Pandemia de COVID-19 na Croácia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na Europa
Pandemia de COVID-19 na Croácia
COVID-19 Outbreak Cases in Croatia.svg
Mapa das províncias com casos confirmados de novo coronavírus (em 18 de março):
  Casos confirmados
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Origem Itália, Áustria, Alemanha, Romênia, Tanzânia
Local Croácia
Período 25 de fevereiro de 2020
(1 mês e 9 dias)
Estatísticas globais
Casos confirmados 418
Mortes 0
Casos que recuperaram 16

Este artigo documenta os impactos da pandemia de coronavírus de 2020 na Croácia e pode não incluir todas as principais respostas e medidas contemporâneas.[1]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

A preocupação com a disseminação do vírus começou após a pandemia de COVID-19 na China continental e os seus efeitos em escala global. Na Croácia, a preocupação aumentou devido à quantidade de trabalhadores chineses presentes na Ponte Pelješac.[2]

Aeroportos foram preparados para tomar medidas de precaução contra o vírus. O Ministério da Saúde alertou os que viajaram a China a evitar pessoas doentes, animais e mercados, além de não comer comidas cruas ou mal passadas, para lavar as mãos e notificar aos seus médicos caso queiram ir à China.[2]

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Fevereiro de 2020[editar | editar código-fonte]

Em 25 de fevereiro, o primeiro caso de coronavírus na Croácia foi confirmado. Um homem de 26 anos de idade permaneceu em Milão, na Itália, de 19 a 21 de fevereiro e testou positivo para o vírus. Prosseguidamente, foi hospitalizado no Hospital Universitário de Doenças Infecciosas Dr. Fran Mihaljević, em Zagreb.[3]

Em 26 de fevereiro, 2 novos casos foram confirmados: o irmão gêmeo do primeiro paciente foi hospitalizado no mesmo local, enquanto um homem que havia trabalhado em Parma foi hospitalizado em Rijeka. No mesmo dia, o Centro Clínico-Hospitalar de Osijek baniu visitas. Até 29 de fevereiro, existiam 7 casos confirmados no país, os quais eram originários de Zagreb e Rijeka.[4]

Março de 2020[editar | editar código-fonte]

Em 2 de março, o oitavo caso do vírus foi confirmado no país.[5] Em 3 de março, outro caso em Varaždin, sendo um homem que trabalhava como motorista na Itália.[6] Em 6 de março, outro caso foi confirmado na cidade, sendo um homem de 60 anos de idade.[7]

Em 7 de março, mais um caso em Varaždin, elevando o número total para 12.[8] Em 9 de março, um caso foi confirmado em Istria, na cidade de Pula, tratando-se de um homem de Labin que havia viajado para a Itália a trabalho.[9]

Em 10 de março, 2 novos casos foram relatados, sendo ambos indivíduos que haviam viajado para a Áustria e para a Itália.[10]

Em 11 de março, o 16º caso foi confirmado, sendo de um jovo qmeu havia participado de uma feira em Munique.[11] No mesmo dia, mais 3 casos foram relatados; todos haviam viajado da Áustria e da Alemanha.[12] Uma balsa de Ancona com 93 passageiros embarcou no porto de Split, dos quais 57 eram cidadãos croatas, 9 eram da Itália, 6 eram da Bósnia e Herzegovina, 3 eram de Montenegro e o restante eram de países diversos. Como precaução, foram colocados em quarentana no Hotel Zargreb.[13]

Em 12 de março, a primeira recuperação do vírus foi anunciada. O irmão gêmeo do paciente zero havia testado negativo para o vírus em dois testes. No entanto, no mesmo dia, 8 novos casos foram relatados.[14] 3 deles estavam intimamente relacionados aos pacientes de Rijeka, mas eram assintomáticos.[15] Os outros 2 haviam viajado da Áustria e da Alemanha para Zagreb.[16] Em Sisak, houve a primeira confirmação do caso, sendo um paciente de Mošćenica que trabalhara na Itália. Em Pula, mais dois casos foram relatados, ambos vindos da Itália.[17]

Em 13 de março, 5 novos casos foram relatados; dois em Pula e tr^s em Zagreb. Um dos casos eram uma criança; posteriormente, todas as crianças do jardim de infância frequentado pelo infectado foram colocadas em quarentena. Este caso marcou a primeira infecção em criança no país.[18][19] Durante a noite de 13 a 14 de março, 14 trabalhadores de Brodosplit foram colocados em quarentena depois de voltarem do trabalho temporário na Itália.[20]

Em 14 de março, 5 novos casos foram registrados, elevando o número de infectados totais para 37; em Zagreb, Varaždin, Sisak e Osijek.[21] Os infectados de Osijek eram cônjuges de meia-idade da cidade de Ernestinovo. O paciente zero se recuperou e recebeu alta do hospital.[22] No final do dia, mais 2 casos foram confirmados; uma mulher que voltou da Romênia e um parente próximo do casal de Ernestinovo.[23][24]

Em 15 de março, 10 novos casos foram relatados; cinco em Zagreb e cinco em Osijek, elevando o número para 51.[25] Dois dos infectados de Zagreb eram médicos que foram contaminados fora do hospital, levando, posteriormente, ao isolamento.[26][27] O hospital foi, então, transformado em um centro de apoio respiratório para os casos mais graves, enquanto os outros pacientes foram transferidos para o Centro Hospitalar Universitário de Zagreb, Hospital Sisters of Charity ou liberados para casa.[28]

Em 16 de março, 7 novos casos foram confirmados; cinco em Zareb, um em Rijeka e o primeiro caso em karlovac, elevando o número total para 56. O diplomata Davor Božinović confirmou 174 denúncias de quebra de regime de isolamento.[29][30] No mesmo dia, foram confirmadas duas recuperações no país; o primeiro paciente hospitalizado em Rijeka e uma jovem em Zagreb.[31]

Em 17 de março, foram relatados 13 novos casos, elevando o número total para 69. O ministro da Saúde, Vili Beroš, declarou que 1 014 amostras sanguíneas foram processadas e que 9 598 pessoas estavam sob controle médico. Božinović confirmou o recebimento de mais de 500 denúncias de quebra de auto-isolamento. 93 das quais comprovadamente violaram as medidas e enfrentaram sanções.[32] Afirma-se que médicos foram esquiar na Áustria sem informar previamente seus superiores.[33] Assim, os primeiros casos confirmados em Zabok e Slavonski Brod foram originários do território austríaco.[34] No mesmo dia, os pacientes do Hospital Križine Split foram transferidos para o Hospital Firule Split, pois o primeiro era destinado exclusivamente aos casos de coronavírus.[35]

Em 18 de março, Zoran Milanović, presidente do país, fez um discurso televisionado sobre a pandemia de coronavírus na Croácia.[36] 20 novos casos foram confirmados, incluindo os primeiros da Dalmácia; uma jovem de Biograd, que havia retornado de uma viagem turística a Zanzibar via Dubai com sua irmã, e um casal de idosos hospitalizados me Split. O número de médicos infectados aumentou para 9.[37][38][39][40]

Em 19 de março, 16 novos casos foram confirmados, elevando o número para 105. Os primeiros casos de Dubrovnik e Šibenik foram relatados. No mesmo dia, um homem idoso de Brtonigla, que morreu no dia anterior em auto-isolamento, foi confirmado como portador do vírus; no entanto, não foi atestado se o vírus causou a sua morte.[41][42]

Impactos[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Em 14 de março, o governo proibiu aumentos de preços e fixou o preço de 30 janeiro como o mais alto possível para os seguintes produtos: farinham, leite, leite em pó, ovos, açúcar, sal, arroz, macarrão, carne fresca, peixe, frutas, legumes, carne enlatada, peixe enlatado, óleo, comida para bebê, fraldas, água potável, detergente, sabão em pó, desinfetantes, álcool, roupas e acessórios de proteção, medicamentos, produtos médicos e roupas de cama. O primeiro-ministro da Croácia, Andrej Plenković, informou a decisão um dia depois. A Inspeção Estadual anunciou que as fiscalizações de preços começaria me 17 de março, com multas variando de 3 000 a 15 000 HRK.[43][44]

Em 17 de março, Plenković anunciou o fechamento de shoppings, algumas lojas, restaurantes, cinemas, teatros, salas de leitura, bibliotecas, academias, centros esportivos, academias de ginástica, centros de recreação, escolas de dança, oficinas infantis, exposições, feiras, boates e discotecas.[45] Em 18 de março, o hotel Le Méridien LAV anunciou que seria fechado de 23 de março a 15 de abril.[46]

Educação[editar | editar código-fonte]

Em 11 de março, foi anunciado que jardins de infância, escolas e faculdades no condado de Istria seriam fechados a partir de 13 de março, com alunos das quatro primeiras séries do ensino fundamental acompanhado as aulas pelo canal TV HRT 3 ou pelo Microsoft SharePoint das instituições.[47] Em 13 de março, Plenković anunciou que todos os jardins de infância, escolas e faculdades estariam fechados por uma quinzena a partir e 16 de março.[18]

Em 16 de março, o ministro da Educação, Blaženka Divjak, confirmou que, no mesmo dia, a CARNET, responsável pelas aulas on-line na Croácia, havia sido vítima de ciberataque, o que impedia a transmissão de aulas naquele momento. Mais tarde, no mesmo dia, foi anunciado que a empresa havia sofrido cerca de dez ataques cibernéticos durante o dia; no entanto, confirmou que as aulas a distância haviam sido realizadas com sucesso.[48][49]

Referências

  1. N. C. (18 de março de 2020). «Koronavirusom zaražena 81 osoba! Za građane otvorena linija 113, u kršenju izolacije uhvaćene 132 osobe». rtl.hr (em croata). Consultado em 19 de março de 2020 
  2. a b «What is Croatia Doing to Prevent the Spreading of the New Coronavirus?». www.total-croatia-news.com (em inglês) 
  3. «Croatia latest European country to confirm coronavirus case». The Guardian. 25 de fevereiro de 2020 
  4. «Croatia confirms third case of coronavirus infection». N1 HR (em croata). Consultado em 26 de fevereiro de 2020 
  5. Thomas, Mark. «Eighth case of coronavirus confirmed in Croatia - The Dubrovnik Times». www.thedubrovniktimes.com 
  6. «Beroš o zaraženom iz Varaždina: Dobro je, nema temperaturu. Objavit ćemo posebne upute za starije i kronične bolesnike». Dnevnik.hr (em croata). Consultado em 3 de março de 2020 
  7. «Croatia confirms 11th case of coronavirus». The Voice of Croatia 
  8. «New coronavirus case confirmed in Varaždin». The Voice of Croatia 
  9. «UŽIVO 13. slučaj zaraze koronavirusom u Hrvatskoj, na snazi nove mjere». hr.n1info.com (em croata). Consultado em 9 de março de 2020 
  10. «Croatia reports two new coronavirus cases». Croatian Radio Television. 10 de março de 2020. Consultado em 10 de março de 2020 
  11. «16th case of coronavirus confirmed in Croatia». The Voice of Croatia 
  12. «U Hrvatskoj tri nova slučaja, broj zaraženih popeo se na 19». Večernji list (em Croatian). 11 de março de 2020. Consultado em 12 de março de 2020 
  13. Vuković, Slavica; Hina (11 de março de 2020). «Jutros stigli u Split: Talijani s trajekta Marko Polo prebačeni u karantenu». Večernji list (em croata). Consultado em 13 de março de 2020 
  14. «Croatia sees first case of recovery from Coronavirus». The Voice of Croatia 
  15. Zagorac, Nikol (12 de março de 2020). «Pet novih zaraženih: Troje je iz Rijeke, dvoje bili u inozemstvu». 24sata (em Croatian) 
  16. Prerad, Danijel (12 de março de 2020). «Potvrđen 25. oboljeli od koronavirusa u Hrvatskoj: Mladić se vratio iz Italije gdje je radio». Večernji list (em Croatian). Consultado em 13 de março de 2020 
  17. Rimac Lesički, Ivana; Halar, Ivan; Hina; Ilotić Šuvalić, Maša; Vučić, Doris (12 de março de 2020). «Potvrđena još dva slučaja: Dvije osobe hospitalizirane u Puli pozitivne na koronavirus». Večernji list (em Croatian). Consultado em 13 de março de 2020 
  18. a b Ilotić Šuvalić, Maša (13 de março de 2020). «Plenković: Od ponedjeljka se obustavlja nastava u Hrvatskoj. Neće raditi ni vrtići ni fakulteti». Večernji list 
  19. Rimac Lesički, Ivana (13 de março de 2020). «Prvo dijete u Hrvatskoj zaraženo koronavirusom». Večernji list (em Croatian) 
  20. An. S.; Hina (14 de março de 2020). «U karantenu u Split stiglo 14 radnika iz Italije». tportal.hr (em croata) 
  21. Lepan Štefančić, Suzana (14 de março de 2020). «Prvih dvoje zaraženih u Osijeku su supružnici. Bili su u kontaktu s osobom koja je na Klinici u Zagrebu». Večernji list (em Croatian) 
  22. «37 slučajeva u Hrvatskoj: zaštita od korona virusa i kakvu ulogu oči imaju u zarazi». dioptrija.hr (em croata). 14 de março de 2020 
  23. Kragić Mahmutović, Višnja; Uremović, Kristina (14 de março de 2020). «Novi slučaj korone: Zaražena žena doputovala iz Rumunjske». 24sata (em Croatian) 
  24. Hina; Lepan Štefančić, Suzana; Ilotić Šuvalić, Maša (14 de março de 2020). «39 zaraženih: Osoba iz uskog kruga obitelji iz Ernestinova pozitivna na koronavirus». Večernji list (em Croatian) 
  25. Hina; Ilotić Šuvalić, Maša (15 de março de 2020). «U Hrvatskoj potvrđeno 46 slučaja zaraze. Zabilježeno je sedam novih slučajeva». Večernji list (em Croatian) 
  26. Sarić Čedić, Jasmina; Kragić Mahmutović, Višnja (15 de março de 2020). «U KB Dubrava zaražena su dva liječnika: Evakuira se bolnica». 24sata (em Croatian) 
  27. Devčić, Matej (15 de março de 2020). «PLENKOVIĆ 'Broj zaraženih porastao je na 49' BEROŠ 'Raspravlja se o proglašenju karantene u cijeloj državi, ali nećemo trčati pred rudo'». Jutarnji list (em Croatian) 
  28. «STOTINJAK PACIJENATA OSTAJE U KB DUBRAVA Ostali se evakuiraju u druge bolnice, pacijenti koji su danas došli po nalaze ili na kontrolu vraćeni kućama». Jutarnji list (em Croatian). 16 de março de 2020 
  29. «Ministar Beroš: U Hrvatskoj imamo sedam novih zaraženih, sada smo na brojci 56». Večernji list (em Croatian). 16 de março de 2020 
  30. Prerad, Danijel (16 de março de 2020). «Potvrđen novi slučaj koronavirusa u Sisku». Večernji list (em Croatian) 
  31. Zagorac, Nikol; Arslani, Merita (16 de março de 2020). «Sedam novih slučajeva: 'Ne bi bilo dobro da sve zatvorimo'». 24sata (em Croatian) 
  32. D. I. (17 de março de 2020). «Ograničit će se kretanje starijih, utvrđeno čak 93 kršitelja samoizolacije: Još nepoznato u kojim su gradovima novooboljeli od koronavirusa». Dnevnik.hr (em croata) 
  33. R. I.; M. P. Š. (17 de março de 2020). «Zaraženo još troje liječnika u Zagrebu, doznali smo detalje». Index.hr (em croata) 
  34. «Zaraženih je 69, od čega šest liječnika. Sutra kreću 30-dnevne mjere ograničavanja». Večernji list (em Croatian). 17 de março de 2020 
  35. Rogulj, Daniela (17 de março de 2020). «(VIDEO) Hajduk Fan Group Torcida Split Steps Up in Time of Need». Total Croatia News. Consultado em 18 de março de 2020 
  36. R. I. (18 de março de 2020). «Milanović se izvanredno obratio javnosti: Ovo nije rat, ali posljedice će dugo ostati». Index.hr (em croata) 
  37. R. I. (18 de março de 2020). «Potvrđen prvi slučaj koronavirusa u Dalmaciji, zaražena mlađa žena». Index.hr (em croata) 
  38. «The first coronavirus case in Dalmatia confirmed». Croatia Week. 18 de março de 2020 
  39. Lubina, Karolina (18 de março de 2020). «Šest novooboljelih, a zaraženo ukupno 87 osoba. Deveti zaraženi liječnik iz KB Dubrava». Večernji list (em croata) 
  40. Krnić, Ivana; Hina (18 de março de 2020). «PRVI SLUČAJEVI KORONAVIRUSA U SPLITU Covid-19 utvrđen kod starijeg bračnog para, korona stigla i u Šibenik i Sesvete, u Zagrebu zaražena teta u vrtiću». Jutarnji list (em Croatian). Consultado em 19 de março de 2020 
  41. R. I. (19 de março de 2020). «U 24 dana u Hrvatskoj zaraženo 105 ljudi. U Italiji u istom periodu zaraženo 27.747». Index.hr (em croata) 
  42. Hina (19 de março de 2020). «Beroš: Zdravstvena inspekcija ispitat će smrt muškarca u Istri». Glas Istre (em Croatian) 
  43. Rak Šajn, Jolanda (16 de março de 2020). «Kreće kontrola cijena: Ovi proizvodi ne smiju imati višu cijenu». Večernji list (em Croatian) 
  44. Hina (15 de março de 2020). «Hrvatska ograničila cijene brašna, mlijeka, jaja, mesa...». Večernji list (em Bosnian) 
  45. «Plenković: U sljedećim danima obustavit će se rad nekih trgovina, kina, teretana...». Večernji list (em Croatian). 17 de março de 2020 
  46. S. A. (18 de março de 2020). «Zatvara se splitski Le Meridien LAV». Index.hr (em croata) 
  47. Penić, Goran (11 de março de 2020). «Zbog koronavirusa zatvaraju se škole u Istri, najmlađi učenici će nastavu pratiti preko HRT-a: Vlada priprema i mjere za pomoć poduzetnicima». Slobodna Dalmacija (em Croatian) 
  48. Šnidarić, Marko; Arslani, Merita (16 de março de 2020). «Hakeri napali online nastavu u Hrvatskoj! 'Idiotsko ponašanje'». 24sata (em Croatian) 
  49. Vištica, Sanja (16 de março de 2020). «Divjak: "Imali smo 10 hakerskih napada. Ali ne razmišljamo o produžetku školske godine, stići ćemo sve rokove"». Dnevnik.hr (em croata). Consultado em 17 de março de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre epidemias é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.