McDonnell Douglas KC-10

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
McDonnell Douglas KC-10 Extender
Picto infobox aircraft.png
Um McDonnell Douglas KC-10
Descrição
Tipo / Missão Avião-tanque
País de origem  Estados Unidos
Fabricante McDonnell Douglas
Custo unitário 88,4 milhões de dólares
Primeiro voo em 1981 (34 anos)
Especificações
Dimensões
Comprimento 54,4 m (178 ft)
Envergadura 50 m (164 ft)
Altura 17,4 m (57,1 ft)
Peso(s)
Peso de decolagem 265 500 kg (585 000 lb)
Performance
Velocidade máxima 996 km/h (537 kn)
Teto máximo 12 727 m (41 800 ft)

O McDonnell Douglas KC-10 foi um avião-tanque a serviço da Força Aérea Americana. O KC-10 foi derivado do avião civil DC-10.

Iniciou-se na Guerra do Vietnam a dúvida sobre a necessidade de mais 700 Boeing KC-135 para abastecimento de aeronaves.

Na Guerra do Yom Kippur em 1973 demonstrou a necessidade de capacidade mais adequadas para o abastecimento aéreo. Viu que os C-5 Galaxy eram forçados a aterrissar na Europa para abastecimento, pois não existiam aviões-tanque suficientemente grande para fazer voo diretos dos Estados Unidos para Israel.

Como resultado a tripulação dos C-5 Galaxys foram treinados para um abastecimento aéreo e Departamento de Defesa concluiu que era preciso criar um avião-tanque mais moderno.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.