Lista do Patrimônio Mundial no Suriname

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Localização dos Sítios do Patrimônio Mundial no Suriname.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) propôs um plano de proteção aos bens culturais do mundo, através do Comité sobre a Proteção do Património Mundial Cultural e Natural, aprovado em 1972.[1] Esta é uma lista do Patrimônio Mundial existente no Suriname, especificamente classificada pela UNESCO e elaborada de acordo com dez principais critérios cujos pontos são julgados por especialistas na área. O Suriname, país de grande diversidade ecológica na região norte da América do Sul, ratificou a convenção em 23 de outubro de 1997, tornando seus locais históricos elegíveis para inclusão na lista.[2]

O sítio Reserva Natural do Suriname Central foi o primeiro local do Suriname incluído na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO por ocasião da 24ª Sessão do Comitè do Património Mundial, realizada em Cairns (Austrália) em 2000.[3] Desde a mais recente adesão à lista, o Suriname totaliza 2 sítios classificados como Patrimônio da Humanidade, sendo um de classificação cultural e o outro de classificação natural.

Bens culturais e naturais[editar | editar código-fonte]

O Suriname conta atualmente com os seguintes lugares declarados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO:

Morning fog (2719242329).jpg Reserva Natural do Suriname Central
Bem natural inscrito em 2000.
Localização: Sipaliwini
Localizada no centro-oeste do Suriname, esta reserva abrange 1.600.000 hectares de floresta primária tropical. Protege a bacia superior do curso do Coppename, bem como as cabeceiras do Grande Rio e dos rios Lucie, Oost, Zuid e Saramaccz. Possui uma gama muito variada de relevos e ecossistemas que são de grande importância para a conservação da natureza, uma vez que seu estado original foi preservado intacto. Suas florestas montanhosas e simples abrigam uma grande variedade de espécies vegetais, tendo catalogado até hoje mais de 5.000 plantas vasculares. Na reserva vivem populações de animais característicos da região como a onça, o tatu gigante, a anta, a preguiça, a lontra gigante e oito tipos de primatas, além de 400 espécies de aves, incluindo a águia-harpa, a arara escarlate e o galo rochoso da Guiana. (UNESCO/BPI)
Waterkrant (14305655585).jpg Centro Histórico da Cidade de Paramaribo
Bem cultural inscrito em 2002.
Localização: Paramaribo
Localizada na costa norte da América do Sul tropical, a antiga cidade colonial holandesa de Paramaribo data dos séculos XVII e XVIII. Seu centro histórico preservou intacto o layout peculiar de suas ruas, bem como edifícios ilustrativos da fusão gradual do estilo arquitetônico holandês com técnicas e materiais nativos. (UNESCO/BPI)

Lista Indicativa[editar | editar código-fonte]

Em adição aos sítios inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, os Estados-membros podem manter uma lista de sítios que pretendam nomear para a Lista de Patrimônio Mundial, sendo somente aceitas as candidaturas de locais que já constarem desta lista.[4] Desde 1998, o Suriname possui 1 local na sua Lista Indicativa.[5]

Sítio Imagem Localização Ano Dados UNESCO Descrição
Assentamento Jodensavanne e Cemitério de Cassipora Rieten huisjes in de buurt van Jodensavanne - Joden Savanna - 20418141 - RCE.jpg Para 1998 Cultural: (iv)(vi) O antigo assentamento de Jodensavanne (Judeus de Savanne) e o Cemitério de Cassipora marcam uma etapa importante na colonização europeia do Hemisfério Ocidental. A sinagoga em Joden Savanne, da qual permanece uma ruína, é a mais antiga ainda presente nas Américas. É uma lembrança dos pioneiros do judaísmo americano.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências