Magia na série Harry Potter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Maldições Imperdoáveis)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde novembro de 2017). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Na série Harry Potter, a magia é retratada como uma força sobrenatural que pode ser usada para substituir as leis da físicas usuais. Muitas criaturas mágicas existem na série, enquanto as criaturas comuns às vezes exibem novas propriedades mágicas. Objetos também podem ser aprimorados ou imbuídos de propriedades mágicas. A pequena porcentagem de seres humanos que são capazes de realizar magia é referida como bruxas e feiticeiros, em contraste com o não-mágico trouxas.

Nos seres humanos, a magia ou a falta dela é um atributo inato. É herdada, realizada em "genes resilientes dominantes".[1] A magia é a norma para os filhos de casais mágicos e menos comum nos trouxas. Existem exceções: aqueles que não conseguem fazer magia, filhos de pais mágicos, são conhecidos como squibs, enquanto que uma bruxa ou mago nascido para pais muggles é conhecido como muggle-born, ou pelo termo depreciativo "sangue-ruim". Enquanto os muggles são bastante comuns, os squibs são extremamente raros.

Uso[editar | editar código-fonte]

Bruxas e feiticeiros precisam de treinamento para aprender a controlar sua magia. Com crianças jovens e inexperientes, a magia se manifestará subconscientemente em momentos de forte apreensão, medo, raiva e tristeza.[2] Por exemplo, Harry Potter uma vez tornou o cabelo crescido de volta depois de um corte de cabelo ruim, estabeleceu uma boa constrictor em sua prima Dudley no Zoológico de Londres, e Tia Marge infla para um tamanho enorme. Embora esta reação seja geralmente incontrolável, como uma criança não treinada, Lord Voldemort conseguiu fazer as coisas se mover sem tocá-las, fazer os animais fazerem o que desejassem sem treiná-las, fazer "coisas ruins acontecerem às pessoas" que o aborrecavam, ou fazê-los doer se ele quisesse.[3] Além disso, Lily Potter foi capaz de orientar e controlar o florescimento de uma flor ao querer.

Quase toda magia é feita com o uso de um wand. Sobre o assunto da magia sem varinha, Rowling disse:[4]

Um mago ou bruxa está apenas no seu melhor quando usa sua própria varinha. Ao usar a varinha de outro, os feitiços não são tão fortes como normalmente seriam.Predefinição:HP1

Dentro dos livros, os detalhes técnicos da magia são obscuros. Das lições de Harry, apenas aqueles envolvendo [[bestas mágicas (Harry Potter)], Poções em poções de Harry Potter ou a adivinhação são dados em qualquer detalhe.

Severus Snape uma vez disse Harry Potter que "O tempo eo espaço são importantes na magia" durante a primeira aula de Occlumência de Harry em Harry Potter e a Ordem da Fênix e Albus Dumbledore disse a Harry depois de encontrar o barco magicamente escondido para alcançar o medalhão Horcrux, "a magia sempre deixa vestígios, às vezes traços distintivos".Predefinição:HP6

Limitações[editar | editar código-fonte]

Antes de publicar o primeiro livro de 'Harry Potter', Rowling passou cinco anos estabelecendo as limitações da magia, determinando o que podia e o que não podia fazer. "O mais importante para decidir quando você está criando um mundo fantasioso", disse ela em 2000, "é o que os personagens NÃO PODEM fazer". Por exemplo, enquanto é possível conjurar as coisas do nada, é muito mais complicado criar algo que corresponda a uma especificação exata e não a uma geral; Além disso, qualquer objeto tão conjurado tende a não durar.[5]

Morte[editar | editar código-fonte]

Rowling descreveu a morte como o tema mais importante nos livros.[6] Conseqüentemente, como Dumbledore afirma em "Harry Potter e o Cálice de fogo", não há feitiços que realmente possam trazer as mortas de volta à vida. Enquanto os cadáveres podem ser transformados em obedientes Inferi no comando de um mago vivo, eles são pouco mais do que zumbis sem alma ou vontade própria. No entanto, existem alguns métodos de comunicação com os mortos, embora com resultados limitados. Por exemplo, todos os diretores de Hogwarts aparecem em um retrato mágico quando eles morrem, permitindo a consulta das gerações futuras. Também é possível através do raro efeito Priori Incantatem para conversar com "sombras" fantasmagóricas de pessoas assassinadas magicamente. Pedra de Ressurreição também permite conversar com os mortos, mas aqueles trazidos de volta pela Pedra não são corpóreos, nem desejam ser incomodados com o seu repouso pacífico. Ao longo da série, este limite é continuamente mencionado, e os feiticeiros tentam transcendê-lo em sua própria loucura.

Da mesma forma, não é possível tornar-se imortal, a menos que se faça uso de um objeto de grande poder para sustentar a vida, como os Objetos mágicos em Pedra Filosofal da Pedra Filosofal de Harry Potter ou horcrux. Se alguém possuíssemos as três Relíquias da Morte, é fabuloso que eles possuam as ferramentas para se tornar o "mestre da morte". No entanto, é sugerido que ser um verdadeiro "mestre da morte" é estar disposto a aceitar que a morte é inevitável. Outros métodos de extensão da vida incluem beber sangue de unicórnio, o que manterá a pessoa viva, mesmo que a morte seja iminente, mas com o preço terrível de ser amaldiçoado para sempre. Ser mágico pode contribuir para a longevidade, uma vez que existem vários personagens da série que são invulgarmente vivos (como Griselda Marchbanks, que era um vigiador durante os exames O.W.L da Albus Dumbledore). É revelado por Nearly Headless Nick no quinto livro que todas as feiticeiras e feiticeiras podem se tornar fantasmas [fantasmas (Harry Potter)] ao morrer; no entanto, é descrito como "uma imitação pálida da vida". Snape afirma que um fantasma é meramente "a impressão de uma alma separada deixada sobre a Terra".

A morte é estudada no Departamento dos Mistérios em uma câmara contendo um véu enigmático, que Rowling descreveu como "a divisão entre a vida ea morte". No que diz respeito ao que é do outro lado, ela elaborou: "Eu acredito que você continua? Sim, eu acredito que você continua. Eu acredito em uma vida após a morte, embora eu esteja completamente sem dúvida e sempre tenha sido aí está você."[7] Sirius cai através deste véu em Ordem da Fênix depois que ele é atingido com uma maldição de Bellatrix

Principais exceções à Lei de Transformação Elementar de Gamp[editar | editar código-fonte]

As "Principais Exceções à Lei de Transformação Elementar de Gamp" é uma teoria mágica mencionada por Hermione e mais tarde repetida por Ron no livro final. Ela explica que a comida é uma dessas: bruxas ou magos podem cozinhar e preparar comida usando magia, e até mesmo multiplicá-la, mas não criá-la sem nada. Existem inúmeros exemplos na série de alimentos que "aparecem" foram conjurados a partir do nada, como a súbita materialização dos ingredientes nas panelas da cozinha de Molly Weasley e quando a professora McGonagall cria um prato auto-recarregável de sanduiches para Harry e Ron em Chamber of Secrets . Em todos os casos, esses eventos podem ser razoavelmente explicados, pois os alimentos são multiplicados ou transportados de outro lugar. Um exemplo do último é banquetear em Hogwarts - a comida é preparada por elfos nas cozinhas e colocada em quatro mesas de réplica, diretamente abaixo das mesas reais da casa no Grande Salão. O alimento é então magicamente transportado para as mesas.

Esta é a única exceção mencionada explicitamente na série. No entanto, a própria Rowling afirmou uma vez em uma entrevista que "dinheiro" é algo que os magos não podem simplesmente se materializar fora do ar,[5] ou o sistema econômico do mundo bruxo então ser gravemente falho e interromper. Enquanto os [[Objetos mágicos em Pedra Filosofal de Harry Potter #] podem permitir alquimia, isso é retratado como um objeto extremamente raro, mesmo único, cujo proprietário não aproveita seus poderes.

Emoções[editar | editar código-fonte]

Conforme explicado anteriormente, jovens feiticeiros não treinados podem desencadear a magia descontrolada quando estão no estado de emoções elevadas. Mas as emoções também afetam bruxas e feiticeiros treinados e suas habilidades mágicas. Por exemplo, em "Half-Blood Prince", uma [[Nymphadora Tonks] destronada] perde temporariamente seu poder como Metamorphmagus quando Remus Lupin começa a se distanciar dela. A forma dela Patronus muda para refletir sua depressão. Outro exemplo é Merope Gaunt, que só demonstrou qualquer habilidade mágica quando retirado da opressão de seu pai, mas depois perdeu novamente quando o marido a abandonou.

Vários feitiços mágicos requerem o uso de certas emoções quando os molda. O encanto de Patronus, por exemplo, exige que o conjurador se concentre em uma memória feliz. (Força de vontade, em circunstâncias atenuantes, ajuda muito. Um exemplo disto é quando Harry é capaz de conjurar um Patronus corpóreo quando Sirius corre o risco de ser administrado o Dementor's Kiss.) Predefinição:HP3 Outro exemplo é o Cruciatus Curse, que causa uma enorme dor; como Harry descobre durante um duelo com Bellatrix Lestrange, o uso efetivo dessa magia negra proibida requer desejos sádicos. Predefinição:HP5

O amor (no seu sentido mais amplo) é representado como uma forma de magia particularmente poderosa. De acordo com Dumbledore, o amor é uma "força que é ao mesmo tempo maravilhosa e mais terrível do que a morte do que a inteligência humana, do que as forças da natureza". Predefinição:HP5 O sacrifício voluntário de Lily por conta de Harry o salva de Voldemort como um bebê, e Harry faz um sacrifício semelhante para salvar seus amigos no final de "Relíquias da Morte". Predefinição:HP7 Uma certa profecia chave na série descreve Harry como tendo "o poder do Senhor das Trevas não sabe", referenciando sua capacidade para amor. Predefinição:HP5

O amor verdadeiro é impossível de criar magicamente; Amortentia, uma poção de amor, só pode criar uma poderosa sensação de paixão e obsessão.

Feitiços[editar | editar código-fonte]

Feitiços são as ferramentas de todos os fins de um mago ou bruxa; pequenas explosões de magia usadas para realizar tarefas especializadas únicas, como abrir bloqueios ou criar fogo. Normalmente, o elenco requer um encantamento, na maioria das vezes em uma forma modificada de Latin (veja Dog Latin, e gesticulando com wand. No entanto, Rowling revelou que feiticeiros particularmente talentosos podem lançar feitiços sem o auxílio de varinha, embora a magia produzida com um seja geralmente mais precisa e poderosa.[8] Os feitiços também podem ser lançados de forma não verbal, mas com uma varinha mágica. Esta técnica especial é ensinada no sexto ano de estudo em Hogwarts e exige que o conjurador se concentre no encantamento. Alguns feitiços (por exemplo, "Levicorpus") aparentemente foram projetados para serem usados de forma não verbal. Enquanto a maioria das magias mostradas nos livros exige que o rodízio use sua voz, outras não (e isso pode depender da bruxa ou do assistente). Dumbledore é conhecido por fazer feitos impressionantes de magia sem falar, como conjurar sacos de dormir roxos suficientes para acomodar toda a população estudantil Predefinição:HP3 ou durante seu duelo com Voldemort no final da Ordem de a Fênix.

É possível usar uma varinha sem segurá-la. Em Ordem da Fênix , Harry ele mesmo faz Lumos para acender sua varinha quando está deitado no chão em algum lugar perto dele. Predefinição:HP5 Além disso, Animagi e Metamorphmagi não precisam de varinhas para sofrer suas transformações.

Os feitiços são divididos em categorias como maldições, azarações, transfigurações e poções.[9] Maldições são associadas às artes das trevas, e embora estejam relacionadas, as azarações tem um efeito reduzido.[9] Embora as maldições ofensivas e potencialmente perigosas existam em grande número, três são consideradas utilizáveis ​​apenas para o grande mal, o que lhes gera a classificação especial de "Maldições imperdoáveis".

A principal representação de um "feitiço" nos livros de Harry Potter é por composta de um gesto feito com a personagem varinha, combinada com um encantamento mental ou falado. Nos livros e os associados da série cinematográfica, os nomes da maioria desses feitiços ou encantamentos os usados ​​para fazê-los são derivados das línguas clássicas, especialmente o latim. Estes nomes não são gramaticalmente corretos em qualquer idioma; os termos mais falados assemelham-se a palavras em latim com significado apropriado, mas em si são o latim macarrônico.

Devido à sua popularidade, os nomes de diversos feitiços já foram usados para nomear pratos em food-trucks[10][11] e restaurantes, golpes de artes marciais,[12] além de poses de yoga.[13]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Lista de feitiços[editar | editar código-fonte]

  • Abaffiato[14] (Em inglês: Muffliato) - abafa o som de algum lugar com um zumbido. Foi usado por Harry enquanto conversava com Sirius. Usado também por Hermione junto com os feitiços para proteger o acampamento em Harry Potter e as Relíquias da Morte. Foi usado também por Harry várias vezes nos professores e em Madame Pomfrey quando Harry queria conversar com Rony e Hermione no livro "Harry Potter e o Enigma do Príncipe". Foi inventado por Severo Snape.
  • Accio[14] - Usado para atrair um objeto distante do bruxo para ele. O bruxo deve conhecer a área geral do objeto, a fim de o convocar, e quanto mais longe estiver, mais difícil será atraí-lo.[15] Usado em Animais Fantásticos e onde habitam. Foi aprendido por Harry, para sua primeira tarefa no Torneio Tribruxo.
  • Aguamenti[14] (Em inglês: Aquamenti) - Feitiço que cria uma fonte ou jato de água da varinha de quem o conjura. Harry usa-o, sem sucesso, na tentativa de apagar o fogo na casa de Hagrid.[16]
  • Alarte Ascendare[14] (Em inglês:Alarte Ascendare) - usado para lançar algo ou alguém pelo ar. Lockhart tentou lançá-lo na cobra que Draco conjurara durante o Clube de Duelos, mas o feitiço só a atirou para cima e a deixou mais agressiva.
  • Alohomora[14] (Em inglês: Alohomora) - feitiço usado para destrancar portas, janelas e baús que estejam trancados.[17][18][19]
  • Anapneo[14] - Feitiço capaz de desobstruir as vias respiratórias do alvo, sendo ideal contra engasgos.[20]
  • Aparecium[14] - Faz com que algo invisível se torne vísivel. Hermione usa-o, sem sucesso, na tentativa de fazer com que a tinta no diário de Tom Riddle aparecesse.[21]
  • Arania Exumai[14] - Feitiço usado para lançar aranhas para longe. Usada por Harry Potter para afastar as aranhas do carro do sr.Weasley
  • Aresto Momentum[14] (Em inglês: Arrestum Momentum) - Deixa a queda mais suave. Quando a pessoa é atingida durante a queda, ela recomeça a cair daquela mesma altura.
  • Ascendio - Faz com que o conjurador seja lançado rapidamente para cima, esteja onde estiver.
  • Avis - Conjura uma revoada de pequenos pássaros. Encantamento usado pelo Sr. Olivaras para conjurar pássaros da varinha de Vítor Krum. Também é conjurado por Hermione quando a mesma estava com raiva de Rony por estar namorando Lilá Brown.[22]
  • Avifors[14] (Em inglês Stinging Hex) - Transforma o alvo em uma ave, em uma revoada de aves ou, ocasionalmente, em um bando de morcegos pretos.
  • Azaração Ferreteante[14] - Deixa o rosto desfigurado. Usado por Hermione em Relíquias da Morte para deixar Harry irreconhecível aos sequestradores
  • Azaração Pimentatus (Em inglês: Pepper breath hex) - Faz com que a garganta e boca do oponente queime com fogo em brasa.
  • Harry viu este feitiço no livro Azarações básicas para os ocupados e aflitos enquanto procurava por formas de enfrentar a primeira tarefa dos dragões no Torneio Tribruxo.[23]
  • Azaração Escalpelarius Totalus (Em inglês: Instant scalping hex)- Efeito desconhecido. Harry viu este feitiço no livro Azarações básicas para os ocupados e aflitos enquanto procurava por formas de enfrentar a primeira tarefa dos dragões no Torneio Tribruxo.[24]
  • Azaração Língua de Espinhos - (Em inglês:Horn tongue hex) - Efeito desconhecido. Harry viu este feitiço no livro Azarações básicas para os ocupados e aflitos enquanto procurava por formas de enfrentar a primeira tarefa dos dragões no Torneio Tribruxo.[25]
  • Azaração Locomotor Wibbly (Em inglês:Jelly-Legs Jinx) - Faz as pernas do atingido bambearem incontrolavelmente. Azaração que só cessa até um contra-feitiço ser utilizado. Foi aprendida por Harry para sua terceira tarefa no Torneio Tribruxo.[26]
  • Azaração do Ofuscamento (Em inglês:Bedazzling Hex) - é um feitiço que presumivelmente impede a visão normal dos objetos encantados. Xenofílio Lovegood disse que uma capa de viagem pode ser enfeitiçada com uma Azaração do Ofuscamento para que ela funcione como uma Capa da Invisibilidade.[27]
  • Azaração Desequilibrum (Em inglês:Trip Jinx)[14]- Faz o oponente tropeçar no próprio tornozelo. Azaração usada por Draco Malfoy para capturar Harry no quinto ano, no momento em que ele tentava fugir da Profa. Umbridge, quando esta descobriu a existência da Armada de Dumbledore.[28]
  • Azaração para Rebater Bicho-Papão (Em inglês:Bat-Bogey Hex) - Rebate o bicho-papão para o rosto do oponente. Azaração que Gina usa para fugir de Draco Malfoy ao final do quinto ano, deixando a cara dele coberta de coisas "enormes e esvoaçantes".[29]
  • Acqua Eructo[14]
  • Aequora Tego[14]
  • Brachiabindo - Esse feitiço é parecido com o "Incarcerous". Ele faz o alvo ficar preso em cordas.
  • Braquium Remendo[14] - Se usado corretamente pode curar um braço quebrado. Gilderoy Lockhart o usa sem sucesso, e acabou deixando o braço de Harry Potter sem ossos, o que fez com que Harry tivesse que ficar na Ala Hospitalar por um bom tempo.
  • Bombarda[14] (Em inglês:"Bombarda") - Possui efeitos destrutivos como o de uma bomba. Hermione o utiliza para quebrar a grade da prisão onde se encontrava Sirius Black.
  • Bombarda Maxima - Possui efeito altamente destrutivo como o de uma bomba. Uma versão mais avançada do feitiço Bombarda. Umbridge o utiliza para desabar a parede da Sala Precisa descobrindo a sede da associação denominada Armada de Dumbledore.
  • Colloportus - Usado para lacrar/trancar portas, janelas e passagens. Hermione o utilizou no Ministério da Magia, no Departamento de Mistérios para fugir dos Comensais da Morte.[30]
  • Cara-de-Lesma - Faz com que a vítima vomite lesmas por um determinado tempo, lembrando que o tempo de duração do efeito do feitiço varia de acordo com a experiência do bruxo. Rony Weasley tentou usar esse feitiço contra Draco Malfoy em A Câmara Secreta (Sonserina entra em campo para treinar Quadribol, mas Grifinória já estava presente), mas sua varinha estava quebrada fazendo com que o feitiço fosse lançado contra ele mesmo.
  • Cave Inimicum[14] - Feitiço que protege uma área determinada, impedindo que qualquer pessoa a veja de fora. Hermione usou esse feitiço como parte dos encantamentos de proteção usados para esconder o acampamento que ela dividia com Harry e Rony durante a caçada pelas Horcruxes.
  • Cistem Aperio[14] - Abre o objeto escolhido. Tom Riddle usa para abrir o baú onde a jovem Aragogue estava. Filme: Câmara Secreta.
  • Comichão nas Orelhas - Azaração que faz com que as orelhas da vítima cocem incontrolavelmente. Em inglês:Twitchy Ears Hex.[31]
  • Confringo[14] - Causa uma explosão no oponente. Também conhecido como Feitiço Detonador ou Maldição de Explosão. Usado por Alberta Toothill na Competição Inglesa de Duelos Bruxos de 1430, superando o favorito Samson Wiblin. Lançado por Harry no sidecar que havia se desprendido durante a fuga dos sete Potters. Com isso ele conseguiu arrancar um comensal da vassouras, fazendo o seu companheiro recuar. Lançado por Hermione na casa de Batilda Bagshot quando Nagini estava atacando Harry; o feitiço ricochetou por todo o quarto, explodindo o espelho. Mais tarde, Hermione se referiu ao feitiço usado como Feitiço Detonador. O feitiço ricochetou e acabou quebrando a varinha de Harry.,ref>Relíquias da Morte (pp. 51, 253)
  • Confundus - Faz o oponente se confundir/iludir, acreditar em outra coisa, mudando seu comportamento habitual. Snape sugere que Sirius Black tenha usado um desses em Hermione, Harry e Rony no fim do terceiro livro. O falso Moody usou este feitiço no Cálice de Fogo para que ele aceitasse Harry como membro de uma quarta escola. Hermione usou um Feitiço para Confundir em McLaggen para que ele não entrasse para a equipe de quadribol durante o sexto ano. Snape especulou que um Feitiço para Confundir havia sido aplicado em Dawlish, já conhecido pela sua suscetibilidade à feitiços. Lançado por Harry nos dois bruxos que estavam fora da entrada principal do Gringotes. Livros: Prisioneiro de Azkaban (p. 311), Cálice de Fogo, (pp. 223, 224), Enigma do Príncipe (p. 183), Relíquias da Morte (pp. 11, 411).
  • Conjunctivitis[14] - Feitiço que irrita o olho da pessoa atingida, impedindo-a de enxergar. Sirius recomendou a Harry usá-lo contra o dragão na primeira tarefa do Torneio Tribruxo, mas Harry não o fez; em vez disso,Vítor Krum o usou. Livros: Cálice de Fogo (p. 322), Ordem da Fênix (p. 354).
    • Bartô Crouch Jr. disfarçado como Olho-Tonto Moody, demonstra a maldição em uma aranha ao dar a primeira aula de Defesa Contra as Artes das Trevas. Voldemort utilizou a maldição em Harry durante o duelo com ele no cemitério logo após ter seu corpo recuperado. Harry usou a maldição em Belatriz Lestrange logo após esta enviar Sirius Black através do portal no Ministério da Magia. Por Harry não querer realmente causar dor em Belatriz, a maldição não funcionou. Harry tortura Amico Carrow após cuspir no rosto de Minerva. Belatriz Lestrange usa a maldição em Hermione para descobrir como ela, Harry e Rony conseguiram roubar a Espada de Gryffindor de seu cofre no Gringotes.
  • Carpe Retractum - Cria uma corda roxa de energia que serve para atrair objetos ou atirá-los contra alguém.
  • Colloportus[14]
  • Deletrius - Feitiço usado para cancelar o Prior Incantato e, possivelmente, outros feitiços. Usado por Amos Diggory durante a Copa Mundial Bruxa para cancelar o feitiço Prior Incantato da varinha do Harry.[32]
  • Densaugeo[14] - Os dentes da vítima aumentam assustadoramente.Draco Malfoy usou esse feitiço em Harry, mas acabou acertando Hermione.[33]
  • Defodio - Escava buracos ou paredes com o intuito de abrir espaço entre o bruxo e o alvo. Lançado por Hermione (juntamente com Harry e Rony) para ajudar o dragão abrir passagem para fora dos túneis de Gringotes.[34]
  • Deflexão de Feitiços - Forma de magia que gera uma auto-defesa contra feitiços. Moody ensinou este tema, aplicando uma difícil prova para os alunos do quarto ano.Em inglês:Hex-Deflection[35]
  • Deprimo[14] - Direciona uma explosão no oponente. Hermione usou este feitiço para explodir a abertura do soalho da sala de visitas dos Lovegood, enquanto os Comensais da Morte tentavam capturar o Trio.[36]
  • Depulso - Como o Flipendo, é utilizado durante os jogos da série para empurrar alavancas, botões e objetos no geral. Jogo: Ordem da Fenix.
  • Descendo - Faz com que algo caia ou abaixe. Uma espécie de feitiço Flipendo. Ron o usa para abrir o alçapão do sotão d'A Toca. Crabbe lançou este feitiço em uma montanha de quase vinte metros de entulho velho na Sala Precisa, fazendo balançar as paredes e desmoronar tudo.[37]
  • Destruccio - Faz com que quebre o nariz da vítima, bruxos mais experientes, como os Aurores conseguem designar o feitiço para quebrar uma perna ou um braço.
  • Desaparatar - Desaparecer de um lugar e reaparecer (aparatar) em outro. O bruxo só pode aparatar/desaparatar após completar 17 anos; e é necessário possuir uma licença, obtida depois de se fazer um curso (oferecido pelo Ministério da Magia) e se passar no exame.
  • De acordo com o instrutor de Harry, para aparatar o bruxo deve ter em mente três palavras: destinação, determinação e deliberação. Em inglês:Disapparate,[38] Enigma do Príncipe.
  • Diffindo[14] - Feitiço usado para cortar coisas. Harry o usa, por exemplo, para rasgar a mochila de Cedrico. Livros: Cálice de Fogo (p. 271), Ordem da Fênix (p. 646) e Enigma do Príncipe.
  • Diminuendo - Diminui objetos. É usado por membros da Armada de Dumbledore no treinamento.
  • Dissendium - Abre a passagem da estátua da bruxa caolha, que leva até a Dedosdemel. É dito o encantamento em voz alta enquanto a estátua é batida com a varinha do bruxo.* Harry usou deste meio algumas vezes.Em inglês:Dissendium[39]
  • Duro - Feitiço que solidifica/endurece o objeto alvo. Hermione lançou este feitiço em uma tapeçaria onde dois Comensais da Morte colidiram.[40]
  • Emancipare - Feitiço da libertação, faz com que cordas ou amarras se soltem, libertando assim o alvo escolhido.
  • Evertu status - muito parecido com Expelliarmus, faz com que o adversário caia no chão.
  • Enervate - Feitiço que traz a pessoa à realidade. Dumbledore usa esse feitiço no quarto ano para acordar Krum desmaiado. Dumbledore o usou também para fazer Bartô Crauch Jr. acordar para falar a verdade sobre Voldemort e sobre o desaparecimento de seu pai, e como fugiu de Azkaban.
  • Engorgio[14] - usado pra aumentar coisas. O falso Moody usou esse feitiço para aumentar uma aranha em sua primeira aula de Defesa Contra as Artes das Trevas dada à turma do 4º ano, que incluía Harry, Rony e Hermione.
  • Episkey[14] - Cura/repara o dano causado a algo. Usado por Ninfadora Tonks para secar o sangue no rosto de Harry depois de Draco ter pisado em seu nariz e tê-lo quebrado (No Livro, Enigma do Príncipe). No filme o feitiço é usado por Luna Lovegood. Posteriormente o mesmo feitiço foi utilizado por Harry para curar o ferimento na boca de Demelza Robins que não parava de sangrar, devido ao soco que Rony sem querer deu na menina quando ela se aproximava dos aros para marcar um gol em um dos treinos de Quadribol da Grifinória.
  • Estupefaça - Feitiço que tem chance de deixar o alvo inconsciente. Quando ele é lançado, sai um raio vermelho da varinha.
    • Os bruxos do Ministério da Magia usaram esse feitiço em Harry, Rony e Hermione, achando que eles eram os responsáveis pela Marca Negra conjurada após a Copa Mundial de Quadribol.
    • Útil contra pogrebins. Em inglês:Stupefy[41][42][43]
  • Estupore - Feitiço que mantém o alvo inconsciente, lançando-o para longe. Usado pelos guardiões de dragão (muito rapidamente) para controlar os dragões usados mais tarde no Torneio Tribruxo. Inútil contra gigantes e meio-gigantes como Hagrid, por causa da sua forte resistência, comparada até com a dos trasgos. Usado por Harry Potter em Lucio Malfoy no filme Relíquias da morte parte 1. (Apenas na versão dublada) Em inglês:Stunner. Livros: Cálice de Fogo (p. 261), Ordem da Fênix (p. 585, 586) Animais Fantásticos e Onde Habitam (p. 47). Filmes: Relíquias da Morte parte 1.
  • Evanesca - O feitiço do desaparecimento, é usado por bruxos para fazer algum objeto desaparecer completamente.
    • Estudado pelos bruxos do quinto ano de Hogwarts nas aulas de Transfiguração, começando com pequenas cobras e subindo até ratos. Gui o utilizou para sumir com os pergaminhos sobre a Ordem da Fênix, e Snape fez o conteúdo do caldeirão de Harry sumir com a ajuda desse feitiço. Em inglês:Evanesco[44]
  • Expecto Patronum[10][14] - Ser de luz que protege o bruxo de Dementadores e Mortalhas-Vivas. É branco-prateado e sua forma varia de acordo com cada bruxo. O encantamento para sua criação é Expecto Patronum e o bruxo tem de estar pensando numa lembrança muito feliz para conseguir executá-lo. Sendo assim, o Patrono é uma reprodução dessa felicidade, mas como não é um ser humano, os Dementadores não podem vencê-lo. Conta-se que Andros, o Invencível é o único bruxo conhecido a produzir um Patrono do tamanho de um gigante. É um feitiço muito complexo e difícil, alguns bruxos só conseguem produzir um filete prateado em forma de escudo, que logo se apaga. A forma animal de um patrono não determina sua força. Podem ser usados como meio de comunicação também, método descoberto e praticado pela Ordem da Fênix. Patronos conhecidos:
    • Aberforth: Bode
    • Arthur Weasley: Doninha
    • Cho Chang: Cisne
    • Dolores Umbridge: Gato
    • Dumbledore: Fênix
    • Ernesto Macmillan: Javali
    • Gina Weasley: Cavalo
    • Harry Potter: Veado
    • Hermione Granger: Lontra
    • Kingsley Shacklebolt: Lince
    • Lilian Potter: Corça
    • Luna Lovegood: Lebre
    • Ninfadora Tonks: Lobo
    • Remo Lupin: Lobo
    • Ron Weasley: Cão Terrier
    • Simas Finnigan: Raposa
    • Severo Snape: Corça
  • Expelliarmus - Feitiço que desarma o inimigo atingido, e que pode criar um impulso quando não atinge, jogando o inimigo para longe, derrubando-o. Ensinado por Gilderoy Lockhart e Severo Snape no Clube de Duelos para vários alunos, e desde então um dos feitiços mais usados por Harry Potter.[45]
  • Expulso - Lança uma forte pressão sobre o oponente, muitas vezes o estilhaçando. Usado por Thor Rowle durante o confronto no café; ele explodiu a mesa que estava próxima de Harry. Harry o usou para tentar destruir o Medalhão de Salazar Slytherin.[46]
  • Feitiço Escudo - Parede temporária e protetora de pequenos feitiços. Usado por Harry em Harry Potter e o Cálice de Fogo, página 399 da edição de capa dura.
  • Feitiço dos Quatro Pontos - É uma espécie de bússola mágica usada para indicar o norte. Basta que o conjura dor aponte a varinha para cima e diga: Me oriente! Usado por Harry Potter em o cálice de fogo, para verificar se estava no caminho certo do labirinto. Livro: Harry Potter e o Cálice de Fogo, página 399 da edição de capa dura.
  • Feitiço Redutor - Usado para explodir objetos sólidos em seu caminho, foi usado por Harry em Harry Potter e o cálice de fogo,[47] e também por Gina Weasley em Harry Potter e a ordem da fênix;
  • Férula - Usado para conjurar e arrumar ataduras. Feitiço Conjuratório. Deve ser realizado sobre um ferimento pois cria atadura que envolve o machucado, imobilizando em certos casos. Lupin o utilizou para imobilizar a perna quebrada de Rony.[48]
  • Fidelius - Feitiço na qual um segredo, mesmo que muitas pessoas saibam, seja confidenciado apenas a uma pessoa e as demais, que saibam dele, o esqueça. Feitiço de alto nível. Em miúdos: um segredo é guardado bem no íntimo de uma pessoa e é impossível tirá-lo por meio de magias ou até legimência (leitura de mente).* Segundo Cornélio Fugde, Lilian e Tiago usaram este feitiço em Pedro Pettigrew a fim dele ser o único a saber da localização de ambos - visto que estavam se escondendo de Lord Voldemort.[49]
  • Finite - Para ou reverte o efeito de determinados feitiços. O feitiço mais poderoso é o Finite Incantatem,mas para feitiços de leve a moderados,é só usas o feitiço Finite.
  • Finite Incantatem[14] (Em inglês: Finite Incantatem) - Feitiço que encerra os feitiços anteriormente proferidos. Snape usou este feitiço para acabar com os efeitos provocados pelos feitiços do Clube de Duelos quando este adquirira um caráter agressivo.[50]
  • Flagelo[14]
  • Flagrate[14] - cria um desenho ardente de fogo no ar com o auxílio da varinha. Esse feitiço tem uma duração limitada. Hermione usou este feitiço para marcar com um "X" as portas que já haviam sido abertas no Departamento de Mistérios. Em inglês:Flagrate [51]
  • Flipendo - Usado para empurrar ou derrubar algo. Feitiço útil nos jogos da série, sendo muito usado para aremessar ou mover objetos, explodir pequenos inimigos ou empurrar botões para destravar portas.[52]
  • Fogo maldito (Em inglês:Fiendfyre) - O fogo maldito é resultado de um feitiço avançado, que gera labaredas de fogo de tamanho anormal. Ao mais leve toque, o fogomaldito transforma tudo em fuligem. Ele age como se estivesse vivo, consciente, muito decidido de seu objetivo. Esse fogo também muda de forma, virando serpentes flamejantes, quimeras e dragões. O fogo maldito também é considerada uma das substâncias que possuem o poder de destruir Horcruxes, porém é muitíssimo perigoso, segundo Hermione. Crabbe o lançou dentro da Sala Precisa destruindo a ante-penúltima Horcrux de Voldemort.[53]
  • Fulgari - Fulgari é o encantamento para um feitiço usado para ligar os braços do oponente em, cordões luminosos viciosos. Emancipare agiu como seu contra-feitiço. Fulgari é possivelmente derivado do latim fulgur, "relâmpago", ou fulgere, latim para "a brilhar, clarear ou flash". Isso corresponde à aparência luminosa do efeito de ligação da magia. Observando o amor de Rowling por trocadilhos, é também possível que Fulgari é um trocadilho com a palavra Inglês "vulgar", que pode significar "ofensiva" ou "de mau gosto", especialmente desde Fulgari tem sido usada como uma magia ofensiva. Em 30 de de Outubro de 2020, Delphini jogou esta mágica em ambos Alvo Potter e Scorpius Malfoy, para forçá-los a viajar no tempo a 24 de de Junho de 1995, para fazer Cedrico Diggory falhar a terceira tarefa do Torneio Tribruxo. Uma vez que chegaram lá, um inconsciente Cedrico (convencido de que era um obstáculo que fazia parte da Tarefa), desarmou Delphini e libertou os dois rapazes.
  • Geminio - Duplica o objeto alvo. Hermione o usou para criar duplicata da Horcrux do medalhão de modo que Umbridge não percebesse a falta do objeto. Usado no cofre de Belatrix Lestranger para duplicar tudo o que encostava.[54]
  • Glacius - Magia congelante, utilizada contra inimigos flamejantes. Também serve para criar trilhas de gelo em superfícies aquáticas, congelar fontes e transformar poças d’água em cubos. Magia exclusiva de harry, presente no terceiro jogo da série. Em inglês:Glacius Jogo: Prisioneiro de Azkaban.
  • Glisseo - Converte o objeto alvo em uma superfície achatada. Quando Hermione o lançou, os degraus na qual ela, Harry e Rony estavam se achataram formando um plano inclinado no qual puderam deslizar.[55]
  • Herbivicus - Gera um crescimento mais rápido em plantas. Se usado em salgueiros, eles podem ficar de mau humor. Presente no quarto jogo da série.
  • Homenum Revelio[14] - Esse tipo de encantamento é usado para saber se há presença humana em determinado lugar. Hermione Granger usa no lago Grimmauld para saber se havia alguém por lá. Também foi usado por um Comensal da Morte na casa dos Lovegood para saber se Harry estava lá. Ambas aparições do feitiço foram usadas no livro Harry Potter e as Relíquias da Morte.
  • Homonculos[14] - É um feitiço um tanto avançado que, quando lançado em um mapa, permite que seu possuidor acompanhe os movimentos de cada pessoa na área mapeada, por meio de pontos rotulados que se movem ao redor do pergaminho. É usado por Tiago Potter,Sirius Black, Remus Lupin e Pedro Pettigrew no Mapa do Maroto.
  • Impedimenta[14] - Este feitiço é capaz de pararalizar, e impedir o alvo de prosseguir sobre o feiticeiro, jogando-o para trás conforme a intensidade, Pode tambem gerar uma parede de ar./Encantamento da Azaração de Impedimento. Foi ensinada por Harry aos integrantes da Armada de Dumbledore, no quinto ano de Hogwarts. Aparece nos Livros Cálice de Fogo (p. 498), Ordem da Fênix (p. 373), Enigma do Príncipe (p. 452).
  • Impervius - Feitiço na qual torna um objeto impermeável. Hermione usa para deixar os óculos de Harry impermeável durante o tempestuoso e chuvoso jogo de Quadribol entre Grifinória e Lufa-Lufa (p. 133, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)
  • Immobillus - Feitiço usado para imobilizar o alvo. Usado por Hermione no filme Harry Potter e a Câmara Secreta. quando o professor Lockhart solta os Diabretes na sala de aula.
  • Incendium[14] - Conjura fogo. Usado por Bellatrix Lestrange para incendiar a casa de Hagrid e por Harry na tentativa de destruir a Horcruxe do Medalhão de Slytherin.
  • Ignotus Gubraiciano (Em inglês Gubraithian fire) - também conhecido como Fogo Perpétuo (ou fogo gubraiciano), é um feitiço para fazer objetos queimarem para sempre. Mencionado pelo professor Flitwick nas aulas de Feitiços. Além disso, Dumbledore enviou para um Gurgue, um ramo enfeitiçado com este fogo.
  • Lacarnum Inflamare - Produz um projétil de fogo.
  • Langlock - Impede os fantasmas de falar.
  • Legilimens[14] - Permite ao bruxo penetrar na mente da vítima, permitindo ver memórias e emoções. Apenas bruxos que possuem a habilidade legilimencia conseguem utilizar este feitiço. Snape o usou muitas vezes em Harry nas aulas de Oclumência para ajudar a bloquear suas memórias de Lord Voldemort.
  • Levicorpus [14]- Levita o corpo do alvo, como se tivesse sido pendurado pelo tornozelo, inventado por Severo Snape. Harry utilizou esse feitiço em Ron Weasley sem querer na sala comunal da grifinória em seu sexto ano em hogwarts.
  • Locomotor Mortis - Feitiço das Pernas Presas, Prende as pernas da vítima, impedindo que elas andem. Draco usou esse feitiço em Neville no primeiro ano e ele teve que ir pulando até a Torre da Grifinória.
  • Lumus[10][14]/Luminus - Projeta uma luz na ponta da varinha e pode ser apagada dizendo "nox". Filmes: Prisioneiro de Azkaban, Cálice do Fogo, Ordem da Fênix, Enigma do Príncipe e Relíquias da Morte parte 1 e 2.
  • Lumus Maximus[14] - Cria um imenso clarão no ambiente em que o bruxo está, ou pode ser disparado como uma grande bola de luz, é uma variação mais potente do Lumus.
  • Lumus Solem - Produz uma intensa luz sobre um determinado local ou objeto, semelhante à luz solar. Pode ser usado também em algumas plantas e raízes. Usado por Hermione para salvar Rony Weasley do Visgo do Diabo.
  • Mobiliarbus - Feitiço usado para mover/levitar árvores. Foi usado por Hermione Granger para mover uma árvore de Natal a fim de ocultar Harry Potter, que estava no "Três Vassouras" (Hogsmeade) sem autorização, dos professores -MCGonagall, Flitwick e Hagrid - que estavam acompanhos de Cornélio Fudge, Ministro da Magia.[56]
  • Mobili Corpus - Move a pessoa para onde desejar. Foi usado por Sirius Black para transportar Snape para fora da Casa dos Gritos em Prisioneiro de Azkaban.
  • Morsmordre[14] - Conjura a Marca Negra, ou seja, símbolo de Lord Voldemort. (Primeira aparição em Harry Potter e a Pedra Filosofal).
  • Nox[14] - Apaga a luz conjurada pelo feitiço Lumus.
  • Obliviate[14] - Feitiço do Esquecimento. Apaga ou altera a memória do alvo, fazendo com que o bruxo que lança o feitiço modifique a memória a seu favor. Foi usado por Gilderoy Lockart em Harry Potter e a Câmara Secreta mas o feitiço ricocheteou. Também usado por Hermione em seu próprios pais e em comensais da morte (Harry Potter e as Relíquias da Morte)
  • Obscuro - Cega a pessoa a qual foi atingida pelo feitiço. Usado por Harry em Harry Potter e a Criança Amaldiçoada p. 141
  • Oppugno - Faz com que animais ou objetos ataquem alguma pessoa. Usado por Hermione Granger para os pássaros que ela havia conjurado atacassem Rony Weasley porque ela estava com ciúmes que ele estava namorando com Lilá.
  • Orquidius - Conjura uma pequena flor da ponta de sua varinha.
  • Pericullum - dispara faíscas vermelhas da ponta da varinha. É usado por Harry em "Harry Potter e o Cálice de Fogo" em sua última tarefa no Torneio Tribruxo, dentro do labirinto, para que Fleur Delacour (capturada pelo labirinto) pudesse ser salva.
  • Petrificus Totalus - Faz com que o alvo fique paralisado temporariamente. Um bruxo mais experiente é capaz de paralisar determinadas partes do corpo, como o braço ou a perna, por exemplo. Usado por Hermione em Neville em Harry Potter e a Pedra filosofal. Usado por Newt Scamander em Animais Fantásticos e Onde Habitam.
  • Piertotum Locomotor - Feitiço usado por Prof Minerva para dar vida à estátuas gladiadoras para proteger o castelo de Hogwarts contra Voldemort no filme Relíquias da Morte pt. 2[57]
  • Prior Incantato - Permite ver quais foram os últimos feitiços realizados por uma varinha. Aparece pela primeira vez em Harry Potter e o Cálice de fogo, quando a marca negra é invocada pela varinha de Harry.[58]
  • Priori Incantatem - é um fenômeno raro que ocorre quando duas varinhas que compartilham do mesmo núcleo duelam. Apareceu em Harry Potter e Cálice de Fogo formado quando as varinhas de Harry Potter e Lord Voldemort se uniram.[59]
  • Portus - Faz com que o objeto atingido se torne uma Chave de Portal. Usado em Harry Potter e o Cálice de fogo, para levar Harry e Cedrico Diggory ao cemiterio de Lorde Voldemort.
  • Protego - Pode ser usado como um feitiço-escudo, criando uma barreira invisível à frente do bruxo, ou como um contra-feitiço. Utilizada por Dolores Umbridge para se defender da flecha de um centauro na floresta proibida. Filmes : Harry Potter e a Ordem da Fênix.
  • Protego Horribilis[14] - Cria uma proteção contra maldições avançadas e contra maldições imperdoáveis.
  • Protego Maxima - Cria uma barreira de proteção em torno de uma área delimitada, fazendo com que nenhum feitiço possa atravessá-la.
  • Protego Nerus[14] - Produz uma barreira diante do bruxo que defende os feitiços mais avançados.
  • Protego Totallum - Invoca uma barreira envolta de uma área, impedindo que feitiços passem até que seja quebrada.
  • Partis Temporus - Abre passagens sobre elementos como água ou fogo quando não há saída. Foi usada por Dumbledore em o Enigma do Príncipe quando o mesmo criou fogo para derrotar as criaturas na caverna onde procurava o Medalhão. E por hermione quando estavam na sala precisa pegando fogo (Relíquias da Morte 2).
  • Quenterralopus - Conjura um ar quente da ponta da varinha.
  • Quietus - É o contra-feitiço do "Sonorus". E usado para deixar alguem, ou varias pessoas mudas por algum tempo.
  • Reduccio - É o contra-feitiço do "Engorgio". E também usado para reduzir o tamanho de algum objeto.
  • Reducto - Este feitiço é utilizado para evaporar objetos. Uma curiosidade sobre este feitiço é que ele é utilizado para matar Bellatrix Lestrange em Reliquias da Morte (parte 2). Molly Weasley utiliza o feitiço Petrificus Totalus para imobilizar Bellatrix. A partir desse momento, ela continua sendo bruxa, mas pelo efeito do feitiço, é como se fosse uma mera estátua. Depois de utilizar o feitiço Reducto, Bellatrix é morta tão instantaneamente quanto com o feitiço Avada Kedavra, virando apenas pó.
  • Relaxo - Faz com que uma corrente (uma corda, algemas, etc..), se quebre.
  • Reparifarge - Repara um feitiço de transfiguração, fazendo-o voltar ao seu estado original.
  • Reparo - Repara o objeto alvo. É o contra-feitiço do feitiço "Reducto".
  • Repellidois - Proteção usada para repelir feitiços pequenos, voltando para quem o conjurou.
  • Repello Trouxatum - Cria uma barreira de proteção, servindo como um repelo para trouxas (pessoas não bruxas). Ao se aproximarem do local, são obrigados a se afastar ou lembram-se de compromissos muito importantes, além de não conseguirem ver nada mágico além desta barreira.
  • Repello Aparatio - Cria uma área que impede a aparatação,Transporta magicamente o conjurador
  • Repello Inimigotum - Em combinaçao com Protego maxima repele todo inimigo o desintegrando assim que passar pela barreira
  • Rictusempra - É o Feitiço do Riso. Faz com que a pessoa ria descontroladamente, além disso pode empurrar o oponente para o chão.
  • Riddikulus - Feitiço usado contra bichos-papões, fazendo sua forma se tornar ridiculamente engraçada.Foi ensinado pelo professor R. J. Lupin no terceiro ano.
  • Salvio Hexia - Produz um campo de força em determinada área que faz com que todas as pessoas e objetos(a escolha do conjurador) se tornem invisíveis para quem esta do lado de fora da barreira.
  • Sectumsempra[14] - Um feitiço que faz cortes profundos e extensos e fazendo com que a vitima sangre até a morte.(se não for tratado com o feitiço Vulnera Sanentur) Harry viu este feitiço no livro do príncipe mestiço e usou em Draco Malfoy quando estavam no banheiro. Harry tenta usar no Snape quando o mesmo mata Dumbledore porém não tem sucesso uma vez que o feitiço foi inventado por Snape. (Enígma do Princípe)
  • Serpensortia - Faz com que o usuário conjure uma cobra para atacar o alvo. Usado por Draco Malfoy no Clube de duelos no 2° ano. Por Bellatrix Lestrange em Fenrir Greyback na Mansão dos Malfoy.
  • Sonorus - Amplia a voz, como se fosse um microfone mágico. Este feitiço é utilizado por Albus Dumbledore em Cálice de Fogo, durante o torneio tribruxo.
  • Tabu - Quando uma determinada palavra amaldiçoada é pronunciada, qualquer um que a pronunciou se torna rastreável
  • Tarantallegra[14] - Faz o oponente dançar sem parar.
  • Temerudum - Cria uma réplica idêntica de uma guloseima, a guloseima varia sobre o que o conjurador mais gosta de comer. Este feitiço foi criado por Helga Lufa-Lufa. Esse feitiço, quando feito por alunos da Lufa-Lufa, pode levar a que a guloseima contenha um tônico do sono. Usado por Hermione Granger em Câmara Secreta
  • Flaponix - Feitiço utilizado para aspirar algo, como poeira, sangue, etc...
  • Travalingua - Faz com que o enfeitiçado sinta sua língua travada e sua garganta seca, não conseguindo emitir mais som algum.
  • Úmero Miratta (Em inglês: Miratta Humerus) - Faz com que feitiço do oponente saia pela culatra, se o feitiço "Bombarda" sair pela culatra o oponente adormece devido à pressão da explosão.
  • Uediuósi (Em inglês: Waddiwasi) - Faz um objeto de sua escolha acertar alguma parte do corpo de alguém. Usado por Remo Lupin em Prisioneiro de Azkaban[60]
  • Veritaserum - Uma poção poderosa, uma pessoa ao ingeri-la não é capaz de mentir até o efeito da poção passar. Foi usada em Bartolomeu Crouch Jr. em Harry Potter e o Cálice de Fogo.
  • Vipera Evanesca - Destrói uma cobra criada por feitiço. Usado por Severo Snape em Câmara Secreta
  • Vera Verto[14] - Transforma animais em cálices de água. Usado por Minerva McGonagall e por seus alunos do segundo ano em Câmara Secreta.
  • Vulnera Sanentur[14] - Contra-feitiço do "Sectumsempra" (ambos, feitiço e contra-feitiço criados por Severo Snape). Deve ser recitado de forma cantada três vezes enquanto se faz os movimentos necessários com a varinha sobre os ferimentos causados pelo Sectumsempra, fazendo com que o sangue volte ao corpo da vítima e os ferimentos cicatrizem. Snape usa esse feitiço no Draco Malfoy quando ele é atingido por Harry em Enigma do Príncipe
  • Wingardium Leviosa - Feitiço simples que permite que objetos flutuem. Usado por Rony para derrotar o trasgo em Pedra Filosofal. Usado por Harry para fazer os cérebros flutuarem numa das salas do Departamento de Mistérios em A Ordem da Fênix.

As Maldições Imperdoáveis[editar | editar código-fonte]

São feitiços da série Harry Potter (Livro da autora J.K. Rowling) que foram proibidos pelo Ministério da Magia por possuírem caráter maligno e objetivo cruel (matar, torturar, controlar...). O uso das tais maldições implica prisão perpétua em Azkaban.[61]

Maldição Cruciatus[editar | editar código-fonte]

Crucio - Chamada também de Maldição da Tortura, causa enormes dores psicológicas e físicas. É um dos feitiços favoritos de Lord Voldemort e dos Comensais da Morte e, segundo Belatrix Lestrange, para o feitiço funcionar, "não basta apenas pronunciar as palavras, é preciso querer causar dor e sentir prazer com o sofrimento do seu oponente."[62] Visto/mencionado em Harry Potter e o Cálice de Fogo quando Bartô Crouch Jr., que estava transformado por meio da poção polissuco no ex-auror Alastor Moody, usa a maldição em um amblipígio (animal da mesma classe das aranhas) durante a aula de Defesa Contra as Artes das Trevas. 2- Harry descobre que Bartô Crouch Jr. e Belatrix Lestrange (Bellatrix, na versão inglesa) foram enviados para Azkaban, por terem usado esta maldição em Frank e Alice Longbottom, pais de Neville Longbottom, até a insanidade. 3- Em Harry Potter e a Ordem da Fênix, Harry usa tal maldição em Bellatrix Lestrange após ela ter supostamente matado seu padrinho Sirius Black. 4- No livro Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Harry torna a usar essa maldição, mas Snape diz que ele é incapaz de fazer o uso correto de tal feitiço. Também em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Draco Malfoy tenta usar contra Harry quando lutam no banheiro feminino, mas não termina o feitiço.

Mas Harry aprende como usá-lo no sétimo livro, quando Amico Carrow cospe no rosto da professora Minerva McGonagall, em Hogwarts,e Draco Malfoy usou junto a Voldemort em um comensal da morte,chamado Thorfinn Rowle, pela falha na missão de capturar Harry e seus amigos.

Também podemos vê-lo no sétimo livro, quando Bellatrix Lestrange tortura Hermione Granger fortemente na Mansão Dos Malfoy.

É mencionado no sétimo livro que Aberforth Dumbledore foi atingido por Grindelwald com essa maldição.

Maldição Imperius[editar | editar código-fonte]

Imperius,[14] chamada também de Maldição do Enganamento, toma o controle do alvo e faz com que a vítima siga fielmente as ordens do bruxo que lançou o feitiço. Feiticeiros com grande força de vontade podem vencer essa maldição como Harry faz durante as aulas com o falso Alastor Moody em "Harry Potter e o Cálice de Fogo".[63] A oclumência não tem qualquer influência sobre a maldição, como podemos notar quando o verdadeiro Moody é colocado sobre a influência da maldição apesar de ter grande experiência em oclumência. Esta maldição controla a vontade do amaldiçoado e não sua mente, tanto que os amaldiçoados continuam a pensar normalmente apesar de não terem controle sobre seus atos. Visto/mencionado em Diversos locais. Visto em Harry Potter e o Cálice de Fogo quando Bartô Crouch Jr., que estava disfarçado de o ex-Auror Olho-Tonto Moody, usa contra uma aranha em uma aula de Defesa Contra a Arte das Trevas. No mesmo filme, a maldição é usada por Lord Voldemort em Harry Potter, isso para obriga-lo a usar os bons modos de um duelo contra Voldemort. Também visto em Harry Potter e as Relíquias da Morte quando Harry Potter utiliza esta maldição em um duende na recepção de Gringotes, e depois usada por Rony Weasley dentro do banco após serem submetidos à Queda do Ladrão (encantamento que desfaz todos os feitiços que ameacem invasão aos cofres de Gringotes), no mesmo duende.

Foi muito usada no tempo em que Lord Voldemort era poderoso, criando dificuldades para que o Ministério da Magia separasse os reais seguidores de Voldemort dos enfeitiçados. Muitos dos Comensais da Morte disseram-se enfeitiçados pela Maldição Imperius para escapar de Azkaban após a queda de seu mestre.Em Harry Potter e o Enigma do Príncipe, Draco Malfoy enfeitiça Madame Rosmerta em Hogsmeade.

Através de treino é possível resistir a essa maldição. Harry Potter é um dos bruxos capazes de resistir completamente, tendo sido treinado para isso durante as aulas com o falso Alastor Moody (na verdade, Bartô Crouch Jr.), no quarto livro. Vítor Krum foi enfeitiçado com Imperio na terceira tarefa do Torneio Tribruxo. O Ministro júnior da Grã-Bretanha, Herberto Chorley, reagiu mal quando foi encantado. Draco Malfoy usou esse feitiço em Madame Rosmerta, que por sua vez amaldiçoou Katie Bell. Aparece nos livros Cálice de Fogo (p. 171, 539, 542, 544) Ordem da Fênix, Enigma do Principe e Relíquias da Morte.

Maldição Avada Kedavra[editar | editar código-fonte]

Avada Kedavra[14][10] é a pior das três Maldições Imperdoáveis, faz com que um raio verde saia da varinha e atinja o alvo instantaneamente, matando sem deixar rastos ou sinais visíveis. A cicatriz de Harry é a única exceção. Ele também se tornou uma exceção por ser a única pessoa que já sobreviveu a essa maldição.[64] Perto do verão de 1998, Harry tornou-se o primeiro bruxo a sofrer mais de uma vez a Maldição da Morte e também o primeiro a ressuscitar depois do ataque. Uma autópsia trouxa não consegue identificar a causa da morte. Dumbledore conseguiu proteger Harry da Avada Kedavra com barreiras físicas (as estátuas do Ministério da Magia), e Edwiges bloqueou o caminho de mais um feitiço, morrendo para proteger Harry.

Além disso, Fênix, pássaros imortais que ressurgem das suas próprias cinzas sobrevivem a esse feitiço, pegando fogo quando são atingidas por ele (como fazem quando estão velhas) e depois revivem de suas cinzas. Quem utilizar a Maldição da Morte em outro ser humano recebe pena de prisão perpétua, na prisão bruxa de Azkaban. No quinto livro, Alvo Dumbledore conta mais alguns detalhes sobre a morte dos pais de Harry Potter: como sua mãe, Lílian Evans, o havia protegido com um feitiço muito antigo, o qual Voldemort jamais conseguiria compreender. Ela e seu marido, Tiago Potter, faleceram enquanto protegiam o filho, que sobreviveu apenas com uma cicatriz em forma de raio, que lhe traz ligações e estranhas habilidades, como a ofidioglosia - capacidade de se comunicar com cobras, com aquele que tentou matá-lo, Lord Voldemort.

Visto/mencionado:: Em Harry Potter e as Relíquias da Morte é usado muitas vezes na Batalha em Hogwarts. Todos a quem esta maldição é dirigida morrem. Só é conhecido um sobrevivente: Harry Potter. No filme de Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2, é mostrado alguns dos personagens se defendendo do feitiço com o feitiço Protego que se for lançado corretamente te defende de qualquer feitiço, até mesmo a Maldição da Morte.

Em Harry Potter e a Câmara Secreta (possivelmente, somente no filme):

  • Por Lucio Malfoy, quando tenta matar Harry, mas é impedido por Dobby. Ele diz somente "Avada...", logo o feitiço mais possível é "Avada Kedavra".

Em Harry Potter o Cálice de Fogo:

Em Harry Potter e a Ordem da Fênix:

Em Harry Potter e o Enigma do Príncipe:

Em Harry Potter e as Relíquias da Morte:

A palavra aramaica Avada significa "Eu destruo/mato". Considerando que Kedavra significa "como eu falo", logo fica "Eu mato quando falo". J. K. Rowling quando estava em um festival de livros em 2004 e deu a explicação sobre o significado de Avada Kedavra, afirmando ser um antigo feitiço em aramaico, tendo sido a origem etimológica de Abracadabra.[65]

Nota: No filme Harry Potter e a Ordem da Fênix, Bellatrix Lestrange usa essa maldição em Sirius Black, com sucesso, mas apenas no filme. Quanto ao livro ele é atingido por um feitiço desconhecido, possivelmente um Feitiço Estuporante, pois no livro não é citado o feitiço. Podendo então assumir que Sirius morreu ao atravessar o véu.
Nota 2: Quando um animal é transformado em Horcrux (propositadamente), recebe proteção contra quase todos os feitiços, isso inclui a maldição da Morte, como é demonstrado em Harry Potter e as Relíquias da Morte.

Referências

  1. «FAQ jkrowling.com». Consultado em 8 de maio de 2017. Cópia arquivada em 21 de julho de 2011 
  2. «J.K Rowling Official Site». Consultado em 27 de fevereiro de 2008 
  3. Predefinição:HP6, chapter 13
  4. «2001: Accio Quote!, the largest archive of J.K Rowling interviews on the web». Consultado em 27 de fevereiro de 2008. Arquivado do original em 27 de agosto de 2008 
  5. a b «JKR quotes about "the rules" of Harry Potter's Wizarding World:». Consultado em 27 de fevereiro de 2008 
  6. Harry Potter and Me. Accio Quote. 28 de dezembro de 2001. BBC 
  7. Anelli, Melissa. «More About that Veil». Harry, A History. Consultado em 8 de maio de 2017. Cópia arquivada em 20 de novembro de 2008 
  8. «History of Magic in North America». Pottermore. Consultado em 5 de maio de 2017 
  9. a b Easthment, Stephen (2012). Harry Potter - the Harry Potter Spellbook - Unofficial Guide. [S.l.]: Ebooklt. ISBN 9781456610807 
  10. a b c d O Viral (5 de junho de 2017). «Na crise, fãs de Harry Potter investem em food truck temático. E deu certo!». Consultado em 17 de novembro de 2017 
  11. Jéssica Silva (9 de junho de 2017). «Trailer de lanches tem cardápio que homenageia 'Harry Potter'». Consultado em 17 de novembro de 2017 
  12. Andreia Guerreiro (17 de abril de 2017). «Será que os miúdos também gostam de superalimentos?». Consultado em 17 de novembro de 2017 
  13. Diego Almeida (5 de novembro de 2016). «Harry potter vira tema de aulas de Yoga no Texas». Consultado em 17 de novembro de 2017 
  14. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw Por Lucas Hernandes. Um Pouco Mais Sobre Harry Potter. [S.l.: s.n.] pp. 23–25. Consultado em 17 de novembro de 2017 
  15. Cálice de Fogo (p. 255)
  16. Enigma do Príncipe (p. 451)
  17. Pedra Filosofal (p. 119)
  18. Prisioneiro de Azkaban (p. 303)
  19. Ordem da Fênix (p. 418)
  20. Enigma do Príncipe (p. 115)
  21. Câmara Secreta (p. 176)
  22. Cálice de Fogo (p. 228)
  23. Cálice de Fogo (p. 270)
  24. Cálice de Fogo (p. 271)
  25. Cálice de Fogo (p. 270)
  26. Cálice de Fogo (p. 485)
  27. Relíquias da Morte (p. 320)
  28. Ordem da Fênix (p. 495)
  29. Ordem da Fênix (p. 615)
  30. Ordem da Fênix (p. 638)
  31. Cálice de Fogo (p. 434)
  32. Cálice de Fogo (p. 103)
  33. Cálice de Fogo (p. 239)
  34. Relíquias da Morte (p. 422)
  35. Cálice de Fogo (p. 434)
  36. Relíquias da Morte (p. 329).
  37. Relíquias da Morte (pp. 81, 489)
  38. Prisioneiro de Azkaban (p. 336)
  39. Prisioneiro de Azkaban (p. 224)
  40. Relíquias da Morte (p. 500)
  41. Cálice de Fogo (p. 107)
  42. Ordem da Fênix (p. 586)
  43. Enigma do Príncipe (p. 473)
  44. Ordem da Fênix (p. 70, 195)
  45. Câmara Secreta (p. 164)
  46. Relíquias da Morte (p. 134)
  47. página 399 da edição de capa dura
  48. Prisioneiro de Azkaban (p. 303)
  49. Prisioneiro de Azkaban (p. 154)
  50. Câmara Secreta (p. 165)
  51. Ordem da Fênix (p. 625)
  52. Ordem da Fênix (p. 352)
  53. Relíquias da Morte (p. 491, 493)
  54. Relíquias da Morte (p. 209)
  55. Relíquias da Morte (p. 500)
  56. Prisioneiro de Azkaban, pag. 151/162
  57. 00:40:05 no filme
  58. Pág: 98-103
  59. Pág: 484-488
  60. Livro:Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban ( Pag. 100).
  61. «Harry Potter and the Goblet of Fire - Pottermore». Pottermore 
  62. «Crucio - Pottermore». Pottermore 
  63. «Imperio - Pottermore». Pottermore 
  64. «Avada Kedavra - Pottermore». Pottermore 
  65. potterish.com. «O que J.K. Rowling diz sobre… Nomes e Significados». Consultado em 20 de novembro de 2017