Monge (classe de personagem)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Monge (RPG))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A classe monge se assemelha aos monges lutadores do Oriente

Em jogos de RPG, o Monge é uma classe de personagens típica de cenários de fantasia medieval, dentre os quais se destacam os jogos Dungeons & Dragons, também chamado de D&D,[1] GURPS e Pathfinder Roleplaying Game. Monges são personagens com habilidades em artes marciais e têm estratégias muito poderosas.

Os monges são pessoas que buscam a perfeição espiritual através da meditação da contemplação, e a perfeição corporal, através de um intenso controle e treinamento em artes marciais. Devido ao seu treinamento em artes marciais, geralmente a arma mais perigosa de um monge é seu próprio corpo. Alem de conseguir causar mais dano desarmado que uma pessoa normal, seu treino geralmente o concede ataques mais rápidos e a capacidade de acertar pontos vitais de uma criatura a fim de atordoá-lo.[2]


O treinamento físico ao qual se submetem também permite que realizem feitos impressionantes, como segurar flechas em pleno voo e saltar muito mais longe. Já o treinamento espiritual lhes concede força de vontade descomunal, alem de controle absoluto sobre sua própria mente. Os monges ficcionais geralmente são capazes de sentir e controlar o ki. Monges geralmente aparecem como seguidores de filosofias orientais, como o budismo ou o taoísmo.

Monges podem ser bons ou maus, dependendo da linha filosófica adotada por sua ordem ou monastério (ou possível juramento). Algumas podem pregar o bem e a ajuda ao próximo como meio de alcançar a perfeição. As baseadas no taoísmo podem pregar a neutralidade do universo e, por fim, outras podem pregar que uma pessoa deve tomar qualquer caminho necessário para alcançar a perfeição, não importando se você deverá passar por cima de uma ou duas pessoas para fazer isso.

Em Dungeons & Dragons 3.5 – Animated Series Handbook publicado em 2006, Diana da série animada de Dungeons & Dragons (que no Brasil, recebeu o título de Caverna do Dragão) é descrita como monja, diferente de outras versões onde ela era uma ladra-acrobata", que passou a ser classe prestígio na terceira edição de D&D.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas


  1. Livingstone, Ian (1982). Dicing with Dragons, An Introduction to Role-Playing Games (Revised ed.). Routledge. ISBN 0-7100-9466-3.
  2. Skip Williams (10 de março de 2005). «Monks with Class». Dungeons and Dragons 
  3. Mat Smith (12 de outubro de 2004). «Previews for December and Beyond». Wizards of the Coast 
Web
  • Monk (em inglês) no Pathfinder Roleplaying Game Reference Document