Rádio Pampa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde março de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rádio Pampa
Norte Sul Radiodifusão Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) 970 kHz AM
97.5 MHz FM
Sede Porto Alegre, RS
Slogan A tribuna livre do Rio Grande
Fundação 13 de agosto de 1960
Fundador Ernani Behs e Hamilton Muniz
Pertence a Rede Pampa de Comunicação
Proprietário(s) Otávio Dumit Gadret
Formato jornalismo
Idioma Língua portuguesa
Prefixo
  • ZYK 201 (AM 970)
  • ZYD 560 (FM 97.5)
Prefixo(s) anterior(es)
  • 1960-1977 1210kHz
  • 1977-1997 1020kHz
  • 1997-2000 780kHz
  • 2000-2007 780kHz e 970KHz
  • 2007-2014 970kHz
  • 2014-2015 970kHz e FM 96.7
  • 2015-2017 970kHz
  • 2017 970kHz e FM 97.5
Emissoras irmãs
Cobertura Região Metropolitana de Porto Alegre
Webcast http://noasrv.caster.fm:10128/stream
Página oficial http://www.radiopampa.com.br

A Rádio Pampa é uma estação de rádio brasileira com sede em Porto Alegre, RS. Faz parte da Rede Pampa de Comunicação e opera nas frequências 970 kHz AM e 97.5 MHz FM.

A Rádio Pampa já operou na frequência 1210 kHz de Esteio, atual Rádio Catedral, na frequência 1020 kHz e em 780 kHz, atual Rádio Caiçara. A emissora chegou a ter a dobradinha nos 780 e nos 970. Foi afiliada a Jovem Pan nos 780 KHz entre 1997 e 2002.

Seu slogan é A tribuna livre do Rio Grande.

História[editar | editar código-fonte]

A Rádio Pampa foi inaugurada em 13 de agosto de 1960, por Ernani Behs e Hamilton Muniz da Rocha, na frequência 1210 kHz. Foi comprada pelo empresário Otávio Dumit Gadret em novembro de 1971. A emissora tinha um perfil jovem, disputando audiência com as rádios jovens de Porto Alegre. Em 1977, passou para a frequência de 970 kHz, anteriormente ocupada pela Rádio Caiçara.

Em 3 de dezembro de 1984, assumiu um novo perfil de programação com vários profissionais vindos da Rádio Guaíba, após a falência da Companhia Jornalística Caldas Júnior. Passou a adotar o slogan "Venha para o meio do rádio". Porém, em 1987 o projeto é descontinuado e a Rádio Pampa passa a focar em uma programação de estúdio.

Em 1999, a Rádio Pampa passa a priorizar o esporte em sua programação, adotando o slogan "A número um do futebol", sob a gerência de Paulo Sérgio Pinto e Roberto Brauner. Em 2003, contrata Rogério Mendelski, líder de audiência na Rádio Gaúcha. Em 2007, após a venda do Sistema Guaíba-Correio do Povo para o Grupo Record, a Rádio Pampa acaba com o futebol em sua programação, voltando a focar em uma programação de estúdio, baseada na participação do ouvinte.

Estreia na FM[editar | editar código-fonte]

A partir de 1 de abril de 2014, a Pampa passou a operar em um canal FM: é a frequência 96,7 (então Rádio Eldorado, que por sua vez, ocupara os 97,5 FM, até então Jovem Pan FM Porto Alegre, que fora desativada em 31 de março). Com isso, a Pampa passa a ser a terceira emissora AM da capital com canal de retransmissão FM e a segunda do grupo (juntamente com a Rádio Grenal).

No dia 16 de abril de 2015, a rádio deixa de operar em FM, para dar lugar à Rádio Liberdade nos 96.7 MHz.

Porém em 1 de março de 2017, retorna ao dial FM através da frequência 97.5 MHz (no lugar da Eldorado que foi deslocada para frequência 1020 AM).

Equipe[editar | editar código-fonte]

Âncoras[editar | editar código-fonte]

  • Pedro Fonseca
  • Marne Barcelos
  • Gustavo Victorino
  • Rafael Marconi
  • Paula Cardoso
  • Rita Gastal
  • Oberdã Pires
  • Nando Donel

Colunistas[editar | editar código-fonte]

Noticiaristas[editar | editar código-fonte]

  • Nando Donel
  • Rita Gastal

Programas[editar | editar código-fonte]

  • Pampa Saúde domingos, durante o todo dia e de segunda a sábado das 01h às 05h
  • Pampa Bom Dia De segunda a sábado das 05h às 10h
  • Conexão Pampa De segunda a sábado das 10h às 13h.
  • Pampa News De segunda a sexta das 13h às 18h e sábado das 15h às 20h
  • Pampa na Tarde De segunda a sexta das 18h às 19h.
  • Pampa na Noite De segunda a sexta das 20h às 01h.

Já passaram pela emissora[editar | editar código-fonte]

  • Alfredo Bergmann
  • Altayr Venzon
  • Amanda Block
  • Antônio Augusto dos Santos
  • Balala Campos
  • Beatriz Fagundes
  • Cassiá Carpes
  • Cesar Manuel
  • Cláudio Laitano Santos
  • Cristiano Silva
  • Danielle Pitta
  • Darci Filho
  • Denis Olinto
  • Domingos Mário Syrpa
  • Fabiano Brasil
  • Fernando Pinho
  • Flávio Alcaraz Gomes
  • Flávio Pereira
  • Fernanda Appel
  • Geraldo Andrade
  • Haroldo Santos
  • Itaboraí Castro Júnior
  • Jayme Copstein
  • Janaína Juruá
  • José Barrionuevo
  • Josiane Aguiar
  • Klériton Vargas
  • Lauro Hagemann
  • Lauro Quadros
  • Leandro Júnior
  • Lourenço Freitas
  • Luís Magno
  • Marcus Vinicius Schil
  • Marinho Saldanha
  • Mario Júnior
  • Moisés Maciel
  • Nelson Marconi
  • Nilton Fernando
  • Orestes de Andrade Júnior
  • Rafael Cabeleira
  • Renato Marsiglia
  • Ricardo Vidarte
  • Ricardo Lay
  • Ricardo Orlandini
  • Roberto Brauner
  • Rogério Amaral
  • Rogério Mendelski
  • Vera Armando
  • William Lampert
  • Walter Galvani

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A frequência 780 AM por anos foi ocupada pela Rádio Princesa AM e por um período de tempo pela Rádio Pampa e Rádio Grenal.
  • A Rádio Pampa já teve sinal em 780 AM e 1210 AM.
  • Na época em que a emissora cobria futebol operou em 780 e 970 AM simultaneamente.
  • De 1999 a 2007, a Rádio Pampa deixou sua marca na cobertura esportiva do Rio Grande do Sul, ensaiando, inclusive, o formato que outra emissora do grupo controlado por Otávio Dumit Gadret – a Grenal – adotaria anos mais tarde.
  • A Rádio Pampa também teve uma rede de emissoras no interior do Rio Grande do Sul, em Santa Maria, Rio Grande e Pelotas, todas operando em FM com uma programação musical e diferenciada da emissora de Porto Alegre. Essas emissoras foram vendidas para a Rede Aleluia, pertencente ao bispo Edir Macedo, em 2006.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.