1 ao Belenenses). Regressou à Hungria no final da época, em Julho de 1936.
8.º 1936-37 Áustria François Gutkas 1 Campeonato de Portugal (1937)
1 Campeonato do Porto
33J 21V 2E 10D 120GM-60GS Exerceu a função de treinador em simultâneo com a de massagista. Era médico de formação. Apesar de ter sido campeão de Portugal em Julho de 1937, foi muito contestado pela massa associativa em parte devido a uma derrota humilhante com o Sporting (1-9 no Campo Grande) e acabou por ser despedido no início da época seguinte.
1937-42 Hungria Portugal Mihaly Siska 2 Campeonatos Nacionais (1938/39, 1939/40)
3 Campeonatos do Porto
153J 112V 19E 22D 653GM-242GS Mihaly Siska esteve sempre ligado ao clube desde Novembro de 1924, data em que foi contratado por indicação do treinador Akös Teszler. Naturalizou-se português e acabou por ficar para sempre no Porto. Voltou a ser chamado para treinador principal e alcançou resultados memoráveis. Conquistou o primeiro bicampeonato da história do clube. Serviu o clube como guarda-redes, treinador e mais tarde como funcionário da secretaria, sempre com dignidade e brilhantismo. Faleceu no Porto em 1947 com apenas 41 anos.
9.º 1942-45 Hungria Lipo Herczka 3 Campeonatos do Porto 93J 54V 14E 25D 327GM-193GS Treinador de renome internacional, campeão de Espanha em 1932 pelo Real Madrid (foi o primeiro título conquistado pelo colosso espanhol, que então se chamava Madrid CF devido à proibição de uso de símbolos monárquicos pela II República Espanhola), fugiu da guerra civil espanhola vindo para Portugal onde foi tricampeão da liga pelo Benfica entre 1936 e 1938. Não foi bem sucedido no Porto. Continuou a treinar em Portugal e faleceu em 1951 em Montemor-o-Novo.
1945-47 Hungria Portugal Joseph Szabo 2 Campeonatos do Porto (prova extinta em 1946) 76J 42V 9E 25D 276GM-141GS Regresso muito desejado de Szabo, um treinador carismático e com prestígio, com passagens de sucesso por Porto e Sporting, mas desta vez sem os resultados pretendidos. É o próprio Szabo que abandona o clube em Agosto de 1947, sem aviso prévio e abdicando de verbas que lhe eram devidas pelo clube, numa altura em que já estava em curso a planificação da época seguinte. Rumou a Olhão onde prosseguiu a carreira, treinando o SC Olhanense.
10.º 1947 Portugal Carlos Nunes 1 Taça da AF Porto (prova disputada para colmatar a extinção do Campeonato Regional do Porto) 4J 4V 0E 0D 22GM-5GS Treinador interino. Antiga glória e capitão-geral do clube, Carlos Nunes foi chamado a treinar a equipa como solução de recurso até à contratação de novo treinador. Fez apenas quatro jogos de pré-época e não se deu mal: venceu-os todos!
11.º 1947-48 Argentina Eladio Vaschetto 30J 20V 2E 8D 86GM-45GS Eladio Vaschetto foi um jogador argentino que atingiu alguma notoriedade internacional, tendo jogado na Argentina, Chile e México. Em Janeiro de 1947 fez parte da comitiva do San Lorenzo de Almagro, equipa sensação na época e a realizar uma digressão pela Península Ibérica, que jogou no Estádio do Lima e venceu o Porto por concludentes 9-4. Terminara recentemente a sua carreira como jogador quando foi contratado para treinar o clube em Outubro de 1947. Será para sempre lembrado pela histórica vitória sobre o Arsenal, a 6 de Maio de 1948 no Estádio do Lima.
12.º 1948-49 Argentina Alejandro Scopelli 30J 19V 1E 10D 64GM-40GS Alejandro Scopelli era já um reputado treinador quando foi contratado pelo clube. Foi um excelente jogador, internacional argentino e finalista no 1.º Campeonato do Mundo da FIFA em 1930. Foi jogador e mais tarde treinador do Belenenses, onde introduziu em 1947 o sistema táctico WM e a marcação individual no futebol português. No Porto fez um importante trabalho de promoção da formação de jogadores que viria a dar frutos muito mais tarde no clube. Saiu no final da época e foi contratado pelo Deportivo La Coruña. O seu prestígio permitiu-lhe treinar grandes clubes e algumas selecções nacionais até à sua morte em 1987.
13.º 1949-50 Portugal Augusto Silva 22J 10V 2E 10D 53GM-44GS Augusto Silva foi internacional e uma grande glória do Belenenses enquanto jogador. Foi também o primeiro treinador português campeão nacional, novamente pelo Belenenses em 1946. Acabou despedido em Março de 1950, à 22.ª jornada, e foi substituído por Francisco Reboredo interinamente, numa época em que arrancavam as obras de construção do Estádio das Antas.
14.º 1950 Argentina Francisco Reboredo 5J 2V 1E 2D 11GM-11GS Antiga glória do clube, o argentino Francisco Reboredo dirigiu a equipa interinamente até ao final da época após a demissão de Augusto Silva. Haveria de voltar a ser chamado em mais três ocasiões, sempre como treinador interino.
15.º 1950 Roménia Anton Vogel 12J 6V 3E 3D 28GM-16GS Nascido em Viena mas com nacionalidade romena, Anton Vogel foi contratado em Setembro de 1950 mas não dura muito à frente da equipa. Despedido à 11.ª jornada, em 26 de Novembro de 1950, foi substituído pelo húngaro Gencsi Deseo.
16.º 1950-51 Hungria Gencsi Deseo 19J 12V 2E 5D 55GM-21GS Gencsi Deseo veio para Portugal em 1934 para treinar o Vianense. Treinou também o Deportivo La Coruña e foi contratado em Dezembro de 1950 para substituir Anton Vogel. Fez um bom trabalho conseguindo terminar o campeonato em 2.º lugar, após uma boa 2.ª volta, algo que não acontecia desde 1941. Saiu no final da época mas continuou a viver na cidade do Porto até à sua morte em 1977. Foi ainda um excelente xadrezista tendo obtido a categoria de Mestre nesta modalidade.
1951-52 Argentina Eladio Vaschetto
17.º 1951-52 Espanha Passarin
19.º 1952/53 Itália Lino Taiolli
20.º 1952/53 Portugal Fernando Vaz
21.º 1952-54 Portugal Cândido de Oliveira
1954/55 Portugal Fernando Vaz
22.º 1955/56 Brasil Dorival Yustrich 1 Campeonato Nacional
1 Taça de Portugal
23.º 1956/57 Brasil Flávio Costa
1957/58 Brasil Dorival Yustrich
24.º 1957/58 Argentina José Vale Treinador interino.
25.º 1957/58 Brasil Otto Bumbel 1 Taça de Portugal
26.º 1958/59 Hungria Béla Guttmann 1 Campeonato Nacional
27.º 1959/60 Itália Ettore Puricelli
28.º 1959/60 República Checa Ferdinand 'Fernando' Daučík
29.º 1960/61 Brasil Otto Vieira
30.º 1961/62 Hungria Jorge Orth / (falecido depois da 12.ª jornada)
1961/62 Argentina Francisco Reboredo / (jornadas 13 a 24) Treinador interino.
31.º 1962/63 - 1963/64 Hungria Janos Kalmar
32.º 1963/64 Portugal Artur Baeta Treinador interino.
33.º 1963/64 - 1964/65 Brasil Otto Glória
1965/66 Brasil Flávio Costa
34.º 1965/66 Portugal Virgílio Mendes Treinador interino.
35.º 1966-69 Portugal José Maria Pedroto 1 Taça de Portugal
36.º 1969/70 Roménia Elek Schwartz
37.º 1970/71 Escócia Tommy Docherty
38.º 1970/71 - 1971/72 Portugal António Teixeira
1971/72 Portugal Artur Baeta Treinador interino.
39.º 1971/72 Brasil Paulo Amaral
40.º 1971/72 Portugal António Feliciano Treinador interino.
41.º 1971/72 Portugal António Morais Treinador interino.
42.º 1972/73 Chile Fernando Riera
1972/73 Portugal António Feliciano Treinador interino.
1973/74 Hungria Béla Guttmann
43.º 1974/75 Brasil Aymoré Moreira
44.º 1974/75 Portugal Monteiro da Costa Treinador interino.
45.º 1975/76 Jugoslávia Branko Stanković
1975/76 Portugal Monteiro da Costa Treinador interino.
1976-80 Portugal José Maria Pedroto 2 Campeonatos Nacionais
1 Taça de Portugal
46.º 1980-82 Áustria Hermann Stessl 1 Supertaça
1982/83 - 1983/84 Portugal José Maria Pedroto 1 Taça de Portugal
1 Supertaça
47.º 1984-87 Portugal Artur Jorge 1 Taça dos Clubes Campeões Europeus
2 Campeonatos Nacionais
2 Supertaças
48.º 1987/88 Jugoslávia Tomislav Ivić 1 Taça Intercontinental
1 Supertaça Europeia
1 Campeonato Nacional
1 Taça de Portugal
1 Supertaça
49.º 1988/89 Portugal Quinito
1988/89 - 1990/91 Portugal Artur Jorge 1 Campeonato Nacional
1 Taça de Portugal
1 Supertaça
50.º 1991/92 - 1992/93 Brasil Carlos Alberto Silva 2 Campeonatos Nacionais
1 Supertaça
1993/94 Jugoslávia Tomislav Ivic
51.º 1993/94 - 1995/96 Inglaterra Bobby Robson 2 Campeonatos Nacionais
1 Taça de Portugal
2 Supertaças
52.º 1996/97 - 1997/98 Portugal António Oliveira 2 Campeonatos Nacionais
1 Taça de Portugal
1 Supertaça
53.º 1998/99 - 2000/01 Portugal Fernando Santos 1 Campeonato Nacional
2 Taças de Portugal
2 Supertaças
54.º 2001/02 Portugal Octávio Machado 1 Supertaça
55.º 2001/02 - 2003/04 Portugal José Mourinho 1 Liga dos Campeões
1 Taça UEFA
2 Campeonatos Nacionais
1 Taça de Portugal
1 Supertaça
56.º 2004/05 Itália Luigi Delneri
57.º 2004/05 Espanha Víctor Fernández 1 Taça Intercontinental
1 Supertaça
58.º 2004/05 Portugal José Couceiro
59.º 2005/06 - 2006/07 Países Baixos Co Adriaanse 1 Campeonato Nacional
1 Taça de Portugal
2006/07 (interino) Portugal Rui Barros 1 Supertaça Treinador interino.
60.º 2006/07 - 2009/10 Portugal Jesualdo Ferreira 3 Campeonatos Nacionais
2 Taças de Portugal
1 Supertaça
61.º 2010–2011 Portugal André Villas-Boas 1 Supertaça Cândido de Oliveira
1 Campeonato Nacional
1 Liga Europa da UEFA
1 Taça de Portugal
58J 49V 5E 4D 145GM-42GS
62.º 2011–2013 Portugal Vítor Pereira 2 Supertaças Cândido de Oliveira
2 Campeonatos Nacionais
63.º 2013–2014 Portugal Paulo Fonseca 1 Supertaça Cândido de Oliveira
64.º 2014 Portugal Luís Castro (treinador) interino
65.º 2014–2016 Espanha Julen Lopetegui
66.º 2015-2016 Portugal José Peseiro
67.º 2016-2017 Portugal Nuno Espírito Santo
68º 2017- Portugal Sérgio Conceição

Referências

  1. Almanaque do FC Porto 1893-2011, de Rui Miguel Tovar