Lista do Patrimônio Mundial na Rússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) propôs um plano de proteção aos bens culturais do mundo, através do Comité sobre a Proteção do Património Mundial Cultural e Natural, aprovado em 1972.[1] Esta é uma lista do Patrimônio Mundial existente na Rússia, especificamente classificada pela UNESCO e elaborada de acordo com dez principais critérios cujos pontos são julgados por especialistas na área. A Rússia, que ocupa um grande território intercontinental berço de um longevo império cujo legado cultural se estende até os dias atuais, ratificou a convenção em 12 de outubro de 1988, tornando seus locais históricos elegíveis para inclusão na lista.[2]

Os sítios Centro Histórico de São Petersburgo e Conjuntos Monumentais Relacionados, Kizhi Pogost e Kremlin e Praça Vermelha - todos de interesse cultural - foram os primeiros locais da Rússia incluídos na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO por ocasião da 14ª Sessão do Comitè do Património Mundial, realizada em Banff (Canadá) em 1990.[3] Desde a mais recente adesão à lista, a Rússia totaliza 30 sítios classificados como Patrimônio da Humanidade, sendo 18 deles de classificação cultural e 12 de classificação natural. A Rússia possui ainda os seguintes sítios compartilhados com outros países: Istmo da Curlândia (com Lituânia); Bacia do Uvs Nuur e Paisagens de Dauria (com Mongólia); e Arco Geodésico de Struve (com Bielorrússia, Estónia, Finlândia, Letónia, Lituânia, Moldávia, Noruega, Suécia e Ucrânia).

Bens culturais e naturais[editar | editar código-fonte]

A Rússia conta atualmente com os seguintes lugares declarados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO:

Spb 06-2017 img01 Spit of Vasilievsky Island.jpg Centro Histórico de São Petersburgo e Conjuntos Monumentais Relacionados
Bem cultural inscrito em 1990, modificado em 2013.
Localização: Leningrado
Chamada de "Veneza do Norte" por seus numerosos canais e mais de 400 pontes, a cidade de São Petersburgo é fruto do vasto projeto urbanístico inciado em 1703 por Pedro, o Grande. Batizada com o nome de Leningrado nos tempos da União Soviética, a cidade esteve estreitamente associada a Revolução de Outubro. Em seu patrimônio arquitetônico se harmonizam os estilos opostos do barroco e neoclassicismo, tal como se pode apreciar no Almirantado, o Palácio de Inverno, o Palácio de Mármore e o Hermitage. (UNESCO/BPI)[4]
Kizhi TransfigurationChurch 007 7869c.jpg Kizhi Pogost
Bem cultural inscrito em 1990.
Localização: Carélia
Localizado na Carélia, o "pogost" ou recinto paroquial da ilha de Kizhi, uma das muitas que povoam o Lago Onega, compreende duas igrejas de madeira do século XVIII e uma torre octogonal com relógio edificada em 1862. Estes surpreendentes edifícios não somente demonstram a arte audaz dos carpinteiros que materializaram uma concepção visionária da arquitetura, como também perpetuam uma antiquíssima estruturação do espaço paroquial e se harmonizam perfeitamente com a paisagem ao redor. (UNESCO/BPI)[5]
Kremlin and Red Square.1.jpg Kremlin e Praça Vermelha, Moscovo
Bem cultural inscrito em 1990.
Localização: Moscovo
Indissoluvelmente vinculado aos mais transcendentais acontecimentos históricos e políticos da Rússia desde o século XIII, o kremlin de Moscou foi construído entre os séculos XIV e XVII por toda uma série de excelentes arquitetos russos e estrangeiros. Além de ser a residência do Grão-Príncipe, foi um importante centro religioso. Ao sopé de suas muralhas, na Praça Vermelha, se ergue a Basílica de São Basílio, o Bem-Aventurado, um dos mais belos monumentos da arte ortodoxa. (UNESCO/BPI)[6]
I-novgorod.jpg Monumentos Históricos da Novogárdia e Arredores
Bem cultural inscrito em 1992.
Localização: Novogárdia
Localizada na antiga rota comercial entre a Ásia Central e o Norte da Europa, Novgorod foi a primeira capital da Rússia no século IX. Com suas muitas igrejas e mosteiros, esta cidade era um importante centro da vida espiritual ortodoxa e da arquitetura russa. Seus monumentos e afrescos medievais executados no século XIV por Teófanes, o grego, o mestre de Andrei Rublev, ilustram o extraordinário desenvolvimento alcançado pela arquitetura e criação artística da época. (UNESCO/BPI)[7]
Historical and cultural complex of the Solovetsky Islands.jpg Sítio Histórico e Cultural das Ilhas Solovetsky
Bem cultural inscrito em 1992.
Localização: Arkhangelsk
Localizadas na parte ocidental do Mar Branco, as seis ilhas do arquipélago de Solovetsky totalizam uma área de 300 km². Povoado desde o quinto milênio a.C., o arquipélago preserva importantes vestígios de um assentamento humano que data de dois milênios depois. O local tem várias igrejas construídas entre os séculos XVI e XIX, testemunhas da presença das comunidades monásticas piedosas que se estabeleceram nas ilhas desde o século XV. (UNESCO/BPI)[8]
Uspensky Cathedral - Vladimir, Russia - panoramio - Sergey Ashmarin.jpg Monumentos de Vladimir e de Susdália
Bem cultural inscrito em 1992.
Localização: Vladimir
Cidades históricas da Rússia Central, Vladimir e Susdália possuem um grande número de magníficos edifícios civis e religiosos dos séculos XII e XIII. Duas obras-primas, a igreja colegiada de São Demétrio e a Catedral da Assunção, ocupam um lugar muito importante na história da arquitetura russa. (UNESCO/BPI)[9]
Russia-Sergiev Posad-Assumption Cathedral-2.jpg Mosteiro da Trindade-São Sérgio em Sergiev Posad
Bem cultural inscrito em 1993.
Localização: Moscovo
O sítio é um exemplo excepcional de um mosteiro ortodoxo, ainda ativo, dotado de estruturas defensivas características do período em que foi desenvolvida (séculos XV a XVIII). Na igreja principal, a Catedral da Assunção (que evoca a catedral de mesmo nome construída no Kremlin), é o túmulo de Boris Godunov. Entre os muitos tesouros da laura destaca-se "A Trindade", o famoso ícone de Andrei Rublyov. (UNESCO/BPI)[10]
Church of the Ascension in Kolomenskoye (21584503672).jpg Igreja da Ascensão em Kolomenskoye
Bem cultural inscrito em 1994.
Localização: Moscovo
Localizada perto de Moscou, na propriedade imperial de Kokomenskoy, a Igreja da Ascensão foi construída em 1532 para celebrar o nascimento do futuro czar Ivan IV, o Terrível. Foi uma das primeiras igrejas tradicionais com uma estrutura de pedra e tijolo coberta por um telhado de madeira. Este estilo arquitetônico exerceu uma grande influência na arquitetura religiosa posterior. (UNESCO/BPI)[11]
Four herous01.JPG Florestas Virgens de Komi
Bem natural inscrito em 1995.
Localização: Komi
Este local abrange 3.280.000 hectares de tundra e tundra alpina na região das Montanhas Urais, bem como uma das maiores áreas de florestas boreais virgens da Europa. Esta vasta extensão de coníferas, álamo, bétulas, turfeiras, rios e lagos naturais, está sendo observada e estudada há mais de cinquenta anos 50 anos, o que permitiu coletar dados muito valiosos sobre os processos naturais que influenciam a biodiversidade na taiga. (UNESCO/BPI)[12]
Volcano Koryaksky.jpg Vulcões de Kamchatka
Bem natural inscrito em 1996, estendido em 2001.
Localização: Kamtchatka
A Península de Kamchatka é uma das regiões vulcânicas mais excepcionais do planeta, devido à grande concentração e variedade de vulcões ativos, bem como à diversidade de fenômenos geológicos relacionados. As seis zonas do local abrangem a maioria das principais características vulcânicas da península. A interação entre vulcões e geleiras ativas dá à paisagem um dinamismo de grande beleza. Além disso, o local abriga a maior variedade de salmónides do mundo e grandes concentrações de lontras marinhas, ursos pardos e águias marinhas de Steller. (UNESCO/BPI)[13]
Lake Baikal in winter.jpg Lago Baikal
Bem natural inscrito em 1996.
Localização: Irkutsk
Localizado a sudeste da Sibéria, este lago tem uma área de 3.150.000 hectares e é o mais antigo (25 milhões de anos) e o mais profundo do mundo (1.700 metros). Contém 20% da água fresca não gelada da Terra. Devido à sua idade e isolamento, possui uma das mais ricas e únicas faunas de água doce do planeta. O interesse excepcional que oferece para o estudo da evolução das espécies rendeu ao Lago Baikal o apelido de "As Galápagos da Rússia". (UNESCO/BPI)[14]
Altai Kutscherla-See.jpg Montanhas Douradas do Altai
Bem natural inscrito em 1998.
Localização: Altai
Localizada no sul da Sibéria, a Cordilheira altai é o maciço de montanha mais importante da região biogeográfica da Sibéria Ocidental e as cabeceiras dos dois maiores rios nela, o Obi e o Irtich. O local compreende três partes distintas: a área de Zapovednik Altaisky com uma área de proteção ao redor do Lago Teletskoie; a área de Zapovednik Katunsky com uma área de proteção ao redor do Monte Beluja; e a zona silenciosa de Ukok, localizada no planalto de mesmo nome. O local, que abrange uma área total de 1.611.457 hectares, oferece a sequência mais completa de áreas vegetais de alta altitude em toda a Sibéria Central: estepe, estepe florestal, floresta mista, vegetação subalpina e vegetação alpina. É também um habitat de grande importância para a conservação de algumas espécies ameaçadas de extinção, em particular o leopardo-da-neve. (UNESCO/BPI)[15]
Krasnaya Polyana Mountains (261271357).jpeg Cáucaso Ocidental
Bem natural inscrito em 1999.
Localização: Krasnodar
Localizado a 50 quilômetros a nordeste do Mar Negro, este local de 275.000 hectares é uma das poucas grandes áreas montanhosas da Europa que mal sofreu o impacto da atividade humana. Seus prados alpinos e subalpinas só serviram como alimento para animais selvagens, e suas vastas florestas virgens, que se estendem das terras baixas até a zona subalpina, são únicas na Europa. O local possui uma grande variedade de ecossistemas, com abundantes espécies endêmicas e animais. Local de origem do bisão europeu, o Cáucaso Ocidental também foi o primeiro local onde o repovoamento desta espécie começou. (UNESCO/BPI)[16]
Ferapontovo drone cut.jpg Mosteiro de Ferapontov
Bem cultural inscrito em 2000.
Localização: Oblast de Vologda
Localizado na região de Vologda, no norte da Rússia, o Mosteiro de Ferapóntov é um complexo monástico ortodoxo bem preservado que data dos séculos XV ao XVII, um período de grande importância no desenvolvimento do Estado russo unificado e de sua cultura. A arquitetura do mosteiro é notável por sua criatividade e pureza de suas linhas. O interior é ornamentado com magníficos murais de Dionísio, o mais distinto dos pintores russos do final do século XV. (UNESCO/BPI)[17]
Curonian Spit NP 05-2017 img17 aerial view at Epha Dune.jpg Istmo da Curlândia
Bem cultural inscrito em 2000.
Este bem é compartilhado com:  Lituânia.
Localização: Kaliningrado
A ocupação humana desta estreita península de dunas de areia – 98 km de comprimento e 0,4 a 4 km de largura – remonta aos tempos pré-históricos. Submetido ao contínuo ataque de ventos e ondas, o istmo deve seu estado atual de conservação aos esforços árduos feitos por seus habitantes para combater a erosão. Este trabalho implacável é ilustrado pelos projetos de estabilização e arborização em curso que estão sendo realizados. (UNESCO/BPI)[18]
Спасская башня, вид с красной площади.jpg Complexo Arquitetônico e Histórico do Kremlin de Cazã
Bem cultural inscrito em 2000.
Localização: Tartaristão
Sentada em vestígios de edifícios antigos, esta fortaleza data do período muçulmano da Horda Dourada e do Canato Kazan. Em 1552, foi conquistada por Ivan, o Terrível, e tornou-se a sede do cristianismo nos territórios volga. O Kremlin Kazan, além de ser a única fortaleza tártara sobrevivente na Rússia, é um importante centro de peregrinação. O local é formado por um conjunto de edifícios históricos dos séculos XVI ao XIX que integram vestígios de edifícios mais antigos, construídos entre os séculos X E XVI. (UNESCO/BPI)[19]
Mouth of Partizanskaya.jpg Sijote-Alín Central
Bem natural inscrito em 2001.
Localização: Primorsky
A cordilheira Sikhote-Alin abriga uma das mais ricas e incomuns florestas de zonas temperadas do mundo. Neste lugar de transição entre a taiga e a zona subtropical coexistem espécies animais do sul, como o tigre e o urso do Himalaia, e o norte, como o urso marrom e o lince. O local, que se estende dos picos de Sikhote-Alin até o Mar do Japão, é importante para a conservação de inúmeras espécies ameaçadas de extinção, incluindo o tigre de Amur. (UNESCO/BPI)[20]
Uvs-Nuur Hollow, Mongolia, Russia, Landsat-7 CROP1.jpg Bacia do Uvs Nuur
Bem natural inscrito em 2003.
Este bem é compartilhado com: Mongólia Mongólia.
Localização: Tuva
Esta bacia isolada de mais de um milhão de hectares é a mais ao norte da Ásia Central e recebe seu nome a partir do grande lago de Ubs Nuur. Raso e muito salgado, este lago desempenha um papel muito importante na vida das aves migratórias, tanto fluviais quanto de lagos e marinhos. O local é dividido em doze áreas protegidas e possui uma ampla gama de ecossistemas representantes dos principais biomas da Eurásia Oriental. O ecossistema de estepes abriga uma grande variedade de aves e nas áreas do deserto vivem gerbils, gerbils e uma espécie rara de cocô de mármore. As áreas montanhosas servem como refúgio para uma espécie em extinção, o leopardo-da-neve, bem como ovelhas da montanha (argalis) e íbex asiáticos. (UNESCO/BPI)[21]
Derbent.Naryn Kala Citadel.046.Naryn Kapa Kapy Gate.JPG Cidadela, Cidade Antiga e Fortaleza de Derbente
Bem cultural inscrito em 2003.
Localização: Daguestão
A cidadela, a cidade antiga e a fortaleza de Derbente faziam parte do dispositivo de defesa da fronteira norte do império persa dos sassânidas, que se estendia a leste e oeste do Mar Cáspio. As fortificações de pedra consistiam em duas paredes paralelas que formavam uma barreira do litoral até a montanha. Construída entre os dois muros, a cidade de Derbente manteve uma parte de sua estrutura urbana medieval. Até o final do século XIX este local tinha uma grande importância no plano estratégico. (UNESCO/BPI)[22]
2010-10-07 21-11-41 Wrangel Boris.jpg Sistema Natural da Reserva da Ilha de Wrangel
Bem natural inscrito em 2004.
Localização: Tchukotka
Este sistema natural está dentro do Círculo Ártico e compreende a ilha montanhosa de Wrangel (7.608 km2), a ilha herald (11 km2) e suas respectivas águas territoriais. A Ilha Wrangel não estava coberta de gelo durante a glaciação da Era Quaternária, então sua biodiversidade é extraordinariamente rica. Essas ilhas possuem a maior população mundial de Morsas no Pacífico, bem como a maior densidade de covas ancestrais de ursos brancos. Para suas águas vêm para alimentar as baleias cinzentas que migram das costas do México e em suas terras são os locais de ninho mais ao norte do planeta para 100 espécies de aves migratórias, muitas das quais estão em perigo de extinção. Até hoje, 417 espécies e subespécies de plantas vasculares foram catalogadas em Wrangel, ou seja, mais do que em outras ilhas do Ártico e duas vezes mais do que em qualquer outro território da tundra ática de dimensões comparáveis. Algumas dessas espécies vegetais são formas derivadas de espécies continentais comuns, outras são resultado da hibridização recente, e vinte e três são endêmicas. (UNESCO/BPI)[23]
Novodevichy Convent (July 2016).jpg Convento de Novodevichy
Bem cultural inscrito em 2004.
Localização: Moscovo
Construído nos séculos XVI e XVII, no estilo barroco de Moscou, o Convento Novodevichy, localizado a sudoeste de Moscou, foi um dos muitos elos na cadeia de mosteiros que faziam parte do sistema defensivo da cidade. Este convento estava diretamente ligado à história política, cultural e religiosa da Rússia, e manteve, acima de tudo, laços muito próximos com o Kremlin de Moscou, uma vez que era frequentado por mulheres da família do czar e da aristocracia. Alguns membros e parentes da família do czar foram enterrados em seu cemitério. O convento é um dos mais belos exemplos das conquistas da arquitetura russa e em seus quartos ricamente decorados abriga uma importante coleção de pinturas e obras de arte. (UNESCO/BPI)[24]
Transfiguration Monastery in Yaroslavl 01.jpg Centro Histórico da Cidade de Yaroslavl
Bem cultural inscrito em 2005.
Localização: Yaroslavl
Localizada na confluência dos rios Volga e Kotorosl, cerca de 250 km a nordeste de Moscou, a cidade histórica de Yaroslavl tornou-se um grande centro comercial no século XI. É famosa por suas igrejas do século XVII e também é um exemplo excepcional da reforma urbana imposta em 1763 pela Imperatriz Catarina, a Grande, em toda a Rússia. Embora continuasse a reter uma parte de suas importantes estruturas antigas, a cidade foi renovada em estilo neoclássico e de acordo com um plano de planejamento urbano em forma de estrela. Yaroslavl também preserva elementos arquitetônicos do século XVI no Mosteiro de Spassky, um dos mais antigos da região do Alto Volga, que foi objeto de inúmeras reconstruções desde sua fundação no final do século XII no local de um templo pagão. (UNESCO/BPI)[25]
Putorana2. Lama lake..jpg Planalto Putorana
Bem natural inscrito em 2010.
Localização: Krasnoyarsk
Localizada na parte norte da Sibéria Central, cerca de 100 km ao norte do Círculo Ártico, a parte do planalto inscrito na Lista abrange toda a Parte da Reserva Natural do Estado de Putorana. A reserva compreende uma cadeia de montanhas isolada com um conjunto completo de ecossistemas intactos do Ártico e subárticos de taiga, tundra e deserto, bem como lagos e rios. Este local é um lugar de migração em massa de reinder selvagem, um fenômeno natural extraordinário cada vez mais raro. (UNESCO/BPI)[26]
Lena Pillars, Yakutia.jpg Parque Natural dos Pilares do Lena
Bem natural inscrito em 2012.
Localização: Sakha
O Parque Natural dos Pilares de Lena é caracterizado por suas espetaculares colunas rochosas de quase cem metros de altura localizadas às margens do rio Lena, no centro da República de Sakha (Yakutia). Essas rochas foram formadas devido ao clima continental extremo da região, cujas temperaturas variam de 60º abaixo de zero no inverno a 40º no verão. Os pilares formam tranças rochosas isoladas umas das outras por torrentes profundas e abruptas que se desenvolveram durante períodos de degelo. A penetração da água da superfície deu origem a processos criogênicos (geada e degelo) que ampliaram as torrentes para isolar os pilares uns dos outros. Os processos fluviais também influenciaram a formação dos pilares. O local também contém restos fósseis do período cambriano pertencentes a inúmeras espécies, algumas delas únicas. (UNESCO/BPI)[27]
Bolgar 1206.jpg Complexo Arqueológico e Cultural de Bolgar
Bem cultural inscrito em 2014.
Localização: Tartaristão
Esta propriedade está localizada às margens do rio Volga, ao sul de sua confluência com o rio Kama, e ao sul da capital do Tartaristão, Kazan. Contém evidências da cidade medieval de Bolgar, uma solução primitiva da civilização Volga-Bolgar, que existiu entre os séculos VII e XV d.D., e foi a primeira capital da Horda Dourada no século XIII. Bolgar representa os intercâmbios culturais históricos e transformações da Eurásia ao longo de vários séculos que desempenharam um papel fundamental na formação de civilizações, costumes e tradições culturais. A propriedade oferece notável evidência de continuidade histórica e diversidade cultural. É um lembrete simbólico da aceitação do Islã pelos Volga-Bolgars em 22 d.D. e continua sendo um local sagrado de peregrinação para os muçulmanos tártaros. (UNESCO/BPI)[28]
Daurian reservate.jpg Paisagens de Dauria
Bem natural inscrito em 2017.
Este bem é compartilhado com: Mongólia Mongólia.
Localização: Transbaicália
Compartilhado entre Mongólia e a Federação Russa, este sítio é um magnífico exemplo da ecorregião da Estepe da Dauria, que se estende desde o leste da Mongólia, Sibéria e ao noroeste da China. As mudanças climáticas cíclicas, que distinguem entre períodos secos e úmidos, criam uma ampla diversidade de espécies e ecossistemas de importância globa. Os diferentes tipos de estepe representados, como pradarias e florestas, assim como lagos e pântanos servem como habitats para espécies raras de fauna, como os grous e a avutarda, bem como milhões de aves migratórias vulneráveis e ameaçadas. É, além disso, um sítio crítico na rota de migração da gazela mongol. (UNESCO/BPI)[29]
Свияжский Успенский монастырь.JPG Catedral e Mosteiro da Assunção da cidade-ilha de Sviyazhsk
Bem cultural inscrito em 2017.
Localização: Tartaristão
Localizada na cidade insular de Sviajsk, a Catedral da Assunção faz parte do mosteiro de mesmo nome. Sviajsk foi fundada em 1551 pelo Czar Ivan IV, o Terrível, na confluência dos rios Sviaga, Shchuka e Volga, onde a rota comercial do último curso do rio e da Rota da Seda se cruzou. Sviajsk foi o posto militar do qual este soberano impulsionou a conquista do Canato Kazan. A situação e a composição arquitetônica do Mosteiro da Assunção são ilustrativas dos planos concebidos por Ivan, o Terrível, para a expansão territorial do Estado de Moscou e a disseminação do cristianismo ortodoxo. Nas paredes da catedral você pode admirar afrescos prodigiosos do estilo pictórico orienta ortodoxo. (UNESCO/BPI)[30]
Pskov. The ensemble of the Pskov Kremlin.jpg Igrejas da Escola de Arquitetura de Pskov
Bem cultural inscrito em 2019.
Localização: Pskov
Localizado no noroeste do país, na cidade histórica de Peskov, às margens do rio Velikaya, este monumental local é composto por torres fortificadas e edifícios oficiais, bem como igrejas, catedrais e mosteiros que são naturalmente integrados em seus arredores graças aos seus jardins, muros, cercas e cercas. Os elementos mais antigos desses edifícios datam do século XII e seus volumes cúbicos característicos, cofres, átrios e torres de sino são obra da escola de arquitetura Peskov. Influenciada pela escola pictórica Novgorod e pelas tradicionais correntes estéticas bizantinas, a criatividade desta escola arquitetônica atingiu seu auge nos séculos XV e XVI, gozando de grande prestígio em todo o país e exerceu por cinco séculos uma influência considerável na evolução dos estilos arquitetônicos na Rússia. (UNESCO/BPI)[31]
Выдра (ящерица).jpg Petróglifos do Lago Onega e do Mar Branco
Bem cultural inscrito em 2021.
Localização: República da Carélia
O sítio contém 4.500 petróglifos esculpidos nas rochas durante o Neolítico, datados entre 6 e 7 mil anos atrás, e está localizado na República da Carélia, na Federação Russa. É um dos maiores sítios deste tipo na Europa com petróglifos que documentam a cultura neolítica na Fenoscândia. O sítio serial compreende 33 sítios em duas partes separadas por 300 km: 22 sítios de petróglifos no Lago Onega no distrito de Pudozhsky, com um total de mais de 1.200 figuras, e 3.411 figuras em 11 sítios do Mar Branco, no distrito de Belomorsky. As figuras de arte rupestre do Lago Onega representam principalmente pássaros, animais, figuras meio humanas e meio animais, bem como formas geométricas que podem ser símbolos do sol e da lua. Os petróglifos do Mar Branco são compostos principalmente de esculturas que retratam cenas de caça e navegação, incluindo seus equipamentos associados, bem como pegadas de animais e humanas. Eles mostram importantes qualidades artísticas e testemunham a criatividade da Idade da Pedra. Os petróglifos estão associados a lugares como assentamentos e locais de sepultamento. (UNESCO/BPI)[32]

Lista Indicativa[editar | editar código-fonte]

Em adição aos sítios inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, os Estados-membros podem manter uma lista de sítios que pretendam nomear para a Lista de Patrimônio Mundial, sendo somente aceitas as candidaturas de locais que já constarem desta lista.[33] Desde 2021, a Federação Russa conta com 28 locais na sua Lista Indicativa.[34]

Sítio Imagem Local Ano Dados UNESCO Descrição
Valaam Lake Ladoga. Valaam. The skete of saint Nicolas the Wonder-Worker P7170382 2200.jpg Carélia 1996 Misto
Reserva Histórica e Cultural Džejrach-Assa Эгикал.jpg Inguchétia 1996 Cultural A Reserva de Džejrach-Assa está localizada no curso superior de dois rios montanhosos: o rio Armhi e o rio Assa. Há 18 assentamentos nas encostas dos cânions onde há mais de 300 torres de defesa e habitáveis dos séculos XVI-XVII, 200 criptas do mesmo período, um lugar sagrado do século XV-XVI, um templo cristão medieval do século XII e muitas estruturas da Idade do Bronze (entre os séculos IX e VI a.C.). A reserva inclui uma tumba de Cromlech do século V-VI a..C.
Centro Histórico de Irkutsk Irkutsk, Russia (29053369921).jpg Sibéria 1998 Cultural Irkutsk é considerada uma "cidade histórica", como um assentamento de mais de trezentos anos e com uma população de mais de 600 mil habitantes. O que caracteriza Irkutsk é um grande número de monumentos arquitetônicos preservados de diferentes épocas e estilos (Barroco siberiano, Classicismo, Art Nouveau, "estilo russo", tradições locais, gótico, bizantino, arte arquitetônica asiática) e, apesar de tudo, isso não perturba a unidade de toda a cidade.
Kremlin de Rostov Rostov. Rostov Kremlin P7160323 2350.jpg Rostóvia 1998 Cultural: ii, iii, iv, vi O Kremlin de Rostov está localizado no centro de Rostov Veliky (a Grande), na colina de um lado do Lago Negro. O Kremlin consistia em três áreas independentes. O centro (Pátio do Bispo) é cercado por muros altos com torres. Duas outras partes menores são: Praça Sobomaya ao norte; enquanto a porção sul consiste no claustro de Gregório. Na segunda metade do século XVII, na época do Metropolitano Ioan Sysoevich, essas três partes foram unidas e o conjunto arquitetônico integral foi criado.
Centro Histórico de Yeniseysk Monastery of the Transfiguration of the Savior (Yeniseysk, Russia).jpg Krasnoyarsk 2000 Cultural: ii, iii, iv Fundada em 1619 na margem esquerda do rio Ienissei como uma fortaleza, facilitou a expansão dos russos para o leste. Yeniseysk permaneceu a maior cidade da Sibéria Oriental até o final do século XVIII. Devido à sua localização favorável, Yeniseysk tornou-se um centro muito importante para agricultura, navegação e comércio.
Petróglifos de Sikachi-Alyan Петроглифы Сикачи-Аляна 4.JPG Khabarovsk 2003 Cultural Os petróglifos de Sikači-Aljan representam monumentos únicos da história e da cultura e são de grande valor histórico, científico e artístico. O processo de seu estudo fornece uma oportunidade para traçar a evolução da arte das antigas tribos do Amur. Esta também é a fonte mais valiosa para o conhecimento da história e cultura dos povos indígenas de Priamur'e
Reserva Natural de Komandorsky Bering island-3.jpg Kamtchatka 2005 Natural: vii, viii, ix, x O arquipélago das Ilhas Comandante consiste em 15 ilhas de diferentes tamanhos que são as coroas de uma enorme cordilheira vulcânica subaquática que se estende do Alasca até Kamchatka. De acordo com os últimos dados, na flora das Ilhas Comandante, foram registradas 389 espécies de plantas vasculares,referentes a 183 gêneros e 63 famílias.
Reserva Natural de Magadan Побережье Охотского моря. Ольский участок.JPG Magadan 1998 Natural: vii, viii, ix, x Todos os quatro setores da Reserva de Magadan estão separados um do outro, bastante difíceis de alcançar e não têm assentamentos ou rotas de transporte constantes. Cada aglomerado tem características distintas no aparecimento da localidade, condições climáticas, composição da flora e fauna. Os setores da Reserva de Magadan estão localizados dentro da montanha continental do extremo leste norte e da província físico-geográfica das terras altas.
Stolby de Krasnoyarsk ..Перья.jpg Krasnoyarsk 2007 Natural: vii, viii, ix, x O Território Krasnoyarsk Stolby é um sistema integral dentro do qual os ecossistemas naturais são preservados em um estado bastante estável, apesar de estar localizado perto de uma cidade industrial. A área designada está localizada no esporão noroeste das Montanhas Saiani Oriental e quase todas elas estão incluídas na Reserva Natural do Estado de Stolby e sua área de conservação.
Pântano de Vassiugán Sibéria 2007 Natural: vii, viii, ix, x O Grande Pântano Vassiugán, o maior sistema de pântanos do Hemisfério Norte, está localizado no setor central da Planície da Sibéria Ocidental. A aplicação diz respeito à parte oriental dos pântanos de Vassiugán com pântanos arborizados adjacentes e paisagens florestais (5 090,45 km²). As condições naturais da área são determinadas por sua localização em latitudes temperadas na parte central do continente eurasiano e dentro da planície e são típicas das regiões pantanosas da Sibéria Ocidental.[35]
Complexo do Kremlin de Astracã Astrakhan Kremlin P5090805 2200.jpg Astracã 2008 Cultural: ii, iii, iv O Kremlin de Astracã é um monumento notável da arte da construção militar e de engenharia da segunda metade do século XVI e da arquitetura da Igreja Ortodoxa dos séculos XVII-XVIII. Foi um assentamento típico do período de formação do Estado russo e foi levada em conta a paisagem natural, que também era a barreira contra a invasão militar inimiga.[36]
Montanhas Ilmen Ilmenzapoved.JPG Chelyabinsk 2008 Natural: vii, viii As Montanhas Ilmen representam um fenômeno geológico único famoso pelos minerais semipreciosos e metais raros das camadas de pegmatita e pela disseminação das veias das rochas alcalinas dos Urais:os syenitas nefólicos. Eles hospedam várias rochas metamórficas e plutônicas,modificadas em diferentes graus por processos deformacionais e metasomáticos. A variedade de rochas das Montanhas Ilmen é conhecida como o "complexo de Ilmenogorsky".[37]
Sítio Aqueológico de Tánais Tanais P4300075 2350.jpg Rostov 2009 Cultural: ii, iii, v A cidade de Tánais foi fundada no primeiro quarto do século III a.C. por colonos gregos que chegaram do Bósforo na foz do rio Tanai (agora Dom), que era a área de habitação e migração de várias tribos: sármatas, meotas, grandes dinamarqueses, godos, etc. Tánais rapidamente se desenvolveu em um empório (assentamento comercial) no extremo nordeste da esfera cultural helênica.[38]
Lago Kenozero Вечер на Лёкшмозере.jpg Arcangel 2014 Misto: iii, iv, v, vi, vii A paisagem cultural camponesa de Kenozero com seus monumentos de arquitetura de madeira tem razões para ser considerada um exemplo excepcional da paisagem cultural camponesa do norte da Europa, formada nos séculos XII-XVI, que preservou em seu território tradições culturais arcaicas, como formas de arte popular e métodos de gestão da natureza.[39]
Complexo Memorial de Mamayev Kurgan aos Heróis da Batalha de Stalingrado The Motherland Calls, 2019.jpg Volgogrado 2014 Cultural: i, iv, vi O Complexo Memorial de Mamayev Kurgan, em Volgogrado, é dedicado aos heróis da Batalha de Stalingrado como um símbolo de heroísmo e patriotismo da nação soviética e um tributo à memória daqueles que morreram nesta batalha às margens do rio Volga, o palco terrestre mais significativo da Segunda Guerra Mundial.[40]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural» (PDF). UNESCO. 21 de novembro de 1972 
  2. «Rússia». UNESCO 
  3. «14th session of the World Heritage Committee». UNESCO. Consultado em 2 de setembro de 2021 
  4. «Centro Histórico de São Petersburgo e Conjuntos Monumentais Relacionados». UNESCO 
  5. «Kizhi Pogost». UNESCO 
  6. «Kremlin e Praça Vermelha, Moscovo». UNESCO 
  7. «Monumentos Históricos da Novogárdia e Arredores». UNESCO 
  8. «Sítio Histórico e Cultural das Ilhas Solovetsky». UNESCO 
  9. «Monumentos de Vladimir e de Susdália». UNESCO 
  10. «Mosteiro da Trindade-São Sérgio em Sergiev Posad». UNESCO 
  11. «Igreja da Ascensão em Kolomenskoye». UNESCO 
  12. «Florestas Virgens de Komi». UNESCO 
  13. «Vulcões de Kamchatka». UNESCO 
  14. «Lago Baikal». UNESCO 
  15. «Montanhas Douradas do Altai». UNESCO 
  16. «Cáucaso Ocidental». UNESCO 
  17. «Mosteiro de Ferapontov». UNESCO 
  18. «Istmo da Curlândia». UNESCO 
  19. «Complexo Arquitetônico e Histórico do Kremlin de Cazã». UNESCO 
  20. «Sijote-Alín Central». UNESCO 
  21. «Bacia do Uvs Nuur». UNESCO 
  22. «Cidadela, Cidade Antiga e Fortaleza de Derbente». UNESCO 
  23. «Sistema Natural da Reserva da Ilha de Wrangel». UNESCO 
  24. «Convento de Novodevichy». UNESCO 
  25. «Centro Histórico da Cidade de Yaroslavl». UNESCO 
  26. «Planalto Putorana». UNESCO 
  27. «Parque Natural dos Pilares do Lena». UNESCO 
  28. «Complexo Arqueológico e Cultural de Bolgar». UNESCO 
  29. «Paisagens de Dauria». UNESCO 
  30. «Catedral e Mosteiro da Assunção da cidade-ilha de Sviyazhsk». UNESCO 
  31. «Igrejas da Escola de Arquitetura de Pskov». UNESCO 
  32. «Petróglifos do Lago Onega e do Mar Branco». UNESCO 
  33. «World Heritage List Nominations». UNESCO 
  34. «Tentative Lists - Russia». UNESCO 
  35. «Pântano de Vassiugán». UNESCO 
  36. «Complexo do Kremlin de Astracã». UNESCO 
  37. «Montanhas Ilmen». UNESCO 
  38. «Sítio Aqueológico de Tánais». UNESCO 
  39. «Lago Kenozero». UNESCO 
  40. «Mamayev Kurgan». UNESCO