Renault Sandero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Renault Sandero
Dacia Sandero de segunda geração
Visão Geral
Nomes
alternativos
Dacia Sandero
Produção 2007 — presente
Fabricante Renault, Dacia
Modelo
Classe Compacto
Carroceria Hatch 5 portas
Cronologia
Renault Clio

O Sandero é um automóvel hatch desenvolvido pela Renault do Brasil e a romena Dacia — uma subsidiária da Renault, visando especialmente os mercados em desenvolvimento do Leste Europeu e Latino-americano. O carro baseia-se na plataforma M0 (em seu lançamento na B0), a mesma utilizada pelo Clio III europeu e Renault Logan, e apesar de ser um hatchback, está posicionado em um segmento de mercado (e de preço) acima do Logan, modelo do qual deriva.

Sob diversos ângulos, pode-se notar que o Sandero tem um desenho claramente inspirado no do Clio III europeu. Ambos os carros também possuem dimensões externas bem semelhantes. Contudo, o Clio III é bem mais requintado em termos de acabamento, além de possuir mais equipamentos de conforto e segurança.

O Sandero brasileiro foi re-estilizado em 2011, recebendo uma frente inspirada no Clio III europeu. A versão Stepway também foi re-estilizada. A traseira recebeu leves modificações e ganhou letras ao estilo do Fluence. O interior recebeu acabamentos melhores e o modelo ganhou a opção de câmbio automático de quatro marchas. O modelo deverá inspirar uma futura re-estilização no Sandero europeu. Uma nova geração do Sandero já está a venda desde 2012 na Europa, e é vendida no Brasil sob a marca Renault, desde Julho de 2014.

Primeira geração[editar | editar código-fonte]

Primeira geração
Visão Geral
Produção Roménia 2007 — 2012
Brasil 2007 — 2014
Colômbia 2007 — 2015
Irã 2015 — Presente
Montagem Mioveni, Romênia
São José dos Pinhais, Brasil (Renault do Brasil)
Envigado, Colômbia (Sofasa)
Casablanca, Marrocos (Somaca)
Moscovo, Rússia (Avtoframos)
Pretória, África do Sul (Nissan)[nota 1],
Tehran, Irâ (Pars khodro)
Modelo
Classe Compacto
Carroceria Hatch 5 portas
Designer Renault Design Barcelona[1]
Ficha técnica
Motor 1.0L I4 Hi-Flex 16v
1.2L I4 16v (gasoline)
1.4L I4 (gasoline)
1.4L I4 (flex)
1.5L I4 dCi (diesel)
1.6L I4 (gasoline)
1.6L I4 16v (gasoline)
1.6L I4 16v (flex-fuel)
Potência Ver tabela de motores
Torque Ver tabela de motores
Plataforma Dacia B0
Transmissão Manual de 5 velocidades
Automatizado de 4 velocidades[2][nota 2]
Layout Motor frontal, tração dianteira
Dimensões
Comprimento 4 020 mm (158,3 in)
4 091 mm (161,1 in) (Stepway)
Entre-eixos 2 589 mm (101,9 in)
2 588 mm (101,9 in) (Stepway)
Largura 1 746 mm (68,74 in)
1 753 mm (69,02 in) (Stepway)
Altura 1 534 mm (60,39 in)
1 578 mm (62,13 in) (Stepway)
Peso 1 025 – 1 204 kg (2 260 – 2 654 lb)
Tanque 50 L
Dacia Sandero 2009
Renault Sandero pós-facelift na Colômbia

O Sandero foi desenvolvido no Technocentre da Renault próximo à Paris, França, em conjunto com os centros regionais de engenharia do Brasil e Romênia.[6][7] Em 2007 ele fez sua primeira aparição durante o Salão do Automóvel de Frankfurt,[8] e fez sua estréia no mercado brasileiro, como um modelo da Renault, em dezembro de 2007, tornando-se o primeiro modelo da Renault a estrear fora da Europa.[7] Em março de 2008, foi a vez do continente europeu receber o compacto como um modelo Dacia. Sua versão de produção foi apresentada no Salão Internacional do Automóvel de Genebra.[9] Em fevereiro de 2009, foi a vez do continente africano receber o modelo, sendo lançado na África do Sul sob a marca Renault.[10] Em Dezembro de 2009, foi a vez da Rússia. Além desses países ele também é fabricado Renault na Colômbia para alimentar o mercado interno e também era exportado para o Chile. Apesar de sua segunda geração ter sido lançada em 2012, o Sandero I foi lançado em 2015 no Irâ.[11]

Facelift[editar | editar código-fonte]

Em Maio de 2011, a Renault lançou no Brasil a versão reestilizada do Sandero, que trazia para-choques redesenhados e o interior revisado.[12]

Na Colômbia, a versão reestilizada do Renault Sandero e o Renault Stepway foram revelados no inicio de 2012, com algumas diferenças das outras versões vendidas, como, por exemplo, a localização das fechaduras e airbags para os passageiros.

Segurança[editar | editar código-fonte]

Europa[editar | editar código-fonte]

Na vanguarda da segurança passiva, o Sandero foi projetado para atender aos requisitos da regulamentação européia.[13] Dependendo do nível de equipamento, o Dacia Sandero vinha com mais de quatro airbags. Em termos de segurança passiva o Dacia Sandero era equipado na época com a última geração do sistema de ABS da Bosch, a Bosch 8.1 ABS, que possuía o sistema de EBD (Distribuição eletrônica de frenagem) e EBA (Assistente de frenagem emergencial) incorporado.

A Euro NCAP analisou o Dacia Sandero equipado com o nível básico de equipamentos de segurança, e também testou a versão com o nível máximo de equipamentos oferecidos, o "safety pack", que é oferecido como opcional em alguns modelos e padrão em outros.[14] O crash test da versão básica, que era equipado com cintos com limitador de carga e airbag duplo, pontuou 3 estrelas para adultos, 4 estrelas para crianças e 1 estrela para colisões com pedestres.[15]

  • Ocupante Adulto: 3 de 5 estrelas., 25 pontos
  • Ocupante Criança: 4 de 5 estrelas., 38 pontos
  • Pedestres: 1 de 4 estrelas., 6 pontos

O modelo "safety pack" testado pela EuroNCAP era equipado com airbags duplos e laterais, cintos com pré-tensionadores, recebeu 31 pontos para ocupantes adultos, 38 para crianças e 6 para pedestres, esse resultado foi classificado com 4 de 5 estrelas para ocupantes adultos e crianças.[16]

  • Ocupante Adulto: 4 de 5 estrelas., 31 pontos
  • Ocupante Criança: 4 de 5 estrelas., 38 pontos
  • Pedestres: 1 de 4 estrelas., 6 pontos

America latina[editar | editar código-fonte]

O Sandero vendido na América Latina foi testado, em 2012, pelo instituto Latin NCAP, que avalia a proteção aos ocupantes no caso de uma colisão. Os testes da NCAP classificam a segurança dos veículos com notas que vão de 0 a 5 estrelas. Os resultados com o Sandero latino sem airbags foram desanimadores, recebendo apenas 1 estrela na proteção para adultos e 2 estrelas na proteção para crianças. O modelo europeu com duplo airbags, testado pela Euro NCAP, em 2008, recebeu 3 estrelas na proteção para adultos e 4 estrelas na proteção para crianças.[17]

  • Ocupante Adulto: 1 de 5 estrelas., 4,61 pontos
  • Ocupante Criança: 2 de 5 estrelas., 18.78 pontos

Stepway[editar | editar código-fonte]

Renault Sandero Stepway

Em outubro de 2008, menos de um ano após o lançamento do Sandero no Brasil, a Renault do Brasil apresentou uma nova versão do Sandero: o Stepway, a versão "aventureira", da qual a Renault o tratou como um novo modelo.[18] O carro tem um apelo off road, que são carros de passeio, com alguns apliques de plásticos e visual mais encorpado.[18]

Para diferenciar das demais versões, o carro ganhou para-choque dianteiro em formato de quebra-mato e traseiro mais envolventes, estribos e molduras laterais, protetor de cárter, faróis com "mascara negra", rack de teto e rodas de 16 polegadas. Além disso ele possuía alguns adesivos com diferentes temas, sendo opcionais gratuitos, eram: Eletronick, Flower, GPS, Sport, Street e Tattoo.[18]

Dacia Sandero Stepway

Além das mudanças estéticas, ele ganhou ainda algumas modificações mecânicas, para conseguir enfrentar melhor possíveis trechos e estradas mais "radicais". A suspensão foi retrabalhada ficando com altura do solo de 185 mm, graças as molas e os amortecedores ficaram mais rígidos. As bitolas também ficaram maiores, dianteira de 1 504 mm (59,21 in) e traseira de 1 484 mm (58,43 in). Com isso, em comparação a versão normal, o Stepway ficou um pouco mais largo, de 1.746 mm para 1.751 mm.[19]

A única opção de motorização ero o 1.6 k4m 16v, que gerava 112 cv (82,4 kW) no etanol e 110 cv (80,9 kW) na gasolina á 5750 rpm e 1,55 kgf-m (15,2 Nm) e 15,1 kgf-m (148 Nm) de torque á 3750 rpm. Esse motor era o mesmo oferecido nas versões Privilège e Nokia.[20]

Na época de seu lançamento, ele tinha como objetivo fazer frente à concorrentes, como Citroën C3 XTR, Citroën C3 Aircross, Fiat Palio Weekeend, Ford Fiesta Trail, Volkswagen CrossFox e entre outros aventureiros urbanos.[18]

Motores[editar | editar código-fonte]

Motor Código Volume* Potência Torque Aceleração
0–100 km/h
Velocidade máxima Consumo Combinado**
Motores a gasolina
1.0 MPFi 16v SOHC D4D Hi-Flex 999 cc 77 cv (56,6 kW) @ 5850 rpm
76 cv (55,9 kW) @ 5850 rpm
10,1 kgf-m (99,1 Nm) @ 4350 rpm
9,9 kgf-m (97,1 Nm) @ 4350 rpm
14.1 s 161 km/h (100 mph)
160 km/h (99,4 mph)
9.7 l/100km (E)
6.3 l/100km (G)[21]
1.2 MPFI 16v SOHC D4F 732 1 149 cc 75 cv (55 kW) @ 5500 rpm 10,9 kgf-m (107 Nm) @ 4250 rpm 13.6 s 161 km/h (100 mph) 5.9 l/100km (G)[22]
1.4 MPFI 8v SOHC K7J 710 1 390 cc 75 cv (55 kW) @ 5500 rpm 11,4 kgf-m (112 Nm) @ 3000 rpm 13.0 s 161 km/h (100 mph) 6.9 l/100km (G)[23]
1.4 MPFI 8v SOHC K7J GNV 1 390 cc 72 cv (53 kW) @ 5500 rpm 11,4 kgf-m (112 Nm) @ 3000 rpm 13.0 s 161 km/h (100 mph) 9.2 l/100 km (GNV)[24]
1.6 EFi 8v DOHC K7M 800 1 598 cc 84 cv (62 kW) @ 5500 rpm 13,8 kgf-m (135 Nm) @ 3000 rpm 12.9 s 169 km/h (105 mph) 6.7 l/100 km[25]
1.6 MPFi 8v SOHC K7M Hi-Torque 1 598 cc 95 cv (70 kW) @ 5250 rpm
92 cv (68 kW) @ 5750 rpm
14,1 kgf-m (138 Nm) @ 2850 rpm
13,7 kgf-m (134 Nm) @ 2850 rpm
11.7 s 174 km/h (108 mph) 12.5 l/100km (E)
9.2 l/100km (G)[26]
1.6 EFi 16v DOHC K4M 696 1 598 cc 105 cv (77,2 kW) @ 5750 rpm 15,1 kgf-m (148 Nm) @ 3750 rpm 11.3 s 181 km/h (112 mph) 6.8 l/100 km (G)[27]
1.6 MPFI 16v DOHC K4M Hi-Flex 1 598 cc 112 cv (82,4 kW) @ 5750 rpm
107 cv (78,7 kW) @ 5750 rpm
15,5 kgf-m (152 Nm) @ 3750 rpm
15,1 kgf-m (148 Nm) @ 3750 rpm
10.8 s 195 km/h (121 mph) 14.3 l/100km (E)
9.7 l/100km (G)[28]
Motores a diesel
1.5 dCi 8v SOHC K9K 892 1 461 cc 75 cv (55 kW) @ 4000 rpm 18,4 kgf-m (180 Nm) @ 1750 rpm 15.0 s 157 km/h (97,6 mph) 4.5 l/100 km (D)[29]
1.5 dCi 8v SOHC K9K 892 1 461 cc 88 cv (65 kW) @ 4000 rpm 20,4 kgf-m (200 Nm) @ 1750 rpm 13.3 s 162 km/h (101 mph) 4.8 l/100 km (D)[30]
1.5 dCi 8v SOHC K9K 892 1 461 cc 90 cv (66 kW) @ 3750 rpm 22,4 kgf-m (220 Nm) @ 1750 rpm 13.0 s 167 km/h (104 mph) 4.6 l/100 km (D)[31]
*Volume da câmara de combustão
**Consumo em trecho combinado (urbano + rodoviário)

Versões no Brasil[editar | editar código-fonte]

Renault Sandero 1.6 GT Line 2013
  • Authentique 1.0 16V (2007—2014)
  • Expression 1.0 16V (2007—2014)
  • TechRun 1.0 16V (2013-2014)
  • Authentique 1.6 8V (2007-2010)
  • Expression 1.6 8V (2007-2014)
  • Privilège 1.6 8V (2007-2014)
  • Privilège MT 1.6 16V (2007-2010)
  • Nokia 1.6 16V (2008)
  • Stepway 1.6 16V (2008-2011)
  • Privilège AT 1.6 16V (2011-2014)
  • Stepway 1.6 8V (2011-2014)
  • Stepway AT 1.6 16V (2011-2014)
  • Vibe 1.6 8V (2009-2010)
  • GT Line 1.6 16V (2011)
  • GT Line 1.6 8V (2012-2014)
  • Stepway Rip Curl 1.6 16V (2012)
  • Stepway Tweed 1.6 16V (2013-2014)

Segunda Geração[editar | editar código-fonte]

Segunda Geração
Dacia Sandero de segunda geração
Visão Geral
Produção Roménia 2012 — Presente
Brasil 2014 — Presente
Colômbia 2015 — Presente
Montagem Mioveni, Romênia
Casablanca, Marrocos (Somaca)
Oran, Argélia (Renault Algeria)
Tânger, Marrocos (Renault)[32]
Togliatti, Rússia (AvtoVAZ)
São José dos Pinhais, Brasil (Renault do Brasil)
Envigado, Colômbia (SOFASA)
Modelo
Classe Compacto
Carroceria Hatch 5 portas
Designer Renault Design Central Europe
Ficha técnica
Motor 0.9 L 12v I3 turbo (gasolina)
1.0 L 16v I4 flex (gasolina/etanol)
1.0 L SCe 12v I4
1.2 L 16v I4 (gasolina)
1.2 L 16v I4 (gasolina/GNV)
1.6 L I4 (gasolina)
1.6 L I4 flex (gasolina/etanol)
2.0 L 16v I4 (gasolina)
1.5 L I4 dCi (diesel)
Potência «Ver tabela de Motores»
Torque «Ver tabela de Motores»
Plataforma Dacia M0[33]
Transmissão 5 velocidades manual
4 velocidades automático
5 velocidades automatizado (Easy-R)
Layout Motor frontal, tração dianteira
Dimensões
Comprimento 4 057 mm (159,7 in)
4 080 mm (160,6 in) (Stepway)
Entre-eixos 2 589 mm (101,9 in)
Largura 1 733 mm (68,23 in)
1 757 mm (69,17 in) (Stepway)
Altura 1 523 mm (59,96 in)
1 533 mm (60,35 in) (Stepway)
Altura livre do solo 150 mm (5,906 in)
190 mm (7,480 in) (Stepway)
Peso 1 016 – 1 237 kg (2 240 – 2 727 lb)
Velocidade Máx. 202 km/h (126 mph)
Rear view
Dacia Sandero Stepway

A segunda geração do Sandero foi revelada pela Dacia durante o Paris Motor Show de 2012.[34] Durante o evento a nova geração do Stepway também foi apresentada.

O hatch e sua versão mini crossover foram flagrados cobertos por camuflagens durante o ano de 2012, durante os meses de Junho,[35] Julho,[36] e Setembro,[37] e pouco tempo depois a revista automotiva Auto Bild publicou uma projeção em CGI do que seria o novo sandero[38] o mesmo aconteceu com a Za Rulem.[39] As fotos Oficiais do novo Sandero foram reveladas pela Dacia em 17 de Setembro de 2012, mostrando o design externo bastante similar ao do novo Logan e o painel inspirado no Dacia Lodgy.[40]

Produção e vendas[editar | editar código-fonte]

Na Romênia, o novo Sandero e Sandero Stepway estavam disponíveis para encomenda desde 01 de Outubro de 2012.[34][41] Ele também foi disponibilizado no Reino unido, onde ele se juntou ao Duster nas concessionarias em 2013,[42] tornando-se o carro mais acessível no mercado.[43]

Em Junho de 2014, o compacto foi lançado como o novo Renault Sandero no Brasil, onde também é produzido para exportação para toda América do Sul.[44] As vendas na Rússia começaram em setembro de 2014, O Sandero é montado localmente pela panta da AvtoVAZ.[45]

A atual geração do Sandero é produzida em Mioveni, Romênia (próximo a Pitesti) para mercados com volante no lado direito (RHD para right-hand drive) como Reino Unido, Irlanda, Chipre e África do Sul (sob o nome Renault Sandero), o modelo também é produzido na Argélia pela Renault Argélia desde o começo de 2016 apena para o mercado interno, somente o modelo Stepway extreme edition.

Facelift[editar | editar código-fonte]

Em 2017 a Dacia resolveu revitalizar o visual do compacto. O primeiro facelift do novo Sandero o trouxe um visual mais sóbrio, a dianteira ganhou luzes de posição noturna e detalhes cromados na grade frontal e novos faróis. A traseira recebeu para-choques redesenhados para parecerem mais robustos e o interior das lanternas também foram retrabalhados.[46]

Segurança[editar | editar código-fonte]

Em 2013, a segunda geração do Dacia Sandero alcançou 4 estrelas de 5 na classificação geral da EuroNCAP para a versão básica. Um resultado melhor que o modelo básico da geração anterior, que alcançou apenas 3 estrelas.[47][48]

O carro recebeu a pontuação de 29 pts (80%) para ocupantes adultos, 39 pts (79%) para crianças, 21 pts (57%) para pedestres e 5 pts (55%) para "assistências de segurança", esses resultados foram classificados como 5/5 estrelas para proteção de ocupantes adultos e crianças, e 4/5 estrelas para proteção de Pedestres e "assistências de segurança".[49]

  • Ocupantes Adultos: 5 de 5 estrelas.
  • Ocupantes crianças: 5 de 5 estrelas.
  • Pedestres: 4 de 5 estrelas.
  • "assistências de segurança": 4 de 5 estrelas.

Sandero R.S. 2.0[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2015,[50] foi lançado no brasil a versão esportiva do Sandero, a R.S., diferente a versão GT Line que apela para adesivos e outros artifícios para parecer esportivo, o R.S. foi todo retrabalhado pela Renault Sport (A divisão esportiva da Renault e também responsável pelo time da F1 da marca).[51] Segundo a Renault foram mais de 120 mil horas de engenharia dedicadas ao bólido, cerca de 75 engenheiros dedicados a essa versão. Cerca de trinta protótipos rodaram mais de 250 mil km na Espanha, França, Suécia, Argentina e Brasil.[51]

Motor[editar | editar código-fonte]

O R.S. utiliza um motor 2.0L F4R 16v, motor conhecido por equipar a versão 2.0 do Duster e o Fluence GT no Brasil – mas que também está presente nos esportivos da Renault Sport, como os Clio III RS 172, 182, 197 e 200 e no Mégane III RS 275 Trophy. O motor quando abastecido com etanol gera 150 cv (110 kW) a 5.750 rpm (com corte de ignição a 6.200 rpm), e 20,9 kgf-m (205 Nm) de torque a 4.000 rpm. Quando abastecido com gasolina ele produz 145 cv (107 kW) a 5.750 rpm e 20,2 kgf-m (198 Nm) de torque a 4.000 rpm.[52]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Além do motor ele também herdou a transmissão do Duster, a TL4 093.[51] Um câmbio manual de 6 velocidades que possui todas as marchas sincronizadas (inclusive a ré), foi totalmente reescalonado.[51]

Marcha Sandero R.S. 2.0[53] Duster 2.0 MT 4x2[54]
3,72:1 3,73:1
2,10:1 2,11:1
1,63:1 1,45:1
1,29:1 1,11:1
1,02:1 0,91:1
0,81:1 0,77:1
3,54:1 3,69:1
Diferencial 4,12:1 4,13:1

Motores[editar | editar código-fonte]

Motor Código Volume Potência Torque Velocidade máxima 0–100 km/h Consumo Combinado Emissão de CO²
Motores a gasolina
0.9 12v TCe H4Bt 400 898 cc 90 cv (66 kW) a 5950 rpm 13,86 kgf-m (136 Nm) a 2500 rpm 175 km/h (109 mph) 11.1 s 5.3 l/100 km 122 g/km
1.0 16v MPFi D4D Hi-Flex 999 cc (E) 80 cv (59 kW) a 5750 rpm
(G) 77 cv (57 kW) a 5750 rpm
10,50 kgf-m (103 Nm) a 4250 rpm
10,20 kgf-m (100 Nm) a 4250 rpm
161 km/h (100 mph)
160 km/h (99,4 mph)
14.1 s 9.7 l/100km
6.3 l/100km
0 g/km
106 g/km
1.0 12v SCe B4D 411 999 cc (E) 82 cv (60 kW) a 6300 rpm
(G) 79 cv (58 kW) a 6300 rpm
10,50 kgf-m (103 Nm) a 3500 rpm
10,20 kgf-m (100 Nm) a 3500 rpm
163 km/h (101 mph)
160 km/h (99,4 mph)
13.1 s
13.0 s
10.5 l/100 km
7.1 l/100 km
0 g/km
93 g/km
1.2 16v D4F 732 1 149 cc 75 cv (55 kW) a 5500 rpm 10,91 kgf-m (107 Nm) a 4250 rpm 162 km/h (101 mph) 14.5 s 5.9 l/100 km 137 g/km
1.2 16v GNV D4F Bi-Fuel 732 1 149 cc 72 cv (53,0 kW) a 5500 rpm 10,70 kgf-m (105 Nm) a 4250 rpm 154 km/h (95,7 mph) 15.1 s 7.6 l/100 km 120 g/km
1.6 8v K7M 764 1598 (E) 106 cv (78,0 kW) a 5250 rpm
(G) 98 cv (72,1 kW) a 5250 rpm
15,5 kgf-m (152 Nm) a 2850 rpm
14,5 kgf-m (142 Nm) a 2850 rpm
179 km/h (111 mph) 11 s 12.5 l/100 km
8.7 l/100 km
0 g/km
118 g/km
1.6 12v TCe 1598 90 cv (66,2 kW) a 5250 rpm 13,8 kgf-m (135 Nm) a 2500 rpm 175 km/h (109 mph) 11.1 s 5.2 l/100 km 121 g/km
2.0 16v MPFi F4R 1 998 cc (E) 150 cv (110 kW) a 5750 rpm
(G) 145 cv (107 kW) a 5750 rpm
20,9 kgf-m (205 Nm) a 4000 rpm
20,2 kgf-m (198 Nm) a 4000 rpm
202 km/h (126 mph) 8.0 s
8.4 s
14.8 l/100 km
10.47 l/100 km
0 g/km
148 g/km
Motores a diesel
1.5 dCi 75 K9K 612 1 461 cc 75 cv (55,2 kW) a 4000 rpm 20,39 kgf-m (200 Nm) a 1750 rpm 159 km/h (98,8 mph) 14.6 s 3.9 l/100 km 103 g/km
1.5 dCi 90 K9K 612 1 461 cc 90 cv (66 kW) a 3750 rpm 22,43 kgf-m (220 Nm) a 1750 rpm 167 km/h (104 mph) 12.1 s 3.9 l/100 km 103 g/km
[55][56][57][58][59][60][61][62]

Versões no Brasil[editar | editar código-fonte]

  • Authentique 1.0 16V (2007-atual)
  • Expression 1.0 16V (2007-atual)
  • Expression Easy'R 1.6 8V (2014- atual)
  • Expression 1.6 8V (2007-atual)
  • Stepway 1.6 8V (2011-atual)
  • Stepway Easy'R 1.6 8V (2014- atual)
  • Dynamique 1.6 8V (2014-Atual)
  • Stepway Easy'R 1.6 8V (2014- Atual)
  • R.S. 2.0 16V (2015-Atual)

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Renault Sandero

Notas

  1. Nissan é parceira da Renault na Renault–Nissan Alliance.
  2. Disponível apenas em certos mercados, como o Brasil, Colômbia, México e Rússia.[3][4][5]

Referências

  1. Christophe Aubry (24 de janeiro de 2013). «Patrick Le Quément, ex-patron du design Renault : pas tout à fait rangé des voitures !» (em francês). Caradisiac. Consultado em 18 de junho de 2017 
  2. «Brochures». daciamodellen. Consultado em 10 de junho de 2017 
  3. «Renault Sandero - Ficha técnica». Renault Brasil. Consultado em 5 de julho de 2013 
  4. «Ficha técnica Renault Sandero». Nissan Mexicana. 24 de julho de 2011. Consultado em 5 de julho de 2013 
  5. «Renault Sandero brochure». Renault Russia. 17 de junho de 2010. Consultado em 5 de julho de 2013 
  6. «Dacia reveals Sandero, its new compact hatchback». Dacia. 4 de março de 2008. Consultado em 31 de julho de 2013 
  7. a b «Renault unveils Sandero, an attractive , spacious saloon intended for the South American Market» (PDF). Renault. 10 de setembro de 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 
  8. «Com dimensões recordes, Sandero chega em dezembro». Carpress. 10 de setembro de 2007. Consultado em 31 de julho de 2013 
  9. «Dacia Sandero - dezvăluit în premieră mondială la Geneva». Informaţii Auto. 4 de março de 2008. Consultado em 31 de julho de 2013 
  10. «2011 Registration Document» (PDF). Renault. 23 de março de 2012. p. 21. Consultado em 5 de setembro de 2012 
  11. «Renault quer intensificar participação no Irã». Automotive Business. 29 de janeiro de 2016. Consultado em 22 de junho de 2017 
  12. «Dacia Sandero Facelift: first official photos». Car-Addicts.com. 11 de maio de 2011 
  13. «Dacia Sandero (2009)». NetCarShow.com. Consultado em 25 de agosto de 2012 
  14. «EuroNCAP Press Release». Euroncap.com. 26 de novembro de 2008. Consultado em 27 de novembro de 2010 
  15. «EuroNCAP test». Euroncap.com. Consultado em 27 de novembro de 2010 
  16. «EuroNCAP 'safety pack' test». Euroncap.com. Consultado em 27 de novembro de 2010 
  17. «Resultados do Renault Sandero no Latin NCAP (2012)» (PDF). Latin NCAP. 1 de abril de 2012. Consultado em 22 de junho de 2017 
  18. a b c d Cláudio de Souza (23 de setembro de 2008). «Sandero Stepway coloca Renault na turma dos aventureiros urbanos». Uol carros. Consultado em 2 de julho de 2017 
  19. Denis Freire de Almeida (23 de setembro de 2008). «G1 andou no Renault Sandero Stepway». G1. Consultado em 2 de julho de 2017 
  20. «Renault Sandero Stepway 2009». Carros na Web. Consultado em 2 de julho de 2017 
  21. «Renault Sandero Expression 1.0 16v». Carros na web. Consultado em 23 de junho de 2017 
  22. «Dacia Sandero 1.2 16v eco², 2011 MY». Carfolio.com. Consultado em 24 de junho de 2017 
  23. «Renault Sandero 1.4, 2009 MY». Carfolio.com. Consultado em 26 de junho de 2017 
  24. «Dacia Sandero 2008-2012 GPL». autoevolution.com. Consultado em 26 de junho de 2017 
  25. «Dacia Sandero 1.6 MPI, 2011 MY». Carfolio.com. Consultado em 29 de junho de 2017 
  26. «=Renault Sandero Vibe 1.6 8V 2010». Carros na web. Consultado em 29 de junho de 2017 
  27. «Dacia Sandero 1.6 16v, 2011 MY». Carfolio.com. Consultado em 29 de junho de 2017 
  28. «Renault Sandero Privilege 1.6 16V 2008». Carros na web. Consultado em 29 de junho de 2017 
  29. «Dacia Sandero dCi eco², 2011 MY». Carfolio.com. Consultado em 24 de junho de 2017 
  30. «Dacia Sandero Stepway dCi eco², 2011 MY». Carfolio.com. Consultado em 24 de junho de 2017 
  31. «2012 Dacia Sandero dCi 90 eco²». Carfolio.com. Consultado em 24 de junho de 2017 
  32. «Inauguration of second production line at Renault-Nissan Tangier plant». Renault. 8 de outubro de 2013. Consultado em 8 de abril de 2014 
  33. Diem, William (27 de novembro de 2012). «European Malaise Not Slowing Down Renault's Dacia». WardsAuto.com. Consultado em 17 de agosto de 2015 
  34. a b «Noile Dacia Logan, Sandero și Sandero Stepway» (PDF) (em Romanian). Dacia. 27 de setembro de 2012. Cópia arquivada (PDF) em 21 de outubro de 2010 
  35. «Classy Scoop: New Dacia Sandero Hatchback Flips the Bird». Carscoop. 26 de junho de 2012 
  36. «Spy Shots: 2013 Dacia Sandero Stepway is a Junior Duster». Carscoop. 20 de julho de 2012 
  37. «Noile Sandero, Logan şi Sandero Stepway, surprinse la teste în România». ProMotor.ro. 6 de setembro de 2012 
  38. «Nr. 14 / 26 iulie - 22 august 2012». Auto-Bild.rov. 26 de junho de 2012 
  39. «Is This the New Dacia Logan?». Autoevolution.com. 21 de julho de 2012 
  40. «Dacia Sandero 2 - Séduction renforcée» (em francês). L'Automobile Magazine. 17 de setembro de 2012 
  41. «Noul Sandero» (em romeno). Dacia. Consultado em 2 de outubro de 2012 
  42. «New Dacia Sandero unveiled». Dacia UK. Consultado em 22 de setembro de 2012 
  43. «Dacia Sandero from £69 a month». What Car?. 20 de novembro de 2012 
  44. André Deliberato (30 de junho de 2014). «Novo Renault Sandero parte de R$ 29.890; veja fotos exclusivas e avaliação». UoL Carros. Consultado em 18 de julho de 2017 
  45. «New Renault Sandero is already produced at AvtoVAZ». autostat. Consultado em 18 de julho de 2017 
  46. Gabriel Reis (30 de setembro de 2016). «Renault Sandero 2017 ganha facelift para se manter competitivo». Quatro Portas. Consultado em 18 de abril de 2017 
  47. «EuroNCAP: Dacia Finally Improves on Safety with First 4-Stars». carscoops.com. Consultado em 31 de maio de 2013 
  48. «Dacia Sandero 1.2 base». Euro NCAP. Consultado em 31 de maio de 2013 
  49. «Euro NCAP Rating Review» (PDF). Euroncap.com. 13 de maio de 2015. Consultado em 17 de agosto de 2015 
  50. Dalmo Hernandes (18 de junho de 2015). «Renault Sandero RS é lançado com motor 2.0 de 150 cv – e ao lado de Fluence GT2 e picape Duster Oroch». FlatOut!. Consultado em 5 de julho de 2017 
  51. a b c d Juliano Barata (14 de setembro de 2015). «Aceleramos o Renault Sandero RS no Velo Città: muito mais que um swap de motor 2.0». FlatOut!. Consultado em 5 de julho de 2017 
  52. «Renault Sandero RS 2.0». Carros na Web. Consultado em 5 de julho de 2017 
  53. «Catálogo Renault SANDERO R.S. 2.0 e GT Line» (PDF). Renault do Brasil. Consultado em 13 de julho de 2017 
  54. «FICHA TÉCNICA: DUSTER 2.0 16V HI-FLEX» (PDF). Renault do Brasil. Consultado em 13 de julho de 2017 
  55. «Renault Sandero Expression 1.0 16v». Carros na web. Consultado em 15 de julho de 2017 
  56. «Catálogo Renault SANDERO» (PDF). Renault do Brasil. Consultado em 15 de julho de 2017 
  57. «DACIA Sandero models». autoevolution. Consultado em 17 de agosto de 2015 
  58. «Fisa tehnica - Noul Sandero : caracteristici tehnice EURO 5» (PDF). simpotrans. 8 de novembro de 2012. Consultado em 15 de julho de 2017 
  59. «TEHNIČKE KARAKTERISTIKE - NOVI SANDERO». Dacia. Consultado em 14 de julho de 2017  Arquivado em 2013-07-21 no Wayback Machine.
  60. «Dacia Novi Sandero rs» (PDF). Dacia. Consultado em 14 de julho de 2017 
  61. «Renault Sandero». INMETRO. Consultado em 15 de julho de 2017 
  62. «Renault 1.0 B4D 411 engine». Automaniac. Consultado em 30 de julho de 2017