Renault 4CV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Renault 4CV
RENAULT 4CV.jpg
Visão Geral
Nomes
alternativos
Joaninha(Portugal)
Produção 19461961
Fabricante Renault
Modelo
Classe Compacto
Ficha técnica
Motor Motor Billancourt 760cm3
Transmissão 3 marchas a frente
Modelos relacionados Renault Juvaquatre
Fiat Topolino
Volkswagen Fusca
Citroën 2CV
Fiat 500
Dimensões
Comprimento 3663 mm
Largura 1430 mm
Altura 1470 mm
Peso 600 kg
Cronologia
Renault Juvaquatre
Renault Dauphine
Renault 4
Renault Caravelle

O Renault 4CV ou Joaninha(Portugal) foi um automóvel produzido pela construtora francesa Renault.

A sigla CV, que faz parte da denominação desse modelo vem de "cheval fiscale" ou potência fiscal, uma unidade usada para taxar o veículo. Apesar de estar relacionada, entre outros fatores, à potência do motor, a sigla CV nesse caso, não expressa a potência real do motor.[1]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Este carro foi inspirado no Volkswagen Beetle e foi o primeiro carro francês a vender mais de 1 milhão de unidades. Algumas unidades foram exportadas para o Brasil, onde o carro recebeu o bem-humorado apelido de "Rabo Quente", por causa de seu motor traseiro. Na época, o VW Fusca (outro automóvel de motor traseiro) ainda não havia chegado ao país, então, o motor traseiro era considerado uma novidade. Diz-se popularmente que o 4CV poupou o VW Fusca do apelido de Rabo Quente por ter chegado ao Brasil pouco antes desse.

Em Portugal este modelo da Renault ficou e continua a ser conhecido pelo nome de "Joaninha", nome que lhe terá sido atribuído pelo formato da sua carroçaria parecido com o insecto joaninha, à semelhança do que veio a acontecer com o VW Fusca que em Portugal ficou conhecido pelo Carocha.

No lançamento do 4CV, foi apelidado de "La motte de beurre" (o pedaço de manteiga); isto se deve à combinação de seu design e ao fato de que os primeiros modelos eram pintados com a tinta excedente dos veículos do exército alemão do Afrika Korps de Rommel, que eram de cor amarelo-areia. Mais tarde, foi conhecido carinhosamente como o "quatre pattes", "quatro patas". O 4CV foi inicialmente equipado com um motor de 760cc acoplado a uma transmissão manual de três velocidades. Em 1950, o motor de 760 cc foi substituído por um de 747cc, menor litragem do motor Billancourt, produzindo 17 cv, devido as competições onde para participar, era preciso ficar a baixo de 750cc. .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Puissance des moteurs: une histoire de chevaux !». easygo.tn. Consultado em 9 de maio de 2015  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Renault 4CV
Ícone de esboço Este artigo sobre automóveis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.