Pedro Vélez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pedro Vélez
Nascimento 28 de julho de 1787
Zacatecas (cidade)
Morte 5 de agosto de 1848
Cidade do México
Cidadania México, Espanha
Alma mater
Ocupação advogado, juiz, político, filósofo

José Pedro Antonio Vélez de Zúñiga (Zacatecas, 1787- Cidade do México, 5 de Agosto de 1848) foi um político e jurista mexicano. Ocupou interinamente o cargo de presidente do México em 1829.[1][2]

Foi ministro da Justiça e ministro dos Assuntos Religiosos. Foi também presidente do Supremo Tribunal do México durante o mandato presidencial de Vicente Guerrero.[1][2] Quando em 1829 Guerrero deixou temporariamente a presidência entregue a José María Bocanegra para combater uma rebelião em Jalapa, Veracruz (Plano de Jalapa), Bocanegra foi deposto em menos de uma semana, sendo nomeado um triunvirato para ocupar temporariamente a presidência.[1][2] Como presidente do Supremo Tribunal, Vélez foi nomeado para presidir a este triunvirato, juntamente com o general Luis de Quintanar e Lucas Alamán.[1] O seu mandato estendeu-se de 23 de Dezembro a 31 de Dezembro de 1829, após o que Anastasio Bustamante, antigo vice-presidente de Guerrero e líder da revolta de Jalapa, assumiu a presidência.[1]

Referências

  1. a b c d e Gómez, Juana Vázquez (1997). Dictionary of Mexican Rulers, 1325-1997 (em inglês). Westport: Greenwood Publishing Group. pp. 67–68, 163 
  2. a b c Orozco, Fernando (2004). Gobernantes de Mexico (em espanhol). Cidade do México: Panorama Editorial. p. 224 

Precedido por
José María Bocanegra
Presidente do México
Triunvirato de 1829
Pedro Vélez
Lucas Alamán
Luis de Quintanar
1829
Sucedido por
Anastasio Bustamante