Manuel González

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2009)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Manuel González
Manuel González
Presidente do México
Período 1 de dezembro de 1880 - 30 de novembro de 1884
Antecessor Porfirio Díaz
Sucessor Porfirio Díaz
Dados pessoais
Nome completo Manuel del Refugio Martínez González Flores
Nascimento 17 de junho de 1833
Matamoros, Tamaulipas, México
Morte 8 de maio de 1893 (59 anos)
Chapingo, estado do México, México
Primeira-dama Laura Mantecón Arteaga
Partido Liberal
Profissão militar e político

Manuel del Refugio Martínez González Flores (Matamoros, Tamaulipas, 17 de junho de 1833 - Chapingo, Estado do México, 8 de maio de 1893), foi um militar e político mexicano, tendo sido presidente do México de 1880 a 1884.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alistou-se no exército em 1851 e continuou na carreira militar chegando a tenente em 1855, sempre nas fileiras do exército de Antonio López de Santa Anna[1]. Inicialmente conservador, toma parte no plano de Ayutla. Durante a segunda intervenção francesa, oferece os seus serviços a Benito Juárez, abandonando a facção conservadora do México, e serve sob as ordens de Porfírio Díaz durante este conflito. Restaurada a república por Benito Juárez, é nomeado comandante da guarnição militar da capital.

Depois de ser eleito deputado federal por Oaxaca, renuncia a este cargo para juntar-se a Porfírio Díaz nos levantamentos de la Noria e de Tuxtepec. Após o derrube de Lerdo de Tejada é durante algum tempo comandante de uma região militar do país, até ser candidato à presidência. Homem de confiança de Díaz, é eleito presidente em 1880, nomeando Díaz para o cargo de secretário do Fomento.

Durante o seu mandato deu-se um grande impulso na construção de vias férreas no México e foi instalada a primeira ligação submarina com os Estados Unidos, a partir de Veracruz, ligando assim o México ao resto do mundo. Por decreto por ele firmado, a partir de janeiro de 1884, o México adotou o sistema métrico de unidades.

Cumprido o seu mandato, entrega o poder a Porfírio Díaz, eleito pela segunda vez, e é declarado governador de Guanajuato cargo que ocupará até à sua morte.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. PONCE ALOCER, María Eugenia (2000) Elección de Manuel González 1878-1880 México, ed,Universidad Iberoamericana departamento de historia
  • (em castelhano) "González, Manuel," Enciclopedia de México, vol. 6. Mexico City, 1996, ISBN 1-56409-016-7.
  • (em castelhano) García Puron, Manuel, México y sus gobernantes, v. 2. Mexico City: Joaquín Porrua, 1984.
  • (em castelhano) Orozco Linares, Fernando, Gobernantes de México. Mexico City: Panorama Editorial, 1985, ISBN 968-38-0260-5.
Precedido por
Porfírio Díaz
Presidente do México
1 de dezembro de 1880 a 30 de novembro de 1884
Sucedido por
Porfírio Díaz
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.