Lista do Patrimônio Mundial na Moldávia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Localização dos Sítios do Patrimônio Mundial na Moldávia.

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) propôs um plano de proteção aos bens culturais do mundo, através do Comité sobre a Proteção do Património Mundial Cultural e Natural, aprovado em 1972.[1] Esta é uma lista do Patrimônio Mundial existente na Moldávia, especificamente classificada pela UNESCO e elaborada de acordo com dez principais critérios cujos pontos são julgados por especialistas na área. A Moldávia ratificou a convenção em 23 de setembro de 2002, tornando seus locais históricos elegíveis para inclusão na lista.[2]

O sítio Arco Geodésico de Struve foi o primeiro local da Moldávia incluído na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO por ocasião da 29.ª Sessão do Comitê do Património Mundial, realizada em Durban (África do Sul) em 2005.[3] Desde então, esta extensão de um sítio transfronteiriço continental permanece como o único local da Moldávia classificado como Patrimônio da Humanidade, sendo este de classificação Cultural.

Bens culturais e naturais[editar | editar código-fonte]

A Moldávia conta atualmente com os seguintes lugares declarados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO:

Rudi IMG 4386.jpg Arco Geodésico de Struve
Bem cultural inscrito em 2005.
Localização: Soroca
Este bem é compartilhado com:  Bielorrússia,  Estónia,  Finlândia,  Letônia,  Lituânia,  Noruega,  Rússia,  Suécia e  Ucrânia.
O arco geodésico de Struve é um conjunto de triangulações que abrange dez países, ao longo de 2.820 km, da Hammerfest (Noruega) ao Mar Negro. Composto pelos pontos de triangulação feitos entre 1816 e 1855 pelo astrônomo Friedrich Georg Wilhelm Struve, este arco permitiu a primeira medição precisa de um longo segmento do meridiano da Terra. Essa triangulação ajudou a definir e medir a forma exata da Terra e desempenhou um papel importante no avanço das ciências geológicas e na fabricação de mapas topográficos precisos. É um exemplo extraordinário de colaboração científica entre sábios de diferentes países, bem como um exemplo de cooperação entre vários monarcas europeus para o progresso científico. O arco primitivo consistiu em 258 triângulos e 265 pontos fixos principais. O local inscrito na Lista do Patrimônio Mundial compreende 34 dos pontos fixos originais indicados por diferentes meios: perfuração de rochas, cruzes de ferro, montes e obeliscos. (UNESCO/BPI)[4]

Lista Indicativa[editar | editar código-fonte]

Em adição aos sítios inscritos na Lista do Patrimônio Mundial, os Estados-membros podem manter uma lista de sítios que pretendam nomear para a Lista de Patrimônio Mundial, sendo somente aceitas as candidaturas de locais que já constarem desta lista.[5] Desde 2021, a Moldávia apresenta 2 locais em sua Lista Indicativa.[6]

Sítio Imagem Localização Ano Dados UNESCO Descrição
Os solos típicos de chernossolo da estepe de Bălți Răut-28.jpg Bălți 2011 Misto: v, ix, x Chernossolo é um dos solos mais férteis. O local provisório compreende cinco locais ao redor de Bălți, onde experimentos de campo de longa data foram realizados por até 50 anos para estudar o impacto de diferentes práticas agrícolas, como o uso de rotações de culturas ou monocultura, bem como diferentes sistemas de lavoura, fertilização e irrigação na produtividade das culturas e na fertilidade do solo. A Estepe de Bălți foi importante no desenvolvimento da ciência do solo no século XIX.[7]
Paisagem arqueológica de Orheiul Vechi Stanca deasupra Rautului Butuceni.jpg Orhei 2017 Cultural: ii, v Old Orhei está localizado na margem do rio Răut. A área já estava povoada no Paleolítico. Encontram-se vestígios de um povoado do Calcolítico (cultura Cucuteni-Trypillia) e povoados da Idade do Ferro. Nos séculos XIII e XIV, foi o local de uma importante cidade da Horda Dourada. Após a partida dos mongóis, Orhei tornou-se uma das mais importantes cidades medievais da Moldávia. Foi abandonado no século 18, quando os habitantes se mudaram para a aldeia vizinha de Trebujeni.[8]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências