José Joaquín de Herrera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) pelo município homônimo, veja José Joaquín de Herrera (município).
José Joaquín de Herrera
Nascimento 23 de fevereiro de 1792
Perote
Morte 10 de fevereiro de 1854 (61 anos)
Tacubaya
Cidadania México
Ocupação político

José Joaquín Antonio Florencio de Herrera y Ricardos (Jalapa, 1792 - Tacubaya, 10 de Fevereiro de 1854) foi um político e militar mexicano. Ocupou o cargo de presidente do México em três ocasiões (1844, 1844-1845 e 1848-1851).

A partir de 1810 participa em várias acções militares contra os insurgentes independentistas. Após um ano de retiro da actividade militar, regressa a esta mesma actividade em 1821 em apoio ao plano de Iguala, sendo nomeado general no Exército Trigarante. Mais tarde seria detido por conspirar contra Agustín de Iturbide. Após a resignação deste, passa a fazer parte do congresso. Em 1833 Antonio López de Santa Anna nomeia-o ministro da guerra. Em 1844 é nomeado presidente do supremo tribunal, razão pela qual ocupa interinamente a presidência por alguns dias após a demissão de Santa Anna, a 12 de Setembro. Cede o lugar ao presidente provisional Valentín Canalizo a 21 de Setembro mas este é deposto pouco tempo depois por uma revolta militar e Herrera volta assumir a presidência, desta vez como presidente eleito. Durante este segundo mandato, Santa Anna, que se havia revoltado, é detido. Além disso, começam os problemas relativos à situação do Texas. Herrera era partidário do reconhecimento da independência do Texas e esta posição trouxe-lhe grande impopularidade. Após uma rebelião falhada em Junho de 1845, em 14 de Dezembro o comandante das tropas destacadas no Texas, Mariano Paredes y Arrillaga pronunciou-se contra o governo sendo apoiado pelo general Gabriel Valencia comandante da guarnição militar da capital, levando assim à demissão de Herrera.

Durante a guerra Mexicano-Americana Herrera serviu sob o comando de Santa Anna e após a assinatura do tratado de Guadalupe Hidalgo foi eleito presidente pelo congresso, tendo assumido o cargo depois da retirada das tropas dos Estados Unidos.

No dia 8 de Janeiro de 1851 o congresso elegeu Mariano Arista presidente e a 15 de Janeiro Herrera cedeu o lugar ao seu sucessor, naquela que foi a primeira transição de governo da história do México feita de acordo com a constituição e sem uma revolução.

Precedido por
Antonio López de Santa Anna
Presidente do México (interino)
12 de Setembro a 21 de Setembro de 1844
Sucedido por
Valentín Canalizo
Precedido por
Valentín Canalizo
Presidente do México
7 de Dezembro de 1844 - 30 de Dezembro de 1845
Sucedido por
Gabriel Valencia
Precedido por
Manuel de la Peña y Peña
Presidente do México
3 de Junho de 1848 - 15 de Janeiro de 1851
Sucedido por
Mariano Arista